Gênero Sarcocystis
 
  • Coccídios heteroxenos;
  • No hospedeiro definitivo ocorre exclusivamente a reprodução sexuada;
  • Hospedeiros definitivos: cães, gatos, canívoros selvagens e homem;
  • Hospedeiros intermediários: ruminantes, suínos, eqüinos;
  • Cistos alongados e septados estão presentes nos músculos esqueléticos e cardíaco do hospedeiro intermediário, podendo ser visíveis a olho nú;
  • Oocistos com dois esporocistos e cada um com quatro esporozoítos, no intestinos do hospedeiro definitivo.

Esporocistos

www.cdfound.to.it/HTML/sarc2.htm

Ciclo biológico

Fonte de imagem: http://www.vet.uga.edu/VPP/clerk/rantze/index.php

Os hospedeiros intermediários (herbívoros) se infectam ao ingerir alimentos com esporocistos ou oocistos esporulados eliminados pelas fezes do hospedeiro definitivo (carnívoros). Os esporozoítos são liberados no intestino delgado e via corrente sangüínea chegam às células endoteliais de diferentes órgãos, nos quais ocorre um rápido processo de esquizogonia. Os merozoítos se distribuem para atingirem a musculatura, forman-se os metrócitos que se multiplicam por endodiogenia dando origem aos bradizoítos.Os hospedeiros definitivos infectam-se pela ingestão de cistos intramusculares maduros (com bradizoítos) dos hospedeiros intermediários infectados. A parede do cisto é rompida e os bradizoítos invadem a mucosa do intestino delgado, onde ocorre a gametogonia resultando na formação dos oocistos. A esporogonia ocorre no tubo digestivo, portanto o oocisto já chega ao ambiente esporulado. A parede do oocisto é frágil e fina e, geralmente, se rompe liberando os esporocistos na mucosa intestinal. Numerosos esporocistos esporulados são eliminados nas fezes dos carnívoros e são infectantes aos hospedeiros intermediários.

Cisto de Sarcocystis - corte histológico  

Fonte: Lis Santos Marques

Cisto de Sarcocystis em músculo de peito de pato

Fonte de imagem: http://www.unbc.ca/nlui/wildlife_diseases_bc/sarcocystis.htm