Teorias de Aprendizagem

Teorias de Aprendizagem

Aprender é um processo de aquisição de conhecimentos, habilidades, valores e essencialmente de desenvolvimento da capacidade de pensar, julgar e empregar conceitos que conduzam às mudanças de atitudes e de comportamentos... 
A educação pode ser definida como a tentativa consciente de promover a aprendizagem de outras pessoas...
Tradicionalmente, a análise desta tentativa centrou-se em torno do ensino direto por parte dos professores. Agora, com a mudança de paradigma educacional, aprender significa ir além da instrução direta e pode ser promovida em ambientes criativos e/ou virtuais de aprendizagem...

Quando o termo educação é combinado com entretenimento, o termo edutrenimento passa a ser uma reconstrução. Edutrenimento chamado ‘e-learning’ contém novos métodos e práticas que permitem uma aprendizagem mais rápida, de maneira mais eficiente e divertida. A idéia é geralmente combinar jogos com a aprendizagem, com apoio de softwares e cursos interativos. Há também blogs... ". Aprendizagem: Wikipedia

"... As teorias da aprendizagem que predominam nas tendências da educação contemporânea são aquelas desenvolvidas por Jean Piaget e as desenvolvidas por Vygotsky, porém muitas outras teorias encontram-se presente nas práticas educativas desde os primórdios..." Wikipedia: Teorias da Aprendizagem

“Pedagogia do trabalho: os alunos aprendem fazendo/produzindo. O Trabalho Cooperativo é baseado na existência de cooperação durante o processo de ensino-aprendizagem. A Aprendizagem é baseada no Inquérito: método de pesquisa envolvendo trabalho em grupo. “Método Natural”: baseado na teoria da aprendizagem indutiva. Centros de Interesse: baseado no interesse e curiosidades naturais da criança para conhecer”. Célestine Freinet: Precisamos restabelecer o circuito para ligar a escola à realidade

Este seminário tem por objectivo debater a aprendizagem da ciência, à luz da Teoria da Aprendizagem Significativa (TAS) – Meaningful Learning Theory. Ela tem vindo a ser pesquisada e discutida um pouco por todo o lado, mas os principais contributos que até hoje lhe foram dados devem-se, por ordem decrescente de importância, a David Ausubel, Joseph Novak e D Bob Gowin. Serão discutidos (as): As ideias mais relevantes da TAS. Os seus fundamentos epistemológicos e psicológicos...”. A aprendizagem significativa da ciência: Jorge Valadares

“... O aluno que hoje freqüenta uma escola infelizmente ainda vê o conhecimento como algo muito distante da sua realidade, pouco aproveitável ou significativo nas suas necessidades cotidianas. Na sua teoria, Ausubel apresenta uma aprendizagem que tenha como ambiente uma comunicação eficaz, respeite e conduza o aluno a imaginar-se como parte integrante desse novo conhecimento através de elos, de termos familiares a ele...”Adriana Pelizzari. Maria de Lurdes Kriegl. Márcia Pirih Baron. Nelcy Teresinha Lubi Finck. Solange Inês Dorocinski: Teoria da aprendizagem significativa segundo Ausubel

“...A Pedagogia Crítica sugere que a música, como parte do nosso passado cultural, atual e futuro, tem o poder de liberar os alunos e os seus professores dos estereótipos atuais sobre músicas e músicos, e incentiva um raciocínio crítico, uma ação crítica, e um sentimento crítico. Coloca a música em um contexto social, político e cultural que resulta em uma conexão do que Freire chama a "palavra", que em nosso caso é a música, ao mundo...”. Frank Abrahams, Ed. D. Professor de Educação Musical Westminster Choir College of Rider University Princeton, New Jersey: Aplicação da pedagogia crítica ao ensino e aprendizagem de música

“O presente artigo desenvolve-se em torno do estatuto epistemológico da hipótese e da experimentação, numa perspectiva de transposição para o campo da Educação em Ciência. Não se trata de olhar aquela vertente pela estrita óptica dos epistemólogos, mas centrar a nossa atenção na busca e apropriação crítica de elementos fundamentadores de uma teorização para a Educação em Ciência, por sua vez também necessária para orientar práticas educacionais. João Praia, António Cachapuz, Daniel Gil-Pérez: Hípótese e a experiência científica (reorientação epistemológica)

“Trabalhos recentes de investigação sugerem que freqüentemente os professores de ciências constroem imagens de ciência marcadas por visões de índole empirista/indutivista.... centra a nossa atenção na busca e apropriação crítica de elementos fundamentadores... capazes de contribuir para que os professores se sintam mais informados e, por via disso, sejam mais capazes de fundamentar as suas opções educacionais e didáticas em relação à ciência que ensinam”. João Praia, Antonio Cachapuz e Daniel Gil-Pérez: Problema-teoria-observação (reorientação epistemológica)

LINKS RELACIONADOS

"Educação engloba ensinar e aprender. E também algo menos tangível mas mais profundo: construção do conhecimento, bom julgamento e sabedoria. A educação tem nos seus objetivos fundamentais a passagem da cultura de geração para geração..." Educação: Wikipedia

Inteligencias múltiplas: Teoria desenvolvida a partir dos anos 80 por uma equipe de pesquisadores da universidade de Harvard, liderada pelo psicólogo Howard Gardner, que identificou sete tipos de inteligência no início dos anos 90.

"O Método Paulo Freire consiste numa proposta para a alfabetização de_adultos desenvolvida pelo educador Paulo Freire, que criticava o sistema tradicional que utilizava a cartilha para o ensino da leitura e da escrita..." Paulo Freire: Wikipedia....Centro Paulo Freire....Método Paulo Freire.....Biblioteca Digital Paulo Freire

“A música, uma das grandes Belas Artes, é um elemento importantíssimo no processo de alfabetização, que usada adequadamente, com uma metodologia própria, produz resultados surpreendentes, facilitando, incentivando, fixando aprendizagens, socializando e abrindo novas perspectivas de vivências humanas. No processo ensino aprendizagem, a utilização do método da “canção por audição” possibilita ao educador e ao educando, meio acessível de vivenciar experiências significativas, possibilitando um aprender verdadeiro, de forma saudável, alegre, criativa e participativa.” Música na educação de jovens, adultos e idosos: Maria Teresinha Fortes Braz

“No último capítulo de seu livro Teaching as a subversive activity, Postman e Weingartner, diziam em 1969, que embora devesse preparar o aluno para viver em uma sociedade caracterizada pela mudança, cada vez mais rápida, de conceitos, valores, tecnologias, a escola ainda se ocupava de ensinar conceitos fora de foco... a aprendizagem significativa subversiva é uma estratégia necessária para sobreviver na sociedade contemporânea..." Marco Antonio Moreira: Aprendizagem Significativa Crítica

“Todos os dias me vem a tentação de podá-las um pouco para ajudar a crescer, mas permaneço na dúvida entre as duas concepções do mundo e da educação: se agir de acordo com Rousseau e deixar obrar a natureza, que nunca se equivoca e é fundamentalmente boa, ou ser voluntarista e forçar a natureza introduzindo na evolução a mão esperta do homem e o princípio da autoridade. Até agora a incerteza não acabou e em minha cabeça disputam as duas ideologias. (Antonio Gramsci)”: Pedagogia Crítica: CEFETRN

“...Tornar-se autor do próprio mundo, transformar-se em um aprendiz e autônomo usuário de língua , não é somente uma questão de aprender a aprender mas também de aprender como lutar por alternativas culturais. (Pennycook, 1997)...” Vera Menezes: Conceitos de Autonomia

Postado por Vicente Risi Junior




Subpáginas (1): Arquivos
Comments

BLOGROLL

TIC's NO ENSINO