NERUEGA

 
 

 À VENDA NA AMAZON EM KINDLE FORMAT

         

MENÇÃO HONROSA - PRÊMIO LITERÁRIO CIDADE DO RECIFE-2003 



 
 

 

   

 
   
    
 
                  
 

   
 
 
                        
 
 
 
"Você é um excelente contador de histórias. Um romancista de primeira linha. Um dos melhores desta geração. Pode crer: conheço um escritor pela simples leitura de um capítulo. Aliás, eu nem conseguiria ler tudo, se não gostasse. Neruega lê-se com agrado e interesse do começo ao fim. É um livro bem urdido. Está bem escrito. E, além disso,tem vida, tem verdade. Valoriza-o o ambiente em que a história transcorre. Você resgata um mundo desconhecido da maioria dos leitores. Um Brasil a que poucos brasileiros têm acesso.”

  Maria de Lourdes Hortas - Escritora e poeta.

 

 

"O livro é espetacular, necessário, invejável. E é isso por muitas coisas, dentre elas, pelo fato de revelar uma dimensão da realidade mal conhecida e mal interpretada: o garimpo; por mostrar a existência de um povo que está em constante movimento no espaço, como se constituindo uma nação móvel que tem por combustível “a busca do infinito”, mas levando em consideração apenas o aqui e agora: os garimpeiros; por compor e recompor a dinâmica das relações sociais a partir da costura de detalhes mínimos da vida, expressões corriqueiras, atinadas filosóficas brotadas da vivência dura do povo, trejeitos... Louvável a construção e estruturação das personagens, dos ambientes e por fim, São Rafael é mesmo uma cidade fantástica."


Esmeraldo Lopes - Escritor e Sociólogo.

 

  

Terminei a leitura do seu livro, e já estou lamentando. E muito. Lamentando por ter chegado ao fim. Porque eu queria continuar lendo mais e mais este extraordinário romance de um enredo robusto, forte, que nos prende a atenção do começo ao fim. O que posso dizer? Que palavras para definir a emoção que nos empolga totalmente à medida que avançamos e nos aprofundamos nesse cenário de personagens tão marcantes que tem como pano de fundo o garimpo e o sertão? Garimpo e sertão que você conhece tão bem, e que são retratados, ora na rudeza e violência desse ambiente de cobiça e ambição desenfreada, ora na aridez e crueza desses rincões sertanejos de serras e caminhos onde florescem a jurema e a umburana. Caminhos tantas vezes trilhados pelos renegados da sorte e da justiça como essas meninas que, por um prato de comida, são exploradas e vendem seus corpos de adolescentes nessas estradas poeirentas de terras esquecidas. Ou desses homens aventureiros que, ofuscados pelo brilho mágico das esmeraldas, partem para uma busca desenfreada e perigosa dos veios subterrâneos na ilusão da riqueza e do poder.

Que maravilha esse seu livro! O seu talento de escritor nos faz mergulhar em sua narrativa e eis que, ao nos darmos conta, estamos ali, presentes, no Trecho do garimpo do Riacho da Areia, nas ruas de São Rafael, na barbearia do seu Nestor Pena, no Circo Mexicano, na Casa de Mulher Sozinha, na igreja do Padre Alonso, no leilão da Lua e do Sol, não apenas como leitores mas como verdadeiros espectadores de todas essas cenas que você nos narra. E quase que conversamos com todos esses personagens cujos destinos se entrelaçam ao final de encontros e desencontros de vidas temperadas pelo sofrimento e desilusões.

 

 Luiz Tasso de Brito Dantas

 Economista