a_mochila

Sábado, 7 de outubro de 2006

A Mochila...

”Oi, queria que vc soubesse que eu te acho muito linda, uma gracinha. Principalmente quando está de rosa.
E, que durante meses quis te falar isto, mas nunca soube como falar, então escrevi, porque queria muito que vc soubesse disso...”


Esse foi o bilhete q eu fiz para uma colega minha. Fiquei horas olhando pra esse papel ontem a noite, imaginando como entregar pra ela, qual a desculpa pra entregar isso, ou como fazer ela ler isso, e qual seria a reação dela. Medo e curiosidade se confundiam.

Fui pro curso, cheguei uma hora e meia mais cedo, mas não fui pra net como de costume. Fikei sentado na frente da escola, esperando pra ver a hora q ela entrava. Minutos antes de começar a aula, ela entrou.

Não me interessava mais conhecer ela, tentar me aproximar dela, tentar conquista-la, tive o curso inteiro pra fazer isso, e não fiz. Era o último dia, não havia mais tempo para nada. Só queria q ela soubesse do q eu achava dela, q tava entalado na minha garganta, ver a reação dela ao saber disso.

No início do curso, cheguei a me aproximar dela, mas na época ela tinha namorado, ele até era da escola e conhecia td mundo. Depois, ele se formou, e aos poucos fui percebendo q ela não olhava mais seguidamente para o celular nem entrava na net pra mandar web-mensagens.

Eu não tinha ctz se ela tava namorando, pensei em mil desculpas pra perguntar isso, mas nunca consegui, e nem ontem consegui tb. Hoje, qd ela entrou na escola, ela estava com 2 mochilas, a dela e outra. Qd vi a outra mochila, não tive dúvidas, era de alguém, me veio na cabeça q podia ser o tal namorado, serah q ainda namoravam? Milhões de coisas vieram na minha cabeça, o q era akela mochila?

Pensei, pensei e pensei, e acabei indo pra aula, e não entreguei o bilhete. A mochila dela continuava lah, ao lado da outra..E eu, nunca vou saber o q a outra fazia ali. Assim como nunca vou saber o q aconteceria se ela descobrisse q eu gostava dela...

Droga de mochila...


...

Agora, analisando o acontecido, eu fikei puto cmg mesmo, mto puto, pq tive o curso inteiro pra arrumar desculpas pra perguntar pra ela se ela ainda tinha namorado.. e sempre fui deixando pra depois, depois depois.. ateh q chegou o fim do curso e eu me fodi.

No início do curso, eu conversei várias vezes com ela, sentei do lado dela mtas vezes, mas sempre tinha aquele empecilho: ela tem namorado... ela tem namorado...

O tempo foi passando e ela sentava sempre na frente e eu geralmente mais no meio, e fui me afastando cada vez mais do “meio” ond ela se posicionava. Ela nunca conversou mto com ngm do curso, parecia meio se excluir, ela não era mto assediada, por alguma razão q eu não sei bem, acho q eh pq tinha namorado.

Apesar do lance do namorado, ela sempre pareceu simpática e disposta a conversar.

3 dias antes do fim, eu parei na frente dum quadro onde tinham as notas, e coincidentemente ela veio na direção do mesmo quadro, e ficou apontando o dedo pras as notas, como se estivesse procurando a dela, daí eu aproveitei pra puxar assunto, e ela falou cmg, e eu soh falei umas besteiras nada a ver, coisas inúteis, não consegui prolongar o assunto e fomos pra aula.

Suficiente pra eu pensar horas e horas, ateh dias, sobre ela, e muitas idéias pela cabeça q ateh então jah tinha eskecido, como a votade de conkista-la, se ela namorava ainda ou não, como eu poderia descobrir isso e me aproximar dela.
Pensava se ela havia feito akilo de propósito ou não, o q eu deveria ter feito na hora, o q deveria fazer depois.
Ateh q eu vi q a tão poko tempo do curso não havia mais tempo pra nada, mas me veio uma vontade gigantesca de kerer q ela soubesse q eu gostava dela.

Não sei se ela sabia disso, era até provável q sim, eu sempre ficava olhando pra ela, as vezes ficava minutos olhando ela... Acho q ela deve ter já me achado um louco, um chato, ou talvez ela nunca tivesse percebido. Será q a primeira ou a segunda idéia estão certas?
Não faço a menor idéia, e nunca vou saber, q saco.. odeio isso.. odeio qd faço td errado.. odeio não ter oportunidades pra nada.... odeio mais ainda não conseguir afzer uso das poucas oportunidades q tenhu.. odeio td, pq td sempre tem q dar errado
Odiei td q eu fiz, dessa vez eu fiz td errado, td mesmo.

Só no fim talvez eu tenha feito certo, pq não pegaria nada bem entregar um bilhete para alguém q segurava uma mochila de outra pessoa, provavelmente um kra. Como ter ctz? Não se tem ctz, mas as aparências... vai q era isso mesmo?

Putz q droga isso mesmo, as vezes ela entrava na aula, e sentava na frente, e olhava pra trás na minha direção, parecia meio q sabendo q eu tava olhando pra ela.. Pq eu toda hora olhava pra ela. Ou serah q ela olhava pra outras coisas e eu enfiei isso na cabeça? Ela tinha mania de encarar td mundo..

Eu keria soh q ela soubesse q eu gostava dela, serah q ela sabia ou não? Isso eu nunca vou saber, q merda, me odeiooooooooooooooooooooooooo =(

Comments