Branco, Luís de Freitas

 
  foto retirada de | photo from geneall


Luís Maria da Costa de Freitas Branco (1890-1955), nascendo num meio familiar propício a uma sólida formação cultural, estuda com Augusto Machado, Tomás Borba e Désiré Pâque. Aos vinte anos viaja até Berlim e, depois, Paris. Estuda com Humperdinck, conhece Debussy e mantém-se a par da melhor música europeia. É tido como uma figura incontornável do modernismo português pela qualidade vanguardística de obras como Paraísos Artificiais ou Vathek. Mais tarde, enveredará por um caminho de maior inspiração clássica, de que são exemplo as quatro sinfonias - e onde também é notório um profundo interesse pelo passado polifónico português.

~~~

Stemming from a family background favourable to a solid cultural education, Luís Maria da Costa de Freitas Branco (1890-1955), studies with Augusto Machado, Tomás Borba and Désiré Pâque. At age twenty, he travels to Berlin and to Paris successively. He studies with Humperdinck, meets Debussy and keeps himself familiar with the best European music. Freitas Branco is seen as an insurmountable figure of the Portuguese modernism due to his vanguardist works, such as Paraísos Artificiais (Artificial Paradises) or Vathek. Later, he would follow a path inspired by the classical tradition, which gives form to the four symphonies, and where a deep interest for the Portuguese polyphonic past is notorious.



OPUS

[ catálogo a partir de original de Alexandre Delgado, recolhido em AVA - Musical Editions ]

Orquestra Sinfónica

  • Scherzo fantastique (1907)
  • Antero de Quental, poema sinfónico (1907)
  • Depois de uma Leitura de Júlio Diniz, poema sinfónico (1908) [não localizado]
  • Depois de uma leitura de Guerra Junqueiro [Fantasia], poema sinfónico (1909)
  • Viriato, poema sinfónico (1916)
  • 1.ª Suite Alentejana (1919)
    • ouvir excerto | listen to excerpt 1
  • 2.ª Sinfonia em si bemol menor (1926-27)
  • 2.ª Suite Alentejana (1927)
    • ouvir excerto | listen to excerpt 2
  • Abertura Solene «1640» (1939)
  • 3.ª Sinfonia em mi menor (1930-44)
  • Homenagem a Chopin (Peça em Forma de Polaca) (1949) [não localizada]
  • Solemnia Verba, poema sinfónico (1950-51)
  • 4.ª Sinfonia em ré maior (1944-52)
 

Instrumento Solista e Orquestra


  • Cena Lírica para violoncelo e orquestra (1916)
  • Concerto para Violino e Orquestra (1916)
  • Balada para piano e orquestra (1917)
  • Variações e Fuga Tríplice Sobre um Tema Original para orquestra de cordas e órgão (1946-47)
 

Voz Solista e Orquestra


  • Aquela Moça para soprano ou tenor e orquestra (1904 – data da orq.?) 
  • Soneto de Camões / A Formosura desta Fresca Serra para soprano e orq. (1907 – orq. 1935)
  • Canção Portuguesa / Canção do Ribatejo para soprano ou tenor e orquestra (1907 – orq. 1929)
  • Canto do Mar para soprano ou tenor e orquestra (1918)
  • Commiato / Despedida, cena dramática para barítono (ou baixo) e orquestra (1920 – orq. 1949)
  • Oito Canções Populares Portuguesas para soprano e orquestra (1943 – orq. 1951)
 

Música Coral-Sinfónica


  • Manfred, Sinfonia Dramática para Solos, coro e Orquestra (1905-6)
  • [Oratória «Tentações de São Frei Gil» para solistas, coro e orquestra (1911/12) - destruída]
  • Canto do Natal  (canção ribatejana para coro e orquestra (s/d)
  • Noemi, cantata bíblica para solos, coro, orquestra e órgão (1937-39) 
 
 

Orquestra de Cordas


  • A Morte de Manfred para instrumentos de cordas (1906)
  • Lento [do Quarteto de Cordas de 1911, versão para orquestra de cordas]
  • Tentação da Morte das «Tentações de São Frei Gil» (1911-12) [ver Três Fragmentos sinfónicos das «Tentações de São Frei Gil»]
  • Variações e Fuga Tríplice Sobre um Tema Original para orquestra de cordas (1946-47) [versão sem órgão]

Música de Câmara


  • A Morte de Manfred para instrumentos de cordas (sexteto de 2 violinos, violeta, 2 violoncelos e contrabaixo) (1906)
  • Marcha Comemorativa para violino, violoncelo e piano (1908)
  • Trio para violino, violoncelo e piano (1908)
  • 1.ª Sonata para Violino e Piano (1908)
  • Prelúdio e Fuga para violino solo (1910) [não localizado]
  • Prélude para violino e piano (1910)
  • Quarteto de Cordas (1911) 
  • Sonata para Violoncelo e Piano (1913)
  • Tema e Variações para três harpas e quarteto de cordas (s/d – 1920/21?)
  • 2.ª Sonata para Violino e Piano (1928)

Voz e Piano


  • Contrastes (poema de João de Vasconcelos e Sá) (1904)
  • A Formosura desta Fresca Serra para voz e piano (soneto de Camões) (1907)
  • Canção Portuguesa / Canção do Ribatejo (versos populares) (1907)
  • Nachtschwalbe (poema de Hermann Hango) (1908)
  • Liebestraum (poema de E. Krohn) (1908)
  • Calme-toi (poema do compositor) (1909)
  • Dernier voeu (versos de Théophile Gautier) (1909)
  • Trilogia «La mort» (poemas de Charles Baudelaire) (1909)
  • Recueillement / Recolhimento (poema de Charles Baudelaire) (1909)
  • Élévation / Elevação (poema de Charles Baudelaire) (1909)
  • O Suspiro (letra de Píndaro Diniz) (1909)
  • La glèbe s’amollit (poema de Jean Moréas) (1911)
  • A Elegia das Grades (versos de Mário Beirão) (1911) [in Quatro Melodias]
  • Ciclo Maeterlinckiano (poemas de Maurice Maeterlinck) (1913)
  • Dois Poemas de Mallarmé (1913)
  • O Motivo da Planície (versos de António Sardinha) (1915) [in Quatro Melodias]
  • Minuete (versos de António Sardinha) (1915) [in Quatro Melodias]
  • Soneto dos Repuxos (versos de António Sardinha) (1915)
  • O Culto Divinal Se Celebrava / Soneto (soneto de Camões) (1916) [in Quatro Melodias]
  • Exercício de Solfejo para voz e piano (1919)
  • Frivolidade (Um simples lenço de seda) (versos de Silva Teles) (1920)
  • Duas Poesias de Lorenzo Stecchetti (1920)
  • A Lágrima (versos de Augusto Gil) (1922)
  • Hino à Razão (soneto de Antero de Quental) (1932)
  • Melodia / A Lilial Virgem Maria (poema de Eugénio de Castro) (1938)
  • Três Sonetos de Antero (A Sulamita, 1934
  • Idílio (1937)
  • Sonho Oriental (1941)
  • A Ideia. Ciclo Anteriano (1937-1943)
  • 27 Harmonizações de Canções Populares Portuguesas (1943)
  • Cá nesta Babilónia (soneto de Camões) (1951)
 
 

Piano


  • Albumblätter (1907)
  • Minuetto all’antica (1907)
  • Arabesques (1908) 
  • Valsa (1908)
  • Prelúdio e Fuga para piano ou órgão (1908)
  • Romança sem Palavras (1908)
  • Nocturne (s/d – 1908?)
  • Impromptu (s/d, 1908?)
  • Poésie de Charles Baudelaire (1909) [versão para piano solo da melodia La mort des amants]
  • Mirages (1910-11)
  • Luar (1916)
  • Três Peças para Piano: Capricietto, Prelúdio e Rêverie (1916)
  • Duas Danças (1917)
  • Sonatina [Peça para Crianças] (1922-23)

Órgão, Harmónio


  • Suite ancienne para órgão (1908)
  • Prelúdio e Fuga para piano ou órgão (1908)
  • Chant religieux portugais para harmónio [ou órgão] (1913)
  • Ária para harmónio [ou órgão] (1913)
  • Coral para órgão (1913)
  • Música de cena para a peça Octávio de Vitoriano Braga para órgão ou harmónio (1916)
  • Rapsódia Portuguesa para órgão (1938)


Música Sacra para Vozes e Órgão



  • Sub tuum presidium a duas vozes a cappella (1912)
  • Tota pulchra es a uma voz e órgão (1912)
  • Veni Sancte a uma voz e órgão (1912)
  • O Salutaris a uma voz e órgão / para quatro vozes mistas a cappella (1912)
  • Tantum ergo a três vozes (com órgão ad libitum) (1912)
  • Responsórios do Espírito Santo a três vozes e órgão (1914)
  • Bendito a uma voz e órgão (s/d)
  • Te Deum para vozes e órgão (1915) [não localizado]
  • Veni Sancte a duas vozes e órgão (1915)
  • O Gloriosa a uma voz e órgão (1916)
  • Hino a Santa Teresinha para coro a uma voz e órgão (1925)
 

Coro Misto a cappella


  • Modinha (versos de João de Deus) (1937)
  • Dez Madrigais Camonianos (1930-1935-1943)
  • 6 Harmonizações de Canções Populares Portuguesas (1943)
  • Canção da Pedra [Pedra Informe] (1950)
 

Coro Feminino a cappella / com piano


  • Canção das Maçadeiras, harmonização de canção popular para solo vocal, coro feminino e piano (1943)
  • Nossa Senhora, harmonização de canção popular para solo vocal, coro feminino e piano (1943)
  • Dança Pastoril para coro feminino a cappella (1948)
  • Dez Madrigais Camonianos [Redondilhas] para coro feminino a cappella (1943/49)
 

Coro Masculino a cappella / com piano


  • Lembras-me para coro masculino a cappella (versos de João de Deus) (1931)
  • Marcha Militar para coro masculino a cappella (poesia de Carlos Queirós) (1935)
  • Eu hei-de ir, harmonização de canção popular para tenor solo, coro masculino  e piano (1943)
  • Canção do Pastor para tenor solo e coro masculino (versos do compositor) (1948)
  • Dez Madrigais Camonianos para coro masculino a cappella (1943/49)
  • Duas Canções ao Gosto Popular [Duas Danções Revolucionárias] para solo vocal, coro masculino e piano (1950)
 

Música para Cinema


  • Gado Bravo de António Lopes Ribeiro (1934)
  • Douro, Faina Fluvial de Manuel de Oliveira (1934)
  • Vendaval Maravilhoso de Leitão de Barros (1949)
  • Frei Luís de Sousa de António Lopes Ribeiro (1950)
  • Algarve d’Além-Mar de António Lopes Ribeiro (1952)
 
 

Música de Cena



  • Música de cena para a peça Octávio de Vitoriano Braga, para órgão ou harmónio (1916)
  • Música de Cena para o Auto da Primavera de Alfredo de Freitas Branco, para vozes e piano ou órgão (s/d – publ. 1919)
  • Canção para o Auto da Índia de Gil Vicente, para voz feminina (1938)




    LIGAÇÕES | links


    [em português]
    Bio e Obra na AvA Musical Editions
    Cronologia e nota biográfica na AMSC
    Informação na Wikipédia


    [in english]
    Bio on AvA Musical Editions
    Info on NAXOS
     Bio on Classical Composers Database
    Info on Wikipedia



    BIBLIOGRAFIA | bibliography




    DISCOGRAFIA | discography

    ORQUESTRA SINFÓNICA




    Luís de Freitas Branco. Sinfonia n º 1, "Scherzo Fantastique", Suite Alentejana nº 1. RTÉ National Symphony Orchestra, dir. Álvaro Cassuto. Ed. Naxos, 2008 (distr.CNM).




    "Freitas Branco/ Lopes Graça: Symphonic Works". Luís de Freitas Branco: Sinfonia nº 1 em Fá maior; Fernando Lopes-Graça: Sinfonieta, Op. 220. Baltic Philharmonic Orchestra, Gdansk, dir. Mário Mateus. Ed. Dux, 2006. Distr.Dargil.



    Luís de Freitas Branco: "Sinfonia nº 2 em Si Bemol Menor", "Suite Alentejana nº 1". Int. Orquestra Sinfónica do Estado Húngaro, dir. Gyula Németh. Ed. Portugalsom/ Strauss, 2000.




    Luís de Freitas Branco: "Sinfonia nº 3 em Mi Menor", "Paraísos Artificiais" (Poema Sinfónico), "Solemnia Verba" (Poema sinfónico). Int. Orquestra Sinfónica do Estado Húngaro, dir. Gyula Németh. Ed. Portugalsom/ Strauss.



    Luís de Freitas Branco: "Sinfonia nº 4 em Ré Maior". Int. Orquestra Filarmónica de Budapeste, dir. Janós Sándor. Ed. Portugalsom/ Strauss, 2000.





    "Pedro de Freitas Branco: Edition - Vol. 11". Luís de Freitas Branco ("Paraísos Artificiais"), Vaughan Williams ("The Wasps - Abertura"), Martinu ("Chamber Concert"), Ernesto Halffter ("Rapsódia Portuguesa"). Int. Orquestra Sinfónica Nacional, dir. Pedro de Freitas Branco. Ed. PortugalSom/ Strauss, 1996.




    "Pedro de Freitas Branco: Edition - Vol. 7". Luís de Freitas Branco, ("Sinfonia nº 4"), Tchaikovsky ("Concerto para Piano nº 1"). Int. Orquestra Sinfónica Nacional, dir. Pedro de Freitas Branco. Ed. PortugalSom/ Strauss, 1996.

    INSTRUMENTO SOLISTA E ORQUESTRA




    Luís de Freitas Branco ("Concerto para violino e orquestra"), Joly Braga Santos ("Encruzilhada", "Divertimento nº 1"). Int. Alexandre da Costa (violino), Orquestra Sinfónica da Extremadura, dir. Jesús Amigo. Ed. Disques XXI, 2005.




    Luís de Freitas Branco: "Concerto para Violino e Orquestra", "Tentações de S. Frei Gil". Int. Vasco Barbosa (violino), Orquestra Sinfónica da RDP, dir. Silva Pereira. Ed. Portugalsom/ Numérica, 2007.


    ORQUESTRA DE CORDAS




    Luigi Boccherini. Joly Braga Santos. Luiz de Freitas Branco. Boccherini ("Concerto nº 2 em Ré Maior para violoncelo e orquestra"), Joly Braga Santos (Adagio non troppo do "Concerto em Ré para Orquestra de Cordas Opus 17"), Luiz Freitas Branco (Adagio para Cordas - transcrição orquestral do "Lento" do "Quarteto de Cordas", "Quarteto de Cordas"). Int. Orquestra Raizes Ibéricas, Quarteto Lyra, Jed Barahal (violoncelo), dir. José Atalaya. Ed. Numérica, 2007.




    Luís de Freitas Branco: "Concerto para Violino e Orquestra", "Tentações de S. Frei Gil". Int. Vasco Barbosa (violino), Orquestra Sinfónica da RDP, dir. Silva Pereira. Ed. Portugalsom/ Numérica, 2007.



    MÚSICA DE CÂMARA





    "Obras para Violoncelo e Piano". Luís de Freitas Branco ("Sonata para violoncelo e piano"), Fernando Lopes-Graça ("Página Esquecida", "Três CançõesbPopulares Portuguesas", "Adagio Ed Alla Danza", "Três Florescências, para violoncelo solo", "Quatro Invenções,para violoncelo sollo"). Int. Jed Barahal (violoncelo), Christina Margotto (piano). Ed. Numérica, 2006.



    "Música Portuguesa para Quarteto de Cordas". José Viana da Mota ("Quarteto nº 2 em Sol Maior"), Luís de Freitas Branco ("Quarteto de Cordas"), Francisco de Lacerda ("Solfejo Instrumental - Lições em Trio". Int. Quarteto Lacerda. Ed. Diálogos - Dargil, 2005.



    Luís de Freitas Branco: "Sonata nº 1 para Violino e Piano", "Sonata nº 2 para Violino e Piano". Int. Tibor Varga (violino), Roberto Szidon (piano). Ed. Portugalsom/ Strauss, 1995.





    Luís de Freitas Branco: "Sonata para violoncelo e piano", "10 Madrigais Camoneanos". Int. Irene Lima (violoncelo), João Paulo Santos (piano), Elementos do Coro do Teatro Nacional de São Carlos, dir. João Paulo Santos. Ed. EMI- Valentim de Carvalho, 1991.


    VOZ E PIANO





    “Com Saudades e Amor”. Madalena Leal de Faria (soprano), Frank Maus (piano). Luís de Freitas Branco/ António Botto (“Fado – Serenata”), Luís de Freitas Branco/ João de Vasconcellos e Sá (“Contrastes”), e outros compositores. Ed. Numérica, 2006.




    "A Canção Portuguesa". Luís de Freitas Branco ("Cycle Serres Chaudes: I - Désirs d'Hiver; II - Heures Ternes; III - Feuillage du Coeur" - poemas de Maeterlinck ; "Due Poesie di Lorenzo Stecchetti: I - la Grigia Nebbia; II - Ci  Siamo Amati..."), e outros compositores. Int. Carlos Guilherme (tenor), Armando Vidal (piano). Ed. Numérica, 1998.





    Luís de Freitas Branco: "Canções - Baudelaire, Maeterlinck, Antero de Quental". Int. Oliveira Lopes (barítono), Noël Lee (piano). Ed. Portugalsom/ Strauss, 1997.




    "Evocação". Arthur Napoleão, Francisco de Lacerda, Luís de Freitas Branco, Fernando Lopes-Graça, Carlos Gomes, Heitor Villa-Lobos, Jaime Ovalle. Int. Filomena Amaro (soprano), Gabriela Canavilhas (piano). Ed. Movieplay Classics, 1995.



    "Depois de Tordesilhas... ". José Francisco Leal ("Deus Salve a Pedro", "Esta Noite"), Francisco Lacerda ("3 Trovas", Luís de Freitas Branco ("3 sonetos de antero de Quental"), Ernesto Halffter ("Fado"), Enrique Granados ("3 Majas Dolorosas"), Xavier Montsalvatge ("Cuba Dentro de um Piano"), Heitor Villa-Lobos ("Modinha", Canção do Poeta do Séc. XVIII"), Babi de Oliveira ("Mormaço na varanda"), Alberto Ginastera (Las Horas de una Estancia"). Int. Elisabete Matos (soprano), Elsa Saque (soprano), Helena Afonso (soprano), Nuno Vieira de Almeida (piano). Ed. Numérica, 1994.



    PIANO




    "Prelúdios". Luís de Freitas Branco ("Dez Prelúdios dedicados a Viana da Mota", "Sonatina", Quatro Prelúdios dedicados a Isabel Manso", "Prelúdio dedicado a António Arroyo"), Armando José Fernandes ("Cinco Prelúdios op. 1"). Int. António Rosado (piano). Ed. Numérica, 2007.


    Concerto para Violino (II) | Violin Concerto (II)

    retirado de | from emasal

    Excerto da | Excerpt from Suite Alentejana No2

    retirado de | from macaomusic

    excerto de | excerpt from Vathek

    retirado de | from teluriarte

    Aquela Moça | Filomena Amaro, soprano

     retirado de | from  portuguesemusic

    Paraísos Artificiais

    retirado de | from googlevideo

    Sinfonia No1 ‎(excerpt | excerto)‎

    retirado de | from mendoncacorreia

    Duas Melodias

     retirado de | from  ruilisboa11
    Comments