Tenda do Suor - Temazcal

É uma tradição milenar usada por nossos antepassados com o objetivo de curar, limpar e purificar corpo e espírito. A cerimônia é dos primeiros e mais antigos ensinamentos que existem. Vem da origem. E a origem é no ventre de nossa Mãe Terra, numa das primeiras cerimônias que temos na hora de vir a tomar forma, a tomar força, de nos encontrarmos como os quatro elementos e direções, com o Criador, o Grande Espírito.
Representa o ventre da nossa Mãe Terra, de onde se é concebido, onde se é alimentado como semente para chegar a termos a unidade com todos os poderes do Universo. É das primeiras cerimônias entregues ao ser humano e está baseada na benção e purificação, através do líquido sagrado que é a água, através do calor da vida, do vento e do fogo. É uma cerimônia conhecida como a "Cabana das Pedras Anciãs". Usam-se pedras que se solidificaram, após receberem o calor nas entranhas da Mãe Terra e virem à superfície. É uma cerimônia do Fogo Sagrado, onde se relembra primeiro o calor guardado por estas pedras que já foram lava um dia.
Estas pedras são aquecidas e levadas pelo "homem fogo" a uma cabana que representa o umbigo da Mãe Terra. Ali são depositadas e é onde as pessoas se reúnem para as receber. Plantas aromáticas são utilizadas para agradecer e bendizer a vida. Estas plantas são depositadas sobre as pedras, onde liberam a sua essência ao serem aquecidas pelo calor, pelo fogo armazenado nestas pedras. Depois de terem a oportunidade de respirar este aroma, as portas são fechadas e todos juntos compartilham um mistério, uma escuridão, o interior, um momento de profundidade e de união com o Universo. Neste momento a água é depositada sobre as pedras. Aí começamos a nos dar conta de como o Poder se move, porque esta água que cai sobre as pedras, imediatamente nos é retornada de uma forma muito mais leve, em forma de vapor.
Nesta ocasião se manifestam e equilibram a medicina, o conhecimento, a sabedoria que podem ser aspiradas. A isto chamamos de "memória do primeiro alento", a memória do momento de quando fomos concebidos. É uma das cerimônias mais antigas, onde recebemos o conselho de nossos antepassados, de como foi que obtemos a vida que temos agora.        
 
 

A tenda do suor se faz com doze ou dezesseis paus jovens, e eles também tem uma lição, pois no outono sua folhas morrem e regressam a terra, mas na primavera devolvem a vida. De forma igual, os homens morrem, mas vivem novamente no mundo real do Grande Espírito, e esta vida verdadeira nos podemos conhecer aqui na terra se purificamos nossos corpos e mentes e nos aproximamos assim do Grande Espírito, que é todo pureza.

Os paus que formam a tenda do suor são postos de maneira a marcar os quatro cantos do Universo, assim a tenda inteira é um microcosmo, é a imagem do Universo, e as pessoas de dois pés, de quatro pés, os alados e Todas As Nossas Relações, todas as coisas do mundo e tudo, estão contidas dentro dela.

E, todas estas coisas devem ser purificadas antes de poder enviar uma voz ao Grande Espírito.

As pedras representam a Terra, a natureza indestrutível e eterna do Grande Espírito.

O fogo que está nas pedras representa o poder do Grande Espírito, que dá a vida a todas as coisas. É como um raio de Sol, pois o Sol também é um aspecto do Grande Espírito.

O Buraco do Centro representa o Centro do Universo, onde mora o Grande Espírito, com seu poder o fogo.

Todas estas coisas são sagradas para nós e deve-se entender profundamente se realmente desejamos nos purificar, pois o poder de uma coisa ou de um ato reside em seu significado e na compreensão que temos deles.
 
 
O Ritual da Tenda do Suor, que é integrado por quatro fases distintas. Levando em conta que a tenda é um ventre que gera a vida, um dos modelos que se seguem para estabelecer este ritmo, é o do próprio corpo do ser humano.

    Cada fase limpa e fortalece.

    A primeira fase está ligado a Terra, está ligado a estrutura óssea, com a sustentação, com os pés e as pernas, com a energia do primeiro chakra, com o nosso corpo material. É o momento de se reconciliar com a natureza interna, com nosso próprio ser, a maneira como evoluímos.

    A segunda fase está associada ao elemento água, ao corpo emocional, aos sentimentos. Ao ventre. Somos convidados a perdoar e ser perdoados, a nos liberar os sentimentos de culpa, a lavar as emoções e o coração dos sentimentos adversos.

    A terceira fase está ligada ao ar, a inteligência do ser que permite escolher o caminho correto, ao retorno da luz que ilumina tudo, que clareia o caminho para que não tropecemos e avancemos com passo seguro e firme na vida.

    A quarta fase está associada ao fogo, a transmutação total, a troca e a regeneração, o que nos permite ressurgir como seres novos do ventre da tenda.

     Terra, Água, Ar e Fogo, os quatro elementos, as forças da natureza que integram o ser e se manifestam de forma esplendorosa no ritual da tenda.

     Há uma ferida profunda nos seres humanos por estarem separados da Mãe Terra, ferida que pouco a pouco seca e volta estéril à terra e seus filhos. A tenda cura a ferida, vamos retornar à nossa Mãe.

 

 

Comments