Tratamento Alimentar para Diabetes Gestacional

http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias.php?noticiaid=6136&assunto=Gravidez/Parto/Obstetr%C3%ADcia


Mulheres que nunca sofreram de diabetes e apresentam altos níveis de glicemia durante a gestação têm o diagnóstico de diabetes gestacional. O diabetes gestacional afeta cerca de 4% das gestantes, representando nos Estados Unidos cerca de 135.000 casos por ano.

A causa exata do diabetes gestacional não está esclarecida, mas existem algumas hipóteses. Os hormônios da placenta ajudam a desenvolver e manter o bebê, mas também bloqueiam a ação normal da insulina no corpo da mãe durante a gestação. Este problema é conhecido como resistência à insulina, fato que torna mais difícil para o organismo da mãe utilizar a insulina produzida.

Os hormônios da placenta têm ação "contra-insulina" e esta ação geralmente começa por volta da 20ª a 24ª semanas de gestação. Quanto mais a placenta cresce, mais hormônios são produzidos e maior é a resistência à insulina. Neste caso, a necessidade de insulina da mãe pode aumentar até três vezes durante a gestação. Quando o pâncreas produz a quantidade máxima de insulina e ainda assim ela não é suficiente para superar os efeitos dos hormônios placentários, surge o diabetes gestacional.

No final da gestação, quando a placenta é removida, não existe mais o efeito dos hormônios placentários e o quadro de diabetes materno desaparece. 


http://guiadobebe.uol.com.br/gestantes/diabetes_gestacional.htm


http://ritasousa.net/page/10


Diabetes Gestacional - É uma alteração da taxa de açúcar no sangue que aparece durante a gravidez. Este tipo de diabete pode persistir  ou desaparecer depois do parto.


Tratamento da diabetes gestacional


Logo diagnosticado a diabete gestacional, a gravidez precisa de muitos cuidados, uma alimentação equilibrada, exercícios físicos, mas para isto requer uma orientação de um profissional capacitado. Nunca tente fazer o seguir uma dieta ou exercícios sem esta orientação medica, pois uma dieta inadequada pode trazer complicações para gravidez e afetando o feto.

comidas gordurosas comida  dog


O que os diabéticos dever eliminar da sua alimentação?

  • Alimentos refinados como: açúcar e farinha
  • Bebidas alcoólicas, refrigerantes
  • Doces como: pudins, bolos, chocolates
  • Carnes e leites gordos
  • Embutidos
  • Alimentos ricos em gorduras
  • Frituras
  • Condimentos em geral

beringela melao maca-verde


Quais os alimentos indicados para os diabéticos?

  • Frutas frescas e da épocas
  • Legumes crus
  • Carnes magras
  • Peixes e frangos
  • Cereais integrais
  • Leite, manteiga e queijo (tofu) de soja
  • Beba muita agua
  • Especiais para os diabéticos: alcachofras, alho, cebola e melão meio amargo

Sucos indicados para os diabetes


cenoura alface1 limao

1 Exemplo
100 grama de alface
2 cenouras
1/2 limão

Modo de fazer:
Passa todos os ingredientes no liquidificador ou na centrifuga
Tomar: 2 vezes ao dia


couve-de-bruxelas cenoura limao

2 Exemplo
100 gramas de couve-de-bruxelas
2 cenouras
1/2 limão

Modo de fazer:
Passa todos os ingredientes no liquidificador ou na centrifuga
Tomar: 2 vezes ao dia


agriao cenoura limao

3 Exemplo

100 de agrião
2 cenouras
1/2 limão

Modo de fazer:
Passa todos os ingredientes no liquidificador ou na centrifuga
Tomar: 2 vezes ao dia


maracuja maca-verde cenouras

4 Exemplo

2 maças verde
1 cenoura
1 colher (chá) da casca de maracujá

Modo de fazer:
Passa as maças e a cenoura no liquidificador ou na centrifuga, depois de pronto adicionar no suco.
Como fazer o pó da casca de maracujá*: Corte em tiras as casca de 10 maracujá, levar ao forno ate que fique no ponto, depois moer. O pó da casca pode ser adicionar na agua, sucos e refeições.
Tomar: 2 vezes ao dia


beringela limao

5 Exemplo
100 gramas de beringela
1/2 limão

Modo de fazer:
Passa todos os ingredientes no liquidificador
Tomar: 3 vezes ao dia


maracuja abobora

6 Exemplo
1 copo de leite leite magro (desnatado) preferência de soja
1 xícara (chávena) de abóbora
1 colher de chá do pó da casca de maracujá

Modo de fazer:
Passa todos os ingredientes no liquidificador
Tomar: 3 vezes ao dia


pessego aveia leite-de-soja

7 Exemplo
1 copo de leite leite magro (desnatado) preferência de soja
3 colheres (sopa) de aveia
1 pêssego
1 colher (chá) canela

Modo de fazer:
Passa todos os ingredientes no liquidificador
Tomar: 3 vezes ao dia


gengibre repolho hortela

8 Exemplo
100 gramas de repolho
3 ramos de hortelã
1 pedaço pequeno de gengibre

Modo de fazer:
Passa todos os ingredientes no liquidificador
Tomar: 2 vezes ao dia


cajus hortela

9 Exemplo
2 cajus
3 ramos de hortelã
1 colher (café) de canela

Modo de fazer:
Passa todos os ingredientes no liquidificador
Tomar: 2 vezes ao dia


maca manga gengibre

10 Exemplo
2 maçãs
1 manga
1 pedaço pequeno de gengibre

Modo de fazer:
Passa todos os ingredientes no liquidificador ou centrifuga
Tomar: 3 vezes ao dia


cenoura tangerina suco

11 Exemplo
2 cenouras
2 tangerina

Modo de fazer:
Passa todos os ingredientes no liquidificador centrifuga
Tomar: 2 vezes ao dia


maracuja

13 Exemplo
2 maracujás

Modo de fazer:
Passa passa os maracujás no liquidificador com 200ml de agua mineral e adoçar a seu gosto, (adoçante)
Tomar: 2 vezes ao dia


coco

14 Exemplo
200ml de agua de coco
Tomar: 1vez ao dia


Opções de refeições:


Café da manha
Comece seu dia com um copo de agua morna com meio limão ou um suco de clorofila.

  • Cereais  integrais
  • Pão integral ou centeio
  • Torrada integral
  • Bolacha integral
  • Queijo magro, ou queijo de soja
  • Leite soja ou leite magro
  • Margarina ou manteiga de soja
  • Iogurte

Meio da manha

  • Maça, melão
  • Pera, banana
  • Mamão, abacaxi
  • Goiaba, tangerina
  • Manga, caqui

Sopas

  • Sopa de legumes
  • Sopa de arroz e legumes
  • Sopa de lentilhas
  • Sopa de feijão
  • Sopa de espinafre
  • Creme de tomate
  • Creme de abóbora

Saladas

  • Salada de beterraba e cenoura
  • Salada de rabanete e alface
  • Salada de tomate, pepino e cebola
  • Salada de beringela assada, pimentão e alho
  • Salada de cenoura, milho e alface
  • Salada de Abobrinha (curgete) com pimentão e Beringela
  • Salada de vagem, beterraba e cebola
  • Salada de agrião, com tomate e cebola
  • Salada de rebentos de soja

Almoço

  • Peixes
  • Galinha
  • Carne magras
  • Arroz integral
  • Massas integrais
  • Mandioca assada
  • Feijões
  • Legumes

Lanche da tarde – Faça sua escolha


Jantares

Os jantares deve ser leves, nada de comida pesada, você pode optar por uma sopa, salada, sucos, algo parecido, o importante é não comer comida forte.


Frutas indicada

Araçá, abacaxi, ameixas, banana, ata (fruta do conde), caqui, cajá-manga, carambola, cereja, cupuaçu, framboesa, figo, goiaba, kiwi, laranja, limão, maracujá, manga, melão, meloa, morango, pêra, pêssego, romã, tangerina, tomarindo, toranja, uva.


Legumes e Hortaliça

Abóbora, (folhas e sementes) alcachofra, açafrão, acelga, alfavaca, agrião, alho-francês, (alho-porro)  alho, alface, almeirão, espargo, batata doce, beterraba, (aproveite as folhas) cará, canela, coentro, cebola, cebolinha, cenouras (folhas) chicória, chuchu, espinafre, ervilhas, favas, feijões,  inhame, jiló, lentilhas, maxixe, mandioca, milho, nabo, pepino, pimentão (verde, vermelho e amarelo) pimenta, quiabo, repolho, rabanete, rebento de soja, salsa e vagem.


Chás

  • Carqueja
  • Chá verde
  • Folhas de amora preta
  • Gervão
  • Ipé roxo
  • Pata-de-vaca
  • Salvia

Modo de fazer: 

Colocar 1 litro de agua com 10 a 20 gramas, e deixar ferver. 

Não pode ser adoçado.
Tomar:
4 xícaras durante o dia.


Suplementos Alimentares


Beringela - Ajuda a reduzir o má colesterol, auxilia no tratamento do emagrecimento, é diurético, um bom digestivo e levemente laxante.


Casca de Maracujá – A fibra da casca de maracujá é um suplemento alimentar, que regulariza a função intestinal é muito eficaz no controle do colesterol e diabetes.


Fontes de pesquisas:
O Poder Curativos dos Alimentos: Michael T. Murray
Medicina Alternativa: Carlos N. Spethmann
Guia de Ervas e Medcina Natural: Ruanei Iamoni
Viva Melhor: Antonio J. Leal Chaves


*


http://saude.abril.com.br/edicoes/0272/nutricao/conteudo_127583.shtml

Maracujá - O segredo está na casca

E ela vai para o lixo. Que desperdício, já que poderia virar uma farinha ótima para os diabéticos, cheia de pectina, fibra poderosa contra os picos de glicose

por Thais Szegö | design Eder Redder |foto Dercilio Vanzelli

Solange Miranda Junqueira Guertzenstein, do Centro Universitário São Camilo, em São Paulo, baseou sua tese de mestrado sobre glicemia na pesquisa. "Depois de consumida, a pectina se transforma em um gel que não é absorvido no processo da digestão", explica. "Assim, durante seu trajeto entre a boca e o intestino, ela carrega consigo não apenas a glicose, mas também o colesterol dos alimentos, até eliminá-los no bolo fecal." Ou seja, o produto do maracujá beneficia também quem apresenta altas taxas dessa gordura arriscada para as artérias. Segundo Solange, a farinha conta com 20% de pectina, o que também favorece a perda de peso. "Essa espécie de gelatina faz volume dentro do estômago e dá saciedade", garante.


Ainda não existem estudos sobre eventuais respostas adversas da farinha de maracujá nos seres humanos, mas os especialistas não acreditam em contra- indicações. Mesmo assim, convém prestar atenção nas reações do organismo. "O consumo excessivo de fibras pode causar diarréia e, por tabela, perda de nutrientes", alerta Glaucia Pastore, presidente da Sociedade Brasileira de Ciência e Tecnologia de Alimentos. É bom saber que o consumo diário máximo de fibras em geral é de 30 gramas, segundo recomendação da Food and Agriculture Organization (FAO), órgão das Nações Unidas para a alimentação. Para se ter uma idéia, uma colher de sopa da farinha contabiliza 3,5 gramas, ou seja, fica longe desse limite.


E importante: agora que a farinha começa a ganhar notoriedade, surgem ofertas de produtos fantásticos, veiculadas principalmente pela internet. Seriam confiáveis? "Por enquanto não conheço nenhum que tenha sido aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária", responde Solange Miranda Junqueira Guertzenstein. O aval da Anvisa é obrigatório para quem deseja um consumo seguro. O químico Sabaa Srur ressalta ainda que esses produtos industrializados são feitos muitas vezes com a parte amarela da casca do maracujá, bem mais pobre em pectina. Melhor, portanto, fazer a receita em casa. O único inconveniente é que ela rende muito pouco. "Apenas cerca de 7% da casca vira farinha", revela Sabaa. Então, em caso de diabete na família, você vai precisar de ânimo para muitas fornadas mas nunca, em hipótese nenhuma, abandone o tratamento prescrito pelo médico.


ESSA TAL PECTINA


Ela é uma espécie de fibra solúvel que, junto com a celulose e a lignina, compõe a parede celular das plantas. "Está em todas as frutas, mas a maçã, a pêra, a laranja, o limão e o pêssego são especialmente ricos nela", revela a farmacêutica bioquímica Maria Helene Canteri Schemin, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. O endocrinologista Fadlo Fraige Filho, presidente da Associação Nacional de Assistência ao Diabético, reconhece a ação da pectina no combate aos picos de insulina, mas ressalva: "Qualquer alimento rico em fibras pode produzir o mesmo efeito". A questão é que muitas das frutas cheias de pectina têm também muito açúcar. Está aí uma vantagem da farinha de maracujá.


QUANTO CONSUMIR?
BOA PERGUNTA...

Ainda não há um consenso entre os especialistas em relação à quantidade de farinha de maracujá que deve ser ingerida por dia. Solange Miranda Junqueira Guertzenstein indica 1 colher de sopa meia hora antes do almoço e outra meia hora antes do jantar. "O pó pode ser dissolvido em um suco", exemplifica. Já o nutrólogo Edson Credidio, diretor da Associação Brasileira de Nutrologia, sugere apenas1 colher de sopa do pó no café da manhã. Para que o sabor da farinha se mantenha neutro, é importante prepará-la de acordo com a receita. Caso contrário, o sabor característico do maracujá pode predominar e interferir no gosto dos outros alimentos. Sim, não é só no suco que a farinha vai bem. Você também pode salpicá-la na comida. Só não vale levá-la ao fogo, pois ainda não há estudos que garantam que essa exposição extra ao calor não altere suas propriedades e a textura dos alimentos.

*

http://boaforma.abril.com.br/dieta/aliados-da-dieta/maracuja-bloqueador-natural-gordura-488978.shtml

Maracujá, o bloqueador natural de gordura

Saiba como o maracujá bloqueia a gordura

Por Katia Cardoso

Maracujá



Benefícios do maracujá

Ela chegou no mercado com a fama de ter o poder de baixar as taxas de açúcar no sangue, o que é ótimo para quem tem diabetes. Mas, aos poucos, a farinha feita com a casca do maracujá também se revelou um excelente bloqueador de gordura. Ou seja, impede que o organismo absorva parte desse nutriente presente nos alimentos. Daí faz você perder peso. 

A substância responsável pelo poder emagrecedor é a pectina, encontrada em grande quantidade na parte branca da casca da fruta. A farinha não fica atrás: tem 20% dessa fibra, segundo estudo feito pelo químico e pesquisador Armando Sabaa Srur, da Faculdade de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). “No estômago, a pectina se transforma numa espécie de gel não digerível, provocando sensação de saciedade”, explica a médica e nutróloga Daniela Hueb. Com isso, você se sente bem alimentada com uma porção menor de comida. A pectina também reduz a velocidade com que o açúcar entra no sangue – quanto mais lento esse processo, mais a fome demora para voltar a dar sinal.

Menos toxinas


Outra boa notícia: a fibra presente na farinha de maracujá promove uma faxina no organismo. Ela ajuda a eliminar as toxinas, que, acumuladas, prejudicam o funcionamento dos órgãos e, com isso, desequilibram o metabolismo – o que faz sua dieta emperrar. Só que para facilitar a ação desintoxicante da pectina, é importante beber mais água, no mínimo 2 litros por dia.

Nutrientes extras


A farinha de maracujá é fonte de várias vitaminas e minerais.

• Niacina (vitamina B3): atua na produção de hormônios, melhora a ansiedade, ajuda no crescimento das crianças e protege as paredes do estômago.

• Ferro: previne anemia e aumenta o pique.

• Cálcio: favorece a contração muscular, fortalece ossos e dentes.

• Fósforo: também deixa os ossos fortes, além de melhorar a memória, a oxigenação das células e a circulação.


*

PREPARO DA FARINHA DE MARACUJÁ

- Escolha maracujás firmes e sem rugas. Lave e mergulhe por 20 minutos em uma solução de água com bicarbonato de sódio (uma colher de sopa por litro de água) ou vinagre. Passe-os em água corrente.

- Retire a polpa e corte a casca ao meio ou em pedaços. [A polpa pode ser utilizada para fazer suco.]

- Coloque em uma assadeira e leve ao forno médio por cerca de 30 minutos, mexendo de vez em quando. Elas ficarão secas, com casca torrada. Espere esfriar

- Retire da assadeira e bata no liquidificador (ou processador) até obter uma farinha.

- Peneire e guarde em um recipiente limpo e com tampa.

Para emagrecer

OBSERVAÇÕES:

- A farinha de maracujá  não é benéfica  apenas para diminuir o açúcar no sangue e evitar a absorção de gordura, ela também desintoxica o organismo. Isso torna o organismo mais equilibrado e auxilia na dieta/reeducação alimentar.

- Para melhor ação da farinha de maracujá no organismo, é importante beber mais água. No mínimo dois litros de água diários.

- Para auxiliar na dieta/reeducação alimentar, aconselha-se ingerir uma colher de sopa trinta minutos antes do almoço e antes do jantar.

- O pó pode ser dissolvida em suco, adicionada ao iogurte, salada ou sopa.

- Não se deve levar a farinha de casca de maracujá (após pronta) ao fogo, pois ainda não existem estudos que mostrem se pode alterar suas propriedades.

 

Os dados acima são meramente informativos. Esses não proporcionam orientação médica. A publicação dessas informações não constitui prática de medicina e não substituem a orientação de um profissional da área da saúde. Antes de se submeter a qualquer tratamento, o leitor deve procurar atendimento médico.


*

http://www.mulherdigital.com/casca-de-maracuja/


Casca de Maracujá

farinha de maracujá

    

    Você já deve ter ouvido falar que casca de maracujá é boa para quem tem diabetes ou para emagrecer. Se não ouviu, saiba que isso é verdade! O segredo está na casca que contém uma substância chamada pectina. Essa substância atua na diminuição da taxa de açúcar no sangue e impede a absorção de gordura dos alimentos pelo organismo. A parte branca da casca é onde contém a maior parte dessa substância. A casca de maracujá, em geral, é consumida na forma de farinha.

   

    Um estudo feito pela Universidade Federal da Paraíba com 17 mulheres com colesterol alto comprovou que a farinha de casca de maracujá  possui efeito emagrecedor e protege o coração (por reduzir gordura). O colesterol ruim (LDL) reduziu e também perderam peso, após 70 dias de uso! Houve mulheres que perderam até oito quilos!

Não se pode esquecer que cada organismo reage de um jeito! Se a pessoa observar que o uso dessa substância faz mal, o melhor é não usar! Não há indícios que essa substância provoque reações adversas no organismo.

    

Se for consumir a farinha de casca de maracujá industrializada é importante verificar se há liberação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Isso é o que garante o produto seguro. Há quem diga que os produtos industrializados, em geral, são feitos da parte amarela do maracujá, que possui muito menos pecticina. Então, faça a receita em casa e garanta a qualidade!

Essa substância não faz milagres! Especialistas afirmam que o seu uso deve estar associado à alimentação saudável e exercícios. Há pessoas que se lambuzam de doces, gorduras e depois acham que a farinha do maracujá faz milagres!





Comments