3º Bimestre‎ > ‎

Iracema

QUESTÕES DO LIVRO IRACEMA, DE JOSÉ DE ALENCAR
 
 

Exercício 1: (FUVEST 2009)

Em um poema escrito em louvor de Iracema, Manuel Bandeira afirma que, ao compor esse livro, Alencar:

“[...] escreveu o que é mais poema Que romance, e poema menos Que um mito, melhor que Vênus.”

Segundo Bandeira, em Iracema:

a) Alencar parte da ficção literária em direção à narrativa mítica, dispensando referências a coordenadas e personagens históricas.

b) O caráter poemático dado ao texto predomina sobre a narrativa em prosa, sendo, por sua vez, superado pela constituição de um mito literário.

c) a mitologia tupi está para a mitologia clássica, predominante no texto, assim como a prosa está para a poesia.

d) ao fundir romance e poema, Alencar, involuntariamente, produziu uma lenda do Ceará, superior à mitologia clássica.

e) estabelece-se uma hierarquia de gêneros literários, na qual o termo superior, ou dominante, é a prosa romanesca, e o termo inferior, o mito.


Exercício 2:
Em “Iracema” só não se pode dizer que

a) também é conhecida por “Lenda do Ceará”.

b) a história se passa no Vale do Paraíba, às margens do Rio Paquequer.

c) é conhecido como “Poema Americano”.

d) o filho de Iracema é Moacir, em tupi - símbolo da dor.

e) Martim, um aventureiro português, é responsável pelo fato de a heroína abandonar sua tribo.


Exercício 3

 

O índio, em alguns romances de José de Alencar, como Iracema é:

 

a) retratado com objetividade, numa perspectiva rigorosa e científica.

b) idealizado sobre o pano de fundo da natureza, da qual é o herói épico.

c) pretexto episódico para descrição da natureza.

d) visto com o desprezo do branco preconceituoso, que o considera inferior.

e) representado como um primitivo feroz e de maus instintos. 
Exercício 4: (FUVEST)
 

“O primeiro cearense, ainda no berço, emigrava da terra da pátria. Havia aí uma predestinação de uma raça?” Eis aí uma reflexão sob a forma de pergunta que o autor, faz a si mesmo com toda propriedade, e por motivos que podemos interpretar como pessoais, ao finalizar o romance. Assinale a alternativa correta sobre o trecho acima.

a)    O primeiro cearense a que se refere o trecho é Caubi.

b)    A terra pátria a que se refere o texto é Portugal.

c)    Moacir é filho de Iracema e Martin, por isso representa o primeiro representante legítimo não só do Ceará, mas do Brasil.

d)    Iracema ao morrer, pede para ser enterrada ao pé de uma palmeira, em torno da qual se desenvolveria a região do Ceará.

e)    Iracema é um romance histórico, pois trata da colonização do Brasil.


Exercício 5:  (Mack-SP)

 

Sobre Iracema, é incorreto afirmar que

a) o relacionamento entre Martim e Iracema seria uma alegoria das relações entre a metrópole e a colônia

b) Iracema é descrita de uma forma idealizante, comparada com elementos da natureza, característica própria do Romantismo.  
c) o personagem Martim é lendário; nunca existiu, tratando-se, portanto, deuma figura fictícia
d) Moacir, que em tupi quer dizer “filho da dor”, é levado por Martim para a Europa.
e) o romance é narrado em terceira pessoa, com narrador onisciente.

Exercício 6: (UFMG)

 

 Todas as passagens de Iracema, de José de Alencar, estão corretamente explicadas, exceto:

A filha de Araquém escondeu no coração a sua ventura.

 

a) Ficou tímida e quieta como a ave que pressente a borrasca no horizonte.
= Iracema entrega-se a Martim.
 
b) Iracema preparou as tintas. O chefe, embebendo as ramas da pluma, traçou pelo corpo os riscos vermelhos e pretos, que ornavam a grande nação potiguara.
= O chefe pinta Martim, preparando-o para o combate com os tabajaras.

c) Iracema, sentindo que se lhe rompia o seio, buscou a margem do rio, onde crescia o coqueiro sendo que
= Iracema prepara-se para dar à luz a Moacir.

d) O guerreiro branco é hóspede de Araquém. A paz o trouxe aos campos de Ipu, a paz o guarda.
Quem ofende o estrangeiro ofende o Pajé.
= Iracema protege Martim da fúria de Irapuã.

e) Rumor suspeito quebra a doce harmonia da sesta. Ergue a virgem os olhos, que o sol não deslumbra, sua vista perturba-se.
= Martim aparece pela primeira vez a Iracema, que saía do banho.

Exercício 7: (UEL 1998)

No romance IRACEMA, José de Alencar

a) desenvolve, na linha mesma do enredo, valores éticos e estéticos próprios da sociedade burguesa européia.

b) busca fundir num mesmo código as imagens de um lirismo romântico e alguns modos de nomeação e construção da língua tupi.
c) defende a superioridade da cultura indígena sobre a européia, tal como o demonstra o desfecho desse romance idealizante.
d) faz confluírem o plano lendário e o plano histórico, o primeiro representado por Martim, e o segundo, por Iracema.
e) dispõe-se a desenvolver a história de uma virgem que, resistindo ao colonizador, representa o poder da natureza indomável.

Exercício 8: (PUC 2007)

Considere os dois fragmentos extraídos de “IRACEMA”, de José de Alencar.

I. Onde vai a afouta jangada, que deixa rápida a costa cearense, aberta ao fresco terral a grande vela? Onde vai como branca alcíone buscando o rochedo pátrio nas solidões do oceano? Três entes respiram sobre o frágil lenho que vai singrando veloce, mar em fora. Um jovem guerreiro cuja tez branca não cora o sangue americano; uma criança e um rafeiro que viram a luz no berço das florestas, e brincam irmãos, filhos ambos da mesma terra selvagem.

II. O cajueiro floresceu quatro vezes depois que Martim partiu das praias do Ceará, levando no frágil barco o filho e o cão fiel. A jandaia não quis deixar a terra onde repousava sua amiga e senhora. O primeiro cearense, ainda no berço, emigrava da terra da pátria. Havia aí a predestinação de uma raça?

Ambos apresentam índices do que poderia ter acontecido no enredo do romance, já que constituem o começo e o fim da narrativa de Alencar. Desse modo, é possível presumir que o enredo apresenta

a) o relacionamento amoroso de Iracema e Martim, a índia e o branco, de cuja união nasceu Moacir, e que alegoriza o processo de conquista e colonização do Brasil.

b) as guerras entre as tribos tabajara e pitiguara pela conquista e preservação do território brasileiro contra o invasor estrangeiro.
c) o rapto de Iracema pelo branco português Martim como forma de enfraquecer os adversários e levar a um pacto entre o branco colonizador e o selvagem dono da terra.
d) a vingança de Martim, desbaratando o povo de Iracema, por ter sido flechado pela índia dos lábios de mel em plena floresta e ter-se tornado prisioneiro de sua tribo.
e) a morte de Iracema, após o nascimento de Moacir, e seu sepultamento junto a uma carnaúba, na fronde da qual canta ainda a jandaia.

Exercício 9: (UFRS 2006)
 
O capítulo XV do romance “Iracema”, de José de Alencar, Iracema e Martim tornam-se, efetivamente, marido e mulher.
Em relação a esse episódio, é correto afirmar que:
a) a união se dá enquanto o velho pajé dorme profundamente na cabana.
b) Martim possui Iracema sob os efeitos do vinho de Tupã.
c) Martim não resiste à paixão por Iracema e decide possuí-la, enquanto Araquém se ausenta da cabana.
d) Iracema se arrepende pela perda de sua virgindade e corre para banhar-se no rio a fim de purificar-se do pecado.
e) os dois amantes são flagrados pelo pajé, que os expulsa imediatamente da taba.

Exercício 10:

Considere as seguintes afirmações sobre  Iracema:

I. No livro, a parte final remete o leitor ao inicio da narrativa; em Iracema, a remissão ao inicio confirma que a historia fora contada em retrospectiva, reportando-se a uma época anterior a da abertura da narrativa.
II A necessidade de migrar já era sugerido no capitulo final de Iracema, quando, referindo-se a condição de migrante de Moacir, “o primeiro cearense”, o narrador pergunta: “Havia ai a predestinação de uma raça? ”
III. A narrativa elabora sua trama ficcional a partir de indivíduos reais, cuja existência histórica, e não meramente ficcional, é documentada: é o caso de Martim e Moacir, em Iracema.

Esta correto o que se afirma em

a) I, somente.

b) II, somente.

c) I e II, somente.

d) II e III, somente.

e) I, II e III.


Exercício 11:

 

Leia o trecho de Machado de Assis sobre Iracema, de José de Alencar, e responda ao que se pede.

“.......... é o ciúme e o valor marcial; ............ a austera sabedoria dos anos; Iracema o amor. No meio destes

caracteres distintos e animados, a amizade é simbolizada em ............. Entre os indígenas a amizade não era este sentimento, que à força de civilizar-se,

tornou-se raro; nascia da simpatia das almas, avivavase com o perigo, repousava na abnegação recíproca; .......... e ........... são os dois amigos da lenda, votados à mútua estima e ao mútuo sacrifício”.

 

Machado de Assis, Crítica.

No trecho, os espaços pontilhados serão corretamente preenchidos, respectivamente, pelos nomes das seguintes personagens de Iracema:

 

a) Caubi, Jacaúna, Araquém, Araquém, Martim.

b) Martim, Irapuã, Poti, Caubi, Martim.

c) Poti, Araquém, Japi, Martim, Japi

d) Araquém, Caubi, Irapuã, Irapuã, Poti.

e) Irapuã, Araquém, Poti, Poti, Martim.


Exercício 12: (UFU-MG)

 

Sobre Iracema, de José de Alencar, podemos dizer que                            :

1) as cenas de amor carnal entre Iracema e Martim são de tal forma construídas que o leitor as percebe com vivacidade, porque tudo é narrado de forma    explícita.
2) em Iracema temos o nascimento lendário do Ceará, a história de amor entre Iracema e Martim e as manifestações de ódio das tribos tabajara e potiguara.
3) Moacir é o filho nascido da união de Iracema e Martim. De maneira simbólica ele representa o homem brasileiro, fruto do índio e do branco.

4) a linguagem do romance Iracema é altamente poética, embora o texto esteja em prosa. Alencar consegue belos efeitos lingüísticos ao abusar de imagens sobre imagens, comparações sobre comparações.

Assinale:

a) se apenas a 2 e a 4 estiverem corretas. 

b) se apenas a 3 e a 4 estiverem corretas

c) se apenas a1, a 3 e a 4 estiverem corretas

d) se apenas a 2, a 3 e a 4 estiverem corretas

e) se  apenas a 1 e a 4 são corretas.


Exercício 13:

  

Leia os trechos abaixo e assinale a alternativa incorreta quanto ao enredo de Iracema:

 

a)    De tanto chorar, Iracema perdeu o leite para alimentar o filho. Foi à mata e deu de mamar a alguns cachorrinhos; eles lhe sugaram o peito e dele arrancaram o leite copioso para voltar a amamentar.

b)    Nas entranhas da terra, magicamente abertas por Araquém, Iracema esconde-se com Martim e torna-se sua esposa, traindo o compromisso de virgem vestal, sacerdotisa da tribo e portadora do segredo da jurema, o segredo da fertilidade dos Tabajaras.

c)    Durante o sono da tribo propiciado por Iracema, que a leva aos bosques da Jurema, onde os guerreiros podem sonhar vitórias futuras, há o reencontro entre Martim e Poti, que fogem guiados por Iracema. Ela não revela a Martim o que houve entre ambos o himeneu, enquanto o jovem iniciava-se nos mistérios de Jurema, só o fazendo depois da fuga. 

d)    Martim, preocupado com a irresponsabilidade de Iracema ao trair sua tribo, acaba por abandoná-la e parte juntamente com Poti para a tribo dos Pitiguaras. 

e)    Iracema engravida e, acompanhada de Poti, pinta o corpo de Martim, que passa a ser Coatiabo, "o guerreiro pintado", que às vezes tem momentos de grande melancolia, com saudades da pátria.


Exercício 14:
Assinale a alternativa incorreta com relação ao final  de  Iracema de José de Alencar.
 
a) Martim retornou para sua terra, Portugal, levando o filho
b) Martim não consegue permanecer lá. Quatro anos depois, eles voltaram para o Ceará, onde Martim implantou a fé cristã.
c) Poti se tornou cristão e continuou fiel amigo de Martim. Os dois ajudaram o comandante Jerônimo de Albuquerque a vencer os tupinambás e a expulsar o branco tapuia.
d) O filho de Martim e Iracema torna-se cacique da não Potiguara.
e) De vez em quando, Martim revia o local onde fora tão feliz e se doía de saudade. A jandaia permanecia cantando no coqueiro, ao pé do qual Iracema fora enterrada.

Exercício 15: 

Assinale a alternativa incorreta sobre Iracema

 
a) Iracema é um anagrama de América
b)    A idealização da índia, típica do Romantismo, a coloca sempre em posição de superioridade quando comparada com a natureza.
c)    A chegada de Martim à tribo dos Pitiguaras provoca a ira de Araquém, pois este já previa a traição que estaria por acontecer.
d)    Caubi, irmão de Iracema é o melhor caçador da tribo  e é responsável por trazer a caça para a família.
e)    Martim não recebe a Ira de Tupã por estar sob o efeito do licor da jurema, um alucinógeno, no momento em que Iracema se entrega a ele pela primeira vez.
 
 
 
 
 

Iracema

 
 
 
 
 
 

 Equipe TI. Unidade Ribeirânia

 

Comments