Locomoção Motora

Ribeirão Preto, 27 de Dezembro de 2011.

Sobre Capacidade de Locomoção Motora

Uma condição com influência significativa sobre a qualidade de vida é sem dúvida a Capacidade de Locomoção Motora.
Limitar ou perder a capacidade de locomoção ou de movimentos causa enorme prejuízo na qualidade de vida.
De acordo com Profissionais da Geriatria Médica, ao longo da vida, o indivíduo sofrerá com a perda da capacidade muscular tendo como causa natural o envelhecimento celular, isso sem mencionar lesões causadas por acidentes.
O resultado prático da ação do tempo sobre o corpo, no caso abordado, sobre os músculos motores responsáveis pela locomoção, tem afetação significativa, comparando-se a um processo inflamatório dessas partes.
O sintoma é o enrijecimento dos musculos e tendões ou seja, perda da elasticidade e consequente limitação de movimentos atingindo costas, pernas, pescoço, articulações, etc.

A falta de elasticidade provocará lesões à musculatura quando solicitada. São lesões que causam dor e limitam a ação muscular ocasionando a perda da capacidade de locomoção ou de movimentos e afetam as atividades físicas que antes eram praticadas. Movimentos simples tornam-se doloridos.

As lesões à musculatura são classificadas em níveis para que possam ser diagnosticadas e tratadas, podendo atingir determinados graus e causar rupturas das fibras e tendões, entretanto, apesar dos tratamentos, os danos são irreversíveis, estragou, já era! Em algum momento você se lembrará delas.

Prevenção
Conhecer a limitação do corpo causada pela ação do tempo é imprescindível para qualquer indivíduo, porém nem sempre é simples ou fácil. Longos períodos de inatividade confundem a interpretação sobre aquilo que pode ou não realizar. É difícil para uma mente perceber e aceitar que não pode realizar determinada tarefa na intensidade e força que praticava anteriormente, principalmente aquelas que proporcionam prazer.

A necessidade de todo corpo exercitar-se, seja pelo controle do sistema cardiovascular ou mesmo manter-se em forma para o esporte de final de semana é ponto indiscutível.

Avançar na idade mantendo as atividades prazerosas do esporte, longas viagens ao volante de um carro, ou o acampamento de férias no final do ano é possível, desde que o individuo trate bem do seu corpo, sem excessos de toda ordem.
Exercitar-se constantemente deve ser encarado como um hábito, um estilo de vida e ser iniciado na juventude, de preferência, porque ficará mais complicado começar quando as dores e limitações surgirem.

Com o passar do tempo a perda da massa e da elasticidade muscular é natural, principalmente para pessoas com atribuições profissionais e sociais, sedentários ou muito atarefados. Somente o exercício constante pode ajudar a manter um corpo saudável com o máximo de movimentos possíveis mantendo assim as atividades normais sem perda da qualidade de vida.

Obviamente estes exercícios devem ser realizados sob orientação, pois cada pessoa possui características próprias que requerem cuidados individuais e aquilo que é indicado para um pode não ser ideal para outro, por isso buscar orientação é o correto e cada caso deve ser tratado individualmente.

Reginaldo Luiz Ballerini

Home

Comments