Série de Salvação


6 lições sobre a salvação. Completo com versículos para decorar.

Céu – um Bonito Lar

Apocalipse 20:15-22; João 14:1-6

 

Versículo: Apocalipse 20:15

 

A Cidade Quadrada

 

   A Bíblia nos fala sobre uma cidade maravilhosa, chamada céu, onde Deus mora. É um lugar real – tão real quanto o lugar onde você mora. Nós sabemos disto, porque Deus nos fala sobre esta cidade maravilhosa na Bíblia.

   O céu é o local onde Deus morava antes dele fazer o sol, a lua, as estrelas e este mundo. Ele morava lá antes de fazer os pássaros, as plantas, os animais e o povo que vive neste mundo.

   O céu é maravilhoso, bonito e feliz. Deus diz que qualquer um que tenha aceitado Jesus como seu Salvador poderá morar no céu com Ele.

   Você gostaria de saber como é no céu? A Bíblia não nos conta tudo sobre o céu, mas ela nos diz algumas coisas que estarão, e outras que não estarão no céu.

 

Nenhuma Igreja no Céu

 

   Se você morresse hoje e fosse para o céu, enquanto andasse pelas ruas do céu, você jamais chegaria a uma igreja ou templo. Aqui na terra, as igrejas estão entre as coisas mais esplêndidas que temos. Mas no céu não existe nenhum templo, igrejas ou locais de adoração. Você sabe por quê? Porque eles não são necessários. Nós podemos nos dirigir directamente a Deus – O Deus Eterno – e adorá-Lo em pessoa.

   Todo o universo é controlado do trono dele, o qual poderia ser chamado de “torre de controle do universo”. É como o escritório central do universo inteiro. Deus sabe tudo sobre nós, tudo sobre o universo, e Ele tem o registro de tudo isso. As Escrituras nos falam que Ele conhece até o número de cabelos em nossas cabeças. Quando você penteou seus cabelos esta manhã e alguns cabelos caíram, Deus tem registro disto. Ele sabe quantos cabelos tinha antes de se pentear, quantos caíram e quantos lhe restaram. Deus vê cada passarinho na floresta e percebe quando um deles cai no chão. Nosso Deus é tão grande que se interessa por toda sua criação.

 

Nenhuma Luz Terrestre: lâmpada, vela, lanterna

 

   Se você morresse hoje e fosse para o céu, você nunca veria o sol nascer de manhã, ou a lua brilhar esplendorosamente à noite. Por quê? Porque o sol e a lua não são necessários nesta cidade bonita chamada céu. Deus é luz e ilumina todo o céu. Nunca há noite lá. Nunca fica escuro no céu. Por isso, velas, lâmpadas ou mesmo lanternas nunca são necessárias. Sempre será dia no céu. Na terra, nós temos tempestades. Quando isto acontece, as luzes se apagam. Por isso nós temos que usar velas ou lanternas. No céu a luz nunca se apagará, pois Deus é a luz.

 

Nenhum Pecado: Choro\Ladrão

 

   Existe outra coisa no céu de que gostaremos muito. Não existe pecado no céu. Você sabe o que é pecado? Pecado é toda a coisa má que nós fazemos. Como quando sua mãe manda levar o lixo para fora e você reclama, se zanga e não faz o que ela pediu. Ou quando seu pai diz para você não fazer uma determinada coisa e, apesar disto, você faz. Pecado é quando você fica com raiva de seu irmão ou irmã e diz coisas desagradáveis ou bate neles. Ou ainda quando pega alguma coisa que pertence a alguém, porque a quer. Isto é roubo e Deus chama isto pecado.

 

Nenhum Pecado: Fraude\Rixa

 

   Pecado é toda coisa má que nós fazemos. Pecado é quando não sabe a resposta de um teste e olha o teste de outra pessoa, para copiar a sua resposta. Pecado é quando se zanga com alguém e diz palavras muito feias e desagradáveis. Aqui na terra é fácil fazer coisas que são erradas, e é difícil fazer as coisas que são certas. Mas no céu, todas as pessoas agirão correctamente o tempo todo. Ninguém no céu jamais terá que se preocupar em travar as portas, porque lá ninguém arrombará casas ou roubará alguém. Ninguém jamais se zangará com alguém e dirá coisas más e feias, porque no céu só existe bondade, paz e amor. O céu será um lugar maravilhoso, um lugar onde não haverá pecado.

 

Nenhuma lágrima:

 

   O pecado às vezes traz mágoa e, às vezes, traz lágrimas. Deus diz que não haverá lágrimas no céu. Sabe por quê? Porque Deus enxugará todas as lágrimas. O que acha de Deus enxugar todas as suas lágrimas? Isso seria maravilhoso, não seria? Eu fico contente em saber que não haverá lágrimas no céu. Lá é um lugar de alegria constante.

 

Nenhuma Doença\Morte

 

   As Escrituras nos dizem que no céu não haverá nenhuma doença, nem dor, nem necessidades de remédios, e nem injecções. Nós sempre nos sentiremos bem. Nenhum osso quebrado, nem catapora, nem joelhos feridos, nem mesmo picadas de mosquitos. Não será maravilhoso? Não haverá nem doenças, nem acidentes no céu, e não haverá morte. Nossos corpos morrem aqui na terra, mas no céu nós teremos corpos ressurrectos. As pessoas no céu viverão para sempre. Por isso não existirão lápides, nem cemitérios, nem campos santos no céu. Quando nós chegarmos no céu, viveremos tanto quanto Deus, isto é, para sempre. Eu fico contente de saber que não haverá morte no céu, nem doenças, nem lágrimas ou dor. Eu ficou muito contente em saber que não haverá nem pecado, nem escuridão no céu e que lá eu poderei me dirigir directamente a Deus e adorá-Lo.

 

Céu: Ruas de Ouro

 

   Ora, se estas coisas não estarão no céu, o que estará lá? Muitas coisas maravilhosas. No céu as ruas serão cobertas com puro ouro. Aqui custa muito caro comprar coisas feitas de ouro, mesmo pequenas coisas como anéis e colares. Mas no céu haverá tanto ouro que as ruas serão cobertas com este material. Existirão casas no céu, mansões grandes e bonitas. Antes de Jesus voltar ao céu, Ele disse: “Na casa de Meu Pai há muitas moradas…. Vou preparar-vos lugar” (João 14:2). Se aceitou Jesus como seu Salvador, então Ele está a preparar uma mansão bonita para si. Existe um rio no céu chamado de “rio da vida”, que corre por dentro de toda a cidade, nascendo debaixo do trono de Deus. Sabemos sobre uma árvore chamada “árvore da vida”, que cresce ao lado do Rio da Vida. Esta árvore tem um tipo de fruto diferente cada mês do ano. Minha opinião é que existem muitas árvores, arbustos e flores no céu, mas nós não podemos afirmar isto. Contudo, a Bíblia é muito específica sobre a árvore da Vida. Por isso nós sabemos com certeza que ela estará no céu.

 

Céu: Gente e Anjos

 

   Deus diz que existem anjos no céu. Quantos? Dez mil vezes dez mil, e milhares de milhares de anjos. Nós não sabemos exactamente como os anjos são, e nós não temos a certeza se todos eles têm asas. Talvez tenham, talvez não. Nós sabemos que os serafins e os querubins têm asas. Artistas geralmente desenham anjos com asas, mas isso é para que saibamos que eles são anjos. Quando nós chegarmos ao céu, saberemos com certeza como os anjos são. Além dos milhares e milhares de anjos, existem pessoas no céu, pessoas como eu  e você, que viveram aqui na terra. Na verdade, talvez tenha conhecido alguém que hoje está no céu. Talvez tenha uma avó, ou avô, talvez um irmãozinho ou irmãzinha, um amigo que já esteja lá. Existem pessoas que estão no céu hoje e estavam na terra ontem. E algumas das pessoas que estão na terra hoje, estarão no céu amanhã. Quando você morrer, você tem a certeza que vai para aquele lugar maravilhoso? Deus disse que nós podemos ter a certeza de que nós vamos para o céu.

 

Jesus e o Livro da Vida do Cordeiro

 

   Além de todos os anjos e pessoas que estão no céu, existe uma Pessoa que é especial. Esta Pessoa que é muito especial chama-se Jesus Cristo. Jesus é a Pessoa de Deus que deixou o céu há dois mil anos atrás e desceu à terra para viver em um corpo humano como o nosso. Ele é Deus Filho. Na verdade, Jesus é Deus. Ele nos ama tanto que fez uma coisa maravilhosa por nós. Ele tomou sobre si a punição que nós merecemos de Deus por todas as coisas más que fazemos.

   Pecado sempre tem que ser punido por Deus, e Jesus tomou a punição pelos nossos pecados, quando Ele foi crucificado numa Cruz. Ele morreu pelos meus pecados e pelos seus pecados.

   É claro que Jesus está no céu, mas Ele ainda tem as cicatrizes da crucificação em uma cruz, nas Suas mãos e pés. Se nós temos cicatrizes de cortes aqui na terra, nós não as teremos no céu, mas Jesus terá. Durante toda a eternidade aquelas cicatrizes nas mãos e pés de Jesus nos lembrarão que Ele sofreu para que nós pudéssemos ter o privilégio de viver no céu. Existe um livro no céu que é chamado de O Livro da Vida do Cordeiro. Ele é um livro de registro. Nele estão os nomes de todas as pessoas que acreditaram e confiaram em Jesus como Seu Salvador. Somente as pessoas cujos nomes estejam escritos no Livro da Vida do Cordeiro conseguirão ir para o céu, quando morrerem. O seu nome está lá? Eu espero que sim. Se tem acreditado em Jesus Cristo e pedido a Ele para perdoar seus pecados, então o seu nome está escrito no Livro da Vida do Cordeiro. E um dia, quando morrer, o Senhor lhe chamará para viver nesta cidade maravilhosa chamada céu. Se não tem confiado em Jesus como seu Salvador, então não conseguirá ir para aquela cidade maravilhosa. Você poderia confiar nele agora mesmo. Tudo que tem a fazer é acreditar que Jesus é Deus e que quando Ele morreu na cruz, Ele estava a tomar a sua punição por todas as coisas más que faz. Por que não pede a Ele para entrar no seu coração agora mesmo e perdoar-lhe?

 

 

2

 Adão – como Começou o Pecado

Génesis 1-3

 

Versículo: João 1:29b

 

Deus Criou o Homem e a Mulher

 

            No início, Deus criou os céus e a terra. Em seis dias fez a terra, no desenho e forma maravilhosa que desfrutamos hoje. No primeiro dia Ele disse: “Haja luz!, e separou, e dividiu a luz da escuridão. No segundo dia Ele separou o céu claro acima, as águas abaixo. No terceiro dia, Ele fez a terra seca aparecer com todas as árvores bonitas, flores e plantas. No quarto dia, Ele fez o sol brilhar, e a lua e as estrelas darem sua luz, servindo de sinais para tempos e anos. No quinto dia, Ele fez todas as criaturas que vivem nas águas e todos os pássaros que voam no ar. No sexto dia, Ele fez todas as criaturas, todos os seres que se arrastem.

            Por último, no sexto dia, Deus fez o primeiro homem, o qual foi a coroação do trabalho, de tudo que Deus fez. Deus tomou o barro do chão e o fez de uma forma e soprou em suas narinas, e o homem tornou-se uma alma vivente. Ele podia andar, ele podia falar, ele podia pensar, ele podia raciocinar, ele podia amar, ele podia odiar, ele podia conhecer a Deus. O homem teria uma alma que viveria eternamente – ou com Deus ou distante de Deus. Deus o chamou de Adão.

            Então Deus fez a primeira mulher, Eva, e Ele colocou Adão e Eva num bonito jardim chamado Éden. Juntos, eles guardavam o agradável jardim. Eles brincavam com os animais e tinham um tempo maravilhoso e feliz no jardim. Eles apreciavam especialmente cada tarde, quando Deus vinha caminhar com eles no jardim. Deus disse-lhes que eles poderiam comer de todas as frutas do jardim, excepto uma, a da árvore do Conhecimento do bem e do mal. Deus disse-lhes que no dia em que comessem daquela fruta, eles certamente morreriam. Mas Adão e Eva aproveitavam tanto as outras árvores do jardim, que eles nunca pensavam em comer da árvore do conhecimento do bem e do mal. Até que um dia, Satanás pensou: “Eu os farei desobedecerem a Deus. Eu farei Adão e Eva comerem daquela fruta proibida. Eu os farei fazer o que eu quero que eles façam. Eu os farei obedecerem a mim ao invés de obedecerem a Deus”.

 

A serpente tenta Eva

 

            Satanás é muito poderoso. Ele teve o poder de entrar no corpo de uma serpente e dar a ela a habilidade de falar. A serpente foi a Eva e disse: “Eva, você algum dia já comeu daquela árvore que Deus disse para vocês não comerem?” Eva disse: “Podemos comer de todas as outras árvores que estão no jardim, mas não daquela árvore. Porque Deus disse que se comêssemos dela certamente morreríamos. Não, nós nunca comemos daquela árvore.” “Ah, certamente vocês não morreriam”, disse Satanás através da serpente. “Deus sabe que se comerem daquela fruta, vocês serão tão sábios quanto Ele. E esta é a razão de Deus ter dito para não comerem daquela árvore. Por que você não experimenta? Ela parece ser boa. Eu tenho a certeza que ela tem um bom gosto”. E Eva acreditou em Satanás, e comeu da fruta proibida.

 

Adão come da fruta proibida

 

            Quando Adão veio, ele também tomou da fruta proibida e comeu dela. A fruta proibida era uma maçã? Não. Eram uvas? Não. Nós não sabemos que fruta era, pois a Bíblia não nos diz. Não era qualquer fruta que nós temos hoje na terra. Era uma fruta especial, de uma árvore especial.

            Agora, Adão e Eva tinham desobedecido a Deus pela primeira vez E pela primeira vez eles tinham feito algo errado. Eles tinham pecado. A serpente não tinha dito a verdade a eles; não estavam tão sábios quanto Deus, após terem comido a fruta proibida. Eles começaram a se sentir culpados e envergonhados. Antes disso, Adão e Eva não precisavam de usar roupas, pois eles estavam vestidos na justiça e bondade de Deus. Agora, eles estavam despidos perante Deus, e eles se sentiram envergonhados. Eles queriam cobrir seus corpos e se esconderem.

 

Adão e Eva se escondem

 

            Despidos e envergonhados, eles emendaram folhas de figueiras e se esconderam da presença do Senhor. A serpente havia mentido para eles. Eles agora reconheciam que não estavam tão sábios quanto Deus. Se eles não tivessem acreditado na serpente, mas tivessem acreditado e obedecido a Deus…. Mas agora era muito tarde. Eles ficaram infelizes pela primeira vez na vida. Talvez Eva tenha chorado e Adão também.

            Naquela tarde, quando chegou a hora em que Deus viria para andar com Adão e Eva, no jardim, Ele não os encontrou esperando por ele. É claro que Deus já sabia o que eles haviam feito, e Ele sabia onde Adão e Eva estavam escondidos, pois Deus sabe de tudo. Então chamou: “Adão onde está?”

            Não houve resposta. Ele chamou novamente. Em breve, Adão e Eva reconheceram que não poderiam se esconder de Deus. Então eles saíram de onde eles estavam escondidos.

 

Adão e Eva se cobrem com folhas de figueira

 

            Com suas cabeças baixas e sentindo-se culpados perante Deus, eles ergueram-se vestidos em folhas de figueira.

            Deus falou: “Adão e Eva, fizeram o que Eu lhes disse que não fizessem. Portanto, terão que suportar sua punição. Porque a serpente foi usada por Satanás para vos envergonhar e enganar, de agora em diante, a serpente andará sobre seu ventre e comerá poeira do chão, e ela será detestada e desprezada acima de todas as criaturas. Eva, você terá pesar e doença, e um dia seu corpo morrerá. Adão, eu amaldiçoarei o chão para que ele produza espinhos e ervas daninhas. Você terá que trabalhar duro o resto da vida para obter qualquer alimento, e um dia seu corpo morrerá. Adão e Eva, vocês terão de deixar este bonito jardim. Não poderão mais viver aqui. Eu não virei mais andar e falar com vocês no jardim.

            É claro que Deus ainda amava Adão e Eva tanto quanto antes, mas Ele não gostou do que eles fizeram, pois Deus odeia o pecado. Contemplando-os vestidos em folhas de figueira para cobrir sua vergonha, Deus fez uma coisa muito especial.

 

O Cordeiro é morto

 

            Deus tomou um animal no jardim, provavelmente um cordeiro, e o matou. O sangue do animal foi derramado no chão. O cordeiro havia feito algo de errado? Não, é claro que não. Adão e Eva foram os que haviam cometido o erro, mas Deus matou o animal, derramando seu sangue, tomou a pele que revestia seu corpo e fez roupas para Adão e Eva. Este animal deu sua vida para fazer uma cobertura para a vergonha da desobediência de Adão e Eva. Isto nos lembra o que Jesus, que é chamado de “O cordeiro de Deus”, fez por nós. Porque Ele derramou Seu Próprio sangue na cruz para cobrir nossos pecados, nós podemos ter nossos pecados perdoados ou cobertos por Deus se nós acreditarmos em Jesus.

 

Deixando o jardim

 

            Tristes e com os corações partidos, Adão e Eva deixaram o bonito jardim do Éden. Como eles desejavam jamais terem pecado. Eles olhavam para trás com saudades.

            Mas enquanto eles deixavam o jardim, Deus deu-lhes uma palavra de esperança. A promessa de que um dia alguém viria e derrotaria Satanás (Gen. 3:15) e que (como o cordeiro) tomaria sobre si a punição eterna pelos pecados deles.

            Assim, Adão e Eva deixaram o jardim. Eles saíram e tiveram que trabalhar duro para obterem o crescimento da colheita, por causa da maldição que Deus havia lançado sobre o chão. Eles tiveram aflições, mágoas e dores. Finalmente seus corpos morreram. Hoje, nós ainda temos aflição, dor e morte no mundo, porque nós todos descendemos de Adão e Eva. Nós nascemos com corações que querem desobedecer a Deus. Mas apesar de sermos maus, Deus ainda nos ama. Ele quer que quando nós morrermos, vamos para o céu e vivamos com Ele para sempre. Ele quer tanto que nós vivamos com Ele no céu, que Ele preparou um caminho para nos capacitar a irmos para o céu, apesar de sermos pecadores.

 

O cordeiro aponta para a Cruz

 

            O cordeiro que morreu para cobrir a vergonha do pecado de Adão e Eva aponta, através dos anos, para a cruz do Calvário, onde Jesus, o Cordeiro de Deus, morreu para livrar do pecado todos aqueles que acreditam nele. Quando nós dizemos a Deus que estamos realmente arrependidos pelas coisas más que fazemos, e que nós realmente acreditamos que Jesus é o Cordeiro de Deus que morreu pelos nossos pecados, e que nós queremos que Jesus entre em nossos corações, então Deus promete que Ele nos perdoará e que Ele entrará em nossos corações.

            Talvez alguns de vocês queiram dizer isso a Deus agora mesmo. Se nunca confiou em Jesus, então você precisa confiar nele hoje. Oremos.

 

3

Crucificação de Cristo

Mat 27:1-2; 11-26; 32-66

Mar. 4:37-39; 6:47-51; 7:32-35; 8:22-25; 14:53-64

Lucas 1:26-35; 2:1-38; 23:39-43

João 5:5-9; 6:1-14; 11:41-44

 

Versículo: João 1:11

 

     Aquele foi um dia muito triste, quando Adão e Eva foram levados para for a do Jardim do Éden. Eles haviam sido muito felizes lá, mas agora eles tinham que sair, porque eles haviam desobedecido ao Senhor. Deus ainda os amava, apesar deles terem desobedecido. Eles haviam pecado, e o pecado tem de ser punido. Você lembra de como Deus tomou um pequeno animal, talvez um cordeiro, e matou o cordeiro, e com as peles Ele fez roupas para Adão e Eva? E Ele fez uma promessa de que um dia alguém viria e tomaria a punição eterna do pecado sobre si. Então Adão e Eva, naquele dia, deixaram o jardim com uma esperança em seus corações.

     Adão e Eva tiveram muitos filhos e filhas, e seus filhos e filhas cresceram e eles tiveram filhos e filhas. E estes filhos e filhas cresceram, e em breve o mundo estava cheio de pessoas, muitas pessoas. Deus novamente fez uma promessa a um homem chamado Abraão. Deus disse a Abraão que um dia alguém muito especial viria à terra tomar sobre si a punição do pecado. Então, através dos tempos, o povo judeu começou a procurar por Alguém muito especial, Alguém que viria do céu para tomar a punição pelos pecados deles. Através do Velho Testamento, a promessa foi dada várias vezes, repetidamente Deus disse a Seus profetas que este Alguém prometido nasceria em Belém. Outra vez Ele disse que Ele cresceria em Nazaré. Deus previu muitas coisas em particular sobre este Alguém especial que viria. Enquanto o tempo passava as pessoas continuavam olhando, tendo esperança e esperando. Eles não sabiam que nome lhe dar, então eles somente o chamavam de “O Prometido.” No hebraico quer dizer “Messias” no grego, “Cristo”. Eles buscavam o Messias que viria.

 

Anjos visitam o pastores

 

     Muitos e muitos anos se passaram. Numa linda noite estrelada, havia uns pastores que estavam num monte, for a de Belém, cuidando de suas ovelhas. Subitamente, eles viram o céu cheio de seres angélicos. Os anjos falaram com eles e disseram: “Hoje à noite, na pequena cidade de Belém, nasceu a Criança Cristo. Vão e O encontrem.”

 

Cristo repousando numa manjedoura

 

     Rapidamente, os pastores deixaram suas ovelhas e foram para a pequena cidade de Belém. Lá, eles encontraram, num estábulo, um bebezinho que havia nascido naquela mesma noite, repousando numa manjedoura. Eles viram uma mulher, Maria que era a mãe terrestre do Bebezinho, e José, que era o pai adoptivo.

     Os pastores entraram e viram como este Bebé era tão especial. Eles se ajoelharam e O adoraram. Você sabe por que foi certo adorar esta Criança? Porque Ele é a Pessoa de Deus que deixou o céu e veio viver na terra. Ele era o Messias que eles procuravam. Eles não adoraram Maria, pois ela era apenas a mãe terrestre do corpinho onde Deus veio viver. Eles não adoraram José, pois ele era o pai desta Criança. Eles adoraram a Criança, pois eles sabiam que Ele era o que Deus havia prometido há muitos anos, e eles O adoraram.

     Quando a Pessoa de Deus veio para a terra, Ele escolheu nascer num corpo como o nosso. Contudo, Ele seria diferente de qualquer bebé que já havia nascido, ou algum dia nasceria no mundo inteiro. Pois Ele é a Pessoa do deus eterno. Eles O chamaram por um nome terrestre, Jesus. Antes dEle ter descido à terra, quando Ele estava no céu, o nome dEle não era Jesus. Você sabe qual era o nome dEle no céu? Ele era chamado Deus, porque Ele é Deus. Ele é a Pessoa do deus eterno. Então, os pastores adoraram o bebezinho Jesus. O corpo deste bebezinho cresceu, cresceu, até Ele se tornar um garoto. Ele era diferente dos outros garotos, pois Ele nunca fe3z uma coisa que fosse errada. Ele era perfeito.

 

Jesus à beira-mar e curando os cegos

 

     Ele continuou a crescer até o seu corpo ter trinta anos de idade. Você sabe qual a verdadeira idade dEle? Ele era eterno. Ele era da idade da eternidade. Quando o corpo dEle tinha aproximadamente trina anos de idade, Ele começou a ensinar e a pregar como nenhum homem havia ouvido antes, nem jamais terá ouvido, desde então. Ele fez muitos milagres. Um dia, Ele alimentou 5,000 pessoas somente com a merenda de um garotinho. Pessoas que eram cegas vieram a Ele, e Ele abriu os olhos delas e as fez ver. Pessoas que eram surdas vieram a Ele, e Ele abriu os ouvidos delas. Pessoas que eram aleijadas e nunca tinham sido capazes de andar. Ele disse-lhes para se levantarem e andarem, e elas andaram.

 

Acalmando o mar e ressuscitando os mortos

 

     Um dia, Ele estava numa grande tempestade, sobre o mar da Galiléia. Seus discípulos O ouviram falar com a tempestade. Ele disse: “Psiu, fique quieta. Pare. E a tempestade obedeceu e parou imediatamente. Outra vez, Ele caminhou sobre as águas. Alguns que estavam mortos, Ele os chamou de volta à vida! Ah, Jesus fez coisas que nenhuma outra pessoa poderia jamais fazer, pois só Ele é Deus. Jesus é o Cristo; o Filho de Deus mesmo.

     Apesar de todas as coisas maravilhosas que Jesus fez, havia algumas pessoas que não gostavam dEle. Estes que não gostavam dEle eram os líderes religiosos, que com seus lábios diziam amar a Deus, mas na realidade eles não O amavam. Jesus conhecia os corações deles. Na verdade, Jesus os chamou de hipócritas, e eles eram. Eles fingiam ser uma coisa, quando na realidade eles eram outra. Eles sabiam que Jesus sabia, que Jesus conhecia tudo sobre eles, e eles O detestavam, pois eles perceberam que ele era verdadeiramente bom, e eles não eram.

     Estes homens que detestavam Jesus queriam matá-Lo. Numa certa noite, eles trouxeram soldados e levaram Jesus. Durante toda a noite, eles o interrogaram e o acusaram. Eles contrataram homens para dizerem mentiras sobre Jesus. As mentiras eram contraditórias e era fácil de se ver que elas não eram verdadeiras. Finalmente, a única coisa da qual eles puderam acusá-Lo, era que Ele afirmava ser Deus.

 

O salão do julgamento de Pilatos

 

     Cedo, pela manhã eles o trouxeram a Pilatos. Pilatos, como governador romano, poderia dar permissão para matar um homem. Pilatos tinha escutado muito sobre Jesus, e ele estava curioso para vê-Lo. Ele queria conversar com Jesus. Talvez ele tivesse esperança de ver Jesus fazer um milagre. Naquela manhã, enquanto Pilatos conduzia o julgamento de Jesus, aqueles que O detestavam estavam ajuntados do lado de for a, aguardando o resultado do julgamento. Pilatos perguntou muitas coisas a Jesus. Após falar com Jesus, Pilatos disse: “Este homem não é culpado de nada. Eu não encontro erro nEle. Ele nada tem feito para merecer a morte.” Pilatos, então, ordenou que levassem Jesus e O espancassem.

     Os soldados O levaram e O chicotearam 39 vezes. Eles riam e zombavam de Jesus, dizendo: “Ele diz ser rei. Vamos vesti-Lo como um rei.” Então eles colocaram uma veste de púrpura sobre Seus ombros. Os soldados teceram uma coroa de espinhos e a colocaram sobre a cabeça de Jesus. Como ceptro, eles colocaram uma vara na mão de Jesus. Diante de tudo isso, Jesus nada disse.

     Finalmente, eles trouxeram Jesus para Pilatos, vestido com a veste púrpura e com a coroa de espinhos sobre a cabeça. Pilatos queria libertá-Lo, porque sabia que Jesus nada havia feito para merecer a morte. Pilatos disse para a multidão de espectadores: “Hoje é um dia de festa. Por que nós não soltamos Jesus? É nosso costume sempre libertar uma pessoa num dia de festa. Vamos libertá-Lo.”

     A multidão respondeu: “Não! Crucifica-O! Solta Barrabás! Crucifica Jesus! Liberta Barrabás!” Então Pilatos, desejando agradar o povo, de modo a ser popular, disse: “Está certo”. Antes de ordenar que Jesus fosse levado para ser crucificado, ele pediu a seu servo que trouxesse uma tigela com água e uma toalha. E perante o povo, lavou suas mãos com água e disse: “Eu lavo as minhas mãos do sangue deste homem. Este homem não é culpado.” Mas a água nunca pode lavar a culpa do pecado. Então, até o homem que julgou Jesus confessou que Ele não era culpado. Eles O levaram para o monte do Calvário, para ser crucificado. Crucificação era uma morte comum, naquele tempo, para criminosos. Era uma morte muita dolorosa e vagarosa. Dois homens que eram ladrões deveriam também ser crucificados naquele mesmo dia.

 

 

4

Crucificação de Cristo

Mat 27:1-2; 11-26; 32-66

Mar. 4:37-39; 6:47-51; 7:32-35; 8:22-25; 14:53-64

Lucas 1:26-35; 2:1-38; 23:39-43

João 5:5-9; 6:1-14; 11:41-44

 

Versículo: João 1:12

 

Crucificação

 

     Era mais ou menos nove horas da manhã quando os três foram pendurados nas cruzes. Jesus foi pendurado entre os dois criminosos. Muitas pessoas foram assistir a crucificação. Aqueles que detestavam Jesus, os escribas e os fariseus, estavam a rir e a zombar, e diziam a Jesus: “Desce da cruz, se Tu podes. Tu curaste os outros e agora cura a Ti mesmo. Faz um milagre. Vamos ver o que podes vazer! A multidão ria, zombava e escarnecia.

     Mas havia alguns que estavam lá que amavam O Senhor, que acr4editavam que Ele realmente era o Messias, O Prometido. Os corações deles estavam entristecidos. Eles não podiam entender o que estava acontecendo. Confundidos, eles pensaram: “Ele fez milagre para os outros, por que Ele não faz um milagre agora? Por que Ele não desce da cruz e mostra quem Ele verdadeiramente é?” Mas Jesus nada disse durante todo esse tempo. Ele deixou o povo rir, zombar, ridicularizá-Lo, amaldiçoar e praguejar; e Ele nada disse. Os soldados lançaram sortes pelas vestes dEle.

     Então, um dos ladrões pendurado na cruz e que estava amaldiçoando e ridicularizando Jesus, olhou para o amigo dele, que ainda estava praguejando contra Jesus, e disse: “Não diga mais nada. Não fale com Ele desta maneira. Eu e você merecemos exactamente o que nós estamos a ter. Ele nada fez para merecer isto.” Então, aquele ladrão olhou para Jesus e disse: “Senhor, lembra de mim quando Tu chegares ao Teu reino”. Ele acreditou que Jesus era o Senhor. Ele acreditou que Jesus tinha um reino além deste mundo, um reino após a morte, na eternidade. Ele pediu a Jesus para ter piedade dele e para se lembrar dele.

     Jesus olhou para ele e disse: “Hoje você estará comigo no paraíso.” Mais tarde, naquela mesma tarde, este ladrão morreu. Você pensará onde ele foi? Ele foi ter com O Senhor. Ele foi para o paraíso. Ele era um homem bom? Não, ele era um homem muito mau. Ele era um ladrão e um assassino. Então como ele conseguiu ir ficar com Deus? Ele acreditou em Jesus, e Jesus o perdoou e limpou o coração dele, fazendo com que ele pudesse ir para o c

Eu. O amigo deste ladrão não era pior que ele, mas ele não conseguiu ir para o céu. Ele teve que ir para um lugar terrível, de punição eterna, para ser punido pelos pecados dele. Não que ele fosse pior que seu amigo, mas a diferença era que ele não tinha fé e confiança em Jesus Cristo. Isto faz toda a diferença do mundo.

     Você vê, não é que as pessoas boas vão para o céu, e as más não. Mas somente aquelas que botam a sua fé e confiança em Jesus Cristo é que conseguem ir para o céu. Eu acho que você poderia dizer que todos nós somos maus como estes dois ladrões. Você diz: “Bem, eu não sou tão mau assim”. Talvez não, mas comparados a Jesus, nenhum de nós é bom; nós somos todos maus. Naquele dia um dos ladrões pendurado na cruz foi salvo. Isto não é maravilhoso!

 

Centurião junto a cruz

 

     Mais ou menos ao meio-dia, algumas coisas estranhas começaram a acontecer. Enormes nuvens negras cobriram o céu até ficar quase tão escuro quanto a noite. Havia trovão e relâmpagos. E chão começou a agitar-se, a tremer. A maioria das pessoas voltaram a Jerusalém, buscando abrigo da tempestade. Das doze horas até às três da tarde, houve escuridão no cú. Você sabe o que realmente estava a acontecer durante aquelas três horas? A maior de todas as coisas que já aconteceu na terra, e eu suponho que em toda a eternidade também. Todas as coisas que você fez de errado e todas as coisas que eu fiz de errado, todos os nossos pecados foram colocados sobre Jesus. Deus, O Pai, no céu, olhou para o Deus Filho, na cruz do Calvário, e viu os nossos pecados sobre Ele. Deus Pai odeia pecado; Ele não pode nem olhar para o pecado; e Ele derramou Sua raiva e Sua ira sobre Jesus. Jesus tomou a nossa punição eterna pelos nossos pecados, quando Ele estava pendurado sobre a Cruz. Foi tão horrível, que eu acho que Deus não quis nem que as poucas pessoas que ficaram lá vissem quão horrível tudo aquilo era. Então, Ele cobriu o céu com escuridão durante aquelas três horas.

     Às três horas da tarde, Cristo levantou a cabeça e disse: “Está acabado”. Ele havia acabado de tomar a punição pelos nossos pecados. Estava tudo acabado. Ele rendeu o espírito, e o corpo dEle morreu. As nuvens começara a se dissipar e o sol brilhou. O trovão e o relâmpago pararam, o chão parou de tremer, e tudo voltou a ser um dia normal. Um dos soldados que estava lá, disse: “Eu acho que este homem era mesmo o Filho de Deus, e nós não sabíamos.” Ele estava certo.

     Os soldados lembraram que o dia seguinte era um dia muito especial. Era um sábado. Como era contra a lei dos judeus um corpo ficar pendurado em cruzes durante o sábado, eles pediram permissão a Pilatos para quebrar as pernas daqueles que estavam sobre as cruzes. Isto causaria a morte deles rapidamente, caso ainda estivessem vivos, e haveria tempo de enterrar os corpos antes do pôr-do-sol. Eles quebraram as pernas dos dois ladrões. Eles estavam prontos para quebrar as pernas de Jesus, quando eles viram que Jesus já estava morto.

     Assim, para terem certeza que Jesus realmente estava morto, eles furaram o lado dEle com uma lança. Mas Ele já estava morto. Ninguém tirou a vida de Jesus. Ele espontaneamente rendeu sua vida.

     O corpo foi tirado da cruz, colocado numa sepultura, e três dias depois voltou à vida novamente. E hoje, Jesus vive no céu; e Ele quer que nós caminhemos para o céu, para vivermos com Ele, quando nós morrermos.

     Desde que Ele tomou a punição pelos nossos pecados, quando Ele morreu na cruz do Calvário, tudo que nós temos que fazer é acreditar nesta maravilhosa Boa-Nova e dizer a Deus que nós queremos que Ele seja nosso Salvador. Se você nunca confiou em Cristo como seu Salvador, então você necessita fazer isto. E você poderia agora mesmo. Eu ficaria contente em mostrar-lhe como fazer e orar com você. Vamos baixar as nossas cabeças e fechar os nossos olhos para orarmos. Se você quer confiar em Jesus agora, por favor levante a sua mão.

 

5

A Ressureição de Cristo

Mat. 27:57; 28:15; Mar. 15:42; 16:11

Lucas 24:1-12; João 19:31 a 20:31

 

Versículo: Actos 1:12

 

     Foi um dia muito triste quando Jesus morreu no Calvário. Os seguidores dEle ficaram à distância, e assistiram tristes a sua morte, pensando que nunca mais O veriam. Um seguidor secreto de Jesus, José de Arimatéia, tomou a frente, corajosamente, e pediu a Pilatos para levar o corpo de Jesus e dar-Lhe um enterro apropriado.

 

Jesus é sepultado

 

     Pilatos deu permissão a José de Arimatéia, e ele e outro homem, Nicodemos, desceram o corpo de Jesus da cruz para prepará-Lo para o sepultamento. Eles tomaram um pedaço grande de linho branco e enrolaram-No em volta do corpo. Nas juntas do linho eles derramaram um unguento feito de especiarias preciosas. Sobre o rosto de Jesus, eles colocaram um lenço de linho. Eles carregaram o corpo para um jardim próximo e o colocaram no sepulcro novo de José de Arimatéia. O sepulcro era uma caverna esculpida na rocha, a qual José de Arimatéia tinha preparado para o sepultamento dele mesmo e de sua família, no futuro quando eles morressem. Algumas das mulheres que estavam na crucificação, seguiram José de Arimatéia ao sepulcro, a lá elas viram onde o corpo de Jesus havia sido deitado. Elas assistiram aos homens rolarem uma pedra muito pesada para a entrada do sepulcro.

 

Uma guarda é posta

 

     No dia seguinte, os líderes religiosos foram a Pilatos. Eles lembraram de algo que os seguidores de Jesus haviam esquecido. Eles disseram: “Senhor, nós lembramos que Aquele enganador disse, enquanto vivia, que após três dias Ele ressuscitaria. Coloquemos uma guarda diante do sepulcro, para que ninguém roube o corpo e diga que Ele ressuscitou dentre os mortos.” Pilatos os deu permissão para lacrar o sepulcro, e os soldados romanos foram designados para guardar o sepulcro.

 

A ressurreição de Cristo

 

     Muito cedo, domingo de manhã, houve uma grande terramoto no jardim e um anjo removeu a pedra do sepulcro. Os soldados tiveram tanto medo que desmaiaram. Cristo ressuscitou dos mortos, e Ele fisicamente saiu do sepulcro vivo. Os soldados acordaram mais tarde e correram para dizer aos líderes religiosos. Os líderes religiosos os subornaram para mentirem a respeito do acontecido. Eles foram instruídos a dizer a todos que, enquanto dormiam, os discípulos de Jesus haviam roubado Seu corpo. Mas é claro que só aqueles que não queriam saber da verdade acreditariam naquela mentira, pois como poderiam saber o que estava a acontecer, se realmente eles estavam a dormir?

 

As mulheres vão ao sepulcro

 

     Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago e Salomé haviam saído de casa, quando estava ainda escuro, para irem ao sepulcro. Enquanto elas caminhavam, o dia nasceu e o sol se levantou. Já estava claro quando elas chegaram ao sepulcro. Elas trouxeram aromas preciosos para ungir o corpo do Senhor delas (hoje em dia nós levamos flores aos cemitérios, mas naqueles dias eles levavam aromas preciosos para ajudar a conservar o corpo). “Quem afastará a pedra para nós?” Elas se perguntaram enquanto se aproximavam do sepulcro. Mas quando elas chegaram lá, elas viram que a pedra enorme já estava afastada. Maria Madalena voltou correndo para contar aos discípulos a notícia triste de que alguém tinha afastado a pedra e roubado o corpo de Jesus. As outras mulheres ficaram, e quando deram uma olhada nas proximidades, elas viram algo que as deixou maravilhadas. Um anjo estava assentado sobre a pedra da entrada do sepulcro. As mulheres tiveram medo, mas o anjo disse: “Não vos assusteis, pois eu sei que buscais a Jesus que foi crucificado. Ele não está aqui, pois Ele ressuscitou como Ele vos disse. Venham, eis o lugar onde O puseram. E se apressem e digam aos discípulos que Ele ressuscitou dos mortos.” E então, com medo e muita alegria, as mulheres partiram apressadas e correram de volta à cidade, para contar aos discípulos.”

 

Pedro e João visitam o sepulcro vazio

 

     Enquanto isso, Pedro e João, provavelmente avisados por Maria Madalena de que alguém havia roubado o corpo de Cristo, correram para o sepulcro. João, sendo o mais jovem e capaz de correr mais rápido, chegou lá primeiro e olhou dentro do sepulcro, mas não entrou. Pouco depois, chegou Pedro, que veio correndo também e entrou no sepulcro. João o seguiu. O que você acha que eles viram? Eles viram o pano de linho enrolado ao redor de… DE NADA! E o lenço dobrado ali perto e posto de lado. Jesus havia saído das vestes mortuárias e deixado o sepulcro. As vestes mortuárias estavam vazias. Onde estava o corpo? João viu as vestes mortuárias vazias e acreditou que Jesus havia realmente ressuscitado dos mortos. Pedro e João voltaram a Jerusalém para contar aos outros o que eles haviam visto. João, cheio de fé que Jesus vivia e Pedro maravilhado, mas sem ter a certeza de que Cristo vivia.

 

Maria Madalena vê Jesus

 

     Mais tarde, Maria Madalena veio para o Jardim sozinha. Ela não tinha visto o anjo, nem as vestes mortuárias. Ela ainda pensava que alguém havia roubado o corpo de Jesus. Ela ficou lá, no jardim, chorando. Enquanto ela chorava, ela se abaixou e olhou dentro do sepulcro. E o que você acha que ela viu? Havia dois anjos sentados lá numa ponta e outro na outra ponta, onde o corpo de Jesus havia sido deitado.

     “Mulher, porque lamentas? Por que estais chorando?” eles disseram.

     “Porque levaram o corpo do meu Senhor” ela bradou “e eu não sei onde O colocaram”.

     Maria era uma seguidora fiel de Jesus. Ele a havia salvo de uma vida horrível de pecado, e ela era muito agradecida a Ele. Ela amava o Senhor tanto que ela teria tentado arrastar sozinha o corpo dEle, se ela O tivesse achado.

     Maria voltou-se e viu Alguém de pé no jardim. Ela pensou que fosse o jardineiro.

     “Mulher, por que chorais?” Ele disse “A quem buscais? Quem tu procuras?”

     Maria, pensando que Ele era o jardineiro, disse: “Senhor, se tu levaste o meu Senhor, por favor me dizes para que eu possa trazer o corpo dEle de volta.”

     E então, calmamente, Ele falou o nome dela. Ele disse: “Maria”.

     Maria olhou e imediatamente soube quem Ele era. “Rabino!” ela disse “Mestre!” Ele era Jesus, e Ele estava vivo. Ela prostrou-se aos Seus pés para adorá-Lo. “Não me detenhas” Ele disse “Porque ainda não subi para Meu Pai, mas vai para meus irmãos e dize-lhes que Eu subo para Meu pei e vosso Pai, Meu Deus e vosso Deus”. Para Maria Madalena, aquele há de ter sido o dia mais feliz da sua vida. Jesus, o seu Senhor, havia morrido, mas agora Ele estava vivo. Ela correu para contar aos outros que ela havia visto Cristo ressuscitado.

 

Jesus aparece no quarto de cima

 

     Naquele mesmo domingo, à noite, dez dos apóstolos de Jesus estavam reunidos num quarto, num andar de cima de uma casa. As portas estavam fechadas e as janelas gradeadas, pois os apóstolos temiam que o povo que havia matado Jesus tentasse matá-los também.

     Subitamente, sem nenhum aviso, Jesus apareceu no meio do quarto no meio deles. Ele não entrou pela porta, nem pela janela. Ele apareceu lá do nada!

     “Paz esteja convosco” Ele disse. E Ele mostrou-lhes as mãos e os pés com as marcas dos pregos. Os apóstolos ficaram tão felizes, pois agora eles podiam ver o Senhor! Ele estava realmente vivo; e Ele era mesmo Jesus, Aquele que havia sido crucificado. Ele disse: “Tendes alguma coisa de comer?” Não que Ele estivesse com fome, mas Ele queria provar a eles que Ele não era somente um espírito. Eles deram-Lhe peixe e mel, e Ele comeu. Então eles souberam com certeza que Ele estava ali, num corpo de verdade e não somente em espírito. Mas aquele era um corpo maravilhoso; um corpo ressuscitado. Portas e paredes não podiam impedi-lo de entrar.

     Um dos apóstolos, Tomé, não estava lá quando Jesus apareceu no quarto. Os outros apóstolos contaram a ele sobre o que havia acontecido, mas ele não acreditou neles. “Se eu não vir o sinal dos cravos nas Suas mãos, e não meter a minha mão no Seu lado, de maneira alguma eu crerei” disse ele.

     Uma semana depois, todos os onze apóstolos, incluindo Tomé, estavam reunidos novamente no quarto de cima, quando Jesus, subitamente, apareceu no meio deles, estando as portas fechadas.

     “Paz esteja convosco” disse Jesus.

     Então Ele se virou para Tomé e disse: “Põe aqui o teu dedo, e vê as Minhas mãos. E chega a tua mão e mete-a no Meu lado, e não sejas incrédulo, mas crente”.

     Tomé imediatamente respondeu: “Meu Senhor e meu Deus!” Tomé não precisou de tocar em Jesus para saber que Ele realmente estava vivo. Este de facto era o Cristo, o Filho de Deus, que havia morrido por ele, e agora estava vivo! Tomé acreditou.

     “Tomé” disse Jesus “Porque Me viste, tu creste? Bem-aventurados os que não viram e creram.” De quem Jesus estava a falar? Eles estava a falar sobre todas as pessoas que nasceriam mais tarde e que acreditariam na morte e ressurreição de Cristo, embora eles não O vissem. Tomé teve de ver para crer. Jesus disse: “Bem-aventurados todos os que irão crer sem Me ver.” Hoje nós não temos a chance, a oportunidade de ver Jesus como Tomé e os apóstolos tiveram, mas se nós crermos quando nós ouvirmos sobre Ele, então nós somos um daqueles de quem Ele estava a falar.

 

Jesus volta ao céu

 

     Num período de quarenta dias, Jesus apareceu a várias pessoas, na terra, mostrando a todos, por meio de muitas provas infalíveis, que Ele havia ressuscitado dos mortos (Actos 1:3). Muitas pessoas viram Jesus vivo, durante aqueles quarenta dias. Uma vez quinhentas pessoas O viram (I Coríntios 15:6). Cedo, numa manhã, Ele comeu com os Seus discípulos, junto ao mar da Galiléia. Então, Ele levou os onze apóstolos ao monte das Oliveiras e lhes disse que eles deveriam ir a todo lugar do mundo e dizer a todos os povos que Ele havia morrido pelos pecados humanos e ressuscitado dos mortos. “Ser-me-eis Minhas testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra (Actos 1:8).

     E quando Ele disse isto, os Seus pés deixaram a terra e o corpo começou a subir, subir, até que uma nuvem O recebeu, ocultando-O de Seus discípulos, e eles não mais puderam vê-Lo.

     Os apóstolos ficaram olhando para o céu e se perguntaram: “Para onde Ele foi? Será que Ele descerá de novo? O que estará a acontecer com Ele?” Enquanto os apóstolos permaneciam a olhar para cima, subitamente dois anjos aparecerma.

     “Varões galileus,” disseram os anjos “Por que estais olhando para o céu? Esse mesmo Jesus que dentre vós foi recebido o céu há de voltar, assim como para o céu O vistes ir” (Actos 1:11).

     Jesus havia ido para o céu – para aquele lar esplêndido, onde Deus vive. O que é que Jesus está a fazer agora? Ele está a preparar um lugar para todos aqueles que crêem nEle. Que promessa os anjos fizeram? Que Ele retornaria sobre as nuvens – da mesma maneira que Ele subiu – e nos levará para vivermos com Ele no céu, para sempre.

     Jesus realmente vive. E porque Ele vive, nós também poderemos viver para todo o sempre no céu.

 

Apelo

 

     Você já confiou nEle para livrar-lhe de todas as coisas más que você fez? Você já confiou nEle como seu Salvdor? Você tem a certeza de que está salvo e que vai para o céu? Se tem a certeza de tudo isso, então abaixe a sua cabeça e agradeça-Lhe. Mas se não tem, precisa de pedir ao Senhor para perdoar-te, e para entrar no seu coração gora mesmo. Baixemos nossas cabeças e fechemos nossos olhos.

     Se nunca pediu a Jesus para entrar no seu coração e perdoar os seus pecados, mas quer pedir agora, então eu posso lhe mostrar como ter a certeza de que vai para o céu. Por favor, levante sua mão.

 

6

Como Crescer Espiritualmente

 

 

Versículo: 11 Timóteo 2:15

 

     Crescer fisicamente é muito importante para o corpo humano. Já pensou se um bebé da idade de três meses deixasse de crescer? Já pensou se vários anos se passassem e o bebé nunca crescesse? Nós diríamos: “Que trágico!” E isso seria realmente trágico. Isso seria lamentável.

     Crescer espiritualmente é também muito importante para a vida cristã. Quando uma pessoa pede a Jesus para entrar em seu coração naquele momento Deus perdoa tal pessoa. Deus dá a ela a página da salvação. Quilo significa que Deus graciosamente a salva da punição do pecado, que quando ela morrer, ela poderá ir para o céu. Agora, até aquela pessoa ir par o céu, ela deve querer fazer o que satisfaz o Senhor Jesus. Isto a faz crescer espiritualmente. Para crescer fisicamente precisa-se de alimentos. Para crescer espiritualmente precisa-se de alimento espiritual.

 

Crescendo pela leitura Bíblica, oração, ir à igreja, e dar

 

     Vamos descobrir algumas coisas que nos ajudam a crescer espiritualmente e assim satisfazer o Senhor na nossa vida cristã. A Bíblia diz “para estudarmos, para nos apresentarmos a deus aprovados” (II Timóteo 2:15), e “que da infância nós temos conhecido as Escrituras” (II Timóteo 3:16). O apóstolo Paulo escreveu estas palavras ao jovem Timóteo, para ajudá-lo a amar e a servir a Deus e assim crescer espiritualmente. Deus quer que cada um de nós estudemos a Bíblia, decorando e dizendo versos Bíblicos, como nós fazemos em nossas aulas, pois isto nos ajudará a acolher a Palavra de Deus em nossos corações. A Bíblia diz: “Escondi a Tua Palavra em meu coração para não pecar contra Ti” (Salmo 119:11). “Lâmpada para os meus pés é Tua Palavra, e luz para o meu caminho” (Salmo 119:105.

     A Bíblia também nos ensina que podemos honrar a Deus e crescer como um cristão, indo à igreja. Foi ordenado que não deixássemos a nossa congregação (Hebreus 10:25). Nós podemos aprender muitas coisas sobre a Bíblia e crescimento espiritual indo à escola dominical e à igreja, onde professores e pregadores nos falam sobre Deus. Nós podemos cantar hinos de louvor a Deus, memorizar versos bíblicos, e encontrar amigos cristãos.

     A Bíblia nos diz que orar (conversar com Deus) também nos ajudará a crescer como cristãos. A Bíblia diz que nós devemos “orar sem cessar” (I Tes. 5:17). Isso quer dizer que nós devemos estar sempre prontos para orar e estar sempre no espírito de oração. Nós temos um Pai celeste para conversar a qualquer hora do dia ou noite. É claro que nós devemos agradecer a Deus pelos alimentos que comemos, e que devemos orar antes de ir dormir ànoite. Mas nós precisamos orar em outras horas também. Deus gosta que nós conversemos com Ele; e Ele tem ordenado que oremos (peçamos) a Ele para obtermos as coisas que queremos. Ele diz que a razão de nós não termos as coisas que necessitamos é porque não as pedimos a Deus. Deus até nos ordena a orar. A Bíblia diz “cheguemos com confiança ao trono da graça” (Hebreus 5:16). Não é maravilhoso saber que Deus nunca dorme e que sempre está disposto a ouvir a oração de Seus filhos? A única coisa que poderá fazer com que Deus não escute nossas orações é ter pecados não confessados em nossos corações. Precisamos de confessar os nossos pecados a Ele diariamente, para que as nossas orações não tenham barreiras. 

            Existe outra coisa que devemos fazer para crescermos espiritualmente em Cristo. Devemos dar uma parte de nosso dinheiro para o trabalho de Deus. Já que Deus é o dono de todas as coisas, e Ele nos dá tudo que temos, Ele quer que O amemos mais do que o dinheiro, e assim estejamos dispostos a dar para ajudarmos a promover o trabalho dEle na terra. Quando o cesto das ofertas é passado, devemos contribuir. Isto mostra a Deus a nossa gratidão por tudo que Ele nos tem feito. No Velho Testamento, Deus disse ao povo Judeu que eles deveriam dar a Deus pelo menos 10 por cento da renda deles. Isto era chamado dízimo. O que o povo judeu dava acima do dízimo era chamado oferta. Até mesmo, enquanto ainda somos jovens podemos dar para o trabalho de Deus.

 

Crescendo pelo nosso comportamento

 

     Existem outras maneiras de agradarmos a deus e crescermos como crentes. Olhemos então a estas figuras e vejamos o que elas nos fazem lembrar.

     Lábios ou boca nos lembram de falar. Quando dizemos à pessoas o que nós pensamos, como sentimos e no que cremos, sobre que tipo de coisas seus lábios falam? Deveria ser de coisas que são verdadeiras, honestas, justas, puras, amáveis e de um bom testemunho. A Bíblia nos adverte para “guardar a nossa língua do mal, e os nossos lábios de falarem enganosamente” (Salmo 34:13). Nossos lábios não deveriam ser usados para dizer palavras feias e detestáveis, que ferem outras pessoas e Deus. Eles também não deveriam ser usados para dizer mentiras. Deus quer que Seus filhos usem os lábios para dizer a verdade e não o mal. Com nossas bocas podemos dizer aos outros sobre Jesus e sermos missionários para Deus, até mesmo quando somos jovens. Nossos lábios são muito importantes e têm de ser usados para o que é certo.

     Ouvidos nos lembram que aquilo que ouvimos é também muito importante. Você tem cuidado em ouvir somente coisas boas? O que você escuta no rádio? Na televisão? Existem alguns programas e músicas que os crentes não devem escutar, pois eles não nos ajudam a crescer espiritualmente. Na verdade, eles impedem o crescimento espiritual. Escuta histórias vulgares, palavras sujas ou palavras de blasfémia? Eu espero que não. Isto não agrada ao Senhor. Às vezes, precisamos de nos afastar para não ouvirmos certos tipos de conversa.

     Usar os nossos ouvidos para ouvirmos cuidadosamente, nos ajudará a sermos obedientes aos nossos pais e professores. Deus diz que em ouvirmos aprendemos mais sobre Ele: “Vinde, meninos, ouvi-me; eu vos ensinarei o temor do Senhor” (Salmo 34:11) Você escuta cuidadosamente quando seu pastor prega ou quando seu professor dá uma lição bíblico?

     Olhos nos lembram de ver. Para o que você olha? Coisas que são boas e úteis? Você se nega a olhar apara coisas que são más e erradas? A Bíblia nos diz: “Os teus olhos olhem direito, e as tuas pálpebras olhem directamente diante de ti” (Provérbios 4:25). Que tipos de revistas, retratos e programas de TV você olha? Eles deveriam ser os que agradam a deus. Se Ele fosse visitar a sua casa hoje, ficaria envergonhado se Ele visse o que está a ver?

     Mãos nos lembram nossas acções. Mãos são também usadas para o trabalho; precisamos de aprender a trabalhar. Deus nos diz que devemos ter as nossas mãos a trabalhar e não paradas ou preguiçosas “Tudo quanto vier a fazer tua mão, faze-o conforme as tuas forças (Ecl. 9:10). Você ajuda nas tarefas em casa? Leva o lixo para for a, faz a sua cama, etc.? Mantém as suas mãos ocupados com coisas que são úteis e boas para os outros? Mantém as suas mãos a fazer coisas que são certas? Mãos que brigam e roubam podem causar sérios problemas durante a vida de uma pessoa. Deus não se agrada disto.

     Pés nos fazem pensar em andar. Precisamos de ter cuidado para onde os nossos pés nos levam. A Bíblia diz “Pondera a vereda de teus pés… e retira o teu pé do mal” (Provérbios 4:26, 27). Nossos pés devem nos levar aos lugares certos: escola dominical, igreja, clubes bíblicos, visitar um amigo doente, fazer mandados, ajudar no trabalho de casa. Precisamos de brincar e correr com o tipo certo de amigos. Se andarmos com o tipo errado de amigos, seremos tentados a ir a lugares errados.

     Assim, precisamos de pensar sobre o que a nossa boca diz, nossos ouvidos escutam, as nossas mãos fazem o onde os nossos pés vão, para que possamos agradar a deus. Acha que agrada a Deus de todas essas maneiras? Eu espero que sim. Se não grada, então precisa de confessar a Deus os seus pecados e pedir a Ele para ajudá-lo a fazer o que é certo.

     Tem um garoto na Bíblia que nos mostra como nós podemos crescer em Cristo. Esse garoto usou a sua boca para falar com André, um dos discípulos de Jesus, para dizer-lhe que ele tinha algo para dar a Jesus. Sabe, ele havia escutado Jesus falar com muitas pessoas, junto ao mar. Ele assistiu com seus olhos e viu os milagres que Jesus fez. Ele usou suas mãos e pés para trazer dois peixes pequenos e cinco pães de cevada para Jesus. Você sabe quem era esse garoto na Bíblia? Ele foi o garoto que deu a sua merenda para Jesus alimenta 5,000 pessoas. Você poderia ser como esse garoto que deu a sua merenda a Jesus. Poderia dar a sua boca, os seus ouvidos, os seus olhos, as suas mãos e os seus pés para Deus e pedir a Ele para ajudá-lo a crescer como um crente e viver para agradá-Lo.

     Enquanto oramos, talvez precise de confessar a Deus alguma coisa que tem feito e que sabe que é errado. Se tem alguma coisa, diga a deus o que é; peça-Lhe para perdoar a você, e então peça-Lhe para ajudá-lo a fazer o que é certo.

 

 

 

Versículos Para Decorar

 

 

Lição 1

E aquele que não foi achado escrito no livro

 

da vida, foi lançado no lago de fogo.

 

Apocalipse 20:15

 

Lição 2

“Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.”

João 1:29b

Lição 3

“Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.”

João 1:11

 

Lição 4

 

“Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem

 

 feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome.”

 

João 1:12

 

Lição 5

“Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há-de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria, e até aos confins da terra.”

 Actos 1:12

Lição 6

“Procura apresentar-te a Deus, aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.”

 II Timóteo 2:15