Coopertêxtil Pará de Minas


A Coopertêxtil 
– Cooperativa de Produção Têxtil de Pará de Minas,
é um dos exemplos mais notórios de gerenciamento participativo realizado em uma indústria do setor. A cooperativa, formada por 300 cooperados, iniciou suas atividades em janeiro de 1998 com o arrendamento da fábrica da Cia. Fiação e Tecelagem Pará de Minas, uma das mais antigas do Estado de Minas Gerais, com 40 anos de fundação. A empresa entrou em concordata em maio de 1996 devido a graves problemas financeiros e, para evitar o fechamento das portas, os funcionários se uniram e assumiram a fábrica. Hoje, com capacidade mensal de 200 toneladas de fios e 800 mil metros lineares de tecidos, a Coopertêxtil opera por meio de facção e atende cerca de 20 clientes, entre eles a marca Justa Trama, do Rio Grande do Sul, que trabalha com algodão ecológico. Foi com esta parceria que a cooperativa ganhou projeção no mercado, afinal, a “onda verde”, que vem sensibilizando consumidores em vários países, começa a ser vista também como tendência no sistema produtivo. À frente dos cooperados está o administrador Julio José de Morais. Com 60 anos completados no dia 19 de setembro, casado, três filhos e um neto, Morais nasceu em Minas e não foge à regra do caráter reservado dos mineiros: escuta mais do que fala, é moderado, e “trabalhador”, como faz questão de enfatizar: “Quando entro de férias fico desorientado.” Foi ele quem idealizou a cooperativa e incentivou os demais colegas na difícil tarefa de autogestão do negócio. “Naquela época não havia a nova lei (referindo-se à lei nº 11.101 de 9 de fevereiro de 2005), que hoje dificulta o pedido de falência e possibilita a recuperação judicial de uma empresa com graves problemas financeiros”, recorda o presidente da Coopertêxtil, explicando que além de garantir as atividades operacionais, a cooperativa buscou novos nichos de mercado. “No Brasil existem mais de 50 cooperativas de agricultores, entre os quais, produtores e exportadores de algodão, de leite, etc. Mas no ramo industrial têxtil somos pioneiros. Com união e muito trabalho, superamos os desafios e hoje temos reconhecimento no mercado”. Julio Morais ressalta, porém, que a Coopertêxtil é uma prestadora de serviços. “Não fornecemos fios ou tecidos. Executamos serviços para terceiros. Eu não compro e nem vendo matéria-prima. Quem compra é meu cliente, baseado nas especificações que damos conforme o produto que ele deseja desenvolver”. Na entrevista, a seguir, Julio Morais conta como é a experiência de ser “patrão e empregado” ao mesmo tempo. Acompanhe.










Localização da Coopertêxtil em Pará de Minas

Coopertextil Cooperativa Têxtil de Pará de Minas





@  Copyright  - 2013 / 2015 *  Fundação Reviver & Mensageiros do Amor Maior em Cristo Jesus
Comments