Feriados e Festas Típicas

Dia

Nome local

Nome em português

1 de janeiro

Año Nuevo

Ano Novo

5 de fevereiro

Aniversario de la Constitución Mexicana

Aniversario da Constituição Mexicana

30 de abril

Dia del niño

Dia das Crianças

1 de maio

Día del Trabajo

Dia do Trabalho

5 de maio

Batalla de Puebla

Batalha de Puebla

10 de maio

Dia de las Madres

Dia das Mães

16 de setembro

Día de la Independencia

Dia da Independência

12 de outubro

Día de la Raza

Dia da Raça

2 de novembro

Día de Muertos

Dia dos Mortos

20 de novembro

Aniversario de la Revolución Mexicana

Aniversário da Revolução Mexicana

12 de dezembro

Nuestra Señora de Guadalupe

Nossa Senhora de Guadalupe

25 de dezembro

Navidad

Natal

 

Dia dos Mortos
No México, o Dia dos Mortos é uma celebração de origem indígena, que honra os defuntos no dia 2 de novembro. Começa no dia 1 de novembro e coincide com as tradições católicas do Dia dos Fiéis Defuntos e o Dia de Todos os Santos. Além do México, também é celebrada em outros países da América Central e em algumas regiões dos Estados Unidos, onde a população mexicana é grande. A UNESCO declarou-a como Patrimônio da Humanidade.
As origens da celebração no México são anteriores à chegada dos espanhóis. Há relatos que os astecas, maias, purépechas, náuatles e totonacas praticavam este culto. Os rituais que celebram a vida dos ancestrais se realizavam nestas civilizações pelo menos há três mil anos. Na era pré-hispânica era comum a prática de conservar os crânios como troféus, e mostrá-los durante os rituais que celebravam a morte e o renascimento. O festival que se tornou o Dia dos Mortos era comemorado no nono mês do calendário solar asteca, por volta do início de agosto, e era celebrado por um mês completo. As festividades eram presididas pela deusa Mictecacíhuatl, conhecida como a "Dama da Morte" (do espanhol:
Dama de la Muerte) - atualmente relacionada à La Catrina, personagem de José Guadalupe Posada - e esposa de Mictlantecuhtli, senhor do reino dos mortos. As festividades eram dedicadas às crianças e aos parentes falecidos.
É uma das festas mexicanas mais animadas, pois, segundo dizem, os mortos vêm visitar seus parentes. Ela é festejada com comida, bolos, festa, música e doces preferidos dos mortos, os preferidos das crianças
são as caveirinhas de açúcar.