Avaliação Psicológica: o que é, e para que serve?

A avaliação psicológica possibilita uma compreensão da estrutura da personalidade e funcionamento mental do individuo, considerando-se sua realidade biopsicossocial. Pretende-se focar tanto as dificuldades como os recursos disponíveis internamente para superá-las, assim como as potencialidades que nem sempre são conhecidas.
Esse processo diagnóstico pode ser realizado por meio de entrevistas clínicas, observações, escalas, técnicas projetivas, sendo que a leitura em profundidade da estrutura e do funcionamento psíquico, auxilia no direcionamento do tratamento mais indicado para cada caso, seja psicoterapêutico, medicamentoso, psicopedagógico, entre outros.
 
Independentemente dos objectivos específicos de cada avaliação psicológica, este tipo de procedimento visa, sobretudo, elaborar um diagnóstico compreensivo e prognóstico do estado geral da pessoa, assim como solicitar a intervenção psicoterapêutica, quando assim se justifica. Através do psicodiagnóstico procura-se aceder à estrutura e funcionamento da pessoa nas várias dimensões psicológicas, nomeadamente: cognitiva/intelectual, emocional/dinâmica afectiva e relacional É um processo que procura identificar forças e fraquezas no funcionamento psicológico, com um foco na existência ou não de psicopatologia. É ainda um processo científico, porque parte de um levantamento prévio de hipóteses que são confirmadas ou infirmadas através de passos pré-determinados e com objectivos precisos. De uma forma geral, a avaliação psicológica opera-se em dois momentos, ou seja, a entrevista clínica e o exame do estado geral da pessoa, habitualmente com recurso a instrumentos psicológicos.

A avaliação psicológica é muitas vezes solicitada para:

- Processos de reforma (certificação de incapacidades),

- Tribunal

- Escola

- Contexto laboral

- Esclarecimento de diagnóstico médico

Pode auxiliar também no processo de escolha ou orientação profissional etc.
Comments