UNIVERSIDADES E INSTITUTOS NACIONAIS


(a lista contempla as entidades que promovem cursos em astronomia)
 
 
Universidade de São Paulo
Departamento de Astronomia do Instituto Astronômico e Geofísico (IAG)
Física com habilitação em Astronomia, Bacharelado em Astronomia
Pós-graduação em Astronomia (mestrado e doutorado)
São oferecidos anualmente cursos de astronomia, de extensão universitária
 
 
Universidade Federal do Rio de Janeiro
Instituto do Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza (CCMN)
Observatório do Valongo
Graduação e pós-graduação em Astronomia.
 
 
Universidade Federal de Itajubá
Bacharel em Física com ênfase em Astrofísica
 
 
Universidade Federal de Minas Gerais
Pós-Graduação nas linhas de pesquisa em Astrofísica
 
 
Universidade Federal do Espírito Santo
Pós-graduação na linha de Física das Interações Fundamentais, estudando o tratamento matemático de problemas atuais relacionados a alguns campos da astronomia
 
 
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
Divisão de Astrofísica, da Coordenação Geral de Ciências Espaciais e Atmosféricas
Pós-graduação em algumas áreas da Astrofísica
Também promove cursos de extensão em astronomia para professores
 
 
Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Grupo de Pesquisa em Astrofísica e Cosmologia
Pós-graduação com linhas de pesquisa em Astronomia
 
 
Universidade Federal de Santa Catarina
Grupo de Astrofísica (linhas:astrofísica estelar, extra-galáctica, instrumentação astronômica)
Pós-graduação em Física (mestrado e doutorado)
 
 
Universidade Cruzeiro do Sul
Mestrado acadêmico em Astrofísica, na área de concentração de Astrofísica Teórica
 
 
Observatório Nacional
Pós-graduação em Astronomia (mestrado e doutorado)
 
 
Universidade Federal de Ouro Preto
Especialização em Astronomia
 
 
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Instituto de Física e Departamento de Astronomia
Disciplinas voltadas para a astronomia


Exemplos de instituições que promovem cursos de extensão: Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Guaratinguetá, Uranometria Nova (SP), Observatório Céu Austral (SP), Planetário e Escola Municipal de Astrofísica (SP), Fundação Planetário do Rio de Janeiro (SP), Observatório Astronômico do CDCC/USP de São Carlos (SP), Centro de Estudos do Universo (SP), Planetário Municipal de Itatiba (SP), Planetário da Universidade Federal de Santa Maria (RS), Planetário da Universidade Federal de Santa Catarina (SC), Observatório Frei Rosário da Universidade Federal de Minas Gerais (MG), Centro de Estudos Astronômicos de Alagoas (AL), Espaço Ciência (PE), Planetário da Universidade Estadual de Londrina (PR), Clube de Astronomia de São Paulo (SP), Grupo de Estudos de Astronomia de Florianópolis (SC), Observatório Didático Astronômico UNESP Bauru (SP), Observatório Nacional, na modalidade de ensino à distância (RJ), Agência Espacial Brasileira - AEB Escola (SP).

 


Este texto é parte integrante da tese de doutoramento:
LANGHI, R. Astronomia nos anos iniciais do ensino fundamental: repensando a formação de professores. 2009. 370 f. Tese (Doutorado em Educação para a Ciência). Faculdade de Ciências, UNESP, Bauru, 2009.