registros realizados em 06 de julho de 2008

Fonte imagens: Os Verdes/Arquivo - Rodrigo "Kanga" Ventura - 06/07/2008

A Placa na entrada do Lixão da Camélia expõe a situação crítica do local, quando a menção da licença ambiental de nº 5043/2004-DL atesta que "demorou" para resolverem o problema que se avoluma 24 anos no tempo, e hoje, sem Licença de Operação durante dois anos, a administração contrata Responsável Técnico (publicado em 20 de agosto de 2008 - proc. nº 1642/2008), para resolver a situação caótica do Lixão das Camélias, como você poderá comparar nas imagens de 06 de julho e as fotos de 30 de agosto, quase 60 dias, sem que os lixos fossem cobertos por terra, evitando sua exposição.

Esta situação perdura pelos anos a fio, sem que seja interditado o local, pois as condições técnicas e operacionais não são cumpridas pela Administração, permitindo que os lixos fiquem expostos ao tempo, atraindo vetores e colocando em risco os animais silvestres, que são atraidos para o local em busca de alimento.

Ao fundo, na beira do "lago" que se originou da escavação do local, foi feita uma abertura na cerca, onde estavam sendo despejados lixos diretamente nas águas do local. Com o peso dos caminhões o terreno começou a ceder, e foi descartada a idéia de utilizar este ponto para o despejo dos lixos. Porém, a família proprietária da área onde a Administração despeja o lixo, temem pela queda de suas vacas ou que possam entrar no local para beber água, o que provavelmente irá trazer danos a saúde de seus animais.

Em relação aos animais silvestres, como: Tatus, Gambás, Graxains, pássaros e outros exemplares da fauna, podem estar também procurando alimentos no lixão, ou bebendo águas poluídas.

Mesmo com o cercamento do local, este não impede a passagem de animais silvestres ou cachorros, que também freqüentam o local, atraidos pelos cheiros e pelos restos orgânicos dos lixos.

Outra situação que preocupa os donos da terra onde está o Lixão, é o fato de voarem sacolas plásticas para o campo, onde o gado do sítio pasta, quando acabam engolindo as sacolas, ocasionando doença e morte dos animais. Segundo eles, já foram solicitadas a Administração pública que fossem recolhidas estas sacolas, sem obterem êxito no pedido.

Ao fundo, os telhados que cobrem as bacias de chorume do lixão.

No ambiente onde está instalado o Lixão, existem vários locais com águas superficiais, e paisagens lindas, com os Butiazeiros em grande quantidade emoldurando o ecossistema de grande importância.

O ambiente dos Butiazais é composto por áreas úmidas e lagos, lagoas e banhados e fazem deste ambiente um santuário para a fauna silvestre, muitos destes ameaçados de extinção.

fotos de 30 de agosto de 2008 http://osverdesfotos8.googlepages.com/lixao_da_camelia_30_agosto_2008

fotos de 23 de janeiro de 2008

http://osverdesfotos5.googlepages.com/lixao_23_01_2008

fotos de 10 de fevereiro de 2008

http://osverdesfotos5.googlepages.com/lixao_camelia_10_02_2008

fotos de 31 de maio de 2007

http://osverdesfotos7.googlepages.com/camelia31mai07

fotos de 07 de novembro de 2006

http://osverdesfotos5.googlepages.com/camelia2006