Estado Novo

A oposição à "República Velha"

 

O Estado Novo:

Apoderou-se da vida política em torno do único partido existente: a União Nacional; juntou as actividades económicas, sociais e culturais numa organização Corporativa, eliminando as associações que não se integrassem 4na esfera do estado; controlou o ensino, imprimiu uma orientação oficial à cultura e às artes; impregnou a vida familiar, impôs um poder político personalizado na figura do chefe, intérprete supremo do interesse Nacional.

 Salazar adoptou o lema “Tudo pela Nação, nada contra a Nação” que se assemelhava ao “Tudo no Estado, nada contra o Estado” de Mussolini. Tal como na Itália, a consolidação do Estado Novo passou pelo culto ao chefe, fazendo Salazar “O Salvador da Pátria”. Mas ao contrário de Mussolini, que defendia uma imagem militarista, agressiva e viril, Salazar cultivou a discrição, severidade e moralidade. Considerava-se o guia da Nação crendo ser o mais capaz de governar:

“Se soubesses o que custa mandar, gostarias de obedecer toda a vida”