HISTÓRIA




María la del Barrio (no Brasil: Maria do Bairro) é uma telenovela mexicana gravada em 1995, baseada na história escrita por Inés Rodena (A Usurpadora e A Intrusa), sendo exibida em mais de 180 países, dentre eles Portugal, pela RTP1, e quatro vezes no Brasil, pelo SBT, nos anos de 1997, 1998, 2004/2005 e 2007/2008.

A trama contou com Thalía e Fernando Colunga como protagonistas e Itatí Cantoral como a principal antagonista da história.


Primeira Fase

Maria é uma jovem humilde, que vive com a madrinha Cacilda em um bairro pobre da cidade, e trabalha como catadora de lixo para ajudar com as despesas em casa.

No dia em que Maria faz 15 anos, Cacilda acaba falecendo. Antes de morrer, Cacilda pede ao generoso Padre Honório que Maria não fique só. A pedido do religioso, Maria é acolhida na mansão do milionário Fernando de la Vega.

Uma vez instalada na mansão, Maria é desprezada por Vitória,esposa de Fernando, e pelo filho mais velho do casal: Luís Fernando, jovem mimado, que acabara de sofrer uma grande decepção amorosa. Ele tenta dominar Maria, porém não consegue, então começa a seduzi-la com maldade, sem saber as consequências dessa relação.

Luís Fernando tem ao seu lado a louca e apaixonada Soraya Montenegro,uma mulher bonita, porém perversa e que odeia Maria assim que a conhece. Obcecada por Luís Fernando,Soraya fará de tudo para levá-lo ao altar. Ela é sobrinha de Vitória, e conta com a ajuda dela para acabar com Maria do Bairro.

Maria, sempre humilde, acaba conquistando a todos na mansão, com exceção de Soraya, que a odeia cada vez mais. Luís Fernando e Maria estão completamente apaixonados, o que é estranho para Luís, que só se aproximava das mulheres com intenções maldosas. Soraya, através de armações, o leva para cama e finge que engravida e o obriga a se casar com ela. Luís Fernando a despreza quando casados.

Enquanto isso, Maria recebe aulas de etiqueta, e de alfabetização, e consegue se aproximar de Vitória. Soraya, numa briga com um amante, acaba sofrendo um acidente e cai de um prédio. Soraya morre,deixando o caminho livre para que Luís Fernando e Maria se casem.


Segunda Fase

Após o casamento, o ciúme e o alcoolismo de Luís se tornam insuportáveis, e ele passa a desconfiar que Maria e seu irmão são amantes, e que o filho que Maria espera é de seu irmão a acusando de traição. Isso faz com que Luís Fernando e Maria se separem.

Momentos antes de parir a criança, Maria recebe uma carta de Luís Fernando, na qual ele pede o divórcio. Ela sai de casa desesperada, e passa por momentos de loucura. A jovem dá á luz seu filho num hospital, sendo que ela nem sabe mais qual é seu próprio nome e foge desse hospital, pois queriam interná-la. Desorientada, vaga pelas ruas com o bebê no colo. Sem querer, ela acaba entregando o recém-nascido a Agripina, uma doceira que a encontra enlouquecida pelas ruas. Ela dá a criança e diz que o filho se chama Fernando e que ama o filho, mais ele não tem pai e é melhor ele ficar longe da maldade da família De La Vega.

Quando Maria volta a si, já está sem seu filho, caída na rua, e lembra apenas que o entregou a uma mulher bondosa que conheceu.

Agripina começa a criar a criança como se fosse seu filho, apesar de ir várias vezes de volta ao local para ver se encontrava a mulher para devolver a criança. Luís Fernando se arrepende do que fez e nunca descobre que Maria deu a criança. Maria diz a ele que o filho deles morreu, ela faz isso pois se dicesse que deu a criança, ele pediria o divórcio e ela não teria dinheiro para achar seu filho. Ele, pensando que o filho morreu, compensa o mal adotando uma recém nascida chamada Tita, filha de Verônica, uma mulher que é obrigada pela mãe a deixar a filha num orfanato, por ter sido mãe solteira.

Penélope é a nova contratada dos De La vega. Ela cuidará de Tita, e se intrometerá no casamento de Maria e Luís Fernando.

Sete anos se passam, e Maria não tem mais nenhuma notícia sobre o filho que abandonou num momento de loucura, porém nunca perdeu as esperanças de um dia reencontrá-lo; ela se dedica apenas a isso, afastando-se de Luís Fernando e o aproximando cada vez mais de Penélope. Os dois têm um caso, que logo é descoberto e perdoado por Maria.

Enquanto isso nos Estados Unidos, Soraya, que todos julgam estar morta, sobreviveu ao acidente, está tramando sua vingança e fazendo seu tratamento de saúde com o médico Dr. Megia.

Mais 10 anos se passam. Nando é o filho perdido de Maria; ele vive com a suposta mãe Agripina, numa vila pobre da cidade.

Maria ainda está a procura do filho, e tem de guardar o segredo de que não é a verdadeira mãe de Tita. Maria acaba reencontrando Nando, e descobre por acaso que é seu filho. Assim, Maria começa a sustentá-lo e a ajudar Agripina na criação do filho, porém não conta nada a ele.

Tita acha que Nando é amante da mãe. É quando Tita descobre toda a verdade e descobre que sua mãe é sua professora de inglês Verônica. Tita fica muito emocionada e confusa, mas a perdoa. Logo depois, Nando também descobre que é filho de Maria.

Soraya está completamente recuperada, e planeja sua vingança. Ela se casa com o viúvo Oscar, pai de Alicia, uma menina de cadeira de rodas. Ela planeja e executa a morte do marido, e herda toda a fortuna, porém pelo testamento é obrigada a trazer Alicia consigo.

Luís Fernando é o último a descobrir a verdade, e Nando, ao lado da mãe de criação Agripina vem morar na Mansão De La Vega. Soraya retorna, milionária, e disposta a se vingar de Maria do Bairro e dos De La vega. Ela se instala com Alicia e sua precptora Esperança numa mansão, e decide que os filhos de Maria, serão seu alvo na vingança contra os De La Vega. Porém, Maria do Bairro fará de tudo para impedir que Soraya faça algum mal a seus filhos. A princípio, Soraya se mostra arrependida por tudo que fez, tentando convencer a família, ao mesmo tempo que conhece Nandinho, usando-o como um instrumento de vingança. Apesar de usá-lo com esse propósito, mais tarde aparenta gostar de verdade do mesmo, porém Nandinho descobre suas armações e acaba com tudo, disposto a livrar Alicia das garras da vilã. Ao descobrir que Nandinho e Alicia estão juntos, Soraya os agride e revela sua verdadeira face perante á Justiça. Soraya é presa tentando fugir do país, e sofre nos primeiros dias na peninteciária. No dia do julgamento, a vilã é inocentada provocando o desespero de todos. Com isso, ela jura concluir sua vingança. Soraya mata Megia, sem deixar pistas de sua morte e algum tempo depois reencontra sua mãe, Calixta, antiga empregada da família. Enquanto isso, Maria teme o pior e com ajuda de Esperança consegue tirar Alicia das garras de Soraya.

Soraya tira fotos sensuais com Luís Fernando e manda para Maria, que fica chocada e decide romper com o marido. Calixta entra na casa de Soraya, sofre um acidente quando a megera a empurra de propósito, pois sempre odiou a mãe, e morre. Soraya, então, coloca em cena outro de seus planos diabólicos: colocar Maria do Bairro atrás das grades. Inicialmente Nandinho é acusado pelo crime, mas para salvar o filho da prisão, Maria assume por amor ao filho ter matado Calixta e é presa e condenada. Soraya aparece na cadeia e afirma ter vencido. Ao ser transferida para uma penintenciária feminina onde ficam as presidiárias mais perigosas, Maria reencontra Penélope, e outro pesadelo começa: Penélope arma vários conflitos com as detentas para se vingar de Maria. Soraya recupera Alícia, e a atormenta com tarântulas, mas Esperança a ameaça dizendo denunciá-la á polícia por seus crimes e a morte de Oscar. Penélope é desmascarada por carcereiras e é colocada na solitária jurando se vingar. Algum tempo depois, a cadeia pega fogo, e Maria, sempre bondosa e sem maldade no coração, salva Penélope do incêndio e consequentemente desaparece nas chamas. Com isso, todos são informados de que sua morte foi inevitável. Soraya comemora o grande triunfo. Porém, Maria aparece desmemoriada e mendigando nas ruas e é encontrada por um médico que a ajuda. A polícia descobre que Soraya matou Megia, seu amante, ao encontrar uma carta que ele escreveu que revelava todos seus crimes. Soraya foge da polícia e reecontra Maria que não a reconhece pela falta de memória. Soraya decide então matá-la, mas Maria consegue fugir, com medo de Soraya, mesmo sem a reconhecer. A família reencontra Maria para felicidade de todos. Porém, Soraya se desfarça de enfermeira e diz a Gonzalo, homem apaixonado por Maria, que irá matá-la. Após uma discussão, Soraya sequestra Maria e a empurra. Maria bate a cabeça e desmaia. Ao acordar, Maria se lembra de tudo e Soraya confessa seus crimes chorando, completamente enlouquecida. Ela joga álcool ao redor de uma casa, mas o álcool também cai nela. A empregada de Soraya revela onde a patroa está, e Luís Fernando invade a cabana. Soraya joga um palito de fósforo no chão e propaga o fogo. Luís Fernando salva Maria, que com sua infinita bondade e misericórdia, tenta salvar Soraya, que fica presa entre as chamas. Soraya jura vingança e morre carbonizada.

Meses depois, após melhorar o impacto de todos os acontecimentos em suas vidas, Luís Fernando e Maria comemoram felizes a vida nova com seus filhos. Maria revela estar novamente grávida, Luís Fernando e Maria juram amor aterno e se beijam.