NAPESMATE - Jornal Maré - MATOSINHOS

 

 
Seja bem-vindo
 
Aqui poderá ficar a conhecer melhor a história da vida
dos pescadores de Matosinhos assim como todas as iniciativas
que levamos a efeito com participação em Exposições, Palestras,
Feiras, Colóquios, Visitas culturais, etc., a promover
em colaboração com Autarquias, Escolas ou Instituições Sócio/Culturais.
 
( As nossas intervenções terão sempre um vincado cariz marítimo )



Jornal "MARÉ" Nº 111 - Maio de 2013
  
Consulte-o na barra lateral em
Edições do Jornal Maré
Ano de 2013
 
(Leiam e divulguem)
Quinta-feira, 30 de Maio de 2013

Redondo (Alentejo) - Festa da flor 2013
Passeio de 2 dias - 3 e 4 de Agosto

festa-da-flor-redondo

Abertas as inscrições
Quinta-feira, 30 de Maio de 2013


1 de Maio - Passeio a Barcelos
Batalha das Flores


Abertas as inscrições
Sexta-feira, 19 de Abril de 2013


Programação para o período das Festas de Matosinhos

Exposição de Nelson Canastra


Exposição de Nautimodelismo


Palestra de Manuel Alegre Silva

Sexta-feira, 19 de Abril de 2013


8 de Abril de 2013
Participação do NAPESMATE na semana de leitura
da Escola EB 2/3 de Leça do Balio

Escola EB 2/3 Leça do Balio

Terça-feira, 9 de Abril de 2013


22 de Março de 2013
Visita ao Núcleo Museológico do MAR do NAPESMATE pela
Universidade Sénior Florbela Espanca

U S F E

Domingo, 24 de Março de 2013


Assim foi a festa

do nosso aniversário 2013

Aniversário NAPESMATE 2013

Terça-feira, 19 de Março de 2013


Participação do NAPESMATE 

nas atividades da semana da leitura 

com o tema "O MAR"


11 de Março de 2013 
Escola EB 2/3 de Leça da Palmeira

Escola Leça


13 de Março de 2013
Escola Secundária da Boa Nova - Leça da Palmeira

Escola Boa Nova


14 de Março de 2013
Escola de Custóias

Escola de Custóias


14 de Março de 2013
Escola EB 2/3 Passos José de Guifões

2013.03.14_Escola EB 2_3 Passos José de Guifões

Terça-feira, 19 de Março de 2013


17 de Março - Aniversário NAPESMATE

Sábado, 2 de Março de 2013


MATOSINHOS - 20 de Janeiro de 2013 - 10:30 horas.
Dia do Mártir S. Sebastião
Procissão entre a capela da antiga Casa dos Pescadores 
e a Igreja Matriz, seguida de missa.

Mártir S. Sebastião

Terça-feira, 19 de Março de 2013


Turma de Cavaquinhos do NAPESMATE



na nossa festa de Natal 2012

na Associação de Pais da Senhora da Hora

no pavilhão do Leça F.C.
Domingo, 10 de Fevereiro de 2013

16 de Janeiro de 1913 - 2013
100 anos do naufrágio do navio VERONESE

Imagens da exposição sobre o tema, que esteve patente na 
Biblioteca Rocha Peixoto - Póvoa do Varzim

2013_01_30


Relatos escritos do acontecimento

Artigo retirado integralmente do livro LEÇA DE SOL, MAR E LUZ de Jorge Bento
Preparado e adaptado por Arménio Dias veja em Edições do Jornal Maré - Ano de 2013
o ficheiro "Medonha catástrofe"
Domingo, 10 de Fevereiro de 2013


A nossa Festa de Natal 2012

Festa de Natal 2012

          
 
        
 
                                                                                                                                                                                                                        Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2012
 



A Direcção do NAPESMATE, por solicitação do NDMALO-GE, 
vai promover uma palestra sobre os pescadores de Lordelo do Ouro, 
na sala da cultura da Junta de Freguesia desta localidade, 
no próximo dia 21 de Novembro pelas 21.30 horas. 
Serão oradores Manuel Calisto e Delfim Nora.
Sexta-feira, 9 de Novembro de 2012




O NAPESMATE em associação com a A.P.A.M. - Associação dos Pescadores 
Aposentados de Matosinhos, lembram a tragédia do naufrágio de 1947 
e convidam à participação toda a população interessada.

                                    2 de Dezembro de 2012 (Domingo)

                                    09:30 horas - Concentração junto ao monumento evocativo na Praia Nova.
                                    10:00 horas - Homenagem e deposição de flores em memória dos pescadores falecidos neste trágico dia.
                                    11:00 horas - Celebração de missa na Igreja Matriz de Matosinhos

Quinta-feira, 8 de Novembro de 2012

                                  Festa de Natal 2012


O NAPESMATE, vai realizar a festa de Natal dedicada aos seus associados

e familiares, no próximo dia 2 de Dezembro no Salão Paroquial 

de Matosinhos, 
com início às 15 horas.

( mais informações na Sede Social )
Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012

Exposição
"OS AMULETOS NAS EMBARCAÇÕES DE PESCA"
13 de Outubro a 31 de Dezembro no Navio Museu GIL EANNES - Viana do Castelo
 
 
reporta o trabalho de investigação desenvolvido por Alexis Passechnikoff,
que em 1995, tentou saber o porquê das motoras, traineiras e arrastões,
 ostentarem amuletos nas embarcações, designadamente a "figa".
Terça-feira, 23 de Outubro de 2012


 
 
6 de Outubro de 2012, 15:00 horas, Rua de Manhufe
 
Rancho Folclórico dos Pescadores de Matosinhos
 
 
FESTIVAL DE FOLCLORE - Fim de época
 
 Segunda-feira, 1 de Outubro de 2012
 
15 de Setembro de 2012
 
 
  
 Terça-feira, 4 de Setembro de 2012

  

  Bonito depoimento de José Manuel Fernandes sobre Matosinhos da sua juventude,
publicado no Jornal de Negócios em 31 de Julho de 2012, na coluna Turismo & Lazer 
 
Veja e leia neste endereço

Sábado, 4 de Agosto de 2012


 
A revista digital "Café Portugal" e a sua jornalista Sara Pelicano,
publicaram no passado dia 21 de Julho de 2012, 
uma reportagem escrita sobre o NAPESMATE
 
veja e leia neste endereço

Sábado, 4 de Agosto de 2012


 
PASSEIOS A VIANA E PONTE DE LIMA
 
Estamos a preparar a organização dos passeios para:
18 de Agosto (sábado) - Viana / Romaria da Sr.ª D´Agonia - Cortejo Etnográfico
 
 
9 de Setembro (domingo) - Ponte de Lima / Feiras Novas - Cortejo Etnográfico
 

Terça-feira, 26 de Junho de 2012


Convidamos os nossos associados e amigos
para um dia bem passado com alegria
PiC-NiC das CONCERTINAS
8 de Julho - Parque de Santana - Leça do Balio 
 
Sábado, 16 de Junho de 2012

 
Notícias Magazine visitou-nos para recolha de informações
sobre o naufrágio de 2 de Dezembro de 1947,
artigo a publicar no próximo dia 24 de Junho.
Nas fotos o jornalista Ricardo Rodrigues, o ilustrador
André Carrilho e os entrevistados Delfim Nora,
Manuel Cheta, Carlos Ferreirinha e Manuel Malhão.
 

Segunda-feira, 11 de Junho de 2012


 
Núcleo Museulógico do Mar
no site da Câmara Municipal de Matosinhos
Ver no link em baixo: 

Segunda-feira, 11 de Junho de 2012


Fotos das comemorações do dia nacional do pescador

organizadas pelo NAPESMATE

dia do pescador

Fotos da exposição de Nautimodelismo

no espaço NAPESMATE 

barcos

 

Visita de estudo ao NAPESMATE dos meninos

do 3º ano da escola Augusto Gomes

visita de estudo

  

Exposição de capelas em miniatura

do artesão Zé Carataxo no espaço NAPESMATE

prolongada até dia 17 de Junho

capelas

Segunda-feira, 11 de Junho de 2012

 
 
 
 Hoje, 18 de Maio - Dia Internacional dos Museus
 
O NAPESMATE - Núcleo Museulógico do Mar e a Câmara Municipal de Matosinhos,
assinaram o protocolo de adesão deste nosso museu,
à MuMa - Rede de Museus de Matosinhos, na Quinta de Santiago - sala Augusto Gomes.
Fica o registo do momento, uma mais valia para a cultura da nossa gente, da nossa terra, Matosinhos.
 
Sexta-feira, 18 de Maio de 2012

 O NAPESMATE vai promover nas suas instalações 
de 19 de Maio a 3 de Junho, a exposição de Capelas em Miniatura 
do artesão José F. de Oliveira (Zé Cartaxo)
 
Cartaz de Arménio Dias
Sexta-feira, 4 de Maio de 2012

O Rancho Folclórico dos Pescadores de Matosinhos
organizou o seu  festival folclórico de abertura de época 2012
no Espaço NAPESMATE
 

Festival de folclore

Fotos de Arménio Dias
Domingo, 29 de Abril de 2012

  COMEMORAÇÃO DO "DIA NACIONAL DO PESCADOR 2012"
31 de Maio no Espaço NAPESMATE
 
Cartaz de Arménio Dias
Domingo, 22 de Abril de 2012

EXPOSIÇÃO DE BARCOS EM MINIATURA COM RÁDIO CONTROL
do Grupo de Amigos de Nautimodelismo de Matosinhos
 
 
26 a 29 de Maio no Espaço NAPESMAT
Domingo, 22 de Abril de 2012

 EXPOSIÇÃO DE CAPELAS E IGREJAS EM MINIATURA
do artesão Zé Cartaxo (José Francisco Oliveira)
  
 
19 de Maio a 3 de Junho no Espaço NAPESMATE
Domingo, 22 de Abril de 2012

NAPESMATE E O SEU NÚCLEO MUSEULÓGICO DO MAR
PREPARADOS PARA INTEGRAR A
 
 
A MuMa é um organismo que integra museus e núcleos museológicos do concelho de Matosinhos.
 
Vamos assinar o protocolo de adesão com a Câmara Municipal de Matosinhos contando
com a presença dos Srs. Presidente Dr. Guilherme Pinto e Vereador Dr. Fernando Rocha,
no Dia Internacional dos Museus - 18 de Maio, pelas 11 horas, na Sede Social do NAPESMATE
Domingo, 22 de Abril de 2012

 PASSEIO CULTURAL
 Vila Franca do Lima - Viana do Castelo
 
 
Festa das Rosas - Sábado, 12 de Maio
(Inscrições encerradas)

 17 de Março de 2012
A inauguração da nossa nova Sede Social e Núcleo Museológico
 
 
 
 
Sexta-feira, 6 de Abril de 2012

 
 

RTV - Regiões TV, visitou o NAPESMATE

Veja aqui a reportagem

http://www.youtube.com/watch?v=yXvWE-r5-W0&feature=plcp&context=C4a69ad8VDvjVQa1PpcFPzgX9Z2882HSLKZssccTbXpQKkq9qzuFg%3D

Terça-feira, 13 de Março de 2012

Parceria do NAPESMATE

Grupo de Amigos de Nautimodelismo de Matosinhos

Gostas de Modelismo Náutico?
Clica no link, junta-te ao grupo e ajuda a divulgar o nosso hobby.
Navegamos todos os domingos de manhã a partir das 10 horas,
 no espelho de água junto à biblioteca de Matosinhos.
Aparece.
Terça-feira, 13 de Março de 2012

 Inauguração da nova Sede Social
17 de Março (alteração da data inicial) 
 
 
*********  CONVITE  *********
 

A Direcção do NAPESMAT - Núcleo de Amigos dos Pescadores de Matosinhos, tem a honra de convidar Vossa Ex.cia para participar na inauguração da nossa nova Sede Social e Polo Museulógico, situados na antiga Escola do Bairro dos Pescadores de Matosinhos - Lado poente e que se realizará no próximo dia 17 de Março pelas 10:30 horas, com o seguinte programa:

 

            - Abertura oficial das instalações.

            - Sessão solene com a presença de convidados e autoridades oficiais e religiosas.

            - Intervenção de José Armando Ferrinha.

            - Intervenções das autoridades protocoladas.

 

Da parte da tarde e com início às 15:30 horas, teremos um programa de animação sócio cultural e recreativo nas instalações ao ar livre no espaço NAPESMAT, com a colaboração de:

 

            - Grupo Coral da Associação dos Pescadores Aposentados de Matosinhos

            - Grupo de Cavaquinhos do Porto

            - Rancho Folclórico Infantil  Vareirinhos de Matosinhos

            - Rancho Folclórico dos Pescadores de Matosinhos.

 

Contamos com a presença dos nossos sócios, familiares, amigos, enfim ... com toda a "Gente do Mar".

 

************************************** 
 
Ficam aqui algumas fotos dos trabalhos/obras
desenvolvidos até esta data
 

Nova Sede Social

Fotos de Arménio Dias
Sábado, 18 de Fevereiro de 2012

   
O futuro do NAPESMAT - Nova Sede Social
 
 Foto composta por Arménio Dias
 
No passado dia 5 de Novembro, o Executivo da Câmara Municipal de Matosinhos,
assinalou seis anos de mandato e a cerimónia envolveu a assinatura
de protocolos de bens imóveis disponíveis a instituições sociais, culturais e
desportivas do Concelho, rentabilizando, assim, o património existente.
 
Ao NAPESMAT, foi cedida a EB1 Bairro dos Pescadores, lado poente.
 
Era um sonho, uma aspiração perseguidos desde a nossa fundação e que agora
se está a tornar realidade. Aguardamos para breve a entrega das instalações e
logo daremos melhores informações a todos os que nos seguem.
 
Sábado, 10 de Dezembro de 2011

Adivinhem, quem é ? ...
 
 
Resposta:

 
Sábado, 10 de Dezembro de 2011

  6 de Dezembro de 2011
  Eleitos os novos Corpos Gerentes para o triénio 2012 - 2014

  4 de Dezembro de 2011
FESTA DE NATAL
 
Realizou-se a nossa Festa de Natal 2011, nas instalações do Salão Paroquial de Matosinhos,
com a presença do Grupo de Cavaquinhos do Porto, 
e música dançante ao vivo com Vitor Manuel.

Festa de Natal 2011

Fotos de Arménio Dias 
Sábado, 10 de Dezembro de 2011

2 de Dezembro de 2011
HOMENAGEM - Tragédia no mar
64 anos após o Naufrágio de 1947

2 Dezembro 2011

 Fotos de Arménio Dias
Sábado, 10 de Dezembro de 2011

AURELINO COSTA - Declamação sublime
Acompanhado por Pedro Pinto na guitarra portuguesa e Carlos Costa na viola
 
Fado Património Imaterial da Humanidade - Domingo, 27 de Novembro de 2011

Dois filmes preciosos da Cinemateca Portuguesa
 
1 - Aspectos de Leça da Palmeira, Matosinhos e Leixões
                                                                            Serviços Cinematográficos do Exército
                                                                                                                               Portugal, 1927
                                                                                                                               Género: documentário
                                                                                                                               Duração: 00:32:34

Clique aqui : http://www.cinemateca.pt/Cinemateca-Digital/Ficha.aspx?obraid=8294&type=Video

 

                    2 - O naufrágio do paquete VERONESE em Leça, junto à Boa Nova

                INVICTA FILM (1917-1931) - Companhia produtora
                                                                                                                                 Portugal, 1913
                                                                                                                                 Género: documentário
                                                                                                                                 Duração: 00:05:24

Clique aqui:  http://www.cinemateca.pt/Cinemateca-Digital/Ficha.aspx?obraid=2637&type=Video

 
Sexta-feira, 25 de Novembro de 2011

 Sobreviventes 1
 
Testemunho do Naufrágio de 2 de Dezembro de 1947 
 

 Carlos Miranda Ferreirinha, hoje com 81 anos de idade, conta-nos em pessoa como viveu o temporal de 1 para 2 de Dezembro de 1947, quando tinha 17 anos e era um dos tripulantes da traineira S. José V, também ela apanhada na tormenta. Um naufrágio impressionante que nos fica na memória, pois ceifou a vida a cerca de centena e meia de pescadores, aqui, em Matosinhos. 

Clique no "link" em baixo para ver e ouvir este relato
 
Quinta-feira, 3 de Novembro de 2011

 16 de Novembro
 
A SIC - Televisão, apresentou no Jornal da Noite deste dia,o documentário "Sobreviventes" da jornalista Lúcia Gonçalves, recordando o Naufrágio de 1947 em Matosinhos.
Ficam algumas fotografias de parte das filmagens, estas efetuadas
na Praia Nova, no dia 16 de Outubro.
  

SIC

 Fotos de Arménio Dias
  
Clique no "link" em baixo para ver e ouvir este documentário já apresentado
 
 
 Domingo, 16 de  Outubro de 2011

  
O NAPESMAT participa com cedência de material,
na exposição - Matosinhos "conserva-se"
do Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental de Matosinhos
 
Junho a Outubro de 2011 (o nosso material ainda continua em exposição)
 
Quinta-feira, 7 de Julho de 2011

Fotos da Exposição
 

Exposicao CIMAR

Fotos de Arménio Dias
Segunda-feira, 10 de Outubro de 2011

 
 Os 48 andores da Procissão do S. Pedro na Afurada 2011
 

Procissão S. Pedro da Afurada 2011

Fotos de Arménio Dias 
Quarta-feira, 6 de Julho de 2011

 
FESTAS AO MÁRTIR S. SEBASTIÃO 2011
 
Terça-feira, 5 de Julho de 2011

Fotos da abertura da Exposição
" um lanço de mar na festa "
Iniciativa e organização do NAPESMAT
 
 

Exposição

Fotos de Mário Rega com composição de Arménio Dias
Segunda-feira, 6 de Junho de 2011

 
Fotos do Dia Nacional do Pescador 2011 em Matosinhos
Iniciativa e organização do NAPESMAT
 
 

Dia do Pescador 2011

Fotos de Mário Rega com composição de Arménio Dias
Sábado, 4 de Junho de 2011

 
Romaria do Senhor de Matosinhos 2011
 
27 de Maio a 19 de Junho
 
 
Veja aqui o programa das festas da cidade 
 
Sexta-feira, 27 de Maio de 2011

 
Exposição do NAPESMAT
 
" Um lanço de mar na festa "
  
Casa dos Milagres 
Santa Casa da Misercórdia de Matosinhos
 
31 de Maio a 14 de Junho
 
10:00 às 13:00 horas e 15:00 às 23:00 horas

Quarta-feira, 25 de Maio de 2011

 
Trailer do Al´a rede de Marcos Lourenço
Documentário sobre a pesca da Sardinha ao cerco
Criado para apresentação em estreia
no programa do Dia do Pescador
31 de Maio, 15.00 horas
 
 

 
O NAPESMAT vai comemorar o
 
Dia Nacional do Pescador em Matosinhos
  
 
      
 
Entrada gratuita
 Terça-feira, 10 de Maio de 2011 

  
9 de Abril de 2011
 
Cemitério Municipal Nº 2 de Matosinhos (Sendim)

Homenagem no Memorial às vítimas do naufrágio ocorrido em Dezembro de 1947

e aos 70 Combatentes naturais de Matosinhos mortos na guerra do ex-ultramar

Homenagem no memorial de Sendim

  
 Atualizado, sábado, 9 de Abril de 2011
   
Veja aqui as fotos do nosso 7º Aniversário com casa cheia
 
 
 Sábado, 26 de Fevereiro de 2011

 
Museu da Chapelaria de S. João da Madeira

Inauguração da Exposição "Vidas de Mar

 12 de Fevereiro - 15:00 h


A exposição “Vidas de Mar” convida-vos a olhar de perto as histórias, os instrumentos de trabalho e os contextos daqueles que têm no mar o sustento da sua vida, expondo também os diferentes códigos sociais e até mesmo linguísticos que habitam este mundo tão especial.
Colaboração com cedência de material de:
 
NAPESMAT - Núcleo de Amigos dos Pescadores de Matosinhos
A.P.A.M. - Associação dos Pescadores Aposentados de Matosinhos
    Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2011

  

Cantiga de uma vareira

Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2011

 

Dia Nacional do Pescador 2010

Quarta-feira, 9 de Fevereiro de 2011

 
Grupo Coral da A.P.A.M.
Associação dos Pescadores Aposentados de Matosinhos, 
cantando o tema "Ó Pescador" nas comemorações
do Dia do Pescador 2009, em Matosinhos
  

Coro da APAM

Sexta-feira, 4 de Fevereiro de 2011

 

Ciclo de Poesia “Quintas de Leitura”

Teatro do Campo Alegre

com o apoio do NAPESMAT

  

 

 

 

 

Mais uma vez,  com a lotação esgotada com várias semanas de antecedência, foi o espectáculo de 27 de Janeiro, dedicado ao

escritor Valter Hugo Mãe, com cenário composto por objectos dentro da temática de apontamentos relacionados com a ideia de pesca e de mar: redes de pesca, utensílios de pesca e dos pescadores, etc., cedidos pelo NAPESMAT.

 

Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2011

 
Actividades programadas para o ano 2011
 
 
09 de Janeiro        7º Aniversário do NAPESMAT
20 de Fevereiro     7º Aniversário do Jornal Maré
08 de Março         5º Aniversário da legalização do NAPESMAT
                           Nota: Eventos a comemorar em 20 de Fevereiro
 
27 de Fevereiro     CAXINAS - Lembrar a tragédia das lanchas em 1892.
                           Missa na Igreja da Lapa e deposição de flores no monumento "A Súplica".
 
Maio                    BARCELOS - Festas locais. Passeio cultural.
 
31 de Maio           DIA DO PESCADOR - Comemoração. Local a designar.
 
Junho                   MATOSINHOS - Exposição temática durante as festas/romaria do
                            Senhor de Matosinhos.
  
21 de Agosto        VIANA DO CASTELO - Festas locais. Passeio cultural.
 
11 de Setembro     PONTE DE LIMA - Festas locais. Passeio cultural.
 
02 de Dezembro    MATOSINHOS - Lembrar as vítimas de 02.12.1947.
                            Missa na capela do Mártir S. Sebastião (Casa dos Pescadores) e
                            deposição de flores no monumento "Mulheres do Mar" na Praia Nova.
 
06 de Dezembro    MATOSINHOS / NAPESMAT. Eleições para os novos Corpos Gerentes.
 
10 de Dezembro    MATOSINHOS / NAPESMAT. Festa de Natal
  
 
Nota: Este programa poderá sofrer alterações se assim se justificarem.
 
  Sábado, 8 de Janeiro de 2011

 
 11 de Dezembro de 2010
 
FESTA DE NATAL
 
 
 
 
Realização da nossa Festa de Natal 2010, nas instalações dos Bombeiros Voluntários de Leixões, entre as 15 e as 19 horas, abrilhantadas pelo duo musical "Quadrante 5", com distribuição de uma lembrança a cada associado.

Fotos - http://picasaweb.google.com/102718889372290329579/Natal2010_NAPESMATE


 
2 de Dezembro de 2010
HOMENAGEM - Tragédia no mar
63 anos após o Naufrágio de 1947
 
 

 
Grupo Folclórico dos
 
Pescadores de Matosinhos
 
XXI Gala Internacional de Folclore em Ilha, 
Pombal 28 de Agosto de 2010
 
 

Pombal 2010

  Alfredo Ribeiro Vídeos - Leiria

 
18 de Setembro de 2010
 
Dia do Porto de Leixões
 
 
 
 

 
21 de Agosto de 2010
 
Passeio a Esposende, Darque e Viana do Castelo
 
 
 

 
15 de Agosto de 2010
 
Póvoa de Varzim - Procissão da Nª. Senhora da Assunção
(O NAPESMATE esteve a assistir com fotos de Delfim Nora)
 
 
 

 
1 de Agosto de 2010
 
Passeio a Peniche
 
 
 

 
9, 10 e 11 de Julho de 2010
 
Grandiosas Festas ao Mártir S. Sebastião
 
 
 
 
 

 
NAPESMAT nas Comemorações do
 
Dia Nacional do Pescador 2010 
 
 

NOTAS PARA UMA PALESTRA

 

 

20000 A.C.

Pré-história (~20000 anos A.C.)

 

Matosinhos, o Rio Leça, o Mar e os Leixões

Ao longo da história da humanidade, este lugar privilegiado e guarnecido de condições naturais de forte ligação com o mar, marcou a criatividade de muitos que fizeram das artes uma forma de estar na vida.

O Rio Leça, serpenteando por entre florestas de árvores frondosas de porte considerável, antes de chegar ao mar, despedia-se de terra, espraiando-se preguiçosamente num convidativo e majestoso vale de luz navegável.

As praias de areias doiradas e robustas penedias, ostentavam com destaque, um afloramento rochoso que caprichosamente estava disposto de forma circular, formando como que um abrigo natural, a que os antigos baptizaram de  Leixões, e, que, qual sentinela, zelou durante séculos pela protecção dos mareantes refugiados na embocadura do Rio com o Oceano Atlântico.

Naquela que durante séculos foi conhecida como a sombria Costa Negra, em que o mar, esse eterno rugidor, se mostrava mais agressivo, quis a natureza oferecer ao homem dois refúgios naturais, o Rio Leça e os Leixões, para vencer as adversidades impostas pelas fúrias da natureza. O rio Leça nasce no Monte Córdova em Santo Tirso.

As terras ribeirinhas de Matosinhos e Leça com rio, mar e muitos pinhais, foram ao longo da história da humanidade terras muito procuradas, aparecendo nas margens do Rio Leça, desde a pré-história, muitas famílias de pescadores e caçadores.

 

Arpões, fateixas, fisgas, garfos, etc…

Na pré-história, o homem usava arpões, fateixas, fisgas, garfos, etc…, para pescar peixe para a sua subsistência.

 

5000 a 2000 A.C.

Os valentes Lusitanos do Castro de Guifões fixados na parte alta do Monte Castelo (Castro de Guifões) no período de (5000 a 2000 anos A.C.) iniciavam a utilização de técnicas de pesca e de navegação em barcos construídos em pele, chegando a navegar até ás Costas da Irlanda, e, Mar do Norte.

 

Conserva de peixe

Ao peixe salgado nas salgadeiras de Angeiras os antigos chamavam GARUM, e, esta especialidade, era enviada para as terras dos povos que nesses tempos dominavam estes lugares.

 

900 - Aparecem na nossa costa os Wikings

Wikings (Reis do Mar); as bateiras das companhas da “ARTE XÁVEGA” também conhecidas por “BARCOS DE MEIA LUA” são restos da geometria dos barcos esbeltos de proa alta e fundos chatos que os Wikings utilizavam para deslizar pelas areias das praias planas. Este tipo de barcos era também usado pelos Normandos que descendo das suas terras apareceram nas nossas costas por altura dos anos 900.

Estes homens com técnicas de navegação muito desenvolvidas para a época, trouxeram bons benefícios aos habitantes da península para a arte de navegar.

Há vestígios de informação, que relatam a presença de povos nórdicos no litoral Norte em especial na Póvoa de Varzim. A sua relação com as gentes locais foram tão cordiais, que se conta, terem destruído as embarcações para não regressarem às suas primitivas terras.

Uma forma que confirma este bom relacionamento é o facto de haver entre as gentes do mar, nomeadamente nos lugares a norte e a sul de Espinho e Póvoa, muitos descendentes sardentos e de cabelo ruivo.

 

1000 a 1869 - Salinas

Documentação existente denuncia a existência de salinas junto ao braço de água salgada do rio Leça  a partir dos anos 1000 até 1869.

 

1000 a 1100 - O litoral é constantemente assaltado por Muçulmanos

Nos anos de 1000 e 1100 estão registadas invasões, pilhagens e assaltos praticados por povos vindos do Norte de
África, Muçulmanos, contra  as indefesas costas do Norte de Portugal.

A Praia de Pampelido, Arenosa, é chamada a PRAIA DOS LADRÕES, daí se ouvir dizer frequentemente a frase ”ANDA MOURO NA COSTA”

 

1200 - Arranque da construção naval

Nos anos de 1200 já eram reconhecidas entre nós  técnicas avançadas na construção de embarcações, que trouxeram um forte impulso e importância nas trocas comerciais com outros povos.

Começa o desbaste das majestosas florestas nas margens do RIO LEÇA.

 

1390 - D. João I reconhece a importância da pesca e os pescadores vão  vender peixe em Aragom

Em 1390 D.João I beneficiou a forte indústria de pesca dos pescadores do rio Leça que nessa altura se deslocavam para irem vender o peixe a ARAGON.

 

1400 - Matosinhos terra de bons artífices

Nesta época a construção naval fazia chegar até nós os melhores artífices e outros técnicos do país ligados a este próspero sector da construção.

Este lugar tinha um nível de instrução muito elevado em relação ao resto do país. 

 

1418 - João Gonçalves Zarco descobre a MADEIRA

Matosinhos-Leça era nessa altura uma terra de grandes pescadores e marinheiros e João Gonçalves Zarco, que diz a história, foi o primeiro explorador a usar armas com pólvora, chega á MADEIRA em 1418.

 

Construção naval

Estávamos no ALVOR DA EPOPEIA DOS DESCOBRIMENTOS, e, algumas naus de pequeno porte, eram construídas num estaleiro situado no sopé do Monte Castelo. Após execução da primeira fase estrutural, casco, desciam pelo Rio Leça e eram transportadas até Lisboa para serem equipadas com os instrumentos de navegação.

As naus de maior porte, eram construídas nos estaleiros montados à saída do rio Leça, no local onde recentemente os nossos avós apelidavam de MARÉ, mais concretamente à entrada da DOCA Nº1.

 

1500 - Pescadores já pescavam bacalhau nos bancos da Terra Nova

Mesmo assim os nossos pescadores “navegando nas lanchas ???” nos princípios dos anos 1500 andavam por Mares da Terra Nova pescando o bacalhau. Existem fortes indícios e opiniões, que nos mostram a presença de pescadores do Norte de Portugal nas “TERAS DOS BACALHAUS nos anos 1300, ou seja, antes da descoberta da TERRA NOVA.

 

1400 a 1600 - Crise

A partir destes anos a pesca viu partir para os descobrimentos os melhores e mais destemidos homens e a crise instalou-se entre os habitantes das zonas ribeirinhas. As pescas sobrecarregadas com impostos e outras perseguições entraram numa grave crise.

 

Lanchas

Do Rio DOURO para o NORTE imperaram durante alguns séculos as lanchas poveiras que abasteciam as populações ribeirinhas, também de Matosinhos-Leça, com peixe do alto, o chamado peixe fino, pescado à entrada do profundo (~20 a 25 milhas da costa).

 

Bateiras

Do Sul nas praias ladeiras a Sul do Rio Douro, as bateiras das companhas (Arte Xávega), abasteciam as populações de sardinha capturada com as redes do arrasto. Era uma pesca de arrasto para a costa. As redes (lançadas a 1 a 3 milhas)  eram puxadas por juntas de bois até à restinga.

 

1780 - Pesca dominante anzol - Trole

Até 1780 a pesca era feita com linha de mão. Depois com o Trole (Palangre)

(5000 A.C. Desde tempos muito remotos que REDES MUITO PEQUENAS, mas, eficazes eram construídas por processos artesanais).

 

1500 - Ticum do Brasil

O material utilizado inicialmente há muitos milhares de anos foi o fio de linho cultivado localmente, só depois da descoberta do Brasil é que foi utilizado um outro tipo de linho a que os nossos pescadores deram o nome de TICUM.

 

1600 - Lanchas e bateiras

Desenvolveram as técnicas de construção de redes e o linho com que eram feitas foi substituído pelo linho importado do Brasil. As lanchas da Póvoa, Afurada, Valvom e de Lordelo do Ouro e as bateiras das  companhas de Ovar, Furadouro, Espinho, Mira “Arte Xávega” começaram a utilizar o linho e o algodão no fabrico de redes, nas caças e nos arrastos respectivamente, para melhor explorar a pesca do alto e a da costa.

 

1800 - Caças - Redes dos velhos e das viúvas

As caças das lanchas poveiras tinham a particularidade de terem redes para os velhos e para as viúvas. Estas redes assim como todos os apetrechos eram referenciados pelas marcas de família. As conhecidas marcas poveiras.

 

 

OS LEIXÕES

 

Chefe Fenício - Leixões

Um dos chefes Fenícios que arribava a este lugar para recuperar das viagens, e proteger-se dos temporais e ao mesmo tempo negociar com os habitantes do Castro de Guifões  matérias primas para o fabrico de armas, chamava-se Leixões ???, daí o nome das pedras que se situam em frente da saída do Rio Leça. No tempo do arranque das trocas comerciais de Portugal com o Brasil e a Índia, muitas das naus refugiavam-se nestas pedras para se protegerem das tempestades.

 

1700 a 1800 - Leixões

As naus estavam muitas vezes meses á espera que o tempo acalmasse para puderem ter acesso à barra do Douro.

O único ponto da costa que protegia as embarcações dos temporais eram os Leixões (1700-1800)

 

1700 - Primeiros projectos

Desde os anos 1700 que muitos estudiosos sugeriam a utilização dos Leixões para protecção dos navios, construção de fortes, e castelos para defesa da costa.

 

Nomes das Pedras que constituem os Leixões

As pedras dos Leixões e os nomes :

Lada Grande e Pequena; Leixão G. P. Velho;  Galinheiro; Quilha; Baixa do Moço; Fuzilhão etc…;

 

1852 - Naufrágio do Vapor Porto

 

29 de Março

Naufrágio do Vapor PORTO morreram 66 pessoas. Depois de ter saído do Douro em direcção a Lisboa e navegado algumas horas para Sul o Porto teve de regressar com água-aberta. Ao tentar refugiar-se de uma violenta tempestade, no interior do Rio Douro esta embarcação encalhou à entrada da barra desfazendo-se em pouco tempo levando 66 passageiros pertencentes às famílias da alta burguesia da cidade do Porto.

Começa aqui um complicado processo onde poderosos interesses tentam levar as autoridades a construírem um porto de abrigo no interior do Rio Douro, contudo, o projecto “Porto de Abrigo de Leixões” acaba por vencer e seguir em frente.

 

1867 - Nasce no Porto Raul Brandão.

Escreveu "História do Batel Vae com Deus e da sua companha" e 20 anos depois 1923 a obra "Os Pescadores".

Também neste ano nasce António Nobre. O poeta que escreveu em 1892 “Só”.  Os pescadores não o esquecem.

 

1883 - Arranque das obras de construção do Porto de Leixões.

Dois anos após o início da construção desta importante infra-estrutura já este lugar recebia embarcações que aqui demandavam pelos mais variados objectivos.

 

1892 - Um ano recheado de acontecimentos:

É feita a entrega provisória das obras de construção do  Porto de Leixões entre o contratante principal e o dono da obra.

 

27 de Fevereiro

As lanchas da Póvoa, Afurada e Matosinhos são apanhadas por um forte temporal quando levantavam as suas caças nas pedras dos Morraceiros que distam de Leixões mais de 45 milhas.

Algumas destas lanchas não conseguiram vencer a inclemência do temporal e acabaram por perecer nas praias, junto à Póvoa. Morrem 105 pescadores.

Muitas das lanchas que se encontravam no mar impelidas pelo vento foram parar a Espanha (Vila Garcia de Arosa). Esta costa era chamada: COSTA NEGRA. Face às constantes tragédias que vitimavam dezenas de pescadores e embarcações comerciais as autoridades mandaram construir o Edifício do Salva-Vidas de Leixões.

Ao longo da história desta Instituição foram muitas dezenas os bravos marinheiros que deram o seu melhor por esta causa. Destacamos:

António Rodrigues Crista (António Cagas); Manuel Malhão que esteve no activo ~50 anos; José Rabumba (O Aveiro); José Maria Nora; e os recentemente falecidos Fernando Nora e Delfim Nora etc…

 

22 de Dezembro

Um forte temporal destrói centenas de metros de cais tanto a Norte como a Sul e atira com o Titã do Norte para dentro de água onde se manteve durante 3,5 anos. Ao local onde esteve este pórtico dentro de água deram o nome de Praia do Titã. Os opositores desta obra voltam a atacar e o Porto de Leixões semi-destruído é abandonado durante anos à sua sorte.

Os pescadores da Póvoa e de Espinho iniciam a demanda de uma terra mais segura para a sua actividade.

Após o 27 de Fevereiro muitos pescadores cansados por falta de segurança na Póvoa de Varzim mudaram-se para Matosinhos.

Os de Espinho cansados de verem o mar todos os Invernos levar-lhes os humildes haveres destruindo os palheiros, tomam a mesma iniciativa dos companheiros da Póvoa.    

 

1895

Entrega definitiva do Porto de Leixões.

 

1900

Morre prematuramente de doença pulmonar o Poeta António Nobre.

 

1910

Nasce em Matosinhos o Pintor dos Pescadores Augusto Gomes

 

1913 - Traineiras a Fogo

Construídas em Espanha chegam as primeiras traineiras a fogo para pescarem na nossa costa.

 

1923

Raúl Brandão escreve “Os Pescadores”

 

1930

Morre em Lisboa Raul Brandão

 

A pesca transformou este local no maior centro piscatório do país e nas décadas de 30 a 60 no maior centro sardinheiro do mundo.

 

2  de Dezembro de 1947

Um violento temporal envolve a frota das traineiras de Matosinhos e quatro delas são afundadas com a doca à vista. Neste naufrágio perecem 152 pescadores.

 

1976

Morre o Pintor Augusto Gomes patrono do NAPESMAT (Núcleo de Amigos dos Pescadores de Matosinhos).

 

9 de Janeiro de 2004

Elementos de uma tertúlia reunidos no Café Internacional decidem criar o NAPESMAT.

 

20 de Fevereiro de 2004

Os Elementos do NAPESMAT reunidos no Café Internacional decidem lançar um boletim com o titulo de MARÉ em homenagem a José Fernandes Tato autor de ~60 artigos publicados no Comércio de Leixões  com o mesmo titulo.

 

 

 

NOTA FINAL

 – Será com base nestas Notas escritas para uma palestra, que será desenvolvido um trabalho a publicar mensalmente no BOLETIM MARÉ,  e, que, irá procurar de forma imparcial, lembrar a MEMÓRIA DE TODOS OS PESCADORES E HOMENS DO MAR que tomaram parte nas EPOPEIAS DOS DESCOBRIMENTOS, DO BACALHAU, DA SARDINHA, ETC.

 

 

MATOSINHOS, 16 DE JANEIRO DE 2004

 

 

 Pelo NAPESMAT

Delfim Caetano Nora

  


Site criado por Arménio Dias