NAVEGAÇÃO

SEGURANÇA É MOTO DICAS

1325 dias após
PRÓXIMO EVENTO

Tips and tricks

4x4 COMO ABORDAR ACLIVES/DECLIVES COM MARCHAS CERTAS

postado em 10/06/2011 04:26 por Renato Soares   [ 10/06/2011 06:08 atualizado‎(s)‎ ]

Um utilitário fora de estrada deve abordar rampas de no mínimo 30º de inclinação, sem que vire para trás, ou que o motor “engasgue”, como pode eventualmente acontecer com motores a gasolina e carburador. Os modelos atuais sobem facilmente rampas de até 45º.

Após analisar o trecho, verificando o tipo de piso e o que tem do outro lado, engate a tração 4x4, reduzida e o blocante. Você poderá usar desde a primeira até a terceira marcha, cada tipo de piso irá exigir uma tomada de decisão diferente.

O uso de uma marcha mais solta - como a segunda ou terceira -, lhe dará mais margem para redução, caso perca embalo e precise de mais potência durante a subida. Posicione o veículo em linha reta com o topo e o final da subida.

Inicie o deslocamento com um pouco de embalo. Mantenha o pé no acelerador e o motor em alta rotação. Não use a embreagem. Se sentir que pode perder aderência, gire rapidamente o volante para a esquerda e direita e não tire o veículo da linha reta para o topo.

Jamais suba em ângulo com o final do percurso. Como já mencionado, se o veículo escorregar para o lado pode ficar difícil retomar o controle da direção. Mas suponha que você realmente faça tudo certo e o veículo resolva sair de lado: então, freie rapidamente, engate marcha à ré e solte os dois pedais recolocando o veículo em linha reta até o ponto de partida.

Não pise no pedal de embreagem. Se precisar segurar o veículo acione o freio de forma cadenciada imitando o ABS, não trave as rodas e deixe o motor ajudar a fazer o trabalho de frenagem.

Caso perceba que os pneus começam a deslizar sem tração, acelere para recuperar o controle da descida. Veículos com caixa automática podem não ter o freio motor suficiente, neste caso, freie com o pé esquerdo e acelere suavemente com o direito.

Atenção no final do aclive

Uma vez embaixo, repita toda a operação até atingir o final do aclive. Faça tudo com moderação, prudência e calma.

Quando estiver próximo do ponto final da subida, diminua a velocidade até parar no topo. Não passe direto, pois pode haver agora uma grande descida pela frente ou uma curva fechada, e novas providências devem ser tomadas.

Fique atento ao concluir a subida, talvez você não encontre terreno suficiente para apoiar as quatro rodas e o veículo poderá se transformar em uma gangorra, ficando com sua parte central pendurada no topo do aclive.

Para abordagem de subidas íngrimes com rochas, o procedimento é um pouco diferente, já que a manobra vai exigir baixas velocidades e basicamente a primeira marcha reduzida e o blocante acionado. Você está agora em um terreno de grande atrito e não vai precisar de embalo para subir.

Como o veículo vai chacolhar para todos os lados é fundamental que você mantenha a baixa velocidade, para manter os pneus o máximo possível em contato com o terreno. Aqui, também é importante o longo curso da suspensão, já que será exigida ao máximo.

Para mais informações
www.goodyear.com.br

Comments