As Quatro Operações com o Ábaco


Série:                             

Data: 17/09/2010

Conteúdo: As quatro operações

Objetivo

  • Aprender alguns cálculos utilizando as quatro operações fundamentais;
  • Compreender o sistema de numeração decimal;
  •  Aprender o valor posicional dos números.

 Materiais:

  • Palitos de churrasco;
  • Tampinhas de refrigerante;
  • Barra de sabão.

Metodologia:

    Começamos a atividade questionando: vocês conhecem o ábaco? Já ouviram falar sobre ele? Onde? Pra vocês o que acham que seja o ábaco? A partir das respostas dadas, falamos um pouco sobre esse objeto respondendo as seguintes indagações: O que é um ábaco? Para que serve? Qual a sua importância na antiguidade? Quais os tipos? Entre outras. Em seguida construirmos o ábaco da seguinte maneira:

1)      Passo: Os alunos fincaram os palitos de churrasco na barra de sabão;

2)      Passo: colocaram algumas tampinhas (previamente furadas) nos palitos. Assim o material já estará pronto.

                                                     Figura 1: Imagem do Ábaco construído pelos alunos.

   Consequentemente, explicamos que cada palito representa as unidades, dezenas, centenas e unidades de milhar, na qual algumas transformações facilitarão os cálculos, como podemos ver logo abaixo:

   Ex: 10 unidades equivalem a 1 dezena;

         10 dezenas equivalem a 1 centena, ou 100 unidades;

         10 centenas equivalem a 1 unidade de milhar, ou 1000 unidades, assim sucessivamente.

   Com essas explicações pedimos que os alunos representassem alguns números no ábaco como podemos ver logo abaixo, com o objetivo de que eles pudessem compreender e aprender o valor posicional de cada número e facilitasse no momento de fazer os cálculos.

Ex: 253, 74, 8, 10, 1025, 34, 3221, etc.

    Em seguida introduzimos as quatro operações fundamentais, resolvendo alguns cálculos com o ábaco, explicando como seriam feitos os processos de adicionar, subtrair, multiplicar e dividir. Para cada operação iniciamos com exemplos para que os estudantes pudessem ver como ocorreu todo o processo, passando outros a fim de que eles exercitassem e comprovassem que compreenderam o que explicamos. Esses exemplos demonstrações mostraram como os nossos antepassados faziam os cálculos e também para que eles compreendessem o sistema de numeração decimal além de como fazemos os cálculos atualmente.

   Ao término da atividade retomamos alguns pontos importantes para que os discentes assimilem mais o conteúdo trabalhado. 

Bibliografia

PASSOS, Célia e SILVA, Zenaide – Caderno do Futuro – Livro do professor. 2. Ed. – São Paulo: IBEP, 2006.

MOISES, Roberto e LIMA, Luciano Castro – A primeira Máquina de Cálcular. Acessado em: 16/09/2010. http://educacao.uol.com.br/matematica/ult1692u81.jhtm


FOTO!!!



        Os alunos construindo o material!!!                                                                             O material pronto!!!
  

      Eles adoram construir os materiais!!!                                                             O Ábaco!

         Juliana auxiliando os alunos!!!                                                     Iris ajudando os discentes!!!



 Os estudantes resolvendo as atividades propostas!!!                           Luciana ajudando os alunos!!!

 As aulas tem um ótimo rendimento quando os alunos trabalham com materiais concretos!!!


A educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tam pouco a sociedade muda.Paulo Freire



Comments