Relatos da Casa‎ > ‎

Erika

Vou relatar para vocês o dia mais importante da minha vida, dia treze de dezembro de 2009.

Neste dia deixei de ser sozinha, meus pensamentos egoístas já não importavam, descobri o que é amar alguém, mais do que a própria vida.

Estava com quarenta semanas e dois dias de gestação e a expectativa e ansiedade estavam a mil, todos na contagem regressiva só esperando por aquela que viria para trazer a felicidade (como o próprio significado de Beatriz diz)

Minha gestação foi realmente maravilhosa, não tive nenhum problema, trabalhei até as trinta e oito semanas e só parei por insistência do meu marido. As pessoas diziam que ela iria nascer no meu trabalho.

No meio da gestação comecei a ler sobre os tipos de parto, comecei a estudar a respeito e decidi que teria minha filha da maneira mais natural possível, e nas minhas buscas encontrei a casa de parto de Sapopemba.

Todos da minha família foram contra minha vontade, achavam que eu era louca por ter um bebe em uma casa de parto sem uma UTI neonatal, sem um médico e etc.

Mas eu estudava muito sobre o assunto e lá na casa de parto elas só admitem gestantes sem nenhum risco, elas me deram mais atenção do que o próprio convenio, e olha que a casa de parto é do SUS.

Quando estava com trinta e sete semanas de gestação eu e meu marido fomos conhecer a casa de parto, eu simplesmente amei o lugar, todas as enfermeiras me receberam muito bem, o local é muito aconchegante e o melhor eu poderia ficar com minha pequena o tempo todo.

No dia 12/12/2009, um dia antes da Bia nascer meu marido e eu fomos para uma consulta, ao me examinar a enfermeira disse que estava com 1 dedo de dilatação...Aiaiai quanta ansiedade! Ela colocou um aparelhinho (como se fosse um binóculo) para ver o liquido amniótico, ai ela perguntou: papai você quer ver sua filha ? ele viu o cabelinho dela e saiu todo feliz dizendo nossa ela é muito cabeluda ... Foi lindo !!!

A enfermeira fez um toque especial e disse que provavelmente a bebe nasceria em 1 ou 2 dias.

Dia 13/12/2009 o grande dia!

Depois do toque especial comecei a perder o tampão e as 05:30 acordei sentindo algo estranho, umas cólicas diferentes, sabia que estava perto.
As contrações eram irregulares vinham de hora em hora. Meu dia foi tranqüilo, arrumei a casa fiz almoço tudo normal, mas as contrações começaram a ficar menos espaçadas. Meu marido só ficava anotando hahaha.12:00 fui tomar um belo banho e curtir mais um pouco minha barrigona antes de conhecer minha pequena.

Almocei e logo depois chegou o mala do primo do meu marido...aiaia cara chato! Eu estava tendo contrações de 10 em 10 minutos e para relaxar eu me agachava ... Daí toda hora ele vinha perguntar se eu estava bem, ficava em cima (tava quase mandando ele passear hahah). Bem, quando eram 16:30 as contrações já estavam de 5 em 5 minutos e com duração de 1 minuto cada. Eu ficaria mais um pouco em casa, mas meu marido estava com medo e fomos para casa de parto, eu ele e minha mãe. Chegando lá as enfermeiras disseram que eu estava com 6 dedos de dilatação ... eeee é hoje pensei !!!

As enfermeiras eram muito atenciosas me perguntaram se eu queria ficar no chuveiro ou na banheira. Eu fiquei no chuveiro sentada em cima da bola umas 2 horas hahaha só curtinho ... Aí vieram para mais um toque ops 8 dedos tá quase !!!

Elas estouraram minha bolsa e ai as contrações ficaram um pouco mais forte, na casa de parto não tem anestesia, mas sinceramente não achei o negócio tão punk assim como as meninas diziam, acho que tudo esta na cabeça inclusive a dor.

Elas ensinaram meu marido a fazer massagem nas minhas costas e colocaram uma música de relaxamento.Era assim mesmo que eu havia planejado.

Na sala estava meu marido e minha mãe, normalmente só o marido pode ver o parto, mas como só tinha eu dando a luz elas abriram uma exceção.

Comecei a sentir uma vontade de fazer o nº 2 muito grande! Aiaia eu já sabia que agora era o momento ....

Na casa de parto você pode ter seu bebê da maneira que desejar, eu escolhi ficar de quatro ( não me pergunte o porque hahah) foi a maneira que me senti mais confortável. Quando vem a contração da muita vontade de fazer força, e eu fazia, mas como não tomamos anestesia eu sentia tudo e fiquei com medo pois achava que estava fazendo o nº 2 e meio que travei, mas foi apenas por um momento, ai eu parei e comecei a me concentrar ... Pensei em toda minha gestação, desde o dia 02/04/2009 dia que descobri a gravidez ... Pensei no porque estava ali e disse: minha filha precisa de mim !!!

Foi nesse momento que veio a contração e eu coloquei toda a minha força junto com um rugido e as 20:03 escutei pela primeira vez aquele chorinho! As meninas já colocaram ela no meu colo e ela parou de chorar. Minha mãe e meu marido estavam todos emocionados e eu só conseguia  olhar pra ela, foi inexplicável ...

Um tempo depois levaram a Bia pra tomar banho, toda família assistiu a o primeiro banho dela, todos participaram deste momento e no final todos disseram que nunca viram um local tão maravilhoso quanto a casa de parto de sapopemba!

Enquanto ela tomava banho eu levava meus pontinhos (hehehe) e jantava. Quando peguei minha pequena novamente pude amamentá-la. Ela mamou a noite inteirinha, eita bichinha faminta hahaha!

No dia 14/12/2009 as 19:00 já me deram alta, eu estava ótima !!! Meu marido trouxe um ursinho pra Bia e flores para mim(Fofo haha!)


Bem por enquanto é isso meninas. o que posso dizer para vocês que estão passando por esse momento tão especial que é a gestação é: curtam !!! Curtam cada chute, conversem com seus bebês, sintam com toda intensidade este momento único na vida de vocês, passa muito rápido. Um outro conselho é para que as mamães que estão com tudo certinho tenham seus bebês de parto normal, na hora que ele decidir!
Comments