Dicas para o banho do seu cachorro

Não dê banho em um filhote até que ele tenha tomado todas as vacinas. Se necessário, use lenços umedecidos sem perfume para cães.

Raça, frequencia, 15 dias, 10, 45 ou 30.

Banho em excesso remove uma camada de gordura que é
importante na proteção da pele deles. o estresse do banho também ajuda a baixar a imunidade.

Água morna. Outra coisa importante, a água deve ser morna e o banho deve
ser rápido, para não causar um resfriado neles, pois os cachorros
sentem mais do que nós as mudanças de temperatura. Se você
não quiser usar o seu chuveiro, pode fazer como minha mãe: ela
instalou um chuveirinho em uma torneira no quintal. Um desses
pequenos que só tem a mangueirinha e é bem baratinho. Já faz
toda a diferença.
 
Tenha tudo à mão, use shampoo neutro ou próprio para cachorro e
muito cuidado para não molhar o nariz e os ouvidos do amigo.
Alguns veterinários recomendam colocar algodão no ouvido, mas
eu prefiro mesmo é ser bem cuidadoso e não respingar água perto
dessas regiões. Mas caso necessite, use a técnica do algodão para
proteger o ouvido do seu cão.



O ideal é esperar para dar o primeiro banho no seu filhote apenas
depois de terminado o primeiro ciclo de vacinas, mas caso precise
muito, use um lenço umedecido próprio para cães ou bebês (mas
sem perfume) e passe no seu amigo no sentido da pelagem.
Somente isso, antes das vacinas.
 
E quando ele estiver grande só deve tomar banho a cada 15 dias,
no máximo uma vez a cada 10 dias no verão; e no inverno pode
diminuir para até 1 banho por mês ou 45 dias.
 
Banho em excesso remove uma camada de gordura que é
importante na proteção da pele deles.
 
Outra coisa importante, a água deve ser morna e o banho deve
ser rápido, para não causar um resfriado neles, pois os cachorros
sentem mais do que nós as mudanças de temperatura. Se você
não quiser usar o seu chuveiro, pode fazer como minha mãe: ela
instalou um chuveirinho em uma torneira no quintal. Um desses
pequenos que só tem a mangueirinha e é bem baratinho. Já faz
toda a diferença.
 
Tenha tudo à mão, use shampoo neutro ou próprio para cachorro e
muito cuidado para não molhar o nariz e os ouvidos do amigo.
Alguns veterinários recomendam colocar algodão no ouvido, mas
eu prefiro mesmo é ser bem cuidadoso e não respingar água perto
dessas regiões. Mas caso necessite, use a técnica do algodão para
proteger o ouvido do seu cão.
 
Ao dar banho no seu amigo coloque sempre a coleira para poder
segurá-lo com mais segurança, e nunca deixe-o sozinho numa
banheira ou em cima de bancadas. E sempre comece o banho do
pescoço para baixo, deixando para higienizar a cabeça somente no
final e com muito cuidado. Não molhe a cabeça com a mangueira,
apenas use um pano molhado.
 
Tente fazer do banho um momento de descontração, brinque com
ele, fale com uma voz alegre e traga seu brinquedo preferido. 
 
Não esqueça de tirar muito bem o shampoo para não ficar nenhum
resíduo na pele do seu cão, pois ela é muito sensível e pode coçar
bastante depois do banho. Enxágue bem.
 
Pegue uma toalha e seque bem o seu fiel companheiro, se for
necessário utilize secador de cabelos com temperatura morna,
esfregando com a mão, tomando o cuidado para não queimar a pele
dele. Deixe-o dentro de casa nas próximas horas. Alguns cães vão se
esfregar na terra logo depois de um banho para se coçarem, e esta
é a última coisa que você quer.
 
E volto a falar, tome cuidado com o ouvido, pois muitos cães têm
facilidade para apresentar otites.
 
Agora se você não quiser se arriscar ou se o seu cão fica agressivo
durante o banho, leve-o para tomar banho nas Pet Shops ou mesmo
no veterinário, que já estão acostumados.

Mesmo os cães de pelagem curta e baixa precisam de escovação regular, para distribuir o óleo da pele e remover pêlos mortos.
Um pente de pulgas com dentes finos
A escovação regular mantém a pele saudável, estimulando o fluxo sangüíneo e distribuindo os óleos naturais. Se seu cão tem pelagem curta, uma escovação semanal dá conta do recado. Entretanto, uma raça de pelagem grossa, longa ou desgrenhada, como um afghan ou old english sheepdog, pode exigir cuidados diários. 
Para remover nós, coloque um pouco de óleo para bebê ou líquido desembaraçante em cada um. Após vários minutos, tente desprender e separar os fios do nó, usando os dedos ou o dente final de um pente. Escove cuidadosamente cada uma das partes desprendidas, indo devagar para não machucar seu cão. Em casos mais sérios, a pelagem inteira terá que ser cortada.
Pelos e pele secas  Todos na casa se sentirão melhor se você colocar um umidificador nas épocas mais quentes.
Examine os pés de seu cão de tempos em tempos para ter certeza de que ele não pegou nenhum grude de rabo-de-raposa (tipo de capim) ou videira. Se carrapichos ficarem grudados na pata, remova-os com tesouras. Limpe os pequenos cortes e passe pomada ou creme antibiótico. 
irritar as almofadas dos pés.
 Use cortadores de unha especialmente feitos para cães. Para melhores resultados, espere que ele esteja relaxado ou adormecido. Corte onde as unhas curvam, do outro lado da área sensível e rosada conhecida como sabugo. É fácil evitar esse lugar se as unhas de seu cão são claras, mas unhas escuras necessitam de mais precisão. Se você cortar muito a unha e atingir o sabugo, use um bastão ou pó adstringente para fazer parar o sangramento. Mergulhar a unha no amido de milho também ajuda a estancar, ou então, mantenha uma barra de sabão próxima quando você estiver cortando as unhas de seu cão. Se você atingir o sabugo, apenas esfregue a unha pela barra de sabão para parar de sangrar. 
A boa higiene dental não pode começar muito atrasada. Se você começa a cuidar dos dentes de seu cão enquanto ele é um filhote, você pode reduzir bastante a chance de ele desenvolver doenças periodontais. Para escovar os dentes, use uma escova pequena e macia ou então uma escova de dedo com pasta de dente ou solução de limpeza feita para bichos de estimação. A pasta de dente para pessoas faz muita espuma e os aditivos podem irritar o estômago de seu cão. Você também pode embrulhar gaze em torno do seu dedo e esfregar suavemente os dentes de seu cão com uma pasta. Para fazê-la em casa, misture bicarbonato de sódio com um pouco de sal e água. Aplique-a com uma escova de dentes ou gaze. Não use essa receita se seu cachorro faz dieta com restrição de sódio. O ideal é que você escove os dentes do cão todos os dias, mas pelo menos uma escovação semanal ajudará. A formação de tártaro tem que ser removida pelo veterinário, com o cão sob anestesia. Sendo assim, o esforço extra da escovação regular vai salvar você e seu cão de muito mais esforço e despesas mais à frente.
Comece examinando as orelhas diariamente. As saudáveis são rosadas na parte de dentro, sem cheiro ruim ou secreções aparentes. Remova os corpos estranhos com seus dedos e então limpe as orelhas do cão com óleo mineral. Nunca use sabão e água, pois a água ensaboada pode causar uma infecção auditiva. Umedeça uma bola de algodão ou de roupa com óleo mineral, azeite ou hamamélis e limpe com cuidado o interior das orelhas. Não use cotonete. Se o seu agita a cabeça constantemente, tem orelhas doloridas ou vermelhas ou se elas estão com mau cheiro ou têm secreções, leve o cão ao veterinário. A maioria das infecções desse tipo é causada pela falta de circulação de ar e ocorrem mais comumente em raças de orelhas pendentes ou peludas. Mantenha-as limpas, secas. Seque as orelhas quando o banho terminar. 
Verifique os olhos de seu cão diariamente e limpe qualquer substância seca dos cantos usando uma bola de algodão umedecida. Veja se os olhos estão vermelhos, lacrimejantes ou com secreção. Os problemas dos olhos que não desaparecem em 24 h devem ser tratados por um veterinário. Os problemas de olhos que afetam os cães são lacrimejamento excessivo, geralmente causado por alergias, infecções, machucados ou irritação; conjuntivite, inflamação da conjuntiva, membrana que contorna a pálpebra, e objetos estranhos. O lacrimejamento é comum em raças pequenas, como os poodles. 
Mesmo o lacrimejamento normal pode causar manchas escuras embaixo dos olhos, especialmente em cães com pelagem branca ou clara. Para manter essas manchas sob controle, lave a área embaixo dos olhos freqüentemente, usando água morna e algodão. Certifique-se de ter aparado cuidadosamente os pêlos manchados. Não use sabão perto dos olhos, pois pode causar uma úlcera na córnea. Essa doença é comum em cães que colocam a cabeça para fora da janela do carro ou passam grande tempo do lado de fora, quando o tempo está ventando ou com muita oeira. 

Acostumar desde pequeno. Algodão nos ouvidos. Se você apresenta a hora do banho como uma atividade divertida e confortável, será fácil executá-la quando ele crescer e pesar 50 kg. Então, encha-a com água morna, não quente. Agora é hora de colocar o cão. Escove-o criteriosamente, da pele para fora, para remover embaraços e pêlo solto. Os embaraços e os nós se tornam piores quando molhados.  estando certo de que a água não atinge os olhos e os ouvidos. Não mergulhe o cão.
Continue falando com seu cão durante o banho, acalmando-o e dizendo como ele é um bom menino. Tenha um cuidado especial para não cair xampu nos olhos e orelhas dele quando enxaguar a cabeça. Tire o cão da banheira, diga que ele é um bom menino e seque-o com uma toalha, até que fique úmido. Se está quente e com sol, você pode deixar o cão se secar sozinho em um canil, cercado ou em qualquer área delimitada e ventilada.  Mantenha o animal em uma área morna, livre de ventanias, especialmente se o tempo estiver frio, úmido ou com vento. Para manter seu cão limpo e cheiroso após o banho, escove-o regularmente: a cada semana para cães de pêlo curto e diariamente para cães de pelagem longa ou pesada. A escovação remove os pêlos mortos, sujeiras, parasitas e distribui o óleo da pele para manter a pelagem do cão brilhosa e bonita. 
Um arrumador profissional também pode achar manchas incomuns, inchaços, protuberâncias ou até mesmo machucados que você pode não ter visto. pode ser melhor que um arrumador profissional cuide de pelagens longas, grossas ou pesadas. Outros donos gostam de fazer o trabalho pesado e mantêm sua interação com o cão. Um cão cuja pelagem está cheia de nós ou imunda precisa de cuidado profissional. 
Dicas para um ótimo banho pra seu cão
Dar banho em cães é fundamental para a saúde e higiene dos animais. Após a terceira dose de vacina, os cães já podem tomar banho sem maiores problemas, a cada 15 dias, ou, no máximo, 1 vez por semana. Veja o procedimento ideal e os cuidados necessários.
 
1. Separe os ingredientes: 
algodão 
Limpador de Orelhas Limpinho
shampoo ou sabonete Limpinho
toalha 
secador 
escova de náilon (cerdas macias) 
pente
2. Antes de começar o banho, tape as orelhas do cão com algodão para evitar uma otite. 
3. Use água morna. Teste antes a temperatura da água.
4. Enxágue o animal usando um chuveirinho ou mangueira. Ao molhar a cara, segure o focinho junto com as pontas das orelhas, para evitar que a água entre nos ouvidos e no nariz. 
5. Esfregue-o com o shampoo ou sabonete Enxágue bem. 
6. Retire o excesso de água secando o cão com a toalha. 
7. Conclua a secagem usando um secador, com a temperatura entre 35 a 45 graus centígrados. Junto com o secador, vá passando o pente. Aproveite para tirar os nós que se formam no pêlo. 
8. Escove o animal (sentido contrário do pêlo) e passe o pente para arrumar o pêlo da melhor forma. 
9. Limpe as orelhas com algodão embebido no Limpador de orelhas LimpinhoAtenção: 
1. O corte das unhas deve ser feito por veterinários, já que por elas passam nervos que se atingidos provocam sangramento e dor.
2. Leve seu cão ao veterinário semestralmente para que este verifique sua glândula anal. De tempos em tempos, esta glândula tem que ser esvaziada para evitar o mau cheiro.

Para manter o seu animal saudável e feliz, os cuidados com a pele e o pêlo são importantes.
Problemas de pele são vistos com muita freqüência na clinica veterinária 
A pele do cão produz uma cera oleosa (sebo) que atrai poeira e fuligem.

A combinação da sujeira e a oleosidade da pele e pêlo facilitam o crescimento de bactérias, tornando-se a causa freqüente de odor desagradável nos cães que não são banhados regularmente. 

A freqüência do banho do cão irá depender da raça e do estilo de vida. Animais que ficam dentro de casa, sedentários, com pêlo curto irão necessitar de menor número de banho do que aqueles que ficam fora de casa, são ativos e têm pêlos longos.

O pêlo longo poderá agir como um esfregão e atrair sujeira excessiva. Para alguns cães, poucos banhos por ano podem ser suficientes, enquanto para outros são necessários banhos semanais. Você pode determinar esta freqüência junto com seu médico veterinário. 

Existem diferenças significativas entre a pele humana e a do cachorro. O animal deve ser banhado com produtos formulados especificamente para eles. O uso de um xampu inadequado pode ser danoso para a saúde do animal. Muitos xampus contém substâncias químicas muito agressivas para a pele do animal, destruindo as células cutâneas e removendo componentes que mantém a pele macia e elástica. 

Existem três classes de xampu, geralmente empregados na medicina veterinária. Os xampus de limpeza e condicionadores para animais com pele e pêlo sadios, que precisam apenas de uma limpeza refrescante. Os xampus terapêuticos, reservados para animais com desordens no pêlo e pele, como alergia cutânea, seborréia (caspa) e condições mais severas de infecções úmidas gordurosas entre outras. Os xampus parasiticidas utilizados no controle dos parasitas externos dos cães, como pulga, piolhos ou ácaros. 

Ao banhar o seu cão, siga alguns conselhos: 

1. Antes de banhar um cão de pêlo longo, escove-o cuidadosamente removendo pêlos embaraçados ou nós. 

2. Molhe bem o pêlo, exceto a cabeça, com água morna e, usando o xampu recomendado por seu veterinário, faça uma boa espuma, massageando suavemente a pele para remover as células cutâneas mortas e a sujeira. 

3. Molhe cuidadosamente a cabeça de seu cão, massageando com xampu, tenha cuidado para não espirrar espuma nos olhos ou deixar água nos ouvidos (de preferência utilize algodão parafinado). 

4. Cuidadosamente enxágüe a cabeça e o corpo não deixando nenhum resíduo de xampu para evitar alguma irritação de pele. Se desejar, utilize um condicionador e enxágüe. 

5. Seque se cão com uma toalha grande ou, se preferir, utilize um secador de cabelos, numa temperatura baixa para não queimar a pele. Animais com pêlo longo devem ser escovados até que o pêlo seque. 


A grana está curta? Não dá para bancar semanalmente o banho no pet shop? Não deixe seu amiguinho sujo e nem faça uma sessão de tortura caseira.

Nos dias de hoje, não é sempre que se pode levar o seu lulu no pet shop para tomar um belo banho. Às vezes, o jeito é encarar um chuveiro em casa mesmo.

Então, se você vai se aventurar a embelezar seu amiguinho, preste atenção em alguns cuidados que evitarão que seu cão odeie o banheiro da sua casa:

Dê banho pela manhã.

Use água limpa e sabão ou shampu neutro.

Nunca use sabão de coco. Ele é alcalino e agressivo à pele do animal.

Não esqueça de proteger os ouvidos com bolas de algodão. Os ouvidos dos cães são muito sensíveis.

Use água morna. Se a água estiver quente demais, o animal pode ter estresse calórico, caracterizado por hemorragia pulmonar.

Não use banheira.

Use secador de cabelo em uma distância de 30 cm dos pelos. Cuidado com o barulho no ouvido.

Use uma escova de aço flexível para escovar o pêlo junto com o secador.

Limpe as orelhas com cotonetes com muito cuidado para não introduzi-los demais.

Após o banho, dilua 20ml de cloro em 20 litros de água e higienize o box. Espere secar para pisar com segurança.

EVITE:

Não faça a tosa higiênica, que limpa os pêlos da boca e dos genitais, em casa.

Evite também cortar as unhas. Deixe isso para ser feito no pet shop porque se cortar muito, pode provocar hemorragias.

Evite talcos que podem ser ingeridos ou inalados pelos cães.

Se o seu amiguinho não é muito chegado à água, aumente o intervalo de tempo entre os banhos de uma semana, ou dez dias, para duas semanas.

Faça do banho uma festa, brinque bastante com seu bichinho sem deixar cair água ou sabão na cara dele. E, principalmente, não bata no cão. Trate-o com carinho, senão a aversão à água pode aumentar.

Lembre-se:

Só dê banho no seu cachorrinho após o quarto mês de vida, depois de dadas todas as vacinas. Antes disso, faça a higiene com uma toalha umedecida em 10 litros de água morna, uma colher de sobremesa de álcool e outra de vinagre. Passe a toalha a favor e no sentido contrário aos pêlos e, em seguida, seque com secador. Com outra toalha, umedecida só em água morna, limpe os genitais.

 http://familiapet.uol.com.br/caes/artigos/artigos_horadobanho.htm

Como Banhar e Secar o meu Cão Passo a Passo

  É muito importante dar banho em seu cachorro para livrá-lo de parasitas de pêlo ou simplesmente para eliminar a sujeira.

O banho deve ser dado com água morna se estiver frio e com água quase fria se estiver calor. Água quente resseca o pêlo e tira o brilho. Além de, eventualmente, causar problemas de saúde como gripes fortes ou pneumonias em razão de uma mudança brusca de temperatura.

Você deve utilizar xampu próprio para cães ou neutros, os mesmos utilizados para bebês.

Antes de iniciar o banho lembre-se de ter próximo a você: xampu; creme rinse (se for utilizar); toalha e uma coleira para prender o animal, se a banheira ou o tanque for raso, evitando, assim, algum acidente.

 É preciso dar banho em seu cachorro para livrá-lo de parasitas de pelo ou simplesmente para eliminar a sujeira. Antes de iniciar o banho é preciso tapar as orelhas com algodão. Isto é muito importante pois evita que entre água no ouvido do animal, o que pode causar uma otite.

Quando iniciar o banho vetifique, antes, a temperatura da água.

O cão deve ser molhado por cima com um chuveirinho no dorso, não há necessidade de ensopar o cão pois o xampu penetra melhor quando o pêlo está apenas umidecido, além de se gastar menos água e energia, se gasta menos produto.

Se o local em que o cachorro estiver for alto e houver possibilidade dele pular é aconselhável prendê-lo em uma colheira, evitando, assim, acidentes.

Depois que o corpo todo estiver molhado é hora de molhar a cara. Segure no focinho juntamente com a ponta da orelha. Assim, você evita que entre água no ouvido e dentro do nariz.

Com uma das mãos segurando o focinho, despeje o xampu para ensaboar, inicilamente a cabeça, tomando cuidado para não entrar sabão nos olhos. Esfregue com delicadeza mas com firmeza. Lave as bochechas e o focinho.

Agora use as duas mãos para ensaboar a cabeça. Você não precisará segurar o focinho neste estágio.

Em seguida coloque xampu novamente nas mãos e esfregue as patas. Faça uma boa espuma e esfregue o pêlo do cão na mesma direção, sempre para baixo para não embaraçar.

Esfregue o xampu bem para dentro de seu pêlo, para soltar a poeira e pele morta.

Coloque o xampoo novamente nas mãos e esfregue todo o corpo. Faça novamente uma boa espuma e massageie a pele também no mesmo sentido.

Se for necessário (quando o cachorro estiver muito sujo) você pode repetir a aplicação e deixe o xampu agir por um minuto.

Aqui você também deve utilizar as duas mãos.

 Eenxague o cachorro completamente, até sentir que o pêlo "canta" de limpo quando você passa a mão.

Comece pela cabeça, sempre tomando o cuidado para não entrar água no ouvido e no nariz. Enxugue a cabeça antes de enxaguar o resto do corpo, é mais provável que ele se sacuda enquanto a cabeça estiver molhada.

 Espremer a glândula anal deve ser um procedimento normal em Pet Shops. Se esta glândula não for esvaziada, o cachorro continuará com forte cheiro e nada adiantará o banho pois, assim que o cheiro do xampu for embora o cheiro ruim voltará.

Esta fase só deve ser realizada no Pet Shop, ou por pessoas com prática. Se você costuma levar o seu cão para tomar banho em locais especializados, não esqueça de pedir para esvaziar esta glândula.

http://www.saudeanimal.com.br/banho7.htm

 
Comments