Indicadores‎ > ‎

Conceito CAPES

            
            A Portaria Ministerial n.º 1.418, de 23/12/98, condiciona a validade nacional dos diplomas de Pós-Graduação Stricto Sensu ao mérito reconhecido na avaliação da CAPES, que é procedida por consultores especializados das diversas Áreas do Conhecimento, atuantes no Magistério Superior e na Pesquisa. 
 
Segundo a CAPES, a sistemática de avaliação:
  • É efetuada por programas e os conceitos atribuídos estão compreendidos entre 1 e 7;
  • Conceitos superiores a 5 somente são atribuídos a programas com elevado padrão de excelência e que tenham cursos de Doutorado;
  • Programas de conceito 7 são aqueles com desempenho claramente destacado dos demais, inclusive dos de conceito 6;
  • Os programas que oferecem apenas cursos de Mestrado podem obter conceito 5, no máximo;
  • Os programas que receberem conceitos 1 e 2 deixam de ser recomendados.
        Para se obter o conceito CAPES de um ano  deve ser considerado o conceito da última avaliação realizada pela CAPES, Para obter o Conceito CAPES da Instituição, deve ser feita a média aritmética dos conceitos CAPES de todos os programas de Pós-Graduação Stricto Sensu (com Mestrado ou com Mestrado e Doutorado) da instituição que tenham sido objeto de avaliação.

            Não devem ser considerados os cursos de Mestrado Profissionalizante.

CAPES



Programas de Pós-Graduação ‎‎(2007 a 2013)‎‎





Mestrados Profissionalizantes