Luiz Carlos Schwindt

[lu'is] ['kaɾlʊs] ['ʃvĩnt]

Full Professor

Morphology, Phonology, Morphophonology

Dept. of Linguistics, Philology and Literary Theory

Federal University of Rio Grande do Sul, Brazil

Researcher at the National Council for Scientific and Technological Development, Brazil

+55-51-33086698

SELECTED PUBLICATIONS

HEINECK, D.; SCHWINDT, L. C. (2019) Haplologia em Lages/SC: variação e efeitos lexicais. IN: Taíse Simioni e Tatiana Keller. Estudos em fonologia: uma homenagem a Gisela Collischonn. Santa Maria: PPGL UFSM, p. 109-134, ebook.

SCHWINDT, L. C.; CHAVES, R. G. (2019) Convergência de processos no apagamento de /R/ em português e espanhol. Revista Linguïstica, v. 35-1, Montevideo: ALFAL, p. 129-147.

SCHWINDT, L. C. (2018) Exponência de gênero e classe temática em português brasileiro. Revista DELTA, v. 34, n. 2, p. 745-768.

SIMIONI, T.; SCHWINDT, L. C. (2018) O sufixo -inhV/-zinhV a as palavras paroxítonas terminadas em vogal em português brasileiro. Estudos linguísticos e literários, n. 61, p. 70-84.

ULRICH, C.; SCHWINDT, L. C. (2018) O status morfoprosódico dos sufixos -inho/-zinho, -mente e íssimo no português brasileiro. Revista DELTA, v. 34, n. 2, p. 769-788.

SCHWINDT, L. C.; DE BONA, C. (2017) Lexical frequency effects on reduction of final nasal diphthongs in Brazilian Portuguese. Revista Virtual de Estudos da Linguagem. Ed. especial, n. 14 p. 168-189.

DE BONA, C.; SCHWINDT, L. C. (2017) O papel da frequência lexical na desnasalização do ditongo final átono [ẽj̃ɲ] em não verbos no português do sul do Brasil. Cadernos do IL (UFRGS), v. 54, p. 27-46.

SCHWINDT, L. C.; COLLISCHONN, G. (2017) Teoria da Otimidade. In: DA HORA, D.; MATZENAUER, C. L. B. Fonologia, Fonologias. S. Paulo: Contexto.

ULRICH, C. W.; SCHWINDT, L. C. (2016) Os diferentes tipos de palavra: investigação acerca da intuição dos falantes do português brasileiro. Cadernos do IL, UFRGS, n. 52, p. 531-548.

SILVEIRA, L. M.; SCHWINDT, L. C. (2016) Alternância do uso de -ção e -mento em nominalizações no português do sul do Brasil. ReVEL, edição especial, n. 13.

SCHWINDT, L. C. (2016) Sobre a preservação de expoentes morfológicos na fonologia variável do português brasileiro. Domínios da Lingu@gem. v. 10, n.2. Uberlândia: Editora da Universidade Federal de Uberlândia. p. 449-465.

SCHWINDT, L. C.; WETZELS, L. (2016) The morphology and phonology of inflection. In: COSTA, J.; MENUZZI, S. M.; WETZELS, L. Handbbook of Portuguese Linguistics. Wiley-Blackwell.

SCHWINDT, L. C. (2015) Um output, dois processos. Revista da ABRALIN, v. 14, n. 1, p. 554-570.

SCHWINDT, L. C. (2014) O acesso à morfologia por processos fonológicos variáveis e a arquitetura da gramática. Cadernos de Estudos Linguísticos (UNICAMP), v. 56, p. 23-43.

SCHWINDT, L. C. (2014) Prosodic Word and Morphological Derivation in Brazilian Portuguese. Supplemental Proceedings Phonology 2013 (extended abstract). Linguistic Society of America.

SCHWINDT, L. C. (2014) Morfologia. In: SCHWINDT, L. C. (Org.). Manual de Linguística: Fonologia, Morfologia e Sintaxe. 1ed.Rio de Janeiro: Vozes, v. 1, p. 109-154.

SCHWINDT, L. C. (2014) Redução de ditongos nasais em fim de palavra. In: BISOL, L.; BATTISTI, E. O português falado no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: EDIPUCRS, p. 65-78.

SCHWINDT, L. C. (2013) Palavra fonológica e derivação em português brasileiro: considerações para a arquitetura da gramática. In: Leda Bisol; Gisela Collischonn. (Org.) Fonologia: teorias e perspectivas. 1 ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, p. 15-28.

SCHWINDT, L. C. (2013) Neutralização da vogal pretônica e formação de palavras em português brasileiro. Organon (UFRGS), v. 28, p. 1-19.

SILVA, I. T.; SCHWINDT, L. C. (2013) O uso do particípio no português do sul do Brasil. Letrônica, v. 6, n. 1, Porto Alegre: PUCRS, p. 228-247.

SCHWINDT, L. C. (2012) Condicionamento morfológico em fenômenos fonológicos variáveis do PB. Letras & Letras, Universidade Federal de Uberlândia, v. 28, p.115-127.

SCHWINDT, L. C.; BOPP DA SILVA, T.; QUADROS, E. S. ( 2012) O papel da morfologia na redução danasalidade em ditongos átonos finais no português do sul do Brasil. In: LEE, S-H. (ed.) Vogais além de Belo Horizonte, UFMG. Available in: http://www.letras.ufmg.br/site/e-livros/VogaisalemdeBh2012.pdf.

COLLISCHONN, G.; SCHWINDT (2012) Percurso e avanços da Teoria da Otimidade. In: Rosane de Andrade Berlinck; Marlize Mattos Dall'Aglio Hattnher; Patrícia Ormastroni Iagallo. (Org.). Estudos Linguísticos: níveis de análise (Série Trilhas Linguísticas). 1 ed. Araraquara / SP: Cultura Acadêmica, v. 1, p. 9-32.

SCHWINDT, L. C. (2011) Zeros na morfologia nominal portuguesa à luz da Optimal Interleaving Theory. Revista Virtual de Estudos da Linguagem, v. 9, p. 264-276.

SCHWINDT, L. C. (2010). Morfologia. In: BISOL, L.; SCHWINDT, L. C. Teoria da Otimidade: Fonologia. Campinas: Pontes. p. 207-227.

SCHWINDT, L. C.; QUADROS, E. S. (2009) A harmonia vocálica verbal no léxico dicionarizado do PB. Letrônica, v. 2, p. 58-70, Porto Alegre: PUCRS.

SCHWINDT, L. C.; BOPP DA SILVA, T. (2009) Panorama da redução da nasalidade em ditongos átonos finais no português do sul do Brasil. In: Leda Bisol; Gisela Collischonn (eds.). Português do Brasil: variação fonológica. 1 ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, v. 1, p. 13-33.

SCHWINDT, L. C. (2008) Revisitando o estatuto prosódico e morfológico de palavras prefixadas do PB em uma perspectiva de restrições. Alfa (ILCSE/UNESP), v. 52(2), p. 391-404.

SCHWINDT, L. C. (2008) Allomorphy in the Brazilian Portuguese verbal vowel system: an exercise in OT-CC. In: BISOL, L.; BRESCANCINI, C.(eds.). Contemporary Phonology in Brazil. 1 ed. Cambridge: Cambridge Scholars Publishing, v. 1, p. 164-176.

SCHWINDT, L. C. (2007) Paradigmatic Correspondences in the Brazilian Portuguese Verbal Vowel System. Acta Linguistica Hungarica, v. 54, p. 35-50.

SCHWINDT, L. C. (2006) A relação entre morfologia e fonologia na história dos estudos linguísticos. In: MARTINS, E. S.; CANO, W. M.; MORAES FILHO, W. B. (eds.). Léxico e morfofonologia: perspectivas e análises. Uberlândia: EDUFU. Série Linguística in Focus 4. p. 303-324.

SCHWINDT, L. C. (2005) Teoria da Otimidade e Fonologia. In: Bisol, Leda. (eds.). Introdução a estudos de fonologia do português brasileiro. 4 ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, pp. 257-279.

COLLISCHONN, G.; SCHWINDT, L. C. (2005) Considerações sobre a sequência /sC/ inicial em português brasileiro. Lingua(gem). v. 2, n. 2. Macapá. p. 249-266.

SCHWINDT, L. C.; COLLISCHONN, G. (2004) Harmonia vocálica no sistema verbal do português do sul do Brasil. ORGANON – Revista do Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. v. 18, n. 36. p. 73-81.

SCHWINDT, L. C. (2004) Produtividade, transparência e estatuto prosódico de prefixos em português brasileiro e espanhol peninsular. ORGANON – Revista do Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. v. 18, n. 36. p. 131-137.

SCHWINDT, L. C. (2002) A regra variável de harmonização vocálica no RS. In: Leda Bisol; Claudia Brescancini. (eds.). Fonologia e variação: recortes do português brasileiro. Porto Alegre: EDIPUCRS, v. , p. 161-182.

SCHWINDT, L. C. (2001) O prefixo no portugês brasileiro: análise prosódica e lexical. DELTA - Revista de Documentação de Estudos em Lingüística Teórica e Aplicada, São Paulo, v. 17, n. 2, p. 175-207.

SCHWINDT, L. C. (2000) O prefixo no português brasileiro: análise morfofonológica. Doctoral dissertation. Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

SCHWINDT, L. C. (1997) A harmonia vocálica em dialetos do sul do país: uma análise variacionista. Graphos (João Pessoa), João Pessoa, v. 2, n.1, p. 55-65.

SCHWINDT, L. C. (1996) A teoria da variação e o suposto caos da língua falada. Canoas: Editora La Salle, v. 1, n.2, p. 77-87.

SCHWINDT, L. C. (1995) A harmonia vocálica em dialetos do sul do país: uma análise variacionista. Master's dissertation. Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.