Está se sentindo neurótico ou pirado

Está se sentindo neurótico? Pirado de algum modo?

Vou dar umas dicas, pois... quem sabe?

Nei Loja – psicólogo

www.neiloja.com.br

 

Na minha experiência clínica e de relacionamentos, acabei tendo consciência de que as pessoas não fazem o básico, então têm um sofrimento adicional bem intenso, mas completamente desnecessário! Claro que não escolhe sofrer, apenas não procura entender e fazer mesmo! Eu fiz isto, encarei, e só porque tive grandes resultados, passei a divulgar e este é um texto curto no qual não estou vendendo nada.

Vamos às dicas:

É muito importante que você saiba como funciona a sua mente, mas não só os pensamentos. Precisa saber como as coisas acontecem na sua biologia, porque uma parte importante destes sintomas estranhos que você percebe, tem origem orgânica, tais como um mal funcionamento das glândulas ou do Hipotálamo. Somos animais mamíferos, sujeito a muitos desequilíbrios da imensa química que acontece em nosso corpo.

A gente pensa que o coração é apenas uma coisinha vermelha, esquecendo o ele carrega para cada uma das mais extremas células de nosso corpo. Carrega alimentos, água, oxigênio, e também os caldinhos de 270 glândulas, caldinhos chamados de humores, que podem ser bons humores ou mal humores, carrega também os neuropeptídios do hipotálamo, que também expressam no corpo, fisicamente, por contrações e sentimentos, tanto a raiva quanto o amor, o desejo sexual, a alegria, etc.  Percebeu?

Tem muitas coisas que podem sair do lugar, ou pode-se nascer com um probleminha de mau funcionamento disso ou daquilo... É importante saber. Leve, sem preconceito, seus sintomas para um psiquiatra, e conte para ele que, se entender necessário, lhe dará medicação para corrigir algo funcionando mal, e você começará a se sentir melhor, podendo lidar mais tranquilamente com seus pensamentos. Note que psiquiatra é um médico que se especializou nesta área, e assim é o mais preparado para compreender você.

Adiante, se você quiser, faça terapia também, porque ter um interlocutor com experiência de vida e também considerável experiência, podendo elaborar confidencialmente qualquer assunto, e mais ainda: quando você concluir que não precisa mais, apenas dirá adeus, sem que o terapeuta seja parte do seu círculo de relacionamentos, portanto, nem precisará ver nunca mais.

Psiquiatras podem ser psicoterapeutas ou não.  Psicólogos também. Estou indicando procurar o psiquiatra que só pratica a medicina química, não a psicológica. Porque cada tipo terá mais conhecimento se for especialista. E trata-se de uma consulta só, não tem que ir sempre, a não ser para reajustar os remédios, ou pegar mais receita, etc.

O psiquiatra lida com o organismo. Nunca deveríamos ter diminuído a imagem desses profissionais muito importantes pela má impressão de serem médicos e malucos. É real, eles são médicos de malucos sim, mas não só de malucos! E já viram, muitas e muitas vezes semelhantes problemas porem em alguns casos mais graves, tendo realizado várias experiências, com vários remédios, e também participado de atualizações, seminários e conferencias, enfim, conseguindo curas. Ora, se psiquiatra cura malucos, mais facilmente vai curar uma pessoa equilibrada com apenas alguma alteração que incomoda.

A outra dica é, aprenda a fazer muitos exercícios psicológicos. Tenho vários em meus livros, mas existem milhares encontráveis no Google. Esta é a parte difícil, porque demora, cansa, mas se tiver perseverança, colherá grandes frutos – só depende de você, campeão, ou de você, campeã!!

 

Tanto os recibos de médicos quanto dos psicólogos servem para abater do Imposto de Renda. Iguais.

 

 

 

 

 

 

Comments