Página inicial


                                                                                                                                      
Oriente de Culturas

O conjunto das Freguesias da Zona Oriental de Lisboa 
que é prioritariamente contemplado pelas nossas 
actividades não é objecto sistemático de nenhuma 
política de sensibilização para o teatro. 
Crianças e jovens e uma população mais idosa 
são objecto de acções específicas que 
desenvolvemos, com muito parcos recursos, 
junto de estabelecimentos de ensino e 
diversas associações de índole social e cultural, 
sempre que possível em colaboração 
com as autarquias da Zona. 
Com o necessário apoio, esperamos continuar 
a desenvolver as acções já testadas e encontrar 
novos e mais eficazes meios para o 
desenvolvimento de públicos 
– conscientes e participativos.





A Associação Cultural Palco Oriental, 

foi fundada em 21 de Janeiro de 1989, por artistas e grupos de teatro que já exerciam actividades desde Janeiro de 1979, no nosso espaço - Calçada do Duque de Lafões, 78 - Freguesia do Beato, Lisboa.

Os grupos de teatro que estiveram na origem deste nascimento foram: Teatro “Os Patolas”, Máscara Teatro de Grupo e Triato do Biato.

Em Maio de 1992, agregando também elementos vindos da Escola Superior de Teatro, estreámos a nossa primeira produção “Macbeth”.

A Associação Cultural Palco Oriental tem procurado, desde a sua fundação, ser uma referência viva na animação cultural da Zona Oriental de Lisboa, quer pela promoção de diversas actividades, quer pela manutenção do seu grupo de teatro, quer pela valorização de uma vivência cultural e comunitária que se enraíza nas tradições mais vincadas daquela que, talvez, tenha sido a zona mais industrializada da velha Lisboa.

Este carinho pelo teatro, traduziu-se em dar a possibilidade de acolhermos nas nossas instalações produções de outros grupos de teatro profissionais, pró-profissionais, amadores, universitários, que têm vindo a despontar entre os novos criadores no panorama teatral de Lisboa.
Comments