Home‎ > ‎Artigos e articulistas‎ > ‎Pr Marcus Leite‎ > ‎

Ai daqueles que tocarem nos meus ungidos ...

Confortavelmente instaldos e protegidos pelos pseudo-vaticínios, "ai daqueles que tocarem nos meus ungidos ...",  falsos líderes consideram-se intocáveis exercendo autoridade de verdadeiros pequenos ditadores. 

Oprimem o rebanho, perseguem aqueles que os questionam, deformam seus seguidores impedindo a igreja alcance uma verdadeira espiritualidade.

Abaixo segue um email que enviei a um irmão de uma importante igreja batista da região do ABC.

Caro Irmão 

Você precisará de tempo para ler e meditar sobre este email. vamos lá ...

Apenas a para começar quero dizer que você esta absolutamente certo em se preocupar com a questão de estar se levantando contra a liderança. 

É um assunto amplamante tratado nas escrituras, e este versículo que você citou, não é uma advertência "Ai dos que tocarem ...", mas é na verdade é uma ordem de Deus:  "Não toqueis nos meu ungidos" (Slm 105:15 e 1 Cro 16:22). Contudo precisamos analisar corretamente a ordenança de Deus para que possamos ser orientados pela Palavra. Fomos ensinados durante muito tempo que se nos opusessemos a uma liderança estariamos "tocando no ungido ...". Só pra começar, a ordem de Deus foi dada às nações a cerca do povo de Deus e não ao povo de Deus com relação aos líderes. Isso por si já impediria o uso desta passagem no que tange a questão do relacionamento com lideranças. Leia o texto inteiro e perceba as implicações disso. Fomos durante decadas assustados e ameaçados por aqueles que se encondendo atraz de textos como este, procuram viver uma desregrada. Muitos tem tentado se colocar acima da lei, querendo uma posição livre de cobranças e de responsabilidades. Vamos contudo ainda nos atermos a esta passagem para que você possa analisar e sentir segurança e constatar o que estou afirmando. Meu objetivo é que você seja embuido do intenso compromisso com a Verdade de Deus que nos leva a um aprofundameto no relacionamento com o Deus da Verdade! Veja, Jesus afirma: "conhecereis a verdade e a verdade vos libertará". Desejo que você seja liberto ao constatar a verdade.

Creio que a primeira pergunta que você deve fazer é: O que significa ungido? De acordo com o contexto das passagens de 1 Cronicas 16:22 e Salmos 105:15 vemos que  Deus não se referia diretamente à liderança mas antes se referia a todo o povo de Deus, a linhagem escolhidade. O Salmo 105 diz textualmente "Salmos 105:12   Então, eram eles em pequeno número, pouquíssimos e forasteiros nela; 13   andavam de nação em nação, de um reino para outro reino. 14   A ninguém permitiu que os oprimisse; antes, por amor deles, repreendeu a reis, 15   dizendo: Não toqueis nos meus ungidos, nem maltrateis os meus profetas". Observamos que Deus ordenava aos aos gentios que respeitassem a linhagem de Abraão, Isaque e Jacó. É uma verdadeira usurpação utilizar-se deste texto para oprimir aqueles que desejam transparência nas ações das liderança, que procuram as provas bíblicas que corroboram as doutrinas e ensinos questionáveis. A Bíblia nos exorta a vigilância, e nos encoraja provar e discernir os espíritos e examir acuradamente as profecias. Da mesma maneira que o diabo usou a textos bíblicos descontextualizados para tentar a Jesus, lideres descomprometidos usam a tambem textos sem contexto como pretextos para se esquivarem de cobranças Mesmo que aceitemos a interpretação fora de contexto e entendamos que ungidos são os líderes, será que realmente sua liderança pode se enquandrar nas caracteristicas de um ungido? A Bíblia nos adverte sobre falsos mestres, e falsos profetas. A Biblia nos adverte sobre os falsos pastores e sobre os pastores que se desviaram do caminho. Uma leitura das apocalípiticas cartas aos pastores das igrejas da Asia Menor pode nos concientizar das possibilidades de um desvio mortal no proceder dos pastores. Alem disso, a unção não é algo proprietário e irrevogável. O ungido Davi, por exemplo, teve que orar muito diante de seu pecado clamando para que Deus não retirasse dele o seu Espirito. A Bíblia relata a história de Sansão que foi mais util ao morrer do que enquanto vivia. Quando o ungido não procede de acordo com a vontade de Deus não há como ser mais visto como ungido. Veja Eli e seus filhos, Arão e Miriã a profetiza, e o próprio Saul. Donizete, o Deus que não ignorou Lucifer e o rejeitou bem como aos seus seguidores diante de seu pecado, o Deus que não ignorou e relevou a desobediência da raça humana e expulsou Adão e Eva do Eden, o Deus que não ignour o erro de Cain e o rejeitou mesmo sendo o único descendente vivo de Adão e Eva, o mesmo Deus que rejeitou toda a humanidade, punindo-a com o dilúvio universal preservando apenas 8 almas, o Deus que rejeitou Sodoma e Gomorra, o Deus que rejeitou milhares de Hebreus que pecaram e pereceram no deserto, o Deus que não igonorou os erros de grandes homens como Moisés; o Deus perante o qual os Serafins boquiabertos e estupefatos anunciam pela eternidade SANTO SANTO SANTO É O SENHOR, é o Deus que servimos hoje!! Ele não muda nem mudou! Ele continua abominando o pecado e a iniquidade, que em ultima analise são violencia e agressão contra Ele próprio. Teria Deus feito concessões para seus líderes? Se é que um dia foram ungidos, ainda o são ??? Jesus nos orienta que muitos enganadores enganariam a muitos, e se fosse permitido até os escolhidos seriam enganados!. Quero crer que você é um escolhido que não foi enganado! O Espirito nos adverte que nos ultimos tempos as pessoas acumulariam mestres conforme suas vontades e desejos, e dariam ouvidos a espiritos enganadores com doutrinas de demônios. Creio que esta é a circunstancia! Mesmo que a maioria esteja ao lado dos erros da liderança isso não faz com que Deus alargue as portas do céu, e faça concessões especiais.

A segunda pergunta a fazer é: O que significa tocar? Mesmo já questionando sua liderança e colocando dúvidas sobre o compromisso com Deus e sua Palavra, devemos seguir adiante com o raciocinio. Supondo que ainda fossem parte dos que podem ainda ser considerados ungidos, e que fossem sinceros. A sinceridade não é sinonimo de acertividade, e muitos homens sinceros estão sinceramente errados e o fato de ser sincero não nos exime de procurarmos conhecer a verdade, uma vez que Deus nos ensina a vivermos na verdade e a verdade nos conduz a liberdade! Ainda que a liderança de sua igreja fosse sincera, levantar-se contra suas atitudes erras seria tocar? O que é tocar? Voltando ao contexto das passagens de Cronicas e Salmos, vemos que tocar significava agredir, ofender, atacar. Literalmente o verbo hebraico naga'  quer dizer "colocar a mão sobre com violencia, com o abjetivo de machucar e ferir, para fazer o mal". A continuação do versículo corrobora esta tradução, uma vez que ao traçar paralelo entre ungido e profeta, impõe paralelo entre tocar (naga') e maltratar (ra'a'), que quer dizer literalmente "saquear, roubar, estragar, causar ferimento." Observamos que a intensão e o dolo são relevantes para entendermos o que significa tocar. Conforme o texto bíblico, não se deveria infringir violência nem agredir com a intensão de machucar e fazer o mal aos que Deus havia ungido. Quais suas motivações nesta demanda e  o que te move a reagir diante destas situações que estão te constrangendo? Se o zelo e o amor pela verdade é o que esta te impulsionando, você não está enquadrado na proibição bíblica de "tocar nos ungidos". Observe também como você esta agindo, para que os resultados não sejam destrutivos e certamente você não estará comentedo uma infração destes preceitos bíblicos.

Por fim você deve se perguntar, o que Deus está achando de minha conduta? O que Deus espera de mim? Charles M. Sheldon escreveu um livro maravilhoso que deveria ser leitura obrigatória para todos os crentes. Só titulo do livro ja nos basta para refletirmos sobre sua situação: "Nos seus passos, o que faria Jesus?". Será que Jesus ficaria em silencio diante do erro e do pecado? Será que ele temeria falar contra os erros das lidernaças? A resposta é simples. Numa leitura rápida dos evangelhos encontraremos um Jesus destemido, militante e ativista, que repreende sem medo ou vergonha, os desmandos das lideranças políticas e religiosas de sua época. Neste caso, alguem poderia ter argumentado que Jesus estaria tocando nos ungidos, mas na verdade o ungido era quem os estava tocando nas pessoas. Jesus fala com dureza, Ele ameaça e envergonha (é verdade! quem acha que Deus não envergonha o crente esta enganado!). Ele expõe publicamente os erros chegando a dizer que os escribas, saduceus e farizeus eram do diabo. Note que Jesus estava falando com os pastores de Israel, a elite sacerdotal, os copistas dos textos sagrados e com os professores e mestres da religião. Certamente alguem pode argumentar que Jesus tinha autoridade para faze-lo, mas não foi só Jesus que agiu de maneira tão veemente. O prórprio Jesus reconhece e elogia o ministério de um homem como nós que também havia se levantado contra os erros e os desvios destas lideranças: João Batista. Os termos usados por João são fortes - raça de víboras, o machado esta posto a raiz da arvore, etc. Diante desta atitude, Jesus afirma que João foi o maior dos profetas do Velho Testamento. Mesmo venerado pelo povo, João era um solitário clamando pelo arrependimento, era a "voz que clama no deserto". Antes de João vemos outros profetas clamando em nome do Senhor contra o erro. Jeremias por exemplo, no capitulo 7 de seu relato biográfico, descreve que Deus o levou a porta do templo com a missão de colocar o dedo no nariz dos principes, dos nobres, dos sacerdotes e levitas e apregoar uma caustica mensagem: "melhorai os vossos caminhos". Imagine o quadro: você entrando em sua igreja e vê na porta um jovem fanatico dizendo para os pastores, os músicos e para os "grandões": Melhora sua vida! Se acerta! Se arruma! O resultado foi doloroso, leia o livro de Jeremias e você o verá apanhando em cepos, preso em cisternas, maltratado e só. Isaias também não ficou indolente diante diante dos erros de sua época. Uma leitura rápida do livro e você se surpreenderá ao constatar que segundo tema mais comum no livro do profeta messiânico é recriminar os pastores de Israel. Ele desmascara os governantes que decidem segundo as recompensas, os sacerdotes que ensinam por um salário e os profetas que adivinham por dinheiro. O resultado desse ministério destemido foi tambem dor e sofrimento. Segundo a tradição talmudica, Isaias teria sido serrado ao meio por Manassés. E o que dizer de Ezequiel. Leia o capitulo 34 do livro que inicia com uma ordem de Deus: "Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel; profetiza e dize-lhes: Assim diz o SENHOR Deus: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não apascentarão os pastores as ovelhas?" Se desejar podemos passear pelo Novo Testamento ... encontraremos Paulo repreendendo o grande Apostolo Pedro, falando contra as lideranças judaizantes e por ai segue.

Como foi demonstrado, meu amigo, você precisa se posicionar, pois não podemos ficar indolentes diante do erro, uma vez que isso pode até desestruturar nossa propria vida.

Vale a orientação de Paulo para que sejamos guiados pelo amor, uma vez que, conforme 1 Corintios 13  "O AMOR NUNCA FALHA", se você agir em amor não vai errar!

No proximo email, vou sugerir alguns caminhos que você pode adotar, mas por hora desejo que você medite, estude e se revista da responsabilidade de proteger o corpo de cristo. Não creio que o Espirito Santo tem te encomodado tanto com os erros que tem afligido sua igreja apenas para que você fique inquieto, creio que ele esta chamando você como chamou os profetas. Mas você não pode ficar prostrado, "filho do homem, põe-te em pé e falarei contigo" disse o Deus a Ezequiel!




Comments