Usina de Triagem de Resíduos Sólidos

 

Urbanos Recicláveis ainda não

 

funciona na Avenida Camaquã

 

registros realizados em 06 de abril de 2007 

A usina de triagem de resíduos sólidos urbanos recicláveis em Tapes, instalada na Avenida Camaquã, tem uma licença de operação válida de 05 de janeiro de 2007 até 04 de janeiro de 2011.

Sob nº L.O. 56/ 2007-DL, esta licença refere-se à operação de empreendimento de Classificação/Seleção (triagem) de resíduos sólidos urbanos recicláveis, oriundos de coleta seletiva, como o plástico, papel, papelão, vidros, metais ferrosos e não ferrosos.

A origem desta Usina é devido ao TAC de 2000, quando o município sofreu esta sanção do MP e da FEPAM, de nº TAC 0028/2000, mas que devido aos atrasos normais da máquina pública, acabou somente a ser erquida em 2006, sem máquinas e condições de funcionar

 

As condições para que este empreendimento possa operar são de que deverá ser mantido cercado e identificado o local, e de que lixos hospitalares e industriais não possam ser levados para este local. Devido a perigos da presença de animais como ratos ou insetos, baratas, moscas, não é aceito os resíduos que sejam de origem diversa do item 2 da licença (citados no 2º parágrafo acima), por este motivo os lixos domésticos não reciclados não poderão ser enviados para esta Usina.

 

Os resíduos deverão ser estocadas em área coberta, e neste local, somente poderão ser feitos os seguintes procedimentos: Recepção dos resíduos recicláveis, oriundos da coleta seletiva, classificação, prensagem, enfardamento, armazenamento e expedição dos fardos para as fábricas que usam matéria prima vinda dos lixos.

 

Uma casa em ótima estrutura, foi construida no local, possivelmente para uso dos funcionários da Usina

 

Enquanto isso, aguardamos o funcionamento da Usina para começarem a Educação para Reciclagem, para depois operarem a Coleta Seletiva. Tudo nesta ordem que se feita de forma inversa, poderia ser que fosse funcionar em breve.