Nei Loja : Artigo "Psicoterapia, por que fazer e como".

Autor: NEI LOJA
Para responder a estas perguntas é preciso esclarecer algumas coisas que muitas pessoas acreditam, mas que não são verdade, de modo algum. Por exemplo, que psicólogo adivinha pensamentos – Já pensou que estranho, se apenas fazer uma faculdade nos desse tamanho poder? Todo mundo iria querer, porque é um poder impossível de se ter. Quem diz que consegue ler os pensamentos dos outros, está mentindo. 

Realmente ser psicólogo não inclui aprender na faculdade poder nenhum, de tipo nenhum. Somos seres humanos comuns que decidimos trabalhar na área de saúde, ou seja, apoiando a felicidade humana. É como vejo minha senda pessoal e é o que desejo fazer na vida, do melhor modo que conseguir.

Mas aí está o principal motivo para se fazer terapia: não estar se sentindo feliz com a vida, seja em que âmbito for. Por exemplo, vida emocional e afetiva, também o relacionamento familiar ou no trabalho, a vida religiosa, ou devido a algum outro sentimento de inadequação, desconforto, enfim.

Mas lembre-se, não existem mágicas, o que existem são técnicas que podem apoiar muito o projeto de felicidade de cada um. Outra coisa que você deve saber é que existem muitas técnicas completamente diferentes, dependendo do terapeuta. Existem mais de 500 alternativas, como a Escola Psicanalítica, que tem diversas correntes de pensamento diferentes,a Escola Gestaltista, mais baseada em dados científicos, a Escola Comportamentalista ( baseada na mudança mental através da mudança de comportamentos), a Escola Reichniana, que percebe bem a correlação corpo-mente, e assim a lista vai longe.

Para fazer psicoterapia você pode optar por dois profissionais desta área; os psicólogos e os psiquiatras. A diferença é que os psiquiatras são médicos, portanto eventualmente incluem medicar os pacientes. Mas existem psiquiatras que não são psicoterapêutas e trabalham somente com medicação. Já o psicólogo não tem formação em medicina, porém, quando necessário, pode indicar um psiquiatra que complemente a psicoterapia com algum medicamento. Afinal, usar medicamentos é muito inteligente, pois nosso cérebro é o principal órgão do corpo, e também precisa ter seus fluxos de humores corretamente colaborando para o seu bom funcionamento. É natural que ocorram desequilíbrios na química de nosso organismo, como também ocorre com todos os seres do planeta.

Se você gosta da idéia de fazer algo sobre algum desconforto que tenha, algo que gostaria de se livrar, procure um dos dois profissionais acima e marque uma primeira consulta, durante a qual você deve perguntar o que quiser e perceber se sente confiança, tranqüilidade, para escolher bem quem poderá lhe ajudar mais. Caso não goste desta consulta, marque outra, com outro terapeuta, assim por diante, até selecionar de acordo com seus interesses.

Pessoalmente sou psicoterapeuta alinhado com a moderna Escola de Psicoterapia norte americana, chamada Programação Neurolinguística, que vem obtendo resultados muito rápidos para equilibrar os estados emocionais dos clientes. Trabalho também com técnicas que desorganizam memórias desagradáveis para colocar uma nova visão sobre os fatos, ensinando maneiras práticas de manter o bom humor em qualquer situação. Como os resultados ocorrem geralmente bem rápido, vem a ser uma Terapia Breve, de curta duração, ainda que isto possa variar um pouco, caso a caso. Escrevi vi um livro que explica bem como é este trabalho que também divulgo realizando palestras por todo o Brasil. Seu nome é Uma Nova Maneira de Ser Feliz, publicado pela editora Record, que pode ser parcialmente lido no meu site, ou comprado em livrarias. Publiquei , ainda, mais dois livros de auto-ajuda e dois de áreas empresariais.