Estratégias didáticas para aquisição de conhecimentos

Vários tipos de estratégias: reprodutoras, de transição e construtivistas

Reprodutoras: nas quais o conteúdo de apresenta muito organizado, com uma sequência fixa, podendo dispor ou não de material significativo para o aluno. O trabalho do aluno enfatiza o reproduzir, copiar, escrever, recitar e repetir todo o conteúdo de modo a reter os dados e informações prestados pelo professor.

De transição: nas quais o conteúdo se apresenta em grandes unidades com uma organização de tipo esquemático centrada numa estrutura básica. Parte-se do que o aluno já sabe para que ele adquira novos conhecimentos. O trabalho do aluno segue um plano detalhado. É guiado pelo professor. Ênfase na prática e consolidação de conhecimentos.

Construtivistas: nas quais o conteúdo se apresenta em forma de problema sem sequências rígidas. A iniciativa do trabalho pertence ao aluno. Ênfase na aprendizagem pela descoberta.

Estratégias didáticas com protagonismo docente:
Expositivas com transmissão verbal da informação, com transmissão visual da informação,  com demonstração, com exercícios.

Estratégias expositivas:

Predomina a diretividade e a comunicação vertical. O professor ensina, o aluno aprende. O professor expõe de acordo como uma sequência rígida, partindo dos objetivos mais simples para os mais complexos. Respeita a relação hierárquica do conhecimento. Os inconvenientes são o excesso de verbalismo e pouca atenção dedicada à criação. 

Estratégias com base na interrogação didática, debate e diálogo:

A interrogação didática apoia-se em instrumentos indutivos para levar o aluno a descobrir o conhecimento. Serve para captar a atenção do aluno, despertar o interesse e motivar. Fomenta a curiosidade intelectual. Quando as perguntas são divergentes, estimula a imaginação e a criatividade.

O debate e o diálogo são estratégias que se baseiam em informações já expostas e em conhecimentos já adquiridos com o fim de os relacionar e fazer chegar a uma conclusão. Coloca-se e define-se o tema a partir de  dados; colocar à disposição do grupo conhecimentos necessários para se estabelecer uma conversação, fixar as regras do jogo do debate, ajudar o grupo a usar bem a argumentação.

Estratégias com protagonismo discente: ensino individualizado:

Os alunos assumem a iniciativa e a direção do processo. O professor prepara materiais de ensino, fichas de trabalho, textos, exercícios, e exerce as funções de guia, recurso e facilitador. Exemplos: ensino programado, aprendizagem por descoberta, trabalho cooperativo,


Comments