ATIVIDADES - museus

Vídeo do YouTube

VISITAS AO PALÁCIO DO COMÉRCIO - agendamento - escolas - turistas
     AGENDE SUA VISITA  VIA E-MAIL
ATENDIMENTO NO PALÁCIO DO COMÉRCIO E SOLICITAÇÕES POR E-MAIL E TELEFONE
Museu do Comércio de Alagoas

Este museu foi criado em 03 de agosto de 2009, embora tenha sido anunciado em 16 de julho de 1928, quando da inauguração do Palácio do Comércio, sede da Associação Comercial de Maceió, pelo então presidente Homero Galvão.
Desde que foi criada a Coordenadoria de Ação Cultural e Social, em 2000, esta pensou na instalação do museu. Nesta ocasião fez uma campanha com os empresários locais, pela imprensa, sobretudo aqueles mais antigos, no sentido de obter acervo.  Realmente a campanha foi atendida, no entanto o acervo doado representava uma outra dimensão museológica, que não era destinada a um museu que viesse a tratar da história do comércio.
Mesmo assim, criar um circuito que tratasse apenas de comércio, como gênero do museu seria dar uma amplitude maior que a pretenção da instituição. Esta deseja apenas tratar de "Comércio" de forma mais específica, sem falar de sua origem na história universal, onde fatalmente teríamos que abordar os Fenícios e outros temas ainda mais remotos. Assim o MUCOM é um museu que trata da história do comércio de Alagoas, onde o circuito inicia com as descobertas marítimas, motivadas pela busca das especiarias. Alagoas aparece, primeiro dentro da reprodução do grande mapa da Capitania de Pernambuco, desenhado por Frans Post, depois o circuito adentra-se nas minúcias do desenvolvimento do Estado de Alagoas. Parando, naturalmente, para abordar o tráfico do paubrasil na costa alagoana, assim como o comércio de escravos e finalmente a vinda da familia real portuguesa para o Brasil. É neste ponto que o circuito ganha um conteúdo muito interessante: com a vinda da familia real, o Brasil, além de se tornar um Reino, passa a ter mais autonomia. Primeiro, com a abertura dos portos, a permissão para exportar para outros países e não apenas para Portugal. Segundo, com uma série de lei, decretos, alvarás e cartas Régias que sistematizaram o comércio do país, criando as Juntas Comerciais, estabelecendo a fiscalização alfandegária e uma porção de medidas que  fizeram o desenvolvimento do Reino do Brasil.
O Circuito vai em frente, falando nas sucessões do trono Brasileiro enquanto a produção açucareira passava do modo artesanal para industrial, sobretudo em Alagoas, onde é criada a primeira Usina de Açucar, pelo Barão de Vandesmet.
A presença da Associação Comercial de Maceió, a partir de 07 de setembro de 1866, como a 9ª no gênero, no Brasil. Seu fundador, um comerciante de algodão chamado José Joaquim de Oliveira. Sua curta presença na presidência da entidade é marcada, pelo primeiro ato de sua gestão: comprou a carta de alforria de uma menina escrava de 10 meses, chamada Benvinda, para demonstrar que a entidade estava sendo erguida sobre a égide da liberdade.



Vídeo do YouTube

Visita virtual ao Palácio do Comércio, em particular ao Museu do Comércio de Alagoas - parte 1.

Vídeo do YouTube

Continuação da visita virtual - parte 2

                
 

Vídeo do YouTube

Reportagem da TV ALAGOAS sobre o MUCOM.

Museu de Tecnologia do Século 20

Criado em 2000, o MUTEC surgiu a partir da doação de acervo para o futuro MUCOM. As pessoas não tinham idéia do que deveria fazer parte do acervo, com isso, doaram muitas máquinas, equipamentos antigos, computadores e um outro museu foi tomando forma. Daí foi realizada uma exposição chamada: TECNOLOGIA DO SÉCULO 20 A SERVIÇO DO COMÉRCIO. Esta mostra ficou por mais tempo do que o esperado até que finalmente foi transformada num museu.
A criação do circuito museográfico baseou-se na cronologia do surgimento das invenções. Isto, levando-se em conta que a Associação Comercial de Maceió, não desejava criar um museu que tratasse simplesmente de "tecnologia". O termo abrangente daria um futuro contemporâneo e difícil de manter até porque o museu cresceria a cada dia. Com isso, emoldurar o século 20  se tornou bem mais racional. Até porque a partir dos anos seguintes o passado recente até 2000, tornaria tudo o que fosse tecnologia, cada vez mais obsoleto.
Mas com esse propósito a busca por peças do período abrangente entre 1901 e 2000 se tornou mais efetiva. Deixamos de esperar as doações para ir em busca de acervo. Foi o caso dos 3 mainframes, pertencentes ao Centro de Processamento de Dados da UFAL - Universidade Federal de Alagoas. Esta doação foi completa, com os terminais e um vasto material de manutenção, livros, manuais de referência, impressora matricial. Coisa para gerar bastante curiosidade aos jovens.
Outra doação importante foi o acervo de Juarez Mesquita. Após a sua morte os familiáres entregou todo o seu equipamento de Rádio Amadorismo, um computador TSR 80 e um grande estoque de válvulas, rádio comunicador e Teletipo(telex) de 1940.
A própria Oi, ainda como Telemar, nos confiou todos os formatos de "orelhões" desde os mais antigos, ainda de fixa.
O maior estímulo foi a demanda, sobretudo de estudantes. O museu ganhou uma contextualização nova. Valorizou o circuito decrescente recebendo o visitante no ano 2000 e voltando no tempo até 1901, mostrando inclusive algumas peças de 1900, como uma velha tipografia que de forma bem didática dá uma idéia clara a criançada como era difícil compor um texto naquela época.

CRONOLOGIA DO SÉCULO 20


Vídeo do YouTube



VÍDEOS DO MUTEC
VEJA ALGUNS VÍDEOS QUE O MUSEU POSSUI A DISPOSIÇÃO PARA GRAVAÇÃO IMEDIATA NO SEU BANCO DO IMAGENS.