35) Contenção com Estaca Prancha

As estacas-prancha podem funcionar com cortinas de contenção provisórias ou definitivas formadas por perfis, que podem ser de madeira, concreto, geralmente metálicos, justapostos e cravados no solo. É uma solução para a contenção vertical. Deve ser calculado uma ficha mínima contra o tombamento da estrutura e o perfil deve ser dimensionado de tal forma que resista aos esforços. Em obras de infraestrutura, são aplicadas em terminais portuários, passagens de nível em vias e rodovias, contenção para valas de rede de água e esgoto, além de proteção de acessos a túneis, por exemplo. As estacas-prancha formam uma contenção semi-impermeável e podem ser aplicadas de forma definitiva ou provisória. Para um projeto de contenção. Para estudo caso a caso sempre é necessário fazer uma sondagem geológico-geotécnica prévia do solo para que se conheça os parâmetros envolvidos. Confira detalhes do sistema.

É uma contenção vertical empregada desde o início do século passado e que, com o passar do tempo, foi aprimorada, com a aplicação de grandes guindastes dotados de martelos de vibração que cravam as estacas fazendo-as descer pelo próprio peso do martelo somado a sua vibração o que facilita romper o atrito lateral do solo junto a estaca prancha incorporando maior produtividade e segurança ao serviço.

Esta tecnologia pode ser utilizada de forma provisória ou permanente.



Escavadeira Hidráulica com martelo de cravação acoplado ao braço aplicando estacas pranchas metálicas


Em obras de infraestrutura, é aplicada na construção de túneis e de passagens de nível em vias e rodovias, em contenção de trincheiras para execução de obras de serviços públicos (gás, esgoto, águas etc.), além da construção, expansão e recuperação de portos, canais,e lagoas.

As estacas-prancha são aplicáveis em quase todo tipo de solo, porém apresentam dificuldades de introdução em solos com SPT acima de 12 golpes, não sendo aplicáveis em locais com presença de matacão por interpretar o que chamamos de falsa nega e ausência de ficha de cravação.


Características

Para orçamento, as estacas-prancha são usualmente dimensionadas em metros quadrados ou em metros lineares. A execução do sistema é considerada rápida, podendo atingir profundidades expressivas e cravação dependendo do tipo de solo atingindo cerca de 600,00 m / dia. Em contrapartida, a cravação provoca bastante ruído por conta do bate-estacas e é de difícil execução em solos duros, pois qualquer bloco de rocha ou interferência impede a penetração da estaca geralmente metálica. Em meios urbanos, o transporte de perfis muito compridos exige logística apropriada e cuidados na estocagem e proteção dos mesmos.

Execução
Para a contenção com estacas-prancha, os perfis são cravados no solo. Eles são intertravados por meio de ranhuras do tipo macho e fêmea, formando paredes verticais. As estacas-prancha são usualmente cravadas com equipamento bate-estacas ou com utilização de martelos de vibração que cravação a estaca com auxílio de guindastes. Quando são aplicadas de forma provisória para apoio na escavação de blocos de fundações, devem ser dotadas de um furo para facilitar o içamento após a conclusão da execução dos blocos, podem ser removidas por tifor acoplado em tripe metálico apropriado (Trilhos) ou equipamento vibratório suspenso por meio de uma grua, após a construção da estrutura. É sempre bom manter de reserva uma bomba de imersão para garantia de não se pegar a água do lençol freático o que impede a execução do bloco de fundação. 


Vídeo do YouTube


Perfis
As estacas geralmente são metálicas, em aço. Mas, conforme a aplicação, podem ser de outro material como o PRFV (Plástico Reforçado com Fibra de Vidro, Polietileno), mais resistente à corrosão d'água do mar. As cortinas de contenção podem ser montadas com diferentes tipos de perfis, que possibilitam obter geometrias e características diferentes para aplicações específicas. Os mais comuns são:

Tipo AU: apresentam boa relação entre o módulo de elasticidade e o peso/m2. Há economia na quantidade de aço com bom desempenho de instalação.


Tipo AZ: tem como principal característica a mudança de posição das ranhuras de intertravamento. Por conta disso, a tensão máxima não passa pelas ranhuras, o que contribui para aumentar sua capacidade de estrutura favorecendo seu uso em obras estruturais expostas a altas pressões e/ou executadas em solos de baixa resistência.


Combinado HZ/AZ: a combinação das estacas/vigas H com os perfis AZ possibilitam atingir maiores profundidades de contenção.


De alma reta: essas estacas são planas e sua justaposição oferece pouca resistência à flexão. São projetadas para formar estruturas cilíndricas. Uma característica importante desse tipo de perfil é a capacidade de resistência à tração nos conectores.

Especificação
Em um projeto de contenção com estacas-prancha, recomendase combinar o menor peso/m² possível, a maior largura útil do perfil possível - para maior produtividade na execução - e o maior módulo de elasticidade possível. O módulo de elasticidade é a capacidade de um material suportar determinada tensão até se deformar.



WWW.CONSULTORIA.NARESI.COM



Comments