Elogio da Ginja  


tratado afectivo-gastronómico-literário

 

Texto de Paulo Moreiras

Fotografias de Paulo Cunha

QuidNovi

2006

 

 

 Prémio Gourmand for Best Single Subject Cookbook, by the international jury of "Gourmand World Cookbook Awards 2006" e o Prémio Gourmand for Best Cookbook Photography, by the international jury of "Gourmand World Cookbook Awards 2006"

 

Sinopse

O Elogio da Ginja apareceu pela primeira vez em 2000 como um pequeno opúsculo, em jeito de fanzine, sem grandes pretensões e para distribuição entre amigos. Contudo, o autor não deu o livro por terminado e nunca desistiu de prosseguir as suas investigações sobre este licor dos deuses, oferecendo-nos agora toda a informação que, desde então, conseguiu recolher. Este novo Elogio da Ginja é, pois, um verdadeiro tratado de um conhecedor e apaixonado, que não esquece nenhum aspecto do fruto e da bebida e, do mesmo modo, traça um percurso histórico da ginja e explica como ela entrou nos nossos hábitos alimentares, sociais e boémios. Estes são os principais tópicos:

                    - As origens da ginja

                    - A ginja no dicionário

                    - A biologia da ginja

                    - A saúde da ginja

                    - A ginja gingando na cozinha

                    - A ginja na literatura

                    - A Lisboa da ginjinha

                    - A ginja por terras de Cister

                    - As ginjas no Oeste

                    - A ginjinha d’Almeida

Profusamente ilustrado com imagens das tasquinhas que, por esse país fora, comercializam a nossa ginja, o autor procede também a uma recolha fascinante dos autores portugueses que utilizaram as várias acepções do vocábulo «ginja» na sua obra, uma maneira de mostrar aos mais cépticos a grande importância da ginja na nossa literatura. E, para terminar, executam-se passo a passo receitas de culinária onde a ginja é elemento fundamental. Para os que gostam, pois, de comer e beber a nossa ginja.

 

< Início