Principal‎ > ‎Outros‎ > ‎

Mudanças Cronógicas

O ano era 2020. Os trouxas nunca perceberam, talvez um assassinato estranho ou outro. Mas o mundo estava bem para eles em 2020. Mas o mundo bruxo era outra história. Os bruxos sangue-ruins, os pouco sobreviventes, fugiam e se escondiam em vários cantos do planeta. A Patagônia na Argentina, as florestas da Nova Zelândia ou as montanhas do Andes ainda eram lugares seguros, mas só. O resto do mundo dos bruxos tinha agora um único governo mágico, a União Durmstrang.

Ser sangue-ruim, meio-sangue ou traidor do sangue era crime. Aqueles que eram pegos eram levados para campos de concentração, o maior deles, Nurmengard prendia mais de dois mil bruxos. E matava diariamente trinta sangue-ruins, mas novos sempre chegavam.

Os agentes de Noskort lutaram contra Durmstrang mas perderam, quantos sobreviveram? Três, cinco, oito no máximo. A maioria escondia numa pequena base chamada Lower Hutt. Menos um, um dos agentes nunca parou de lutar.

Nunca esqueceu quando aconteceu. O vilão Leroy Lestrange finalizou a Máquina de Agrippa, com o motor da Orbe-Mór, e o combustível de fantasmas de todos aqueles que morreram em Noskort. Quando ativada foi um caos, todos aqueles que tinham a mini-orbe em seus corpos foram jogados para as mais variadas épocas do tempo. Nunca esqueceria que um dragão não era nada quando tinha que enfrentar um Tiranossauro Rex.

Mas desativaram a máquina, e todos voltaram ao seu tempo. Mas Leroy tinha modificado o suficiente para que quando voltasse, tudo que precisasse para seu plano tivesse pronto. E foi assim que em 2020, o General Lestrange governa todos os bruxos do mundo.

O agente da Noskort então pensou que aquele jogo podia ser jogado por ele também. Foram cinco anos tentando reconstruir a Máquina de Agrippa. E finalmente conseguiu.

Porém, algo deu errado. Seu plano era só matar aqueles que um dia foram do Tabuleiro, aqueles que iam preparar todas as peças para ajudar Lestrange criar a Máquina. Mas como na primeira vez apesar do agente poder escolher quando ir, à Máquina levou os outros bruxos que ainda tinha a orbe em seus corpos. Quantos eram? Três, cinco, oito no máximo. E um deles diante de toda a loucura teve o mesmo pensamento: “Faça algo grandioso, e mude todo o destino”. E tal bruxo fez, destruiu a orbe-mor. Mas quando a orbe-mor foi destruída, a Máquina de Agrippa nunca seria construída.

Quantos eram? Três, cinco, oito no máximo.. estavam presos naquele universo.

Surge o Universo Noskort Reboot.


Quer saber mais?