Deus Usa a Igreja


 

 

Jesus e a Sua Igreja

Mateus 16:13-18; Efésios 1:22,23

 

 

Versículo para Memorizar: Colossenses 1:18 ª

 

Objectivo da Unidade: Esta unidade é projectada para dar aos seus estudantes uma compreensão sobre a primeira história da igreja.

 

Obtentor de Interesse:

             Encher um jarro da areia e outro jarro com rochas. Mostre ambos os jarros aos seus estudantes, e pergunte-lhes se uma casa estaria mais forte e mais segura se fosse construída na areia ou numa rocha sólida. Pergunte o que poderia acontecer a uma casa construída na areia. Ela estaria bem ou cairia se viessem fortes chuvas? Ela estaria bem ou cairia se um vento forte batesse contra ela? Que tal uma casa construída numa rocha sólida? Ela estaria bem ou cairia se viessem fortes chuvas? Ela estaria bem ou cairia se um vento forte batesse contra ela? Diga aos estudantes que esta lição explica que a igreja de Jesus está segura e não cairá porque é construída com uma fundação sólida. Eles devem aprender que embora a igreja não seja um edifício, eles podem descobrir o que a sua fundação é.

             Às vezes os edifícios devem ser demolidos porque são perigosos. Eles envelhecem e ficam débeis e em risco de cair. Noutros tempos os velhos edifícios eram demolidos para dar lugar a novos edifícios. Se o edifício da nossa igreja ficasse perigoso e não pudesse ser reparado, deveria ser demolido. Contudo, o edifício da nossa igreja é apenas o lugar onde nos encontramos para aprender mais sobre o Senhor e adorá-Lo. O Novo Testamento conta sobre uma igreja que nunca pode ser demolida. É composta de Cristãos e não de madeira e tijolos.

 

I.                    Jesus é a Fundação da Igreja

 

Quando Jesus esteve na terra, as pessoas tiveram diferentes ideias sobre quem Ele era. Alguns pensaram que Ele fosse João Baptista. Outros pensaram que Ele fosse um profeta do Velho Testamento como Elías ou Jeremias. Eles tiveram essas ideias sobre Ele por causa da Sua pregação poderosa e dos feitos poderosos que Ele executou. Mas Jesus era muito maior do que João Baptista, Elías ou Jeremias. Ele era o Filho do Deus.

       Jesus perguntou aos Seus discípulos quem é que eles pensavam que Ele era. Pedro disse “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.”

       Jesus disse a Pedro que Deus tinha mostrado a Pedro esta verdade. Então Jesus disse, “Tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha igreja; e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” Mateus 16:17, 18

       Como o nome Pedro quer dizer uma pedra, algumas pessoas pensam que Jesus disse que Ele construiria a Sua igreja sobre Pedro. Mas o nome de Pedro significa uma pequena rocha. Quando Jesus disse que Ele construiria a Sua igreja sobre uma rocha, Ele falava de uma enorme rocha. Jesus é chamado de Rocha na Bíblia. Ele construiria a Sua igreja sobre Si mesmo. Uma vez que Ele é a fundação da igreja, a igreja está segura. Nem Satanás pode destruir a igreja. Jesus É o Construtor da Igreja

 

 

      Quando Jesus crescia, Ele foi carpinteiro. Possivelmente Ele construiu alguma mobília. Hoje, Jesus está a construir uma igreja. Se és cristão, Ele faz de ti uma parte da Sua igreja. Naturalmente, há milhares e milhares de outros cristãos na igreja que Jesus está a construir, e muito mais gente estará na igreja de Jesus se tornarem cristãos. Portanto a igreja de Jesus está a crescer e crescer. Efésios 2:19-22 diz-nos que os Cristãos são membros “da casa de Deus,” e que crescem em conjunto para serem “um templo sagrado.” Esses versículos também nos dizem que O Espírito Santo vive na igreja que Jesus está a construir. Portanto podes ver que a igreja que Jesus está a construir é muito especial.

 

II.                 Jesus É a Cabeça da Igreja

 

Os nossos corpos são o templo do Espírito Santo, e a igreja de Jesus muitas vezes é chamada um corpo de crentes. Efésios 1:22-23 diz-nos que Jesus é a Cabeça do corpo. Isto significa que Jesus é o responsável pela igreja. Ele é o seu Senhor.

       Podemos entender isto melhor se pensarmos nos nossos próprios corpos. Toda a gente tem um corpo, que tem muitas partes: braços, mãos, dedos, pernas, joelhos, tornozelos, pés, dedos do pé, orelhas, olhos, um nariz e uma boca, muitas mais partes no interior. Todas essas partes são importantes, mas uma pessoa pode viver sem um dedo ou uma mão, ou um dedo grande do pé, ou até um braço ou uma perna. Mas se a pessoa não tivesse uma cabeça, ela estaria em grandes, grandes apuros – ela estaria morta. Portanto, a cabeça do corpo é muito importante. A cabeça tem a responsabilidade sobre o resto do corpo. Ela envia sinais às partes de corpo, dizendo-lhes o que fazer. Se buscares um lápis, a tua cabeça enviou sinais aos teus olhos, braço, mão e dedos, dizendo a essas partes do teu corpo para buscarem o lápis, e essas partes obedeceram à tua cabeça.

       Como membros do corpo da igreja de Jesus, devemos obedecer a Jesus, já que Ele é a Cabeça do corpo. Lendo a Bíblia, aprendemos o que Jesus quer que nós façamos. Sabemos pela Bíblia que Jesus quer que nós digamos a outros que Ele morreu pelos seus pecados. Portanto devemos dizer aos outros estas boas notícias e dizer-lhes como serem salvo. Jesus disse que devemos amar uns aos outros, portanto deveríamos ser gentis e carinhosos para com os outros. Jesus disse que devemos obedecer aos nossos pais, portanto devemos obedecer aos nossos pais. Devemos obedecer a Jesus, a Cabeça do corpo, em todas as coisas.

 

Memorização das Sagradas Escrituras

       Ler o versículo para memorizar aos seus alunos. Lembre-os que como uma cabeça de um corpo humano Jesus Cristo é a cabeça do corpo, a igreja. Ajude os seus alunos a memorizarem o versículo. Divida a classe em grupos com cada um responsável por uma palavra do versículo. (Recite o versículo segundo o qual o grupo tem a palavra apropriada. Indique que só por cada parte a colaborar  podia o verso ser citado propriamente.)  

  

 

 2

 A Igreja Que Cresceu e Multiplicou-se

Actos 2, 6, 7

 

Versículo para Memorizar: Actos 6:7a

 

Objectivo de Unidade: ajudar os estudantes a entender os eventos importantes na primeira história da igreja.

 

Obtentor de Interesse (quebra-gelo)

      Trazer uma caixa de pequenas velas de aniversário e fósforos à classe. Dê uma vela a cada estudante. Apague as luzes. Comece iluminando uma vela e afirme que a igreja começou por uma pessoa que acreditou no Senhor Jesus Cristo e contou ao outro acerca Dele. Ilumine a vela de um estudante e faça que os seus estudantes simultaneamente façam o mesmo até que todas as velas fiquem iluminadas. Do mesmo modo a igreja cresceu e multiplicou-se e deu luz a um mundo escuro.

      A nossa igreja quer contar a muitas pessoas sobre Jesus Cristo para que eles possam acreditar Nele e serem salvos. Os crentes da primeira igreja, também, quiseram que outros soubessem de Cristo e fossem salvos. Portanto, podes imaginar como entusiasmados os crentes da primeira igreja devem ter ficado um dia, quando 3,000 pessoas confiaram em Cristo. Aconteceu depois que eles ouviram um sermão pelo Apóstolo Pedro.

 

I.                   O Poder da Igreja

 

      Depois que Jesus voltou ao Céu, os apóstolos e os outros crentes reuniram-se numa sala em Jerusalém. Eles oraram e esperaram pelo Espírito Santo para dar-lhes o poder para pregar e testemunhar.

      Finalmente, o tempo da espera terminou. No dia de Pentecostes, sete semanas depois da ressurreição de Jesus, eles ficaram cheios do Espírito Santo. Ele deu aos apóstolos a capacidade de falar em línguas que eles não tinham aprendido. E deu-lhes o poder para pregar sermões e testemunhar.

      Deus deu a capacidade aos apóstolos de falar em línguas estrangeiras portanto os Judeus de muitas terras podiam ouvir o Evangelho na sua própria língua. Ele quis que todo o mundo acreditasse em Jesus como Salvador.

      Quando os Judeus perguntaram como os apóstolos também tinham aprendido essas línguas, o Apóstolo Pedro disse-lhes que foi um sinal de Deus para ajudar os Judeus a acreditarem no Evangelho. Então Pedro pregou um sermão, e 3,000 Judeus acreditaram em Jesus como seu Salvador.

 

II.                A Mensagem da Igreja

 

      Que sermão Pedro pregou! Ele disse à multidão de Judeus o que o Rei David tinha escrito no Velho Testamento sobre Jesus. Jesus foi o Salvador que David disse que viria. Pedro disse aos Judeus que eles tinham crucificado o Salvador. Ele disse-lhes, também, que Jesus tinha ressuscitado da sepultura. Finalmente, Pedro disse que todos tinham que se arrepender dos seus pecados e aceitar Jesus como o seu Salvador. Isto foi quando 3,000 ouvintes acreditaram em Jesus como o seu Salvador.

      Hoje, a mensagem da igreja – a nossa mensagem – é igual à que Pedro pregou. Podemos falar a outros que Jesus morreu e subiu novamente como o Salvador que Deus tinha prometido no Velho Testamento. Podemos falar a outros que eles pecaram, mas Jesus morreu pelos seus pecados. Podemos falar a outros a arrepender-se dos seus pecados e aceitar Jesus como o seu Salvador.

      Muitas igrejas não acreditavam que Jesus morreu pelos pecadores e ressuscitou dos mortos. Eles não pregam o Evangelho. Não devemos parecer-nos com eles. As pessoas só podem ser salvas acreditando em Jesus como Salvador. Eles devem acreditar que Ele morreu pelos seus pecados e ressuscitou dos mortos. O Senhor quer que nós compartilhemos esta maravilhosa mensagem com outros.

 

III.             O Crescimento da Igreja

 

      No dia de Pentecostes, 3,000 pessoas confiaram em Cristo como Salvador. Essas pessoas foram baptizadas e ficaram membros da igreja. Mas, logo, muito mais gente foi salva. O Actos 2:47 diz-nos “…E todos os dias acrescentava o Senhor, à igreja, aqueles que se haviam de salvar.” Como lemos no livro de Actos, vemos que muita gente, em todas as partes do Império Romano, ficou crente em Cristo porque os Cristãos fiéis compartilharam o Evangelho com eles. Portanto a igreja continuou a  crescer.

 

IV.             Primeiro Martírio da Igreja

 

      Como tantas pessoas em Jerusalém ficavam crentes no Senhor Jesus Cristo, a igreja crescia e multiplicou-se. E isto fez com que os líderes dos Judeus ficassem cada vez mais zangados. Eles ficaram tão zangados que detiveram Pedro e João e lançaram-vos

 na cadeia. Quando eles finalmente soltaram Pedro e João, eles ordenaram-nos para não pregar mais em nome de Jesus.

      Pedro e João não foram cobardes. Eles continuaram a pregar. Actos 5:41 e 42 diz-nos que eles foram felizes a sofrer para Jesus, e eles continuaram a pregar sobre Jesus. Eles pregaram sobre Jesus cada dia no Templo e em cada casa.

      Pedro e João não foram os únicos crentes que sofreram para o Senhor. Estêvão sofreu, também. Ele foi diácono na igreja em Jerusalém. Estêvão ajudou a igreja a cuidar da sua gente pobre. Ele foi também pregador da Palavra de Deus. Um dia, quando Estêvão pregava, os líderes judaicos agarraram Estêvão e arrastaram-no para a sua reunião de conselho. Eles julgaram-no perante o conselho.

      Quando Estêvão teve uma possibilidade de falar, ele disse o conselho judaico que Israel tinha uma história longa de rejeitar os profetas de Deus. Ele disse que Deus tinha enviado a Jesus para ser o Salvador de Israel, mas eles rejeitaram Jesus. Eles crucificaram Jesus. Mas Deus ressuscitou Jesus dos mortos. Ele chamou os líderes judaicos de assassinos!

      Os líderes judaicos ficaram cheios de raiva e ódio. Eles ficaram tão zangados que rangeram os seus dentes. Mas o Estêvão ficou calmo. Ele viu Jesus que estava no Céu, e isto deu-lhe coragem. Então, os líderes judaicos pegaram em Estêvão, e arrastaram-no para fora da cidade. Eles tiraram os seus mantos exteriores, e deixaram-nos nos pés de Saulo. Eles apanharam grandes pedras, e lançaram-nas em cima de Estêvão. As pedras bateram e bateram contra Estêvão até que ele estivesse morto. Mas antes que ele morresse, Estêvão orou e pediu que o Senhor recebesse o seu espírito no Céu. E Estêvão pediu que o Senhor perdoasse aqueles que o matavam.

      Estêvão foi o primeiro crente na igreja a ser morto para testemunhar corajosamente sobre Cristo. Ele foi o primeiro mártir da igreja. Mas ele não foi o último. Desde então, muitos Cristãos foram martirizados pela sua fé em Cristo. De vez em quando, alguém se torna num crente depois de ver um cristão morto pela sua fé. Isto foi o que aconteceu ao jovem Saulo, que presenciou o martírio de Estêvão. Aprenderemos sobre isto depois.

 

Memorização das Sagradas Escrituras

      Ler Actos 6:7a à classe. Faça que um estudante leia este verso ao estudante à sua direita. Então aquele estudante lê ao estudante à sua direita. Continue este procedimento até que cada estudante tenha lido o verso a outro estudante. Peça um voluntário para dizer este verso à classe sem vê-lo na Bíblia. Se ninguém puder recitá-lo ainda, repita o procedimento de cada estudante que lê ao estudante à sua direita. Novamente, peça um voluntário para recitar o verso.

      Dizer à classe que a primeira igreja cresceu porque cada crente disse o Evangelho a outra pessoa. Sugira que cada membro de classe compartilhe o Evangelho com outra pessoa nesta semana.

 

 

 3

A Igreja Que Deu e Bastante

Actos 11:19-30; 13:1-3

 

Versículo para Memorizar: Actos 11:26b

 

Obtentor de Interesse (quebra-gelo)

      Levar aproximadamente 50 cêntimos para a Escola Dominical e dividir este montante desigualmente entre cinco estudantes. Diga-lhes que cada um deles precisa de só um cêntimo para viver hoje. Desde que os outros na classe não receberam nenhum cêntimo, eles ainda precisam de um cêntimo cada um para viver. Como é que os estudantes vão responder às necessidades dos outros estudantes?

      Explicar que a lição desta semana é sobre os crentes na Antioquia que deram um pouco do seu dinheiro para ajudar os crentes em Jerusalém.

      Depois que os estudantes executaram este exercício com os cêntimos, sugira que eles ponham os cêntimos na oferta da igreja.

      Sabem como a nossa igreja foi começada? Às vezes uma nova igreja começa com alguns Cristãos que se encontram numa casa para um estudo Bíblico. De vez em quando, uma grande igreja enviará alguns dos seus membros a uma nova vizinhança para começar uma igreja. E há tempos em que um pastor se moverá numa comunidade, alugará um lugar para se encontrar, convidará as pessoas nas suas casas, testemunha e os convidará a assistir os cultos. Hoje vamos aprender como uma igreja foi começada na cidade de Antioquia. Também aprenderemos que ela se tornou numa igreja que deu e muito.

 

I.                   Os Crentes Ofereceram-se

 

      Depois de matar Estêvão, aqueles que odiavam os seguidores de Jesus começaram a persegui-los. Uma pessoa que perseguiu muito os crentes foi Saulo, o jovem que cuidava dos casacos daqueles que mataram Estêvão. Depois, Saulo tornou-se num crente, portanto ele deixou de perseguir. Mas houve ainda muitos líderes judaicos que continuaram a perseguição. Por causa da perseguição, muitos seguidores de Jesus tiveram de deixar Jerusalém, mas onde quer que eles fossem eles davam as boas notícias de Jesus. Alguns deles foram à Antioquia no país da Síria. Eles contaram a muitas pessoas sobre Jesus. As pessoas a quem eles contaram de Jesus não eam Judeus. Eles eram gentios – não-judeus. Actos 11:21 diz-nos que um grande número daquela gente acreditou em Jesus. Isto foi o começo da igreja em Antioquia.

      Quando os líderes de igreja em Jerusalém ouviram o que tinha acontecido em Antioquia, enviaram Barnabé à Antioquia. Quando Barnabé viu todos os gentios salvos na Antioquia, ficou contente. Então foi a Tarso, encontrou Saulo lá, e trouxe-o a Antioquia para ajudar e ensinar os novos crentes. Durante um ano inteiro Barnabé e Saulo ficaram em Antioquia e ensinaram os crentes. (Actos 11:25-26

 

II.                Os Crentes Deram Ajuda

 

      Um dia, os profetas de Jerusalém vieram à igreja de Antioquia. Eles transportaram uma mensagem importante de Deus. Ia haver fome. As colheitas falhariam, e a comida seria muito escassa. Como os crentes em Jerusalém estavam incomodados pelos inimigos do Evangelho, os crentes encontrariam muita dificuldade para sobreviver. Depois de ouvir isto, a igreja em Antioquia decidiu ajudar os seus irmãos na fé em Jerusalém. Eles tomaram uma oferta e deram-na a Saulo e Barnabé para que transportassem à igreja em Jerusalém.

      Os Cristãos na Antioquia ficaram agradecidos ao Senhor se tinha dado por eles na cruz. Eles ficaram também agradecidos que alguém de Jerusalém tivesse compartilhado o Evangelho com eles. Agora, eles estavam felizes por serem capazes de dar um pouco de ajuda à igreja em Jerusalém.

 

III.             Os Crentes Deram aos Missionários

 

      Depois de voltar a Antioquia de Jerusalém, Saulo e Barnabé assistiram a um culto com os outros líderes da igreja de Antioquia. O Espírito Santo disse aos líderes para enviarem Saulo e Barnabé de Antioquia para serem missionários. O Actos 13:3 diz-nos que os líderes obedeceram ao Espírito Santo. Eles enviaram Saulo e Barnabé para serem missionários.

      Saulo e Barnabé foram bons professores da Palavra de Deus. A igreja em Antioquia podia tê-los guardado para si por um longo tempo e ter gostado do seu ensino excelente. Mas teria sido uma coisa egoísta de fazer. A igreja em Antioquia não foi egoísta; foi generosa. Ela deu dois dos seus melhores professores para o trabalho missionário. Se o Senhor quiser algo de nós, devemos dar-lhe.

      Aprendemos sobre duas igrejas: uma em Jerusalém, outra em Antioquia. Nenhuma igreja foi chefe por cima da outra. Cada igreja decidiu o que o Senhor quis que ele fizesse e o fez. O Senhor fica agradecido quando uma igreja Lhe obedece.

 

 

4

A Igreja na Sua Cidade

Actos 2:41, 47; 6:1-5

 

Versículo para Memorizar: 1 Coríntios 14:40

 

Objectivo da Unidade: Esta unidade é projectada para ajudar os estudantes a entender o modelo bíblico duma igreja local.

 

Obtentor de Interesse (quebra-gelo)

      Usando um quadro-negro ou uma folha de papel, enumere deveres da sala de aula que devem ser todos feitos dentro de dois minutos. Os deveres podem incluir várias tarefas tais como apagar o quadro-negro, passar papéis, ler Actos 2:41-47, dirigir um coro, etc. Dê esta lista de deveres a um estudante e explique novamente que todos os deveres devem ser executados dentro de dois minutos. Obviamente, o estudante não será capaz de cumprir tudo que consta na lista. Depois da sua tentativa, pergunte ao classe o que é que o  estudante podia ter feito para concluir todas as tarefas dentro dos dois minutos. (Ele devia ter pedido a ajuda dos outros, dividindo as tarefas entre eles.) Explique-lhes que esta lição fala sobre a importância de escolher membros capazes da igreja para ajudar no trabalho do Senhor.

      Com tantas igrejas em nossa volta, como é que as pessoas podem escolher uma para assistir e servir? Algumas pessoas procuram a igreja maior. Algumas procuram a mais bonita. Algumas querem uma igreja que tenha líderes de comunidade e membros ricos. Algumas procuram uma igreja que tenha mais actividades sociais ou que tenha os músicos mais talentosos. Contudo, algumas pessoas escolhiam uma igreja principalmente por causa da sua pregação de Bíblia e ensino – e esta é a melhor razão de todas!

      Se tu não fores membro desta igreja, como é que te poderias tornar num membro?

      Na maioria das igrejas bíblicas, o pastor pergunta se a pessoa é salva e baptizado. Só aquelas pessoas que forem salvos e depois baptizados pela imersão podem ser membros. Então os outros membros da igreja votam para  receber aquela pessoa como membro.

 

I.                   Ser Membro da Igreja, segundo o Novo Testamento

 

      Querem saber por que é que um membro da igreja deve ser salvo e baptizado? Encontramos a razão em Actos 2:41: “De sorte que foram baptizados os que, de bom grado, receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas”. A igreja que começou em Jerusalém, no dia de Pentecostes, foi composta por pessoas salvas, e baptizadas. E quando as igrejas começaram em outros lugares, segundo o livro de Actos, elas, também, foram compostas da pessoas salvas e baptizadas. Deste modo, as igrejas que quisessem seguir o exemplo das igrejas do Novo Testamento necessitariam que os seus membros fossem salvos e baptizados.

      Se tu não fores um membro da tua igreja, por que não dizes aos teus pais e ao pastor que gostarias de ser membro da igreja?

 

II.                Governo da Igreja no Novo Testamento

 

      Cada igreja tem alguma forma para se governar. Alguém tem que tomar as decisões sobre como usar o dinheiro que se recebe nas ofertas. Normalmente, numa igreja bíblica, todos os membros fazem parte no governo da igreja. Os membros da igreja tomam as decisões importantes. Eles devem tentar tomar decisões que honrem ao Senhor, naturalmente, tentando seguir as instruções da Bíblia.

      Vamos supôr que um missionário falou na igreja. O missionário poderia ter dito à congregação que ele ainda precisava de 50 euros por mês para o seu sustento, antes que ele possa ir para o campo missionário. Depois, os membros da igreja poderiam querer que a igreja desse 50 euros por mês ao missionário. Neste caso, a igreja votaria para decidir se daria os 50 euros por mês para apoiar o missionário.

      Também, numa igreja onde os membros da igreja fazem parte no governo da igreja, os líderes são eleitos pela igreja. Normalmente, a eleição é feita uma vez por ano. Os membros de igreja podem decidir eleger certos líderes durante um ano, ou dois anos, ou três anos ou durante alguma outra duração.

      Isto foi o que a igreja fez no livro de Actos. Actos 6 diz-nos como a igreja em Jerusalém resolveu o problema. Houve viúvas na igreja que precisavam de comida, além de outra ajuda. Portanto, a igreja ajudou ao cuidar delas. Contudo, algumas viúvas queixaram-se de que elas não eram tão bem cuidadas como as outras viúvas. Quando os apóstolos ouviram isto, eles pediram aos membros da igreja que elegessem sete homens dedicados ao trabalho especialmente de cuidar das viúvas todas. A igreja inteira gostou da sugestão dos apóstolos, e eles elegeram sete homens para fazer este trabalho. Isto resolveu o problema.

      Um de sete homens eleitos foi Estêvão. Lembram-te dele? Ele foi o primeiro mártir da igreja – o primeiro crente na primeira igreja que foi morto por aqueles que odiavam Jesus. 

Memorização das Sagradas Escrituras

 

Leia 1 Coríntios 14:40 à classe. Faça com que os estudantes o estudem e contem como a organização e a ordem fazem parte das suas vidas – na escola, em casa, e quando estão a jogar jogos com os amigos. Diga-lhes que Deus quer que as igrejas sejam bem organizadas e em ordem. Altere as palavras de 1 Coríntios 14:40 entre os estudantes, deixando-os dar-lhes oralmente para. Então peça os voluntários para recitarem o versículo inteiro.

 

5

A Sua Igreja: Um Lugar Para Cultuar

1 Pedro 2:5; Actos 2:42, 47; 2 Coríntios 14:15

 

Versículo para Memorizar: João 4:24

 

Objectivo da Unidade: Esta unidade é projectada para ajudar os estudantes a entender o modelo Bíblico de uma igreja local.

 

Obtentor de Interesse (quebra-gelo)

      O Toshi adora o seu deus que está num templo dedicado aos deuses das florestas. Ele lava as suas mãos numa bacia e enxágua a sua boca. Depois, ele anda lentamente, curvando-se reverentemente e batendo as suas mãos. Ele então dá uma oferta a todos os deuses e pede para que um sacerdote execute um rito, no qual, ele sacude um ramo diante dela três vezes. Posteriormente, o Toshi vai ao escritório do templo para comprar uns encantos para repelir os maus espíritos. O seu dia da adoração terminou.

      O Toshi está a adorar a Deus no espírito e na realidade? Faça com que os seus estudantes discutam por quê ou por quê não.

      Na nossa lição de hoje, vamos descobrir como podemos adorar a Deus no espírito e na verdade.

      Em algumas terras distantes, as pessoas acreditam que estão a adorar quando sacrificam uns frangos ou cortam os seus próprios corpos ou colocam alguma comida em cima dum altar para um deus comer. Tal como a Toshi, algumas pessoas em terras distantes acreditam que os espíritos vivem dentro das rochas, das árvores, das colinas, dos rios, e nas outras partes da natureza. Algumas pessoas pensam que estão a adorar a Deus quando recitam umas orações longas ou iluminam umas velas ou cantam umas palavras misteriosas. Que tipo de adoração é correcta? Como é que possamos adorar a Deus? Vamos procurar as respostas a essas perguntas em nossa lição de hoje.

 

I.                   Quem Pode Adorar a Deus?

 

      No tempo do Velho Testamento, os sacerdotes de Israel recebiam as ofertas das pessoas e as apresentavam a Deus. Também, não era permitido que as pessoas entrassem na parte do Santo dos Santos no Tabernáculo. Somente os sacerdotes podiam entrar no Santo dos Santos. Eles eram os representantes das pessoas na adoração. Contudo, os Cristãos não precisam de representantes. Como os Cristãos pertencem a Jesus, eles podem adorar a Deus directamente. 1 Pedro 2:5 diz que Cristãos são “um sacerdócio sagrado.” Não precisamos de nenhuma pessoa na terra para nos representar diante de Deus quando cultuamos. Jesus, o nosso Salvador, representa-nos, e á através dEle que podemos adorá-Lo.

 

II.                Onde podemos Adorar a Deus?

 

      Se fores um cristão, podes adorar a Deus em qualquer lugar e a qualquer hora. Em casa, todos os dias, podes ler a Bíblia e orar, agradecendo a Deus pelo Seu amor e dizendo-Lhe o quanto O amas. Na escola, podes adorar a Deus, na tranqüilidade do seu coração. Ao almoço, antes de que comer, podes baixar a cabeça e agradecer-Lhe pela comida. Quando estás ao ar livre, podes agradecer-Lhe pela beleza que vês à tua volta - por todas as coisas boas que Ele criou. Contudo, há um lugar especial onde podes adorar a Deus com os outros Cristãos. É na igreja.

      Embora a igreja em Jerusalém não se encontrasse num edifício como o nosso, os seus membros encontravam-se regularmente para adoração. Actos 2:42 e 47 diz-nos que eles oravam e louvavam a Deus quando se encontravam em conjunto. Isto ajudou-os a tornarem-se crentes mais fortes. Nós tornamo-nos crentes mais fortes, também, quando vamos à igreja e adoramos a Deus com os outros cristãos. É por isso que Hebreus 10:25 nos diz de não deixar – desistir – “a nossa congregação.”

      Os cristãos que assistem à mesma igreja são com uma família. Eles fazem parte da família de Deus. Já disseste a Deus "obrigado" pela tua igreja e pela tua família de Cristãos na igreja? Tens a vontade de ir à igreja e ver a tua família da igreja? Não seria estranho se uma pessoa tivesse uma família mas quase nunca fosse a casa vê-las? É estranho que alguns Cristãos quase nunca vão à igreja para adorar a Deus com os outros membros da sua família da igreja.

 

III.             Como podemos Adorar Deus?

 

      Jesus ensinou-nos que devemos adorar a Deus “no espírito e na verdade.” Quando as pessoas adoram a Deus dos seus corações com amor e gratidão, eles estão a adorá-Lo no espírito. Se as pessoas cantarem hinos, orarem, e derem ofertas sem amor e gratidão ao Deus em seus corações, eles não estão a adorar em espírito. É também importante adorar “em verdade.” Isto significa que devemos adorar a Deus segundo os ensinamentos da Bíblia. A Bíblia ensina-nos o que é que agrada a Deus. Deste modo, Ele não se importa com o tamanho do edifício da igreja.

      1 Coríntios 14:15 conta-nos como devemos adorar a Deus. Este versículo diz-nos que devemos orar e cantar a Deus com o espírito e com a compreensão. Essas são coisas que cada um de nós pode fazer quando adoramos a Deus.

      Pode ser que, durante um culto, o pastor ou outra pessoa qualquer ore em voz alta. Enquanto ele está a orar, cada um de nós pode orar silenciosamente e pensativamente. Devemos escutar o que a pessoa está a dizer em sua oração, e podemos concordar silenciosamente com o que ele está a dizer ao Senhor. Deste modo oramos com ele enquanto adoramos a Deus.

      Quando cantamos os hinos, deveríamos pensar nas palavras dos hinos e cantá-los a Deus. Podes perguntar-te, “realmente concordo em o que estou a dizer ao Deus neste hino?” Ou podes perguntar-te, “O que é que este hino diz sobre a Deus? O que é que Ele quer que eu faça?”

      Quando estás a orar e a cantar os hinos desta maneira, estás a adorá-Lo em espírito e com a compreensão.

 

Memorização das Sagradas Escrituras

 

      Preparar um cartaz com João 4:24 escrito nele. Em baixo, escreva o versículo e omite as palavras Deus, Espírito, adoração, deve, ele, espírito, verdade. Leia João 4:24 à classe. Faça com que eles o recitem uma vez. Forme pares com estudantes em equipas e faça com que eles memorizem o versículo.

      Depois de alguns minutos, mostre às equipas o cartaz. Explique que eles devem preencher as palavras quando vier um espaço em branco. Reconheça a equipa que tem mais pontos. Faça com que a classe inteira o recite em conjunto. Diga-lhes para rever o versículo em casa.

 

 
 

6

A Sua Igreja: Um Lugar Para Crescer

Efésios 4:14-16; 1 Pedro 2:2

 

Versículo para Memorizar: 2 Pedro 3:18a

 

Obtentor de Interesse (quebra gelo)

      Segurar uma fita metrica a uma parede ao lado de uma alta tira de papel. Faça com que uns voluntários fiquem de costas para o papel. Marque as suas alturas no papel, e diga a altura de cada estudante.

      Fale sobre como nós começamos a crescer a partir do momento em que nascemos até que chegamos à idade adulta. Deixe-os  nomear as comidas que nos ajudam a crescer.

      Explique aos alunos que esta lição lida com o crescimento espiritual – o conhecimento do Senhor. A Palavra de Deus é a melhor comida para nos ajudar a crescer espiritualmente.

      Vocês alguma vez assistiram a um jogo de basquetebol profissional ou viram um jogo na televisão? Se sim, viram que altos alguns jogadores são. Alguns jogadores de basquetebol profissionais têm mais de dois metros de altura. Enquanto eles cresciam, as suas roupas não serviam por muito tempo até que deixavam de caber nelas!

      Possivelmente já ouviram falar sobre alguns atletas que tanto quiseram desenvolver músculos grandes e fortes que se drogaram. O crescimento dos músculos fortes era tão importante para eles que eles estavam dispostos a arriscar a sua saúde drogando-se. Os atletas inteligentes dirão que é loucura drogar-se.

      Os crescimentos em altura ou em força não são os únicos modos de crescer. Podemos crescer intelectualmente, ficando mais inteligentes e mais sábios à medida que estudamos e aprendemos. Podemos crescer socialmente, guardando amigos e fazendo novos amigos. E, o mais importante de todos, podemos crescer espiritualmente.

 

I.                    Comunhão Com Cristãos Ajuda-o a Crescer

 

      Em Efésios 4:11-16 o Apóstolo Paulo disse aos cristãos em Éfeso que Deus queria usar a igreja para ajudar os crentes a crescer espiritualmente. Isto é exactamente o que Deus quer que aconteça em nossa igreja também. Ele quer que nós nos ajudemos uns aos outros de modo a ficarmos mais fortes no Senhor.

      Os crentes na Antioquia foram os primeiros a ser chamados cristãos. Segundo Actos 11:25-26, Barnabé e Saulo ensinaram a Palavra do Deus na igreja da Antioquia durante um ano inteiro, e todos os crentes reuniram-se em conjunto para aprender com eles. À medida que os crentes aprenderam a Palavra do Deus, cresceram espiritualmente. Eles tornaram-se mais como Cristo – mais carinhosos e mais gentis. Os incrédulos na cidade pensaram que os crentes pareciam-se tanto com Cristo, que chamaram-nos "Cristãos" – pequenos Cristos.

      Quando frequentamos a igreja regularmente, as orações, o canto de hinos, os testemunhos, a pregação, e a amizade dos outros cristãos estimula-nos a amar o Senhor e viver para Ele. Se não formos à igreja regularmente, é fácil deixar que as influências incorrectas dos nossos amigos e as suas actividades  esfriem o nosso amor pelo Senhor e o nosso desejo de viver para Ele. É por isso que Hebreus 10:25 nos diz para não ficarmos afastados da igreja.

 

II.                 A Palavra de Deus Ajuda-o a Crescer

 

      Quando voces nasceram, provavelmente pesaram aproximadamente 3 quilos e tiveram aproximadamente 70 centímetros de altura. Agora vocês pesam mais e são mais altos. Não estão contentes por terem crescido em vez de ficarem tão pequenos pelo resto da vida? Não estão contentes por não terem de ser transportados a esta classe de Escola Dominical numa manta de bebê e colocados num berço?

      Uma das razões que tornaram-vos maiores e mais altos é porque beberam muito leite e comeram boa comida. Se quiserem crescer espiritualmente, devem ter comida espiritual. A Bíblia é a comida espiritual de que precisam para o crescimento. 1 Pedro 2:2 diz-nos que devemos ter um apetite da Bíblia tão como um bebê tem um apetite por leite.

      A Bíblia também se refere a si mesma e a Jesus por outros nomes alimentares como pão e carne. Tais itens alimentares têm vitaminas, minerais, e outros ingredientes importantes para construir corpos sãos. E a Bíblia contém tudo que precisamos para viver vidas espirituais fortes e sãs.

      Quando vamos à igreja regularmente, podemos gostar da boa comida espiritual que vem da pregação da Bíblia em cultos da igreja e do ensino da Bíblia na Escola Dominical. Mas devemos ajudar-nos a nós mesmos a crescer espiritualmente - lendo e estudando a Bíblia diáriamente. Há muito tempo aprenderam como comer sozinhos. Ninguém os alimenta mais, pondo cada colher da comida em vossa boca. E isto é como deve ser na vossa vida cristã; deveriam alimentar-se da Bíblia por vocês mesmos cada dia. Nunca faltem a uma refeição da Bíblia!

      Quando estão com fome de pizza – verdadeiramente com fome – como actuam quando a pizza está finalmente na mesa, parecendo deliciosa e cheirando deliciosamente? Vocês lambem os lábios e preparam-se para mastigar aquela pizza? Naturalmente que o fazem. Quando têm tempo para ler a Palavra de Deus, mal podem esperar para começar? Isto é como o Rei David se sentiu sobre a Palavra de Deus. Ele escreveu em Salmo 119:131: “Abri a minha boca, e respirei, pois que desejei os teus mandamentos”.

      Vamos crescer muito nesta semana!

 

Memorização das Sagradas Escrituras

 

      Divida a classe pela metade, com cada estudante virado para o outro em outro grupo. Faça com que os estudantes encontrem 2 Pedro 3:18a nas suas Bíblias. Recitem-no uma vez em conjunto.

      Tenha o primeiro estudante no grupo 1 para ler a primeira parte do verso. O estudante através dele no grupo 2 responderá com a 2a parte do verso. Repita este modelo com os restantes alunos.

      Depois que cada estudante tiver uma possibilidade de dizer uma parte, inverter a ordem, começando com o grupo 2 e o grupo 1 a responder com a 2a parte.

      Repita o procedimento sem usar as Bíblias. Conclua com a classe a recitar o versículo em conjunto.

 

 

 

 7

A Sua Igreja: Um Lugar de Serviço

1 Coríntios 12:18

 Versículo para Memorizar: Salmo 100:2

 

Obtentor de Interesse (quebra gelo)

      Traga-se vários “procura-se” anúncios à classe. Dê a cada estudante um parceiro para discutir as qualificações necessárias para exercer alguns dos empregos.

      Distribua papeis e lápis aos pares de estudantes. Deixe-os fazer entre si alguns anúncios para posições dentro da sua própria igreja (pastor, professor, pianista, tesoureiro, etc.). Faça com que cada aluno leia um dos anúncios que ele e o seu parceiro escreveram.

      Diga à classe que hoje estará a compartilhar sobre como os membros da igreja podem colaborar alegremente para servir ao Senhor.

      Alguma vez viramo uma equipa de futebol ou um jogo de futebol? Se sim, sabem que cada membro da equipa tem uma tarefa especial para fazer. Se todos os jogadores fossem guarda-redes, ninguém marcaria qualquer golo. Se todos jogassem o meio-campo, ninguém impediria a outra equipa de dar um pontapé na bola para o golo. Uma equipa precisa de um guarda-redes, um avançado, etc. De outra maneira ele perderá contra uma equipa que tem todos os seus jogadores nos seus lugares.

      A igreja é a equipa de Deus. Cada pessoa na igreja pode encontrar o lugar certo naquela equipa para servir a Deus.

 

I.                   A Equipa de Deus de Servos

 

      No Céu, os milhares e milhares de anjos estão sempre prontos para servir a Deus, mas Deus nos escolheu como Cristãos para fazer algo muito especial por Ele na terra. Ele escolheu-nos para compartilhar o Evangelho com o mundo inteiro. Somos membros da Sua equipa, e cada um de nós deve fazer o melhor possível para servi-Lo. Não podemos esperar que os anjos façam o nosso trabalho!

      Tal como uma equipa de futebol precisa de um guarda-redes, um avançado, etc., a igreja precisa de obreiros diferentes. Cada igreja precisa de um pastor, professores de Escola Dominical, músicos, etc. Todas essas pessoas são servos de Deus, colaborando como uma equipa para fazer a vontade de Deus.

      1 Coríntios 12:18, chama os cristãos de membros do corpo de Cristo. Isto significa que nós somos partes dum corpo no modo em que as partes colaboram. Pareceríamos engraçados, não é, se o nosso corpo inteiro foi um braço ou uma perna? O corpo humano precisa de mais do que uma perna. Cada parte de corpo tem algo especial para fazer. A sua perna não pode ver onde vai, mas pode ajudar a transportá-lo lá. Os seus olhos não podem escrever as respostas dos seus problemas de tarefa de casa, mas podem lhe mostrar onde escrever as suas respostas. Na igreja, o pastor não pode fazer tudo. Ele pode pregar, mas não pode ser um coro. Os membros do coro podem servir ao Senhor cantando, mas eles provavelmente não podem pregar. Portanto, todos são precisos na igreja, fazendo o seu trabalho especial, para servir bem ao Senhor.

 

II.                Serviço na Equipa de Deus

 

      Noutras lições aprendemos sobre duas cidades onde o Evangelho foi pregado e uma igreja foi fundada. Elas foram Jerusalém e a Antioquia. Logo, entretanto, outras cidades receberam o Evangelho, e mais igrejas foram fundadas naquelas cidades. Uma dessas cidades foi Filipos.

      Uma igreja foi fundada em Filipos quando o Apóstolo Paulo pregou o Evangelho a um grupo de mulheres que estavam à beira dum rio lá. Uma das mulheres, Lídia, acreditou no Evangelho. Depois de ela ser baptizada, convidou Paulo e o seu ajudante Silas a ficarem em sua casa.

      Mas logo, os problemas começaram em cheio.

      Os homens maus do negócio de adivinhação começaram a perder clientes porque muitos dos seus clientes se tornaram cristãos. Os adivinhadores começaram a espalhar mentiras suas sobre Paulo e Silas. Eles disseram aos juizes que Paulo e Silas estavam a ensinar aos cidadãos de Filipos a desobedecer ao governo.

      E assim foi! Os juizes lançaram o Paulo e Silas na cadeia. Mas o Senhor provocou um terremoto que sacudisse as portas da cadeia. Quando o carcereiro viu que as portas estavam abertas, ele temeu e esteve pronto para se suicidar. Mas Paul disse-lhe para não se magoar.

      “Senhores, o que devo fazer para ser salvo?” o carcereiro perguntou a Paulo e Silas.

      “Acredite no Senhor Jesus Cristo, e será salvo,” responderam-lhe.

      E foi exactamente o que o carcereiro fez. De facto, todos da sua casa aceitaram Jesus como Salvador..

      Portanto agora a igreja em Filipos incluiu … Lídia, todos dos membros da sua casa, o carcereiro e a sua casa, e todas as outras pessoas em Filipos que se tornaram cristãos.

      Algum dia depois de deixar Filipos, Paulo escreveu uma carta à igreja em Filipos. Ele disse-lhes muitas coisas importantes sobre o serviço ao Senhor. Em Filipenses 1:27 ele disse-lhes para ser firmes contra os falsos ensinos e pensar e actuar como uma equipa. Ele disse-lhes para cooperarem e fazerem o seu melhor para que o Evangelho fosse dado a conhecer aos outros.

      Se fores um cristão, estás na equipa de Deus desta igreja. Embora não possas ter as  mesmas posições na igreja que os adultos têm, há coisas que podes fazer na equipa para servir a Deus. Possivelmente podes dobrar os boletins da igreja, ou arrumar depois dos cultos na igreja, ou fazer bolachas para os que estão fechados em casa, ou cantar num coro juvenil. Se pensares nele, podes encontrar outras maneiras de servir na equipa de Deus desta igreja.

  

Memorização das Sagradas Escrituras

 

      Escreva Salmo 100:2 no quadro-negro. Ponha cada parte do versículo numa linha separada. Recite as palavras com a classe várias vezes.

      Peça por um voluntário para dizer a primeira parte do versículo sem vê-lo. Faça que o líder esteja com as suas costas ao quadro-negro. Enfileire-se os outros estudantes – em direcção ao quadro-negro. Um voluntário diz a primeira parte do versículo à cada estudante na linha. Os estudantes tomam voltas em responder com a segunda parte do versículoo.

      Cada estudante deve ter uma oportunidade como um líder. Então, cubra o versículo e faça que a classe recite o verso inteiro em conjunto. Lembre a classe a pôr em prática a serem servos alegres em casa.

 

 

 

 8

Conheça O Seu Pastor

Efésios 4:11-13; 1 Tessalonicenses 5:12, 13

 

Versículo para Memorizar: 1 Tessalonicenses 5:12, 13. 

Obtentor de Interesse (quebra gelo)

      Mostre o grande cartaz que recortou em forma dum coração. Peça aos estudantes para enumerarem todas as coisas boas que o seu pastor faz para a igreja. Escreva essas com um marcador ou lápis de cera em cada metade do coração.

      Agora, dobre o coração ao meio e escreva uma nota de agradecimentos na frente. Faça com que cada estudante assine a parte de trás do coração.

      Apresente isto ao pastor “com uns agradecimentos barulhentos”, unificados durante o culto.

           Quando um pastor começa o seu ministério numa igreja, os membros têm curiosidade em saber como é que ele será. As suas conversações em casa podem parecer-se como a conversa na casa dos Martins quando a sua igreja chamou um novo pastor.

      “Ele parece muito simpático,” Sra. Martins comentou. “Tenho a certeza de que ele visitará fielmente os doentes e aqueles que estão no hospital.”

      Sr. Martin disse, “A nossa classe masculina gostou da sua lição da Escola Dominical esta manhã. Ele é um bom professor.”

      Cândida, de catorze anos, também falou. “Eu espero que ele entende as crianças. Nosso último pastor até não se incomodou em aprender os nossos nomes.”

      Finalmente, o Timóteo, de nove anos, pulou na conversação. “Bem, ele parece bom, mas se ele falar durante um longo tempo no piquenique de Escola  Dominical, vou ficar  louco. No ano passado, o pastor falou tanto tempo que todo o gelado derreteu.”

      Como a família de Martins, muitos membros da igreja esperam que o seu pastor esteja muito bem em muitas tarefas diferentes. Isto torna-se ser um pastor muito desafiante.

      Nesta lição, aprenderemos algumas coisas que a Bíblia ensina sobre como ser um pastor. Isto nos ajudará a apreciar o nosso pastor e ajudá-lo a servir ao Senhor com sucesso.

 

I.                   Quem é o Nosso Pastor?

 

      O Efésios 4:11 diz-nos que o Senhor deu pastores às igrejas. Naturalmente, o Senhor não pôs o nosso pastor numa caixa embrulhada como um presente e o deixou em frente da porta da nossa igreja, com uma etiqueta, “Aqui está o seu novo pastor!” e assinado, “o Senhor.”

      Sempre que uma igreja precisa dum novo pastor, ela forma um comité para descobrir de que tipo de pastor a igreja precisa. Então, o comité ora e procura aquele tipo de pastor. Normalmente, chamam ao tal comité um comité de púlpito ou um comité de busca.

      Quando o comité acredita que o Senhor os conduziu à pessoa que deve ficar como novo o pastor, aquela pessoa é convidada para pregar na igreja durante pelo menos um domingo. Normalmente, os membros da igreja encontram-se com ele e fazem-lhe perguntas sobre as suas crenças e serviço cristão. Então, os membros da igreja votam se querem ou não pedir-lhe para ser o seu pastor. Se eles o convidarem para ser o seu pastor, o seu convite tem o nome de chamada pastoral. Basta agora a pessoa aceitar ou rejeitar a chamada.

      Agora sabem quem o nosso pastor é – ele é o homem que o Senhor deu à nossa igreja para conduzir o seu ministério. E sabem como o Senhor lhe deu a nossa igreja? Depois, aprenderemos mais sobre o trabalho do nosso pastor.

 

II.                Qual é o Trabalho do Nosso Pastor?

 

      Efésios 4:12-13 diz-nos que Deus deu pastores às igrejas para ajudar os cristãos a ficarem fortes espiritualmente. Um bom pastor vai se parecer como um pastor de ovelhas. Ele alimentará a Palavra de Deus às pessoas. Ele vai preocupar-se com elas e as protegerá dos lobos – aqueles que dão ensinos incorrectos. Ele conduzirá-as do modo certo – no caminho de Deus.

      O apóstolo Paulo sabia que um bom pastor trabalhava muito. Em 1 Tessalonicenses 5:12 ele escreveu que os pastores "trabalham" – trabalham muito, muito muito – entre as pessoas da igreja. Ele também escreveu que os pastores "advertem" as pessoas da igreja. Isto significa que os pastores avisam as pessoas sobre os professores falsos e sobre as coisas que têm de ser modificadas nas suas vidas. Não é fácil dizer às pessoas quais sãos as coisas incorrectas nas suas vidas, mas um bom pastor fará isso para guiar as pessoas no caminho de Deus.

 

III.             Qual é o Nosso Dever Para Com o Nosso Pastor?

 

      1 Tessalonicenses 5:13 fala-nos a respeitar o nosso pastor por causa do trabalho importante que ele faz. Mostramos-lhe este respeito quando prestamos atenção enquanto ele está a pregar. Também, podemos mostrar-lhe respeito não escutando bisbilhotices sobre ele. Quando as pessoas dizem coisas más sobre o nosso pastor, elas estão a desobedecer a ordem de Deus que é respeitar o pastor.

      Devemos amar o nosso pastor, segundo o 1 Tessalonicenses 5:13. Se amarmos alguém, tentamos agradar aquela pessoa. Como amamos os nossos pais, fazemos o que agrada os nossos pais. Tentamos não brigar com os nossos irmãos e irmãs. Ajudamos com as pequenas tarefas de casa. Vamos dormir a horas. E tentamos ser asseados.

      Se vivermos para o Senhor e falarmos aos outros acerca da Sua salvação, podemos ter a certeza de que o nosso pastor ficará muito contente.

 

Memorização das Sagradas Escrituras

  

      Escreva 1 Tessalonicenses 5:12, 13a em cinco partes em cinco cartazes.

1.      E … reconhecereis os que trabalham entre vós,

2.      e que presidem sobre vós no Senhor,

3.      e vos admoestam;

4.      e que os tenhas em grande estima e amor,

5.      por causa da sua obra.

 

     Tenha o cuidado de escrever a referência no primeiro e último cartaz. Também, escreva o versículo e a referência no quadro-negro.

      Escolha cinco estudantes para segurarem os cartazes e ficarem à frente da classe segundo a ordem das partes do versículo. Cada um deve dar um passo para a frente enquanto o seu cartaz é lido.

      Faça com que a classe recite o versículo várias vezes. Então, cubra o versículo. Faça com que os cinco estudantes com cartazes se vissem de costas de modo a ocultarem as suas partes para que a classe recite, preenchendo as partes ausentes.

      Repita o versículo como a classe. Lembre-se os estudantes de praticar este versículo em casa, recitando-o em voz alta.  

  

9

O Que é Baptismo?

Mateus 28:19-20; Actos 2:41; 8:26-39

 

Versículo para Memorizar: Actos 2:41a

 Objectivo de Unidade: Acostumem-se os estudantes com a significação Bíblica das ordenanças.

 

Obtentor de Interesse (quebra gelo)

      Faça com que cada criança mergulhe as suas mãos numa taça de pó de giz ou terra húmida. Então, peça às crianças para mergulharem as suas mãos numa taça de água limpa. Pergunte à classe o que aconteceu quando mergulharam as mãos na água limpa.

      Diga-lhes que hoje irá falar sobre como o baptismo nos lembra o poder de limpeza do sangue de Jesus. Baptismo não nos limpa do pecado, mas ele actua como um retrato da nossa experiência de salvação.

       Se já tiverem visto um serviço baptismal, sabem que o pastor coloca cada pessoa que é baptizada debaixo da água, então ele depois ergue aquela pessoa para fora de água. Mas, sabem o que é o baptismo? Nesta lição, veremos o que a Bíblia ensina sobre o baptismo.

 

I.                   Baptismo é Uma Ordenança

 

      Depois da Sua ressurreição, (em Mateus 28:19-20) Jesus mandou os Seus discípulos pregar o Evangelho em todo o mundo, a baptizar aqueles que acreditavam, e ensinar a fazer o que Ele tinha mandado.

      O baptismo do crente é uma ordenança da igreja. Uma ordenança é uma cerimónia que o Senhor Jesus Cristo deu aos Seus seguidores para ser feita em cada igreja até ao dia em que Ele voltará para levar os cristãos ao Céu. As ordenanças retratam o que Cristo fez por nós.

      Quando um cristão é baptizado, ele é colocado debaixo da água porque a palavra "baptiza" quer dizer de imergir, ou cobrir completamente. A palavra grega para baptizar é baptizo. "Baptize" é uma transliteração e não uma tradução. Traduzido, o baptizo quer dizer imergir ou mergulhar. Se lavar um copo numa bacia, imerge-o quando o põe completamente debaixo da água.

      Quando um crente é imerso, ele mostra a morte de Jesus e o enterro. Quando ele é levantado fora da água, ele mostra a ressurreição de Jesus. O baptismo diz a todo o mundo que está a ver esta ordenança que a pessoa baptizada é um crente que confiou em Jesus como o seu Salvador.

     O baptismo não nos salva. Ele não pode tirar os nossos pecados. Só Jesus pode salvar-nos e tirar os nossos pecados porque Ele morreu por nós na cruz.

      É muito importante saber que só os crentes em Jesus devem ser baptizados. O Novo Testamento diz-nos que os seguidores de Jesus baptizaram só aquelas pessoas que acreditaram em Jesus como Salvador. 

 

II.                O Baptismo é Uma Obrigação

 

      Em João 14:15 Jesus ensinou-nos que devemos obedecer-Lhe porque O amamos. Desde que Ele nos ordenou de serem baptizados, deveríamos mostrar que O amamos obedecendo a esta ordem. Não devemos pensar que o baptismo é sem importância. Desde que Jesus nos mandou sermos baptizados, é muito importante.

      Quando os discípulos de Jesus pregaram o Evangelho, depois da ressurreição de Jesus e do Seu regresso ao Céu, eles baptizaram todos que acreditaram. Na lição 2 aprendemos que 3,000 pessoas acreditaram o que Pedro pregou o dia do Pentecostes. Aprendemos, também, que todos os 3,000 foram baptizados depois de acreditarem em Jesus como Salvador. Isto foi somente o começo de muitos baptismos que se seguiram enquanto os discípulos pregavam em outros tempos e mais pessoas ficaram crentes.

      O que aconteceria numa companhia de soldados se o seu capitão ordenasse que eles fizessem uma volta direita e metade deles desobedeceram? Ou, o que poderia acontecer se o capitão ordenasse que eles defendessem o seu campo e a metade deles decidisse desobedecer? Não seria um exército próspero, não é? Os cristãos estão no exército do Senhor, e devemos obedecer a Jesus, o nosso Capitão. Como Ele nos mandou sermos baptizados, não devemos desobedecê-Lo.

 

III.             O Baptismo é Uma Oportunidade

 

      Filipe foi um dos sete homens escolhidos pela igreja em Jerusalém para cuidar das viúvas indigentes. Ele foi um seguidor leal de Jesus Cristo. Ele realmente ajudou mais para além do cuidado das viúvas na igreja Jerusalém, ele pregou o Evangelho em lugares longinquos de Jerusalém.

      Uma vez, quando Filipe estava a pregar na cidade de Samaria e muitas pessoas estavam salvas, um anjo do Senhor falou a Filipe. “Levanta-te, e vai para a banda do sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserto.” Imediatamente, Filipe deixou a cidade e foi ao deserto.

      Logo, uma caravana aproximou-se de Filipe. Um dos carros romanos transportava um funcionário etíopo muito importante, o tesoureiro da Rainha da Etiópia. O Espírito Santo disse a Filipe para subir ao carro romano deste funcionário. Por que? Porque o funcionário lia o livro de Isaías e precisava de alguém para o ajudar a entender a mensagem de Isaías.

      Filipe subiu ao carro e sentou-se ao lado do etíope. Logo, Filipe explicou a mensagem de Isaías ao etíope. Ele explicou que Jesus morreu para os pecadores. Ele mostrou ao etíope como ser salvo, acreditando em Jesus. O funcionário etíopo acreditou o que Filipe lhe disse, e acreditou em Jesus como o seu Salvador.

      Então ele pediu para ser baptizado. Ele quis obedecer ao Senhor Jesus e mostrar a todos que foram com ele que ele tinha-se tornado crente.

      Filipe aceitava baptizar o etíope se ele fosse realmente crente. Logo que o etíopo disse a Filipe que ele tinha acreditado que Jesus era o Filho de Deus, Filipe aceitou baptizá-lo.

      A caravana parou. Filipe e o etíope entraram ambos na água e Filipe baptizou o etíope. Então o Espírito de Deus levou Filipe, e o etíope continuou a sua viagem. Mas agora o etíope era crente – um crente baptizado. O etíope ficou muito contente porque tinha acreditado em Jesus como o seu Salvador e tinha obedecido sendo baptizado! O Actos 8:39 diz-nos que "ele, jubiloso, continuou o seu caminho.”

      Se não fores cristão, confiarás em Jesus como o seu Salvador agora? Se fores cristão mas não fostes baptizado, obedecerás Jesus Cristo sendo baptizado? Se tiveres alguma pergunta sobre a tua decisão, estarei contente de falar contigo depois da classe.

 

Memorização das Sagradas Escrituras

 

      Leia e explique resumidamente as palavras em Actos 2:41a. Fale sobre como este versículo se aplica a nós. Repita o versículo com a classe.

      Distribua os papeis e lápis coloridos. Peça aos estudantes para copiar as palavras das suas Bíblias e ilustrarem o versículo com desenhos de pessoas (então ou agora) a serem baptizados. Acentue que as pessoas ficaram cheias da alegria. Estimule os estudantes a recitar as palavras como é ilustrado.

      Quando o tempo suficiente que foi permitido para os desenhos terminar, faça com que as crianças compartilhem os quadros com a classe e recitem o versículo. Termine a classe, dizendo o versículo em conjunto.  

  

 

10

A Ceia do Senhor

1 Coríntios 11:23-31

 

Versículo para Memorizar: 1 Coríntios 11:26

 

Obtentor de Interesse (quebra gelo)

      Peça aos seus estudantes para pensarem nos seus feriados favoritos. Faça com que vários voluntários digam quais são os seus e por que é que são especias para eles. Depois que alguns estudantes compartilharem, sugira alguns outros feriados como o 25 de Abril, 5 de Outubro, Natal, etc. e resumidamente conte o que cada um comemora. Diga-lhes que os feriados não são somente para festas, presentes ou celebrações, mas para ser um tempo de reflecção no significado verdadeiro duma determinada situação ou evento.      

      Explique à classe que Deus também criou um modo de fazer com que nós parássemos e pensássemos em eventos especiais que se relacionam com o nosso Senhor Jesus Cristo. Desde que as ordenanças da igreja foram instituídas pelo Senhor, elas são muito mais importantes do que os nossos feriados artificiais. Diga-lhes que esta lição nos instrui sobre a Ceia do Senhor e que é um tempo realmente especial  para os cristãos.

 

      Na semana passada aprendemos que o baptismo é uma ordenança da igreja. Aprendemos que ela mostra a morte, o enterro, e a ressurreição do Senhor Jesus. Nesta semana aprenderemos sobre a Ceia do Senhor, que muitas vezes é chamada comunhão. O baptismo e a comunhão são as duas ordenanças que Jesus deu à igreja.

      Jesus e os Seus discípulos comiam a refeição da Páscoa dos Judeus numa sala especial. Perto do fim desta refeição, Jesus deu ao traidor algo especial para comer. Foi chamado "o pedaço". O pedaço foi feito de três coisas enroladas em conjunto: uma parte de carne de cordeiro, um pouco de pão ázimo, e ervas amargas. Quando Jesus deu o pedaço ao traidor, o traidor levantou-se rapidamente e deixou a sala. Ele apressou-se a ir ter com as autoridades judaicas para trair Jesus.

      Depois que o traidor partiu, Jesus tomou o pão, ofereceu uma oração de gratidão por ele, partiu-o, e deu-o aos Seus discípulos. “Tomai, comei,” Ele disse-lhes, “isto é o meu corpo, que é partido por vós: fazei isto em memória de mim.” Então Jesus tomou um cálix de sumo de uva, deu graças a Deus por ele, e passou-o em volta aos Seus discípulos. “Este cálix é o novo testamento no meu sangue,” Ele disse-lhes. “Fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim.” (1 Coríntios 11:23-25).

      No fim deste primeiro culto de comunhão, Jesus e os Seus discípulos cantaram um hino, e logo saíram para o Jardim de Getsêmane.

 

II. Quem Deve Compartilhar?

 

      Em 1 Coríntios 11:26-31, Paulo escreveu à igreja em Corinto sobre a Ceia do Senhor. A igreja em Corinto, tal como a nossa própria igreja, era composta por pessoas salvas. Somente as pessoas salvas devem tomar a comunhão.

      Algumas pessoas não salvas pensam que Deus perdoa os seus pecados quando eles tomam a comunhão. De qualquer maneira, eles pensam que têm uma melhor possibilidade de entrar no Céu se tomarem a comunhão. Mas a Bíblia ensina que os feitos religiosos não podem tirar os nossos pecados. Devemos acreditar em Jesus como o nosso Salvador para  perdoar os nossos pecados e entrar no Céu. A comunhão não pode salvar ninguém.

      Segundo 1 Coríntios 11:28, como cristãos, devemos examinar as nossas vidas quando tomamos a comunhão. Se virmos que pecamos de qualquer modo contra o Senhor, devemos confessar o pecado e pedir ajuda para viver mais perto d’Ele. Se tomarmos a comunhão, vivendo de modo ruim, somos culpados de desrespeito em direcção ao Senhor. Paulo disse aos cristãos Corintianos que algumas pessoas na igreja tinham ficado doentes, e outros tinham morrido como punição de tomar a comunhão enquanto viviam de modo ruim.

 

III. O que a Ceia do Senhor Mostra

 

      A Ceia do Senhor mostra algo sobre o passado, algo sobre o presente, e algo sobre o futuro.

      O que ela mostra sobre o passado é a morte de Jesus na cruz pelos nossos pecados. O pão lembra-nos que o corpo de Jesus foi cravado na cruz. O sumo de uva lembra-nos que Jesus derramou o Seu sangue pelos nossos pecados.

      A Ceia do Senhor também mostra algo sobre o presente. Ela mostra que os cristãos que participam do pão e do sumo de uva acreditam que Jesus morreu pelos seus pecados e que está vivo para todo o sempre. Ela mostra, também, que todos os cristãos que se encontram em conjunto para a comunhão pertencem à família de Deus e têm comunhão uns com os outros. A palavra "comunhão" significa uma repartição em conjunto. Os cristãos compartilham uma maravilhosa vida – a vida cristã.

     A Ceia do Senhor também mostra algo sobre o futuro. Paulo escreveu que a comunhão é um tempo de mostrar a morte do Senhor “até que ele venha.” Cada vez que  tomamos a comunhão, devemos estar a pensar no maravilhoso tempo adiante quando Jesus vier para levar todos os cristãos ao Céu.

      Não sabemos quando Jesus virá para nos levar ao Céu, mas sabemos que Ele prometeu vir novamente. Ele pode vir em qualquer dia. Ele pode vir enquanto estamos a tomar a Ceia do Senhor. É importante estar ansiando pela Sua chegada, e é importante estar vivendo uma vida limpa e útil enquanto esperamos por Ele.

      Na próxima vez que a Ceia do Senhor for servida na nossa igreja, vamos ficar muito agradecidos porque Jesus morreu pelos nossos pecados. Vamos dizer-lhe que O amamos. E vamos servi-Lo bem cada dia, enquanto esperamos que Ele venha novamente.

 

Memorização das Sagradas Escrituras

 

      Escreva o 1 Coríntios 11:23-31 no quadro-negro antes do tempo. Faça com que a classe o recite várias vezes. Distribua o papel  aos seus estudantes. Assegure-se que eles têm lápis e borrachas. Diga-lhes para copiar o versículo no papel.

      Leve tempo para assegurar-se que eles o copiaram direito. Apague o quadro-negro. Peça a um voluntário para recitar o versículo da memória. Se ninguém puder, mande que o voluntário o lê  da sua cópia.

      Diga à classe para  escrever o versículo duas vezes mais. Tenha a classe inteira ler o versículo em conjunto. Treine-os para recitá-lo para o memorizarem. Faça com que eles levem as cópias para casa.

    

11

A Grande Tarefa da Igreja

Actos 1:8

 

Versículo para Memorizar: Marcos 16:15

 

Objectivo de Unidade: apresentar estudantes ao testemunho eficaz, sozinhos ou como um grupo.

 

Obtentor de Interesse (quebra gelo)

      Traga uma pilha de velhos jornais à classe. Distribua os papéis aos seus estudantes. Peça-lhes para rever vários artigos de jornal. Faça com que eles puxem os artigos que falam sobre alguém que foi testemunha dum evento. Explique que uma testemunha é uma pessoa que tem o conhecimento em primeira mão, aquele que relatou os factos. Alguns exemplos poderiam ser de alguém que testemunhou um  acidente de carro ou uma pessoa que viu um roubo e foi testemunha na prova.

      Depois de alguns minutos, faça com que os seus estudantes compartilhem alguns artigos que eles leram. Peça à sua classe algumas outras qualidades que são necessárias para ser uma boa testemunha (vontade de avançar com a sua informação, concentrou-se no evento principal, reportagem exacta dos factos, etc. …)

      Diga à sua classe que na lição de hoje, vamos aprender o que quer dizer ser testemunha de Cristo nas nossas comunidades e em todo o mundo.

 

      Quando Dwight L. Moody era jovem, ele fez uma regra para si. Ele disse, “A minha regra é não deixar passar um dia sem falar a alguém sobre a salvação da sua alma. Isto fará com que 365 pessoas cada ano vão ouvir o Evangelho.”

      Portanto o jovem Sr. Moody começou a seguir a sua regra. Uma vez, durante uma tempestade da chuva, um homem ofereceu-se a deixar o Sr. Moody ficar debaixo do seu guarda-chuva com ele. “Este guarda-chuva é útil contra a tempestade da chuva,” disse Sr. Moody, “Mas você tem alguma coberta para as tempestades do Inferno?” O homem disse que não, portanto Sr. Moody disse-lhe como ele poderia salvar-se do Inferno. E o homem foi salvo.

      Diariamente ele aplicou esta abordagem para contar sobre o Evangelho de Jesus Cristo. D. L. Moody foi uma testemunha eficaz do Senhor.

      Uma das tarefas maiores que a igreja tem de fazer é levar o Evangelho ao mundo inteiro – a cada pessoa que não conhece Cristo como seu Salvador.

 

I.                   Testemunhar

 

      Testemunhar é falar aos outros sobre Jesus Cristo. A essência da mensagem do Evangelho é que 1) todos nós pecamos em não cumprir os padrões de Deus – que faz de nós pecadores; 2) sendo pecadores, somos separados do Deus; 3) Deus enviou o Seu único Filho ao mundo como um sacrifício dos nossos pecados. O Filho de Deus é Jesus Cristo. Ele foi crucificado e enterrado, mas ressuscitou dos mortos no terceiro dia e ascendeu no Céu; 4) seja quem for que acredita no Senhor Jesus Cristo e arrepende da sua vida pecadora será salvo do pecado e terá uma relação eterna com Deus.

 

II.                Testemunhar para Cristo

 

             Quarenta dias depois de Jesus ter ressuscitado da sepultura Ele reuniu os Seus discípulos e disse-lhes as Suas palavras finais antes de voltar ao Céu. Actos 1:8 diz, “Mas receberais a virtude do Espírito Santo, que há-de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria, e até aos confins da terra.”. Os discípulos tiveram uma grande tarefa para fazer – serem testemunhas de Cristo – e nós também . Eles precisaram do poder do Espírito Santo para fazer a tarefa – e nós também .

      Para seres uma testemunha verdadeira de Cristo deves conhecê-Lo pessoalmente como o teu Salvador. Então, também, deves depender do Espírito Santo para ajudar-te a testemunhar para Cristo.

      Antes que o Senhor Jesus fosse crucificado, Pedro tinha se gabado que mesmo que todos os outros virassem as costas, ele ainda ficaria fiel a Jesus. Mas Pedro não guardou a sua promessa. Ele descobriu que não foi bastante forte para defender Jesus quando as coisas se tornaram difíceis. A noite antes de Jesus ser crucificado, três vezes Pedro negou que fosse um dos seguidores de Jesus. Pedro certamente precisou do poder do Espírito Santo para ser testemunha de Cristo, não é?

      Que modificação veio para a vida de Pedro quando o Espírito Santo veio para lhe dar o poder! Isto aconteceu no Dia de Pentecostes. Quem pode se lembrar da Lição 2 o que aconteceu no Dia de Pentecostes depois que Pedro pregou sobre o Senhor Jesus Cristo? O poder do Espírito Santo converteu o Pedro débil numa testemunha forte de Cristo.

      Desde então, o Espírito Santo habita cada crente. Se fores cristão, Ele está no teu coração para ajudar-te a seres uma testemunha forte de Cristo. Podes depender Dele para dar-te toda a coragem e a sabedoria que precisas para falar aos outros de Jesus.

      É muito importante lembrar que os cristãos devem testemunhar de Cristo. Isto foi o que Jesus disse aos Seus discípulos. Muitas vezes nós gostamos de falar aos outros acerca da nossa igreja e da Escola Dominical, e isto é bom se também lhes falarrmos sobre o Senhor Jesus Cristo e a Sua salvação. Se simplesmente falarmos aos outros da nossa igreja e da Escola Dominical e não conseguirmos falar-lhes de Cristo, realmente não estamos sendo testemunhas de Cristo.

 

III.             Testemunhar em Todo o mundo

 

      Em Actos 1:8 também lemos que os apóstolos deveriam ser testemunhas para as partes extremas da terra, e nós também.

      Mesmo que quase 2,000 anos tenham passado desde que Jesus disse aos Seus seguidores para levarem o Evangelho a cada parte do mundo, há ainda muitos lugares onde as pessoas nunca ouviram falar de Jesus e do Seu grande amor por elas. É por isso que a igreja envia missionários aos lugares em nosso próprio país e aos lugares em países distantes.

      Os missionários servem ao Senhor Jesus Cristo, tentando dizer às pessoas não salvas acerca Dele. Quando as pessoas acreditam no Evangelho, elas são baptizadas e fazem parte das igrejas como a nossa. Então, eles testemunham aos outros em volta deles.

      Já ouviste um missionário contar sobre o trabalho que ele está a fazer para o Senhor Jesus Cristo? Podes pensar em alguns modos em que podes ajudar o missionário a espalhar o Evangelho?

      Às vezes, os meninos e as meninas já têm idéias sobre o que eles serão quando crescerem. Os meninos, às vezes decidem ser mecânicos, doutores, bombeiros, ou engenheiros. As meninas às vezes decidem ser professoras, donas de casa, advogadas, ou secretárias. A coisa melhor para qualquer pessoa é ser exactamente o que o Senhor quer que ela seja. Deus tem um plano para a tua vida, portanto é importante saberes e seguires o Seu plano. Se lhe deres a tua vida inteira, a estudar e obedecer a Sua Palavra, e orar diariamente, Ele te mostrará o Seu plano. Talvez Ele te chamará para seres um missionário. Nesse caso obedece, e o Senhor te usará para compartilhares o Evangelho com as pessoas que têm de aprender sobre Ele. Podes parecer-te com Isaías, o profeta. Ele esteve no templo um dia quando ouviu o Senhor dizer, “Quem enviarei, e quem irá para nós?” Isaías disse, “Aqui estou; envie-me.”  Podes dizer ao Senhor, “Aqui estou; envie-me?”

      Possivelmente podes estar a admirar-te do que o Senhor pode fazer com a tua vida. Podes estar a pensar, “sou somente uma pessoa. O que posso fazer para o Senhor?” Quando Jesus esteve na terra, Ele tomou um pouco dum almoço que um pequeno menino lhe deu e com aquele almoço alimentou 5,000 pessoas. Não pensas que se Jesus pode fazer um tão grande milagre como este, Ele também pode usar a tua vida para dar aos milhares de pessoas as boas notícias da salvação?

      Estivemos a falar sobre como ser um missionário quando fores crescido; que tal ser um missionário agora mesmo? Não podes cruzar um oceano enquanto és ainda criança para seres um missionário num país estrangeiro, mas lembra-te, o Senhor ordenou aos Seus seguidores de serem Suas testemunhas na sua própria cidade e vizinhaça bem como em outros países do mundo. Podes ser um missionário agora mesmo na tua própria escola ou cidade.

             E se cada cristão na nossa classe testemunhar fielmente aos seus amigos, parentes, e vizinhos? Não há dúvida, muitos meninos, as meninas e pessoas mais velhas receberiam o Salvador. Pensa nas pessoas que conheces que não são cristãos. Podes pensar em que modos podes ser missionário para eles – modos que podes falar-lhes do Senhor Jesus?

      Se fores cristão, sabes que Jesus dá perdão, paz, alegria, vida eterna, e muito mais boas coisas. Mas deves deixar os outros saber que eles, também, podem ter todas essas coisas se eles receberem Jesus Cristo como o seu Salvador.

  

12

O Grande Dia da Igreja

1 Tessalonicenses 4:13-18; 1 Coríntios 3:11-15

 

Versículo para Memorizar: João 14:3b

 

Objectivo da Unidade: ajudar os estudantes a aprender sobre o regresso iminente de Jesus.

 

Obtentor de Interesse (quebra gelo)

      Peça aos seus estudantes para pensarem em como seria se todos os cristãos na terra fossem tomados para ir ter com o Senhor num instante. Como seria estar sentado numa escrivaninha de escola num momento e com o Senhor no seguinte? O que pensariam as pessoas não cristãs com o desaparecimento súbito dos cristãos?

      Diga aos seus estudantes que nesta lição vamos aprender sobre a promessa de Deus de, um dia, levar todos os cristãos vivos para ficar com o Senhor. Embora não saibamos quando Deus vai fazer isto, aprenderemos como a Bíblia nos diz que acontecerá.

      Os seus estudantes cristãos podem ser ensinados a viver com uma visão do regresso iminente do Senhor. Eles podem enfrentar um mundo turbulento “com a esperança viva” que Cristo o parecerá em breve para levar todos os cristãos para um melhor lugar – Céu – onde eles gostarão da presença do Salvador e a ausência do pecado.

 

I.                   O Regresso de Cristo

 

      Na semana passada aprenderam que Jesus deu aos Seus seguidores uma grande tarefa – para serem testemunhas d’Ele em todo o mundo. Depois de dar este mandamento, o Senhor Jesus voltou para o Céu enquanto os discípulos ficarram a olhar em direcção ao Céu. Possivelmente eles perguntavam-se se eles veriam alguma vez o Senhor Jesus novamente. Então aconteceu. Dois anjos estiveram junto deles e disseram, “Varões  Galileus, por que estais  olhando para o céu? Esse Jesus, que de entre vós foi recebido em cima, no céu, há-de vir assim, como para o céu o vistes ir.” Os anjos asseguraram os seguidores do Salvador que Ele voltaria um dia do Céu.

      De facto, os discípulos deviam saber isto, e possivelmente sabiam mas não estavam a pensar nisso por enquanto. No fim de tudo, o Senhor Jesus tinha-lhes dito anteriormente que Ele ia para o Céu depois da Sua ressurreição para preparar um lugar para os crentes e viria novamente para levar os crentes àquele lugar.

      Quando é que Jesus voltará para a igreja, para todos os cristãos e membros do Seu corpo? Tiago 5:8 diz-nos para sermos pacientes e estabelecermos os nossos corações porque a vinda do Senhor está perto. Jesus pode vir hoje ou amanhã, mas Ele virá um dia. A coisa importante é estar esperando o Seu regresso e fazer a Sua vontade.

      Embora não saibamos o tempo exacto quando Jesus voltará para tomar a Sua igreja ao Céu, realmente sabemos algo sobre como o Seu regresso se parecerá. Segundo 1 Tessalonicenses 4:16,17, “Porque o mesmo Senhor descerá do céu, com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor”. Sete anos depois do Jesus voltar no ar para a Sua igreja, Ele virá à terra para ser o Rei por cima de todas as nações do mundo. Os cristãos o ajudarão a governar a terra então. Há algo mais que devemos saber sobre o regresso de Jesus para a igreja. 1 João 3:2 diz-nos, “Amados, agora somos o filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque, assim como é, o veremos”.

 

II.                A Ressurreição dos Mortos Cristãos

 

      Na cidade de Tessalonicenses no tempo do Apóstolo Paulo, houve cristãos que sentiram a falta dos seus amigos cristãos e parentes que tinham morrido. Quando Paulo escreveu a esses cristãos tristes, ele lhes deu conforto dizendo-lhes as boas notícias de quando Jesus voltar, Ele ressuscitará ou devolverá à vida aos corpos daqueles cristãos que morreram.

      Aqui está como acontecerá. Quando um cristão morre, o seu corpo é enterrado mas o seu espírito vai imediatamente ter com Jesus no céu. Todos os cristãos que morreram estão no Céu. Quando Jesus voltar, esses cristãos estarão com Ele, e receberão os seus corpos que foram enterrados – só que eles serão corpos perfeitos

      Alguma vez semeaste sementes de flores? Lembras-te como os enterraste na terra? As sementes ficaram lá na terra, mas a nova vida tomou o lugar das sementes como flores muito pequenas começaram a levantar-se fora do solo. As flores são muito mais belas e vivas do que as sementes, não é? Isto é como será quando Jesus vier para a Sua igreja. Os corpos dos cristãos mortos subirão por cima da terra muito mais belos e duradouros do que eles foram antes. Os novos corpos dos cristãos nunca se tornarão cansados ou doentes, e eles nunca serão capazes de morrer. Em verdade, os novos corpos vão se parecer como o corpo do Senhor Jesus Cristo – perfeitos em tudo.

      A Bíblia chama esses cristãos que morreram “eles que são adormecidos.” Isto é um bom modo de descrevê-los, porque quando uma pessoa vai dormir ele despertará mais cedo ou mais tarde; ainda assim, os corpos dos cristãos que morreram despertarão na ressurreição quando Jesus voltar.

 

III.             Êxtase dos Cristãos Vivos

 

      A Bíblia diz-nos, também, o que acontecerá aos cristãos que estão a viver na terra quando Jesus voltar para a Sua igreja. Se Jesus voltasse hoje, nós que somos cristãos ouviríamos um grande alarido no céu e o som claro duma trombeta. Os corpos dos cristãos que morreram subiriam fora das suas sepulturas. Então, repentinamente, seríamos arrebetados no ar para nos juntarmos com os cristãos que voltaram com o Senhor para receber os seus corpos ressuscitados. Mais rápido do que piscar, sem morte, os nossos corpos serão modificados para parecerem-se com o corpo de Jesus. E, o melhor de tudo, encontraríamos o Senhor Jesus Cristo e iríamos com Ele para o Céu.

      Muitas vezes, quando falamos sobre o regresso do Senhor Jesus para a Sua igreja, chamamos-lhe “o arrebatamento.” O sentido da palavra quer dizer “pegar longe”. Podem entender por que isto é um bom nome para dar ao regresso de Jesus para a igreja? Naturalmente, quando o arrebatamento se realizar, não deixará nenhum cristão na terra. A igreja inteira será pegada até estar com Cristo.

      Mas e se não fores um cristão? Não estás pronto para o regresso de Jesus. Se Jesus voltasse agora mesmo para a Sua igreja, serias deixado para trás. E a Bíblia promete que coisas terríveis virão à terra depois que Jesus tomar a Sua igreja para o Céu, portanto terias de enfrentar todas aquelas coisas. Por que não ficas pronto para o regresso de Jesus, confiando-nEle hoje como o teu Salvador pessoal? As promessas da Bíblia são claras: Romanos 10:13 diz: “Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.”

 

      Para os cristãos, o regresso do Senhor Jesus Cristo será um tempo quando Ele lhes dará recompensas se eles Lhe tiverem servido fielmente.

 

IV.             Recompensas

 

      Quando Jesus voltar para a Sua igreja, cada cristão estará diante Dele no Seu Trono de Juízo e explicará como ele viveu a sua vida cristã. Naturalmente, os pecados de cada cristão foram pagos pelo Senhor Jesus na cruz, assim não haverá punição dos pecados no Trono de Juízo de Cristo.

      A Bíblia descreve as várias vidas dos Cristãos depois que eles são salvos como sendo como a madeira, o feno, e o restolho; ou o ouro,a  prata, e as pedras preciosas. (1 Coríntios 3:10-15) A primeira espécie não será recompensada pelo Senhor Jesus Cristo. Quando os cristãos não conseguem fazer a vontade de Cristo e negligenciarem de servi-Lo, eles estão enchendo as suas vidas de muita madeira, feno e restolho. O que acontece quando o fogo toca a madeira, o feno, e o restolho? Tal como nenhum deles permanece, portanto nada ficava para ser recompensado no Trono de Juízo de Cristo quando um cristão não conseguiu servir ao Senhor Jesus fielmente. Mas o fogo não pode prejudicar o ouro, a prata, e as pedras preciosas. Esses permanecem depois que o fogo passou. Deste modo, também, quando o Senhor Jesus Cristo inspecionar a vida de um cristão que foi enchido de feitos fiéis do serviço, esses feitos permanecem e recebem recompensas.

      Às vezes, aprendemos que um soldado lutou corajosamente pelo seu país. Quando ele volta à casa da batalha, o líder do seu país recompensa-o com medalhas para mostrar que ele fez um bom trabalho para o seu país. Os cristãos são soldados do Senhor Jesus Cristo e um dia, se tivermos servido fielmente no exército do Senhor, receberemos recompensas do nosso Líder, o Senhor Jesus Cristo. Provávelmente  isto foi o que o Apóstolo Paulo pensava em quando ele escreveu: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guadada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas, também, a todos os que amarem a sua vinda..”

      Se Jesus voltasse para a Sua igreja hoje, receberias alguma recompensa Dele? É uma boa idéia para reflectir sobre o modo como estás a viver desde que Ele te salvou. Deverias perguntar-te se tens estado a fazer aquelas coisas que agradam o teu Salvador. Se não o tiveres feito, não é  tempo de começares a servir-Lo com todo o teu coração?

 

Memorização das Sagradas Escrituras

      Leia João 14:3b à classe. Divida a classe em dois grupos e dê-lhes o tempo para memorizar o versículo.

      Diga-lhes que a primeira equipa na qual cada indivíduo no grupo puder recitar o versículo correctamente ganha. Depois duma tentativa acertada pela primeira equipa, permita à segunda equipa uma tentativa de segundo em competição.

      Peça aos estudantes a rever o versículo em casa.

 

 

 

 

 13

Conheça A Sua Igreja; Revisão

 

Versículo para Memorizar: Mateus 16:18

 

Objectivo da Unidade: Esta unidade é projectada para dar aos seus estudantes uma compreensão abrangente da sua igreja.

 

Obtentor de Interesse (quebra gelo)

      Traga alguns palitos de dentes à classe. Peça a um voluntário levantar uma  mobília pesada (escrivaninha, arquivos, piano, mesa grande.) Diga ao seu voluntário que o único instrumento que ele pode usar para levantar a mobília é o palito de dentes. Faça que o seu voluntário tente levantar a escrivaninha. Obviamente, o palito de dentes estalará. Peça a outros voluntários.

      Explique que tal como é impossível para o palito de dentes levantar a escrivaninha, é assim impossível para o diabo ou qualquer dos seus maus esquemas mover ou impedir a igreja de Jesus Cristo. Nada pode ser próspero para parar a igreja de realizar o que o Senhor pretendeu para ela realizasse.

    

      Porque o Senhor Jesus Cristo estabeleceu a Sua igreja, tudo que aprendemos sobre como Deus usa a Sua igreja continuará até o regresso do Senhor.

      Vamos rever o que descobrimos sobre a igreja.

      Depois que a igreja foi apoderada pelo Espírito Santo, a igreja começou a proclamar as boas notícias de Jesus Cristo, e ela começou a crescer. A proclamação da verdade, entretanto, teve o seu preço. Estêvão foi morto por testemunhar corajosamente sobre Cristo. Ele foi o primeiro mártir da igreja.

      A primeira igreja ficou como modelo em como os crentes deveriam conduzir-se no corpo de Cristo. Aprendemos no livro de Actos que os primeiros cristãos deram de si mesmos. Eles deram a ajuda, e mandaram missionários para proclamarem a Palavra de Deus.

      Actos também nos diz que devemos compor o corpo de Cristo, a igreja. Ser  membro da igreja é reservado para as pessoas salvas e baptizadas. E este corpo da igreja deve ser governado por aqueles membros democraticamente, suprindo as necessidades da igreja dum modo ordeiro e organizado.

      A igreja é um lugar da adoração e aprendemos que, diferentemente dos tempos oo Velho Testamento, os cristãos podem vir corajosamente perante a Deus em oração.

      Podemos adorar a Deus em qualquer lugar e a qualquer hora. Mas quando cultuamos a Deus, devemos cultuá-Lo no espírito e na verdade (com amor e gratidão) e segundo o ensino da Bíblia.

      A igreja é um lugar para crescer espiritualmente. Fazemos isto pela comunhão cristã com os crentes que vêm para a adoração e pela Palavra de Deus que fornece a comida espiritual do crescimento.

      Como crentes somos servos de Deus, e à medida que crescemos espiritualmente, desejamos ser usados de Deus para servir-Lo e a outros. Cada pessoa na igreja tem uma contribuição para fazer porque são precisos todos na igreja, fazendo o seu trabalho especial, a servir ao Senhor também.

      O nosso pastor é um servo. O Senhor deu-nos o pastor para conduzir o ministério da nossa igreja. Um bom pastor vai se parecer como um pastor de ovelhas, dando de alimento a Palavra de Deus às pessoas e protegendo-as do ensino incorrecto. Ser um bom pastor é um trabalho difícil.

      Devemos mostrar o nosso respeito ao nosso pastor por causa do trabalho importante que ele faz e devemos mostrar-lhe o nosso amor.

      O baptismo do crente é uma ordenança da igreja. Baptizar quer dizer imergir ou cobrir completamente da água. O Baptismo não pode nos salvar ou levar embora os nossos pecados, mas realmente mostra a morte, o enterro, e a ressurreição de Jesus.

      Desde que Jesus nos mandou sermos baptizados, é importante obedecer Lhe. O baptismo é também uma oportunidade de mostrar aos outros que nos tornamos crentes.

      Uma outra ordenança da igreja é a comunhão ou a Ceia do Senhor. A primeira Ceia do Senhor foi celebrado pelo nosso Senhor Jesus Cristo na noite em que Ele foi traído. Durante a refeição, Jesus tomou o pão, ofereceu uma oração de gratidão por ele, quebrou-o, e deu-o aos Seus discípulos. “Tomai, comei,” Ele disse-lhes. “Isto é o meu corpo, que é partiddo para você: isto fazei em memória de mim.” Então Jesus tomou um cálix de sumo da uva, deu graças a Deus por ele, e passou-o em volta aos Seus discípulos. “Este cálix é o novo testamento no meu sangue,” Ele disse-lhes. “Isto fazei-o tantas vezes que o bebeis, em memória de mim.”

      Como o baptismo, a comunhão não pode salvar ninguém e só as pessoas salvas devem tomar a comunhão.

      A Ceia do Senhor mostra algo sobre o passado – a morte de Jesus numa cruz pelos nossos pecados; algo sobre o presente – aqueles que participam acreditam que Jesus morreu pelos seus pecados e que todos que se encontram em conjunto têm a comunhão uns com os outros; e algo sobre o futuro – somos lembrados que Jesus voltará para tomar todos os cristãos ao Céu.

      Testemunhar é falando àqueles que não conhecem Jesus como Salvador sobre as boas notícias da mensagem do Evangelho. Qualquer testemunho eficaz deve ter, como tema central, o Senhor Jesus Cristo.

      Não só devemos ser testemunhas de Cristo em nossas comunidades, mas a todos que não conhecem Jesus como Salvador em todo o mundo.

      Um dia, Jesus voltará à terra para a Sua igreja, por todos que são cristãos e membros do Seu corpo.

      Embora não saibamos o dia exacto ou o tempo em que Jesus voltará, realmente sabemos algo sobre com que o Seu regresso se parecerá.

      Os corpos dos cristãos que morreram despertarão na ressurreição quando Jesus voltar. A Bíblia diz-nos que os cristãos que estão a viver na terra serão arrebatados, e a igreja inteira será levada para estar com Cristo.

      Quando Jesus voltar para a Sua igreja, a vida de cada cristão será julgada e recompensada.

     

 

  

 

Versículos para Decorar

 

 

Lição 1

“E Ele é a cabeça do corpo da igreja…”

 

Colossenses 1:18ª

 

 

 

Lição 2

 “E crescia a palavra de Deus, e em Jerusalém se

 

 multiplicava muito o número dos discípulos…”

Actos 6:7a

 

 Lição 3

 

 Lição 3

 “… e em Antioquia foram os discípulos,

 

pela primeira  vez, chamados cristãos.”

 

Actos 11:26b

 

 

 

Lição 4

 

 

“Mas, faça-se tudo decentemente e com ordem.”

1 Coríntios 14:40

 Lição 5

 

“Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.”

João 4:24

 

 

 

Lição 6

 

“Antes, crescei na graça e conhecimento do nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo.”

2 Pedro 3:18a

Lição 7

“Servi ao Senhor com alegria; e apresentai-vos a ele com canto.”

Salmo 100:2 

Lição 8

“E rogamo-vos, irmãos, que reconheçais os que trabalham entre vós, e que presidem sobre vós no Senhor, e vos admoestam; E que os tenhais em grande estima e amor, por causa da sua obra. Tende paz entre vós.”

1 Tessalonicenses 5:12-13 

Lição 9

“De sorte que foram baptizados os que, de bom grado receberam a sua palavra.”

Actos 2:41a 

Lição 10 

“Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálix, anunciais a morte do Senhor, até que venha.”

1 Coríntios 11:26  

Lição 11

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura.”

Marcos 16:15

Lição 12

 “Para que, onde eu estiver, estejais vós, também.”

João 14:3b

Lição 13 

“Pois, também, eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.”

Mateus 16:18