Apontamentos sobre ética budista

Buda viveu no século V a.C. Actualmente há cerca de 350 milhões de budistas. O budismo está presente sobretudo no Tibete, Nepal, Butão, Birmânia, Laos, Tailândia, Cambodja, China, Coreia e Japão. Mantém uma presença residual na Índia.

As quatros verdades nobres:
Dukkha - Toda a existência é sofrimento
Samudaya - O sofrimento é causado pela ganância
Nirodha - É possível pôr um fim ao sofrimento
Márga - A maneira de pôr fim ao sofrimento é seguir o caminho das 8 virtudes nobres.

O caminho das 8 virtudes
Visão correcta
Resolução correcta
Discurso correcto
Acção recta
Viver com rectidão
Esforço correcto
Mente correcta
Meditação correcta.

Os 5 preceitos
Evitar fazer mal aos seres vivos
Não tomar para nós o que não é nosso
Evitar a imoralidade sexual
Evitar a mentira
Evitar ingerir comida ou bebida tóxica

As 5 perfeições
Generosidade
Moralidade
Paciência
Perseverança
Meditação
Insight/intuição.

A ética budista é:
egoísta e altruísta
absolutista
objectiva
ética da virtude
naturalista
cognitivista.

Os 14 princípios
Não praticar idolatria
Não pretender que se tem a verdade absoluta
Não forçar os outros a seguir as nossas opiniões
Não se afastar dos que sofrem
Não acumular riqueza
Não se perder na distracção e entretenimento
Não usar palavras que criem a discórdia
Não dizer mentiras
Não manipular a comunidade nem os outros
Não fazer mal aos outros seres vivos
Não matar em circunstância alguma
Não maltratar o corpo.

A moral sexual do budismo
A castidade é preferível ao casamento
Quem não for capaz de ser casto, deve casar
O adultério é censurável porque viola o preceito "não tomes para ti aquilo que não te pertence"
A homossexualidade é censurável porque viola a lei natural
O sexo vaginal é aceite, mas o sexo anal e o sexo oral são censuráveis

A ética budista e a guerra
A guerra viola o preceito "não faças mal aos seres vivos"
A não violência é um preceito a seguir em todas as circunstâncias

A ética budista e o aborto
O budismo condena o aborto porque viola o preceito "não faças mal aos seres vivos".


Comments