Motta, Vianna da


 retirado de | from geneall


José Vianna da Motta (1868-1948) notabilizou-se sobretudo como pianista, estudando, dentre outros, com Franz Liszt e Hans von Büllow, tornando-se amigo de personalidades como Ferruccio Busoni. Foi um dos mais aclamados músicos do seu tempo e era considerado um brilhante intérprete de Bach e Beethoven, de quem apresentou pela primeira vez, em Portugal, a integral das sonatas para piano. Fundou a Sociedade de Concertos e reformou o Conservatório Nacional. Algumas das suas obras usam temas folclóricos tradicionais, o que o torna num dos primeiros dinamizadores do nacionalismo musical português.



José Vianna da Motta (1868-1948)




OPUS

MÚSICA ORQUESTRAL


MÚSICA CORAL-SINFÓNICA

  • Evocação dos Lusíadas (iniciada em 1897; concluída em 1915 e revista em 1938)

MÚSICA CONCERTANTE


MÚSICA DE CÂMARA

  • 2 Quartetos d'Arcos
  • Cenas nas Montanhas (para quarteto d'arcos)
  • Variações (para quarteto d'arcos)
  • Andante (para quarteto d'arcos)
  • Trio para violino, violoncelo e piano
  • Sonata para violino e piano
  • Sonata para violino e piano a quatro mãos

MÚSICA DE PIANO

  • Barcarola, Op1
  • Fantasiestück, Op2
  • Balada, Op16 (1905)
  • Barcarola, Op17
  • 3 Improvisos, Op18
  • Serenata
  • Capriccio
  • Sonata em RéM (1885)
  • Meditação
  • Valsa
  • 5 Rapsódias Portuguesas (1891-1893)
  • 3 cadernos de Cenas portuguesas (ca. 1893, 1905 e 1908)

CANTO E PIANO



MÚSICA CORAL

  • Avé Maria (para coro feminino e orquestra de cordas)
  • et caetera




LIGAÇÕES | LINKS

[em português]
Bio na AMSC

[in english]



DISCOGRAFIA | DISCOGRAPHY



"A Canção Portuguesa".
Vianna da Motta ("Canção Perdida", "Quando Cadran le Foglie", "Aprile"), António Fragoso (poemas de Paul Verlaine - "Poèmes Saturniens: I - Soleils Couchants; II - Sérénade; III - Chanson d'automne"; "Les Coquillages", "Triste Était Mon Âme"), Ivo Cruz (poemas de A. Lopes Vieira: "Canções Sentimentais: I - Esta palavra Saudade"; II - Mais alvas que as Espumas", III - Em Coimbra há uma Estrada; IV - Longe que chora e Sorri; V - Ando-me Ouvindo, a sorrir; VI - Cantares dos Búzios"), Luís de Freitas Branco ("Cycle Serres Chaudes: I - Désirs d'Hiver; II - Heures Ternes; III - Feuillage du Coeur" - poemas de Maeterlinck ; "Due Poesie di Lorenzo Stecchetti: I - la Grigia Nebbia; II - Ci Siamo Amati..."). Int. Carlos Guilherme (tenor), Armando Vidal (piano). Ed. Numérica, 1998.

excerto de | excerpt from 'Sinfonia «À Pátria»'

retirado de | from portuguesemusic

Balada, Op16 (Artur Pizarro, piano)

retirado de | from teluriarte

Valsa Caprichosa (Viana da Mota, piano)

retirado de | from d60944

Canção Perdida (Ana Paula Russo; Armando Vidal)

retirado de | from LaBelleHelene
Comments