Ações desenvolvidas no projeto



                          

·        I Mostra do PIBID e PRODOCÊNCIA do IF Sertão-PE

Durante evento realizado para toda a comunidade interna e externa no dia 27 de Outubro de 2011 no auditório central do IF campus Petrolina, foi apresentado ao público presente os resultados das atividades realizadas no PIBID e no PRODOCÊNCIA. Estiveram presentes representantes e alunos dos cinco campi do IF Sertão-PE (Petrolina, Petrolina Zona Rural, Salgueiro, Ouricuri e Floresta), além de dirigentes, bolsistas e coordenadores “pibidianos” e professores. Nesta mostra foram apresentadas as ações desenvolvidas pelos dois projetos, destacando a importância dos mesmos para a melhoria na qualidade dos cursos de licenciatura da instituição. Além de apresentar ao público as ações desenvolvidas no primeiro ano do PRODOCÊNCIA no IF Sertão-PE, o coordenador geral em sua fala falou um pouco da história e importância da CAPES ao longo dos seus 60 anos de criação e o incentivo da mesma na melhoria da qualidade da Educação Básica no país. Paralelamente ao evento houve apresentação de trabalhos lúdicos e experimentos científicos desenvolvidos pelos bolsistas de Física e Química do PIBID. 


Clique aqui para ver a apresentação do projeto PRODOCÊNCIA



 
 
 

 
 
 ·        Estruturação da sala de informática do curso de Licenciatura em Física
Em ciência para resolver determinados tipos de problemas muitas vezes se faz necessário ter o domínio de softwares científicos especializados, tipo Mathematica®, Maple®, Matlab® entre outros, algumas dessas ferramentas científicas estão sendo usadas pelos professores do curso de licenciatura em Física nas disciplinas Computação Científica e Física Computacional pertencentes à grade curricular do nosso curso de licenciaturas. Para atender essa necessidade, a sala de informática localizada no bloco de Física foi reformada, ganhou cadeiras novas, uma mesa e cadeira para o professor, manutenção de ar condicionado, instalação de grades de segurança nas janelas e porta de metal reforçada, além de upgrade de computadores e aquisição de alguns estabilizadores e monitores. Destacamos que durante a avaliação do curso pela comissão do MEC, esta sala ganhou a nota máxima, o que contribui para o conceito 4 do curso (numa escala de 1 a 5) de Física. Além de tudo isso a mudança mais importante que citamos é que a sala tornou-se um local de convívio e estudos para os estudantes do curso de Física, antes os mesmos ficavam dispersos vindos pra instituição somente no horário das aulas. A sala conta com monitores responsáveis pelo funcionamento integral, esses monitores recebem uma bolsa como Aluno Colaborador da instituição e são alunos do curso de Licenciatura em Física. O uso da sala também é permitido para os alunos do curso de Licenciatura em Química. Em anexo fotos desta sala. A sala poderá ser usada para realização de mini-cursos por parte dos professores aos alunos de licenciatura.




 
 
  
 

·        Estruturação da sala de informática do curso de Licenciatura em Química


Embora a sala que está localizada no bloco de Química já tivesse uma boa estrutura, comparada com a do curso de Licenciatura em Física, ela ganhou novas cadeiras, estabilizadores, monitores, upgrade em alguns computadores, cabos de rede, tonners para impressora e CDs. Em anexo fotos desta sala. Com essas duas salas de informática é possível os professores inserirem nas licenciaturas novas metodologias de ensino através de mídias eletrônicas. Com as duas salas de informáticas estruturadas, cursos que utilizem novos recursos de aprendizagem e novas metodologias de ensino surgirão naturalmente para os alunos de licenciatura. 
 
 ·        Estruturação da sala de seminários
Foi realizada uma estruturação, expansão e reforma geral na sala de seminários, localizada no bloco de Química, o que a tornou-se modelo no campus e na própria instituição. Com a nova sala de seminários é possível o professor ministrar aulas para os seus alunos de licenciaturas com recursos computacionais tipo simulação, vídeo-aula, colóquios à distância, etc. Para citar, devido aos recursos e o espaço que a sala proporciona, são ou foram realizadas nesta sala: os encontros semanais do PIBID, palestras do I Simpósio de Química, da Jornada Científica (apresentação de trabalhos PIBIC/PIBIT), da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, da I Semana de Física, aulas do MINTER/DINTER da Instituição, palestras com visitantes de outras instituições, eventos e seminários científicos, reuniões diversas. Devido à expansão o local suporta um público de 90 pessoas sentadas. Durante a estruturação da sala foi instalado computador, providenciado uma cadeira de secretária, data show, caixas de som, microfones, persianas, passador de slides, mudança de ar condicionado tipo caixa para split, instalação de porta de metal reforçada, instalações elétricas e de rede para internet, pintura, montagem de palco e mesa de granito, montagem de caixa para data-show.

  



 

·  Melhorias no laboratório do curso de Licenciatura em Física

O laboratório de curso de Licenciatura em Física foi beneficiado com 01 armário de aço que está sendo usado para guardar equipamentos, novas instalações elétricas, compra de ferramentas, montagem de 02 mesas metálicas com madeira formicada para realização dos experimentos, montagem de grades de aço e portão de proteção. Contudo os ganhos mais significativos foram a instalação de ar condiconados no laboratório, algo que há muito tempo era esperado pelos alunos e professores do curso, pois por se tratar de uma região quente (sertão de Pernambuco) ficava praticamente inviável desenvolver atividades de pesquisa e de ensino no laboratório e a montagem de duas mesas para realização dos experimentos, o que não existia antes neste laboratório. Antes os experimentos eram realizados em velhas mesas desativadas (e inapropriadas) usadas para desenho técnico. Percebemos que resultados já foram alcançados, diversos trabalhos científicos na área de física experimental foram desenvolvidos por nossos alunos, onde os mesmos puderam apresentar seus trabalhos em encontros científicos regionais. Trabalhos enviados para publicação em revistas de ensino também foram desenvolvidos no laboratório (por exemplo, artigo publicado no Caderno Brasileiro de Ensino de Física e artigo enviado para publicação na Revista Brasileira de Ensino de Ciências e Tecnologia). 



 
  

·        Melhorarias nos laboratórios do curso de Licenciatura em Química

Uma grande dificuldade na aprendizagem de química (e física) é a ausência de experimentação, suporte necessário para a compreensão de conceitos desta Ciência. A realização de experimentos deve ser priorizada, embora o trabalho de laboratório seja ele de que natureza for (demonstração, experiência direta ou relato de experimentos), não deva prescindir de um trabalho conceitual correspondente, sob o risco de servir apenas para desenvolver habilidades de manipulação ou de tornar as aulas menos cansativas. A substituição e aquisição de novos materiais que são regulamente utilizados nos experimentos (por exemplo: reagentes, luvas de borracha, etc.) é de suma importância, pois servirão de suporte para que as atividades experimentais de ensino e pesquisa sejam exercidas com normalidade. Deste modo, os laboratórios do curso de Licenciatura em Química foram beneficiados com a compra de diversos reagentes que são utilizados pelos professores e alunos durantes as aulas práticas nas disciplinas do curso, compra de armário em aço para guardar os reagentes, o laboratório foi beneficiado também com a manutenção de aparelho ar condicionado. 



 

·        Criação de uma da sala de monitoria

A pedido da equipe do projeto, foi disponibilizada pela direção do campus no bloco de Física uma sala de aula destinada aos monitores das disciplinas dos cursos de licenciaturas. Nesta sala além de tirar dúvidas os monitores podem resolver listas de exercícios com os alunos. Os monitores são alunos de licenciatura que recebem bolsas da própria instituição para auxiliarem seus colegas nas disciplinas que tem dificuldade, geralmente as disciplinas iniciais do curso, disciplinas de matemática (por exemplo, os cálculos e as álgebras) e disciplinas de físicas básicas. Vale lembrar que antes o programa de monitoria não existia na nossa instituição. Com recursos do PRODOCÊNCIA providenciamos neta sala a instalação de uma porta, pintura da sala e instalação de ar-condicionado (tipo caixa) que foram retirados da sala de seminários após a instalação de novos aparelhos. A sala de monitoria também vem sendo utilizada pelos alunos de licenciatura para estudos em grupo das disciplinas do curso, e quando necessário para reuniões extraordinárias da coordenação do curso com um número limitado de alunos. Investimos no programa de monitoria pois sabemos que o mesmo ajuda a reduzir a reprovação e evasão dos alunos nos nossos cursos de licenciatura. 


 
 ·        Acessibilidade nos blocos de Física, de Química, na Biblioteca, nos Laboratórios de Física, Química e Ciências
Atendendo as recomendações das comissões do MEC que vieram avaliar nossos cursos de licenciatura, providenciamos a construção de rampas de acesso e corrimão às instalações físicas dos dois blocos dos cursos de licenciaturas que dão acesso as salas de aulas, laboratório de física, laboratório de química, laboratório de ciências e biblioteca. Esta ação visou socializar o acesso aos portadores de necessidades especiais aos nossos blocos de licenciaturas e contribuirá na pontuação futura dos conceitos dos nossos cursos na próxima visita do MEC, melhorando o conceito do curso estaremos melhorando a imagem dos nossos cursos com o objetivo de atrair novos bons alunos para os cursos de licenciaturas.





 
 ·        Criação de um depósito para guardar produtos de limpeza

Por questões de segurança foi criado no próprio bloco de Química um espaço físico isolado para guardar os produtos de limpeza que são utilizados nos blocos (vizinhos) das duas licenciaturas, antes os produtos eram armazenados num espaço inadequado no interior de um dos laboratórios do bloco de Química.


 
 

 ·        Sala para experiências de óptica no Laboratório de Física

No laboratório de Física foi construído um espaço (“uma sala escura”) para realização de experimentos na área de ótica e física moderna. Havia uma necessidade grande de uma sala escura para realização de experiências envolvendo luz, pois o curso dispõe de disciplinas experimentais no turno vespertino e a luz solar atrapalhava as experiências realizadas durante o dia.

 
·        Apoio ao “Dia do Químico”

Em comemoração ao dia do Químico em 2012 foi convidado para uma palestra no auditório central do campus o professor Dr. Mozart Neves Ramos (Departamento de Química da UFPE). O projeto arcou com o pagamento de diária e passagem.

 

·        Organização e patrocínio a eventos regionais

Ajuda na realização do I Fórum Regional das Licenciaturas, I Seminário Regional do PIBID e I Seminário Regional do PRODOCÊNCIA (www.forumdaslicenciaturas.com.br), onde o público alvo destes eventos foram: Todas as Instituições de Ensino Superior da região do semiárido dos estados de Pernambuco, Bahia e Piauí que possuem cursos de Licenciatura; Todos os integrantes do Programa PIBID: Coordenadores institucionais e de área, bolsistas supervisores e bolsistas de iniciação à docência; Todos os envolvidos com a educação básica que desenvolvam trabalhos diferenciados, em qualquer área de licenciatura.
  ·        Incentivo na divulgação da Astronomia

Com recursos do projeto foram adquiridas baterias para o telescópio computadorizado adquirido em 2009 com recursos da CAPES a fim de divulgar a Astronomia na região, através de observações como, por exemplo, no Encontro Nacional de Estudantes das Escolas Técnicas realizado no campus Petrolina em junho de 2012 que contou com a participação de estudantes de todas as regiões e diversos estados brasileiros, observações foram realizadas também no evento regional das licenciaturas e em outros momentos.



 



Mais ações ...