Um projeto em construção

Ler Tito 1:1-5 

Quando escutamos os candidatos politicos fazendo seus discursos, explicando seus planos e projetos, temos a impressão de que, si são eleitos, todas as necessidades da nação serão supridas. Sabemos muito bem que não será assim porque dizem o que dizem só para que votemos neles. Em sua maioria os politicos não tem nenhuma intenção de resolver os problemas do país. Não obstante, repetem suas promessas tantas vezes que começamos a confiar que essa vez cumprirão.

Me lembro que, nos Estados Unidos onde moro,  desde antes da administração do presidente Reagan já se falava em reforma do Seguro Social, para proporcionar atenção médica e hospitalar a todos. Até hoje nada foi feito. Assim mesmo, os candidatos a presidencia continuam falando do assunto como se fosse algo novo.

Winston Churchill, conhecido estadista britânico do passado, disse: “Um politico é como um meteorólogo, no sentido que necessita ser suficientemente sabio para predizer o futuro, e suficientemente corajoso para explicar porque não foi assim”. Tanto no país como na igleja sempre haverão obras para terminar, problemas a resolver. Porque somos um projeto em construção.

Na igreja sempre temos projetos em construção. Há problemas antigos que temos que examinar de vez em quando, como as finanças e a assistencia aos cultos. Há problemas novos, como a falta de participação dos membros porque tanto o marido como a esposa trabalham fora do lar e outros de nossa época. A igreja é um organismo vivo, composto de sêres humanos, e portanto sempre será un projeto en construção. Só terminaremos ao morrer ou ao voltar Cristo.

A igreja em obras
Paulo deixou Tito na ilha de Creta para que, entre outras coisas, “…que resolvessae os problemas existentes” (1:5 Biblia na Linguagem Simples.) Sempre pensei que o livro de Tito fosse só um livro onde tiramos informações das características dos presbíteros e diaconos. Mas para Tito, os presbiteros  foram as “ferramentas” que necessitava para resolver alguns problemas e terminar alguns projetos da igreja. Ter presbiteros na igreja não era, como quem diz, só uma boa idea.

O apóstolo Paulo enviou Timoteo a Efeso pelo mesmo motivo: porque haviam problemas para serem resolvidos e obras que terminar. A igreja de Efeso tinha problemas serios, tão serios que até chegaram a afetar a saúde de Timoteo. Paulo lhe recomenda que compartilhe a liderança da igreja com homens responsaveis e competentes para poder parar os ataques dos falsos cristianos de origem judaica. Pode se que o problema existisse porque alguns membros não estavam recebendo  atenção adequada para crescer e crer que a Lei de Moisés era uma coisa do passado, e que Cristo a tinha pregado na cruz (Col. 2:14)

Não necessitamos procurar muito para encontrar coisas inacabadas que estejam para terminar na nossa igreja. Desde que temos membros entrando e saindo, visitantes que vem ou para adorar o porque necessitan algo de nós, sempre haverão necesisdades que suprir e problemas para resolver. Gosto de ver em nossa congregação os presbíteros durante o periodo entre escola dominical e culto, abraçando os membros, pondo-se a par das necessidades tanto de cristãos como de visitantes. Isso é só o que vemos, porque durante a semana há  muitas coisas que fazem nossos líderes sem que sabemos.
 

Que não nos causem problemas!
Os que dirigem uma igreja querem que seus membros façam três coisas:
•    que assistan aos cultos
•    que contribuiam com dinheiro
•    que não lhes causem problemas

Porém, é imposivel evitar problemas. Como somos seres humanos defeituosos, a qualquer lugar que vamos com nossos defeitos, esses defeitos causam problemas na comunhão entre os irmãos.

Os que não querem problemas deveriam trabalhar no cemiterio. O cemiterio é um lugar onde não há problemas, mas tampouco há vida. Sabemos que onde há vida, há problemas.

Não se deve ignorar os problemas
Há um grande número de líderes de igrejas que não lhes  importa em nada os problemas e as dificuldades dos membros. Quando há um membro doente ou nume crise financeira ou qualquer outro problema proprio de um ser humano, o suposto líder espiritual “passa ao longe”, fingindo que não vê.

Na parábola do bom samaritano encontramos a mesma situação. Existe a gravidade do homem jogado no chão, depois de ser atacado e robado. Várias pessoas, inclusive um sacerdote e alguns levitas, que eram os líderes espirituales da época, passaram mas fingiram não ver. Nenhum teve tempo nem vontade de auxiliar ao pobre viajante que sangrava no chão. Ninguém lhe teve compaixão. Logo passou um samaritano, que na época era como grupo rival aos judíos, e lhe presta ajuda até ao ponto de pagar-lhe os curativos (Ver o relato em Mateus 12:25-37)

El líder, al fijarse que hay problemas en la congregación, debe hacerse esta pregunta: ¿En mi lugar, que haría Cristo? ¿Será que el Señor pasaría de largo, fingiendo no ver al necesitado, o lo atendería? Luego hacer lo que Cristo haría.

Da mesma maneira, quando é necessario exortar um membro da igreja que está vivendo no pecado, não lhe podemos ignorar. Nossa missão é preparar-nos para ir ao ceu e preparar também aos demais para ir conosco. Ignorar os problemas, esperando que se resolvam com o tempo, não é ser un líder cristiano que quer imitar a Cristo. Se não sabemos como confrontar, podemos pedir a ajuda de irmãos experientes ou pedir a Deus que nos dê sabedoria.

Cargas para levar
A realidade é que não necessitamos ser presbiteros para ajudar a suprir as necessidades da igreja. Disse Paulo: “Levem as cargas uns dos outros e assm cumprirão a lei de Cristo” (Gal. 6:2). Ese mandamento é para todos os cristianos e não só para os presbiteros ou líderes. Ao levar a carga de outro irmão, alem de ajudar-lhe, nossa carga se torna mais leve. Se cada um se encarregasse de levar a carga de outro irmão, todos seríamos mais leves e poderíamos seguir nossa jornada com mais determinação sabendo que não estamos lutando sozinhos. Alem de ter o Espíritu Santo que nos auxilia, teríamos nosso irmão carregando parte de nossa cruz.

Existe um proverbio chinês que diz así: “Se voce quiser ser feliz por uma hora, coma uma boa refeição. Se voce quiser ser feliz por um día, então vá pescar. Se você quiser ser feliz por uma semana, consiga emprego. Si você quiser ser feliz por um mes, que se case. Se voce quiser ser feliz por um ano, herde uma fortuna. Se voce quiser ser feliz para toda a vida, começa a servir ao povo.”. Nosso mestre deixou-nos um grande exemplo de serviço não perdendo nenhuma oportunidade de servir a todos que encontrava. Não há satisfação maior que servir, principalmente a aqueles que não nos possam pagar ou reciprocar o serviço que lhes prestamos. Sabemos que nossa recompensa virá de Cristo.

Há muito gozo em servir -- algo que é diferente de tudo o mais que possamos fazer. Cristo disse que não veio para ser servido, mas para servir. Uma persona que sirviu a muchos necessitados disse: “Se não podes alimentar todo o mundo, pelo menos alimente uma pessoa”. Assim haverá uma pessoa faminta a menos no mundo.

Qué acontecería se começassemos a servir uns aos outros? Isso eliminaría todas as necesidades das pessoas da nossa igreja. Podemos garantir que não tardaría até que toda a comunidade estaría batendo nas portas de nosso templo querendo entrar. Não teriamos que fazer publicidade ou promoção da igreja, nem dos estudos ou pregações, nem mesmo dos seminarios. Com o serviço aos membros e vizinhos sería o suficiente para que todos estivessem ao par de nuestro amor cristiano. Alguém disse que a melhor definição de evangelismo é esta: Um pedinte dizendo ao outro: “Eu sei onde há pão”.

As cartas de Paulo                                                                                                                    Todas as cartas de Paulo foram dirigidas a igrejas com problemas para resolver e obras para terminar. As vezes cremos que só em nossa congregação há problemas para resolver e projetos para terminar. Não é assim:

•    Roma: Paulo exorta os cristãos a manter sua fé, escrevendo-lhes estas palavras: “O justo vivirá por fé” (1:16-17. Os romanos carecían de fé. E a nós tambem. Roma era para Paulo um lugar donde podería comunicar o evangelho ao resto da Europa. Seu anhelar era ir a Roma e de lá ir a España.

•     Corinto: Manter a igreja unida, acabar com as divisões que existíam entre os corintios. Escreve Paulo: “Uns dizem: Eu sou de Paulo, outros, eu sou de Apolos, ainda outros, eu sou de Pedro. Está Cristo dividido?” (1 Cor. 1:12). A resposta é obvia: Claro que não”. Também tinham que ser mais pacientes com os novos cristãos, lembrando-se de que outrora eles também foram pecadores. “Porém, foram lavados, santificados e justificados” (6:11)

•    Galacia: Justificados pela fé e não pela lei de Moisés (2:16). Que rápido tinham-se esquecido tanto os ensinos como o proprio Cristo e seu sacrificio na cruz. Havia nas igrejas inimigos da cruz de Cristo influenciando aos demais a seguir a lei em vez de viver na dispensação da gracia.
•    Efeso: Quando Paulo lhes escreveu, Efeso era uma igreja forte. Porém, quando João descreve as igrejas da Asia Menor, que los efesios tinham “perdido seu primero amor” (Apoc. 2:4)
•    Filipos: La iglesia do gozo aparente. Se assim fosse el autor de la epístola no hubiera escrito a que fuesen más gozosos, repitiendo el vocablo “gozo” unas quince veces.
•    Coloso: Había que cuidar las filosofías y otros estorbos que estaban presentes en la membresía.

Conclusión:
Acres de diamantes: esta es la historia de un agricultor que vivía na África. Quando soube que numa terra distante estavam encontrando muitos diamantes. Sem hesitar, vendeu suas terras, deixou sua familia com uns vizinhos e saiu em procura dos diamantes. Depois de ter procurado os diamantes por toda parte e sem encontrar nada, num momento de profundo desespero, se atirou num rio e dalí nunca mais saiu. Enquanto isso, em suas antigas terras, o novo dono, ao dar de beber a seus camelos, encontrou uma pedra que lhe chamou a atenção e levou-a a sua casa para usa-la como adorno. Um dia, lhes visitou um sacerdote que foi atraido pela pedra que estava na sala. Imediatamente perguntou ao agricultor: “Voce sabe o que é isto?” Al que el agricultor lhe respondeu: “São pedras sem valor; minhas terras estão cheias delas”. O sacerdote sorriu e disse-lhe: “Não. Estas pedras tem muito valor: são diamantes em bruto”.

A ironia da historia no fato de que o primeiro agricultor vendeu tudo para ir a uma terra distante em busca de diamantes, enquanto que em suas terras continha acres de diamantes. Pena que ele não conhecia como era um diamante em bruto. A única coisa que tinha que fazer era olhar ao seu redor e encontraria acres de diamantes. A pergunta que devemos fazer é esta: Há diamantes em bruto em nossa congregação? Há diamantes que precisam ser cortados e polidos para que sejam preciosos? No é necessario procurar em outro lugar. Se conhecemos um membro com potencial para servir, que com um pouco de conhecimiento e motivação seria um grande servo, então mãos a obra. Assim estaremos resolvendo os problemas da congregação ao meso tempo que teremos mais um projeto em construção. 

(Para voltar ao site "Sermões e Seminarios", favor cliquear aqui: www.luisseckler.blogspot.com