PALOCCI

Manoel Del Rio,  advogado, assessor jurídico do movimento  de Moradia




O Caso do Dr. Palocci


Em entrevista ao Jornal O Estado de São Paulo Frei Beto expressou: " Lamento que os dirigentes do PT hoje deem consultoria aos donos do dinheiro. Andando pelo Brasil, já não encontro esses dirigentes prestando consultoria aos movimentos sociais". Posição coerente e sensata de Frei Betto. Deve servir para toda militância petista refletir.

Em reunião no Diretório Zonal Centro do PT em 04/06/2011, posicionei-me pela saída do ministro. Argumentei que o dinheiro ganho em dois meses daria para construir 350 casas populares. As regras legais do atual sistema permitem o Palocci fazer o que fez. Entretanto se alguém quer amealhar fortunas o nosso governo e o PT não são locais apropriados para isso. Também disse, que os ganhos pessoais em decorrência de ascensão propiciada pelo nosso partido, deveria ser taxado e 50% engrossar as finanças do PT. Este assunto não teve evolução.

Muitos companheiros passaram a defender o ministro e acusar a imprensa e outros partidos. Não concordei com essas posições e aleguei que o ministro deu causa e não só isso. É reincidente e não agia para fortalecer o PT e nosso governo. Agia em benefício pessoal. Enfraqueceu o PT e o governo Dilma. Então ele deveria sair do cargo. 

Felizmente encontrei esse parecer do Frei Betto. E mais, a Direção do PT negou apoio a Palocci e a Presidente Dilma o demitiu. Encontrei ainda um excelente artigo de Eloi Pietá, secretário Geral Nacional do PT, sobre o PT  e a crise do ministro Palocci". Onde Pietá resgata reflexões históricas  sobre o assunto. Uma delas do fiósofo grego Platão. Dizia ele: "Os governantes das cidades-estado não deveriam possuir bens,  exceto aquilo de essencial que um cidadão precisa para viver. Que deveriam ter o ouro e a prata, apenas na alma, porque se fossem proprietários de terras, casas e dinheiro, de guarda que eram da sociedade, se transformariam em mercadores e donos de terras, então de aliados passariam a inimigo de outros cidadãos".

Acrescento que tivemos um exemplo no Brasil. O senhor Luiz Carlos Prestes, ativista político em toda sua vida. Desde a formação da Coluna Prestes  em 1924 até sua morte, em 1989. Ele morreu sem possuir nenhum bem.

Congratulo-me com Frei Betto e Elói Pietá, a Direção Nacional do PT e a Presidente Dilma nas posições e atitudes sobre o caso Palocci.
Felizmente há vida inteligente na face da Terra.

Manoel Del Rio - Presidente da Apoio

Contatos: Manoeldelrioblas@gmail.com, Twitter:@ManoelDelRio, Facebook:ManoelDelRio 


Comments