AZIZ AB'SABER

                                         Manoel Del Rio,  advogado, assessor jurídico de movimentos sociais



Lembranças do Professor Aziz Ab’Sáber

 29/03/2012

Na foto: Profº Aziz plantando árvore em Sapopemba


“Fale para o Devanir Amâncio não deixar de levar livros para as bibliotecas das penitenciárias”. Recomendou Aziz Ab' Sáber , em nossa conversa pelo telefone, 15 dias antes de sua morte que ocorreu na manhã do dia  16 de março.

O professor Aziz, conhecedor profundo dos contrastes de nossa sociedade - urbana e rural - conhecia as dificuldades encontradas pelos mais pobres para ter acesso a livros. A Rede Nossa São Paulo divulgou pesquisa que, em 45 distritos da capital, os moradores não têm acesso à biblioteca. E a maioria dos distritos não tem sequer um livro por habitante. No dia 23 de março, os jornais publicaram pesquisa do Instituto Pró Livro que revela: cerca de 75% dos brasileiros jamais pisaram em uma biblioteca.   


Conheci o professor Aziz, pessoalmente, em 2005. Naquele ano havia um agrupamento de sem-teto, cerca de 490 famílias, morando em um prédio abandonado  no centro de São Paulo, o Edifício Prestes Maia. Lá  os moradores se organizaram e montaram uma expressiva biblioteca comunitária com cerca de 20 mil títulos. Um dia, uma das coordenadoras do local, disse-me que perto da meia-noite, havia passado por lá um professor da USP e deixado caixas de livros. Informei-me com o senhor Severino, coordenador da biblioteca, e ele disse que era o professor Aziz Ab' Sáber. Pedi para ser avisado de suas visitas e o encontrei lá na Associação dos Sem-Teto. Ele acompanhou a angústia das famílias  constantemente ameaçadas de despejo.  Estimulou a  ampliação da biblioteca. Em 2006 levou  José Mindlin  para conhecer a biblioteca dos sem-tetos. (ver foto).


Na foto:  Aziz Ab' Sáber(geógrafo), Severino (coordenador da biblioteca), Jomarina (coordenadora da Ocupação Prestes Maia), advogado  Manoel Del Rio (assessor jurídico dos movimentos sociais) e  bibliófilo José Mindlin (colecionador de livros raros e membro da Academia Brasileira de Letras) .

Aziz Ab’ Saber sofreu com o despejo das famílias e a conseqüente destruição daquele imenso acervo de livros.

Mantive a amizade com o professor Aziz e procurava consultá-lo sobre questões urbanas como cidade compacta, impactos da urbanização nas mudanças climáticas, entre outros assuntos. Ele mantinha posição firme em defesa de políticas públicas para melhorar a qualidade de vida da população pobre. Trabalhou incansavelmente para formação de bibliotecas populares. Foi pioneiro na implantação de bibliotecas em penitenciárias. Ajudou a criar a biblioteca dos garis, onde entregava as caixas de livros recebidos de campanhas que organizava.

Professor Aziz, tenha certeza, vamos obedecer sua ordem e continuar o trabalho de fazer chegar livros para as famílias de menor renda. 

Manoel Del Rio - Advogado: Assessor Jurídico de Movimentos Sociais

Contatos: Manoeldelrioblas@gmail.com, Twitter:@ManoelDelRio, Facebook:ManoelDelRio

_____________________________________________________________________________________________________________

16/03/2012

Lamentamos muito a passagem do professor Aziz Ab’Saber,


 um homem profundamente comprometido com as causas sociais. No dia em que a Câmara Municipal de São Paulo completou 450 anos, na sua porta uma  imagem testemunhava que a festa na cidade de São Paulo ainda não é para todos. As famílias que trabalham para construir a riqueza de São Paulo e do País não conseguem ao menos uma moradia digna para criar seus filhos. Naquele 03 de dezembro de 2010 o professor Aziz  AbSaber visitou o acampamento das famílias sem-teto que foi montado na entrada da Câmara  e declarou:

 “É total falta de inteligência depois de 450 anos ainda termos que conviver com uma situação destas. É total falta de direitos humanos”, lamentou Aziz Ab’Saber, vendo as famílias e seus colchonetes e pertences, na porta da casa de leis cidade mais rica do país.

O pesquisador Aziz Nacib Ab'Saber, um dos maiores especialistas brasileiros em geografia física e referência em assuntos relacionados ao meio ambiente e impactos ambientais decorrentes das atividades humanas, morreu na manhã desta sexta-feira, aos 87 anos, em decorrência de um infarto sofrido em sua casa. 


Esta foto do blog Efeito Colateral registrou o encontro de Aziz Ab'Saber e José Mindlin na Biblioteca Prestes Maia em 2006. 

Sobre sua visita ao acampamento na porta da Câmara Municipal de São Paulo em 2010 leia mais no portal da FLM

 Manoel Del Rio - Advogado: Assessor Jurídico de Movimentos Sociais


Contatos: Manoeldelrioblas@gmail.com, Twitter:@ManoelDelRio, Facebook:ManoelDelRio


Comments