40) CONTENÇÃO COM GRELHAS ATIRANTADAS

É uma estrutura de contenção que é formada por uma grelha de concreto armado atirantada junto ao maciço.


A grelha atirantada é um tipo de contenção em que o paramento frontal é formado por pilares cruzados por vigas de concreto armado. A estrutura é fixada no terreno por meio de tirantes, que são elementos de aço compostos por cordoalhas de aço ou por uma barra única. A grelha sustenta, ainda, um paramento de contenção mais esbelto, geralmente em rocha alterada, concreto ou mesmo alvenaria. A contenção é muito usada quando são feitos cortes em terrenos com topografia acidentada para passagem de rodovias, ferrovias ou tubos de adução para barragens.

As características da grelha atirantada, e de outros tipos de contenção, são definidas depois de estudo geotécnico feito para verificar as condições e as propriedades do maciço. Esse levantamento indica as propriedades do maciço - que vão determinar, entre outros itens, as diretrizes para a perfuração, o dimensionamento da contensão e dos tirantes e o cálculo dos empuxos. 

 


CONTENÇÃO DE TALUDES COM GRELHAS


CONTENÇÃO DE TALUDES COM GRELHAS ATIRANTADAS


GRELHAS PONTUAIS


Grelhas Atirantadas para contenção de Blocos de Rocha Fraturados em 
maciços Rochosos instáveis ou com risco de acidente em plataformas ferroviárias ou rodoviárias.

1) Perfuração

A perfuração para a execução dos tirantes deve seguir rigorosamente as posições, direções e ângulos determinados no projeto. Os furos são feitos com máquinas perfuratrizes hidráulicas rotopercussivas pneumáticas. Para controle do procedimento, devem ser registrados os dados do desenvolvimento da perfuração em Boletins de Perfuração apropriado, como a cronometragem e as passagens pelos diversos tipos de solo. Após a perfuração, é feita a remoção dos detritos do interior do furo e feita a injeção de bainha já com o tirante no interior do furo.

2) Execução dos tirantes

Os tirantes são os elementos principais das contenções atirantadas. São compostos por fios ou cordoalhas de aço ou, ainda, por uma monobarra metálica. Podem ser protendidos ou não - a protensão serve para aplicar uma força prévia de empuxo na grelha de contenção contra o maciço. As características dos tirantes, que precisam de um tratamento anticorrosivo, são determinadas no projeto. Após a introdução do tirante no furo, é feita uma injeção com calda de cimento por meio de um tubo de PVC - introduzido no furo justamente para esse fim. Após a ancoragem, é feita a protensão, se for o caso, com macacos hidráulicos. Assim como a perfuração, os procedimentos para os tirantes devem ser registrados individualmente para seu controle.

3) Grelha

O paramento com grelha de concreto é feito depois do atirantamento do maciço. A grelha é formada pela execução de pilares e vigas de concreto armado que se encontram e se interligam em todos os pontos em que estão as extremidades exteriores dos tirantes. Essas extremidades são vedadas para evitar a corrosão. As grelhas são geralmente feitas in loco e sustentam um paramento em alvenaria ou concreto, também executado nessa fase.

4) Sistema de drenagem

É fundamental, em um maciço contido, a instalação de sistema de drenagem para alívio de poropressões e de empuxo sobre a estrutura de contenção. Esse sistema emprega, geralmente, canaletas e drenos internos no maciço.


Reforço de Cortina Atirantada através de Grelha Atirantada

As contenções com Grelhas Atirantadas são utilizadas para reforçar cortinas atirantadas antigas com mais de 20 anos de utilização, geralmente quando evidenciados problemas de não funcionamento dos tirantes através de ensaios e provas de cargas específicas para se verificar a perda da carga de cravação ou até em caso de recuperações onde os tirantes visivelmente estão desacoplados a estrutura de cravação e protesão.

Obs: Tema retirado da "Revista Infraestrutura - Urbana".






Comments