OBTENÇÃO DE POLPA DE CELULOSE


página principal

 PROCESSOS PARA OBTENÇÃO DE POLPA DE CELULOSE  OU POLPAÇÃO

"O objetivo da produção de polpas celulósicas, através de processos químicos, é a remoção parcial ou total da lignina e a separação das fibras de celulose da matéria-prima vegetal empregada. A operação inicial recebe o nome de cozimento ou digestão e é conduzida sob condições específicas de tempo, reação, pressão, temperatura e concentração de reagentes. Conforme o ajuste das variáveis do processo, consegue-se celulose de maior ou menor teor de lignina residual.

É  de interesse, por outro lado, a obtenção da fibras que apresentem mínima degradação química. Os processos comerciais de obtenção de pasta celulósica cobrem quase todo o intervalo de variação de pH. A maior parte desses processos se baseia na utilização de alguns reagentes como: sulfito, sulfato, bissufito, sulfeto e hidróxido de sódio. Outros cátions como amônio, magnésio e cálcio podem aparecer dependendo do pH empregado no processo" [6].  Os processo químicos mais usuais podem ser classificados quanto ao pH. Comforme o quadro:

 

 ESCALA DE pH

 

 magem modificada. Dados originais. Disponíveis em :[6]

 

Os processos de polpação podem ser classificados de acordo com o rendimento do processo industrial, segundo a tabela:

                             TABELA DE RENDIMENTO


 Imagem modificada. Dados originais. Disponível em: [6]

 

A produção de polpa  de celulose a partir da madeira envolve uma série de processos, cujo objetivo principal é o isolamento  das fibras. Para separação dessas fibras é necessária uma certa quantidade de energia.    Desta forma as características da polpa depende da forma  e da quantidade de energia utilizada par separar  ou subdividir  as fibras.  Para  tanto são ultilizados os seguintes processos:

Quando se utiliza somente processo químicos, ocorre uma alta taxa de deslignificação de solubilidade de hemicelulose  e uma inevitável degradação de celulose.  Isso explica o baixo rendimento do processo químico (30% a 50%).

No Brasil , o processo  químico mais usado na separação das fibras da madeira para obtenção da polpa de celulose é o processo Kraft. No entanto existem outros processos.
 

 

COMPARAÇÃO ENTRE OS TRÊS PRINCIPAIS PROCESSOS DE POLPAÇÃO QUÍMICA

 Resumo comparativo dos principais itens de cada processo de polpação

         tipo de processo            polpa kraft ou sulfato alcalino                  polpa ao sulfito(ácido)                 semiquímico ou sulfito neutro

Tabela original disponível em [6]

 

 

 

O LICOR NEGRO DEVE SER TRATADO ADEQUADAMENTE , POIS CONTÉM SUBSTÂNCIAS TÓXICAS QUE DEGRADAM O MEIO AMBIENTE.

TRABALHOS QUE ABORDAM O TRATAMENTO DE EFLUENTES DA PRODUÇÃO DE PAPEL:

 

  •   FONSECA, José Alberto Vinha M. da et al. Tratamentos de efluentes liquidos de indústria de papel e celulose. I I I Forúm de Estudos Contábeis 2003, Rio Claro, 01 fev. 2003. p. 1-9. Disponível em:  <http://www.ceset.unicamp.br/lte/Artigos/3fec2415.pdf>.


  • BRASILEIRO, Lilian Borges; COLODETTI, Jeorge Luíz; VELOSO, Dórila Pillor. A utilização de perácidos na deslignificação e no branqueamento de polpas celulósicas. Scielo Brasil: quimica nova, Belo Horizonte, v. 24, n. 6, p.819-829, 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/qn/v24n6/6792.pdf>.

  

  • NAVARRO, Roberta Maria Salvador. Estudos dos diferentes tipos de processos de branqueamento de celulose objetivando a comparação entre seus métodos e a geração do potencial de poluentes em seus respectivos efluentes. 2004. 111 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Química, Departamento de Faculdade de Engenharia Química, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004. Cap. 4. Disponível em: <http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000317483>.  
  • PAIVA, Tereza Cristina Brasil de. Caracterização e tramento de efluente de branqueamento TCF de indústria de papel e celulose. 1999. 111 f. Tese (Doutorado) - Departamento de Instituto de Química, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1999.