ARTIGOS

ATIVIDADES DO NÚCLEO   

BIBLIOGRAFIA

DOCUMENTAÇÃO

IMAGENS E MAPAS

LANÇAMENTOS e EVENTOS (atualizado em 18/11/2011)

SANKOFA - Revista de História da África e de Estudos da Diáspora Africana

 

O NEACP é formado por estudantes e pesquisadores das áreas de História, Ciências Sociais e Economia. Suas atividades foram iniciadas em 2006 a partir do Grupo de Estudos de História da África, coordenado pelo Prof. Dr. Wilson do Nascimento Barbosa. Com a participação de estudantes de outras áreas o grupo foi ampliado. Sua temática também se abriu para linhas de pesquisas diversas que foram aglutinadas em três aspectos: África, Colonialidade e Cultura Política.

A respeito do tema África, o NEACP busca discutir as alternativas de re-interpretação da história do continente Africano e sua relação com o Brasil.

Tal intento é fundamental porque, por muito tempo, foi negada à África uma historicidade, principalmente, aos povos da região sub-saariana.  Ainda hoje, no Brasil, há um desconhecimento generalizado sobre o assunto, mesmo na academia. Em particular, no que tange aos aspectos teóricos e metodológicos que envolvem a pesquisa histórica sobre a África. 

Visando colaborar para a superação dessa situação, o NEACP, em suas atividades e pesquisas, pretende aprofundar a discussão sobre as diferentes interpretações possíveis sobre a África, buscando a reconstrução da historicidade africana desde uma visão não eurocêntrica.  Para isso, entre outras ações, o NEACP edita a revista SANKOFA (Revista de História da África e de Estudos da Diáspora Africana), um espaço democrático para o debate sobre a África e a diáspora africana.  

Além deste interesse sobre a História da África, o NEACP visa estudar as conseqüências da configuração e reprodução do modo de produção capitalista em sua face colonial, na América. Para tal, adota o termo colonialidade em seu nome. Por este, entende-se as expressões objetivas e subjetivas do colonialismo como forma de poder e dominação dos povos colonizados. Dando vazão a este interesse, o NEACP incorporou estudantes e pesquisadores que trabalham com temáticas relacionadas à dominação colonial e a história das populações subalternizadas no continente americano, em especial, negra e indígena.

Desde tal enfoque, o NEACP visa contribuir para a construção de teorias explicativas, interpretativas e analíticas que buscam entender a cultura política  engendrada nas práxis dos movimentos e resistências contra a colonialidade na América. Aí destacando, sobretudo, sua visão de inseparabilidade entre cultura e poder na prática social.     

Neste enfoque, o NEACP se propõe como um Núcleo do saber em devir, preocupado em construir uma visão histórico-sociológica do passado direcionada para o futuro. Afinal, com já foi dito, toda discussão de epistemologia é também, em última instância, política.