SANTOS ANJOS

A missão dos Santos Anjos ao serviço de Cristo e da Sua Igreja

“Da Encarnação à Ascensão, a vida do Verbo Encarnado é rodeada da adoração e serviço dos anjos” (Catecismo da Igreja Católica, 333), mensageiros no cumprimento da missão de salvação de Deus. Da sua misteriosa e poderosa ajuda até à segunda vinda de Cristo beneficia toda a vida da Santa Igreja. A sua proteção e intercessão cercam a vida de cada homem, que se mostra como uma batalha entre o bem e o mal, entre a luz e as trevas. Assim, Deus envia os Seus Anjos para virem em auxílio dos homens, de modo especial o Anjo da Guarda.

Importância da ajuda angélica

Tão importante se mostra a ajuda dos santos Anjos para o Povo de Deus, que no Êxodo o Senhor deixou depender a entrada de Israel na Terra Santa da sua atenta colaboração com o Anjo, dizendo: “Eis que envio um Anjo diante de ti para te proteger no caminho, e introduzir-te no lugar que te preparei. ... Se obedeceres fielmente à sua voz, e fizeres tudo o que te direi, eu serei o inimigo do teu inimigo, o adversário dos teus adversários, porque o Meu Anjo caminhará diante de ti e te introduzirá no país” (Ex 23,20.22-23).

Mesmo em nossos dias a colaboração com os Anjos é importante. O Papa Leão XIII, com sábia previsão, implorou esta ajuda na oração a São Miguel Arcanjo, “príncipe dos exércitos celestes”; a urgência da sua ajuda foi em seguida, reiterada pelo Papa João Paulo II em vista dos desafios dos nossos tempos. Os Anjos “cosservos” daqueles que “têm o testemunho de Jesus” (Apc 19,10), ajudam os homens a perseverar nas provas espirituais, na fé em nosso Senhor Jesus Cristo, no amor de Deus, na clareza de espírito e no discernimento espiritual, a reconhecer o autor de todo o mal e em saber resistir às suas insídias.

Para a glória de Deus e a salvação da humanidade

Em resposta aos sinais dos tempos, para integrar a ajuda dos santos Anjos nas batalhas espirituais que se manifestam no ateísmo e na secularização com a diminuição da fé até à “apostasia silenciosa”, à perda da consciência do pecado, na transgressão da lei de Deus em muitas esferas da vida, nasceu a Obra dos Santos Anjos, movimento eclesiástico de fiéis no seio da Igreja una, santa, católica e apostólica, ligada à Ordem dos Cónegos Regrantes da Santa Cruz e dirigida por ela.

A Obra dos Santos Anjos é concebida como uma comunidade de fiéis unidos aos santos Anjos sob o manto protetor de Maria, Rainha do Universo e Mãe de todos os homens. Esforça-se para uma cooperação estreita entre os Anjos já unidos com Deus e os homens redimidos, mas ainda em busca da plena comunhão com Deus. O seu objetivo é um conhecimento mais profundo de Deus e um amor maior a Ele. Aspira à glorificação de Deus de um modo mais pleno e à edificação e consolidação do reino de Deus na Terra. Membro da Obra dos Santos Anjos é todo o católico batizado e crismado que, após um devido tempo de preparação, faz a consagração ao santo Anjo da Guarda. Aqueles membros que querem se empenhar mais pelos fins espirituais do movimento fazem a consagração aos Santos Anjos.

Para mais informações visite o sítio eletrónico da Obra dos Santos Anjos!