Empresas Transnacionais


 

A partir da segunda metade do século XX, após a Segunda Guerra Mundial, algumas empresas começaram a actuar fora de seu país de origem. Nos anos 60, este processo foi apelidado de empresas multinacionais. Hoje em dia são designadas por transnacionais, essas têm a empresa mãe instalada num país, embora actue em vários. Essa mudança deu-se porque o nome “multinacional” dava a impressão de que as empresas tinham várias nacionalidades.

Actualmente, existem muitas empresas deste tipo, como podemos ver nas imagens seguintes. 

 

Prática monopolista

O capitalismo tem a sua origem na livre concorrência, o monopólio é, portanto, uma forma de manter os lucros. Grande parte dos países combate o monopólio através de leis, no entanto isso não impede que os grandes grupos empresariais desenvolvam esta prática.


O monopólio pode ser classificado de:

Holding: Corresponde à união de várias empresas mas apenas uma controla o serviço de todas as outras. Geralmente a holding não está inserido no sistema produtivo, mas possui a direcção administrativa e política nos grupos empresariais. Presentemente, a holding é a face mais moderna da concentração e acumulação do capital.


Cartel: Equivale ao conjunto de empresas independentes, que agem no mesmo seguimento que tomam as decisões a partir de um acordo comum. Esse processo tem a finalidade de controlar as matérias-primas, divisão de mercado e cotas de produção.


Trustes: É a união de várias empresas, controlando o capital das empresas e centralizando as decisões. A principal característica dessa prática é a de estabelecer uma elevação de preços com finalidade de alcançar altos índices de lucro e acumulação de capital.

 Início