Obra retrata biodiversidade de duas regiões 

Fonte imagem: Alunos da UERGS/arquivo Os Verdes-2007

Foram catalogadas 3,1 mil espécies da

Lagoa do Casamento e dos Butiazais de

Tapes. Pesquisa envolveu 60 pessoas

A Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul (FZB) está lançando, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, a publicação Biodiversidade. O material é resultado de um trabalho de pelo menos três anos nas regiões da Lagoa do Casamento, entre Capivari do Sul e Palmares do Sul, e dos Butiazais de Tapes. A obra envolveu 60 pesquisadores e faz um levantamento sobre a flora e a fauna das regiões.
A publicação, amplamente ilustrada, disponibiliza um importante conteúdo científico à população e está sendo distribuída a diversos segmentos da sociedade, como universidades, pesquisadores da área, prefeituras e outras instituições.
Para aqueles que querem conhecer um pouco mais do trabalho, a FZB está promovendo uma exposição sobre o tema, no Museu de Ciências Naturais, que se localiza na rua Dr. Salvador França, 1427, em Porto Alegre. A mostra abrange painéis, fotografias e material multimídia sobre o trabalho e pode ser conferida de terça-feira a domingo, das 9h às 18h. Escolas do Interior poderão fazer agendamentos de grupos para visitas guiadas. O contato deve ser feito pelo telefone (51) 3320-2027.
Segundo o presidente da FZB, Luiz Gheller, a mostra é destinada a pessoas de todas as idades e pode ser também uma oportunidade para a população conhecer o Jardim Botânico. 'A exposição traz um resumo de tudo o que foi levantado no trabalho e resultou na publicação. Foi catalogado um total de 3.103 espécies nas regiões da Lagoa do Casamento e dos Butiazais de Tapes', esclareceu Luiz Gheller.
A diretora do Museu de Ciências Naturais da Fundação Zoobotânica, bióloga Maria de Lourdes Abruzzi Oliveira, destacou a importância da publicação Biodiversidade. 'A obra recém-publicada faz um diagnóstico da flora e da fauna da região e um mapeamento do uso e da cobertura do solo, além de trazer os impactos sobre a biodiversidade. Inclui ainda sugestões para uma gestão sustentável dos recursos naturais da região com indicação de áreas prioritárias de conservação dos ecossistemas', explicou a bióloga.
Maria de Lourdes lembrou também que esse é um trabalho inédito sobre as regiões citadas e que tem tido grande receptividade entre os integrantes da comunidade científica. A publicação foi lançada com uma tiragem de 3 mil exemplares. O presidente da FZB e a diretora do Museu de Ciências Naturais fizeram ontem uma visita à redação do Correio do Povo para divulgar a publicação Biodiversidade.

 

Fonte: CORREIO DO POVO
25 DE JANEIRO DE 2008