Origem da reflexologia

Reflexologia não é uma nova técnica: relatos indicam que várias civilizações da Antiguidade como Egípcios e Chineses já praticavam algo parecido com métodos similares a esta técnica.

Já em meados do século XV países Europeus, como a Alemanha e Inglaterra aplicavam estudos sobre Reflexologia, denominada na época como 'terapia de zonas’. 

E fontes indicam que 'primitivos’ da América Central e do Norte também já tratavam as suas doenças através dos pés.



Na China, esta técnica milenar é aplicada até aos dias de hoje. Foram os Chineses os mais interessados em desenvolvê-la. 
Escrituras antigas de origem chinesa detalhavam os conhecimentos sobre este método antigo em relação aos pontos de reflexão encontrados em partes do corpo.



A técnica  tornou-se conhecida no ocidente através dos estudos de alguns médicos europeus que comprovaram os diversos benefícios oferecidos pela reflexologia podal, como os do Dr. P. Nogier,  os médicos Adamus e A’tatis, Dr. William Fitzgerald, Dr. Joseph S. Riley e a Dra. Eunice Inghan.

Os médicos Adamus e A’tatis escreveram um livro sobre a `Terapia por Zonas’, que foi publicado no ano de 1582. O médico francês P. Nogier aprofundou a arte da reflexologia auricular, que trata da pressão em pontos relacionados na orelha.  





Fonte: 
dicasdemassagem.com.br/historia-e-origem-da-reflexologia-podal
Enquanto o alemão, Dr. William Fitzgerald, tratou da reflexologia podal.
Fitzgerald e os seus colegas desenvolveram um livro com ilustrações dos pontos da reflexologia podal no ano de 1917. O Dr. Joseph S. Riley trabalhou com Fitzgerald, ele desenvolveu os diagramas detalhados sobre pontos reflexos localizados nas plantas dos pés.

Já, a Dra. Eunice Inghan, que atuou como assistente de Riley, dedicou 40 anos ao estudo da reflexologia podal, utilizou os seus conhecimentos sobre a técnica nos seus pacientes, desenvolveu o `Método Inghan de massagem de compressão’ e, escreveu dois livros sobre o assunto: `A história que os pés podem contar’, e `A história que os pés têm contado’.

Terapia de zonas:

Visualize o seu corpo dividido  num sistema de zonas longitudinais e transversais.  

Tente imaginar 5 zonas em cada lado do seu corpo, começando pela ponta de cada dedo do pé, atravessando o comprimento do seu corpo até ao alto da sua cabeça. 

As zonas transversais (semelhantes às linhas longitudinais) dividem as áreas de seus pés em zonas que vão da cabeça ao pescoço, ao peito, abdômen e à área da pélvis.

Este conceito é também referido como terapia por zona de reflexo.