A Obesidade

    Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) a obesidade é uma doença em que o excesso de gordura corporal pode atingir níveis capazes de afectar a saúde. Por conseguinte, a obesidade pode reduzir a esperança de vida e aumentar o risco de problemas associados.

    O procedimento padrão comummente utilizado para avaliar a gordura corporal consiste no Índice de Massa Corporal (IMC), o qual é determinado através do cálculo da divisão do peso (em quilogramas) pelo quadrado da altura (em metros), ou seja, IMC=kg/m². O cálculo do IMC permite a sua classificação, bem como, o conhecimento do risco de problemas associados:

 

IMC (kg/m²)

Classificação do IMC

Risco de Problemas Associados


Abaixo de 18,5

  

18,5 a 24,9


25,0 a 29,9


Acima de 30,0

30,0 a 34,9

35,0 a 39,9

Igual ou superior a 40,0


Défice de peso

  

Peso normal


Excesso de peso


Obeso

Grau I

Grau II

Grau III ou obesidade mórbida


Moderado (risco de anorexia)

 

Baixo (índice saudável)


Ligeiramente aumentado

 


Moderado

Grave

Muito grave


 
Tabela – Classificação do IMC e risco de problemas associados

A avaliação de crianças e adolescentes deve considerar a variação dos valores de IMC de acordo com a idade e o sexo. Alguns países desenvolveram valores de referência de IMC para a sua população tendo em conta as diferenças normais entre o sexo masculino e feminino, e as várias idades. Porém, este não é o caso de Portugal.

Alguns autores estrangeiros desenvolveram gráficos de percentis para crianças e adolescentes adaptando-os a partir dos valores de referência para adultos, considerando os valores de 25 kg/m2  (para o excesso de peso) e 30 kg/m2 (para a obesidade) aos 18 anos.