Linhas de Pesquisa

Vale ressaltar que o grupo de pesquisa tem um caráter interdisciplinar, de modo que o grupo foi dividido em linhas de pesquisa que se adequavam mais a cada área do conhecimento que compõe o NEPTE, a saber: Filosofia, Sociologia, História, Geografia e Artes Visuais. Cabe ainda ressaltar que cada uma das linhas de pesquisa possuem o intuito de atender os objetivos específicos do NEPTE, prevendo: grupos de estudos específicos de cada linha e, na medida em que estas mantêm uma relação de complementaridade com as demais, momentos de socialização mais diretos, através de grupos de estudos interdisciplinares; eventos (como: palestras, mesas-redondas, jornadas e simpósios); e atividades de pesquisa (comuns a mais de uma subárea ou que congreguem todas as subáreas). O NEPTE está dividido, portanto, nas seguintes linhas de pesquisa:

Linha 1: Democracia e Estado

Esta linha congrega todas as áreas do conhecimento que compõem o NEPTE, sendo, portanto, o lugar comum em que as diversas disciplinas se encontraram para debater os resultados de suas pesquisas. Os momentos de encontro desta linha se efetivam de três formas distintas, tendo, portanto, três metodologias diferentes: a primeira se dá através da formação do "Grupo de Estudos Interdisciplinar: Democracia e Estado", onde a principal prerrogativa é a análise de textos clássicos da literatura política, tomando como metodologia a interpretação dos textos; a segunda se concretiza através dos encontros anuais, cujo procedimento principal é a discussão dos temas expostos pelos autores que apresentam nos mesmos; já o terceiro se efetiva através da cooperação entre as subáreas nas atividades de pesquisa, que são feitas em conjunto, tais como: entrevistas, pesquisa documental, análise de documentos, pesquisas bibliográficas, levantamentos de dados junto à órgãos públicos, etc. Deste modo, o principal objetivo desta linha é: pesquisar a relação entre as práticas democráticas e a formação do Estado, percebendo que o esclarecimento político assume um papel importante no desenvolvimento de tais práticas.

Linha 2: Epistemologia, Ética e Política

Esta linha é voltada aos pesquisadores do curso de Filosofia e interessados nas pesquisas e discussões filosóficas. O modo de investigação é essencialmente bibliográfico e a ênfase metodológica basicamente descritivo-interpretativa, pois se desenvolve através de leituras, análises e interpretações de textos de filosofia. Esta linha de pesquisa investiga temas clássicos da epistemologia, da ética e da filosofia política, tais como: a fundamentação do conhecimento; o problema da verdade; o ceticismo; a natureza da ciência; a natureza, fundamentação e crítica da moral; a questão da liberdade e responsabilidade; o relativismo ético; as relações entre Estado, sociedade e indivíduo; os conceitos de democracia e cidadania; as teorias  da justiça. O objetivo central da linha é estabelecer um espaço para a investigação e discussão sobre o conhecimento, bem como a relação entre ética e política na constituição da sociedade.

Linha 3: Formação do Espaço Urbano

Esta linha de pesquisa congrega os estudos de duas principais subáreas: Geografia e Artes Visuais. Essa aliança se dá pelo fato de que a linha possui como principal objetivo: levantar dados sobre a formação do espaço urbano no estado de Roraima, tendo em vista as diversas perspectivas em estudo, tais como: as políticas urbanas, a conformação do espaço geográfico, as implicações do patrimônio histórico-cultural e as relações sociais delas decorrentes. Os principais procedimentos metodológicos utilizados são desde levantamentos bibliográficos e documentais até estudos de caso e pesquisa-ação, sempre almejando constituir uma interrelação entre a fundamentação conceitual utilizada pelo grupo com o Espaço. Dessa forma, a partir dos conceitos de Estado, democracia, política, cidadania e poder, investiga-se como se dão as diferentes territorialidades dos sujeitos sociais envolvidos e qual o resultado material/espacial advindo de tais relações. Para tanto, a linha propôs o Grupo de Estudo intitulado "A formação do espaço urbano no estado de Roraima", que tem como objeto de discussão o modo como a política exerce um poder de formação do espaço geográfico e cultural das cidades de Roraima.

Linha 4: Políticas Públicas

Esta linha de pesquisa congrega os estudos de outras duas principais subáreas: Sociologia e História. Ao congregar estas duas subáreas, a linha tem como principal objetivo: discutir as principais questões que envolvem as ações do poder público diante dos problemas sociais, visando se aprofundar na questão da formulação, execução e avaliação de políticas públicas, principalmente com relação à região amazônica, tais como: gênero, populações indígenas e políticas culturais. As bases metodológicas para as suas pesquisas são: análise bibliográfica (principalmente de autores como: Karl Marx, Friedrich Engels, Adam Smith, Antonio Gramsci, Nicos Poulantzas e Henri Lefebvre), pesquisa documental e entrevistas com personalidades políticas e pioneiros do estado. A análise desses dados se dá de forma quantitativa, mas principalmente qualitativa, tendo em vista o caráter interpretativo dos fatos históricos e sociais, de modo que as principais discussões da linha se efetivam no Grupo de Estudos intitulado "Políticas Públicas: as relações de poder e a formação dos aparelhos estatais". Além disso, a linha propõe a intervenção de ações afirmativas nos referidos temas, tendo em vista o caráter mais prático da metodologia empregada pelas duas subáreas.